Translator

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

CABO VERDE: "...SERVIU PARA PASSOS PASSEAR SEM GORILAS."

A embaixada inútil

por 
BAPTISTA BASTOS 
Hoje
De viagem por Cabo Verde, aonde foi com uma luzida corte de parceiros de Governo, o dr. Passos Coelho passeou, durante quinze minutos, pelas ruas do Mindelo. 
.
Conversou animadamente com a população, afagou uns meninos e ficou todo contente quando uma miúda, a uma pergunta sua, disse-lhe o nome. Pedro, é isso mesmo. Rejubilou. Foi quando um jornalista, candidamente, o interrogou sobre há quanto tempo não fazia o mesmo em Portugal. Momento embaraçoso por um lado, e patético por outro. 
.
O pobre Passos, sem pudor nem escrúpulo por atropelar a verdade, retorquiu: mas eu ando sempre na rua, com uns e com outros. Uns e outros devem ser os batalhões de guarda-costas, que o seguem diligentes e, amiúde, particularmente agressivos.
.
O homem não tem emenda e, além de estar a milhas para servir de exemplo a coisa alguma, é o responsável do nosso infortúnio. Foi a Cabo Verde em negócios, como vai sendo comum. 
.
Aquele país, povoado por gente admirável, é um alfobre de cultura, que produziu gente como Baltazar Lopes, Ovídio Martins, Arnaldo França, Corsino Fortes, Manuel Lopes, ou o Manuel Ferreira, de Hora di Bai, e desse extraordinário Voz de Prisão. 
.
Uma terra que tem gerado grandes músicos e grandes cantores - não mereceu, nesse aspecto, aos nossos governantes, uma atenção especial e devida. É pena. Os laços culturais entre os dois povos estabeleceram-se numa relação de que o Brasil foi intermediário. 
.
O movimento "claridoso", reunido em torno da revista Claridade, reencarnou-se nas experiências de Jorge Amado e de Graciliano Ramos, mas, também, no neo--realismo português. Nomes como Mário Dionísio, Joaquim Namorado, Redol, Manuel da Fonseca e Carlos de Oliveira eram, e são, conhecidos no mundo cultural caboverdeano.
.
Creio que Pedro Passos Coelho transporta, neste capítulo, uma ignorância comovente. E se, com o vistoso grupo de companheiros de Governo, tivesse levado na viagem dois ou três escritores, dois ou três músicos, a campanha teria outro luzimento e objectivos mais sólidos.
.
Infelizmente, porém, o primeiro--ministro é mais propenso aos números do que aos enfados do conhecimento geral. De contrário, saberia que a identidade social, moral, ética e estética de Cabo Verde tem mais a ver com a consistência cultural do que com a incerteza e a fluidez da economia. 
.
Houve políticos portugueses, como Soares ou Sampaio, que entenderam as diferenças fundamentais. Mas o triste advento do dr. Cavaco alterou o fio condutor dessa experiência. Uma interrupção de dez anos, que correspondem à década durante a qual o algarvio foi primeiro-ministro foi, demonstradamente, calamitosa. 
.
E nem Guterres nem Durão Barroso, homens medianamente lidos, colmataram o vazio pesaroso e dramático. Esta memória para dizer que a embaixada a Cabo Verde foi supérflua, e apenas serviu para Passos passear sem gorilas.

As capas dos jornais e as principais notícias de Quarta-feira, 5 de Dezembro de 2012.


Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Bispo obriga padre a tirar bens de casa
Belém: Cavaco reúne banqueiros
GNR: Questionário é “crime”
Borges: "Estado não é bom gestor"
Carta: FESAP desafia deputados
Gomes da Silva: Suspenso 11 meses
Lisboa: Furto de cobre

Capa do Público Público

Google alarga a Portugal tecnologia de busca mais inteligente
Estado de saúde de Oscar Niemeyer agrava-se
Madeira mantém financiamento milionário aos partidos com representação parlamentar
Soflusa diz que adesão no primeiro dia de greve ficou nos 50%
Tribunal absolve accionista do BCP que acusou banco de "enganar o povo"
Sorteio do Euromilhões
Presidente da RTP elogia Nuno Santos, mas atribui-lhe todas as culpas

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

A embaixada inútil
Maternidade Alfredo da Costa
Oposição preocupada com irregularidades detetadas pelo Tribunal de Contas em obras da Câmara
Detetadas irregularidades em obras público-privadas
Independente Orlando Cruz anuncia candidatura no Porto
Primeiro prémio com 'jackpot' de 54 milhões na sexta-feira
Combinação vencedora do Euromilhões

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

"Não há intenção de proceder a uma limpeza na RTP"
Comissão de Trabalhadores da RTP diz que caso prejudica democracia
Cientista luso obtem bolsa de dois milhões de euros
Conheça as candidatas a Miss Universo
Novo presidente da Federação Académica do Porto contra execução fiscal de propinas
PEGASEMP: Matar tumores à fome
Mourinho insinua que a Bola de Ouro já está atribuída

Capa do i i

António Borges defende que “serviço público está mais ligado ao canal generalista”
Estado de saúde de Oscar Niemeyer agrava-se
Fundadores do BCP e BPI criticam possível privatização da CGD
Hugh Hefner casa com terceira “palymate” em Janeiro
Brad Pitt e Angelina Jolie vão subir ao altar
RTP. Presidente diz que é "inequívoco" que Nuno Santos acompanhou processo de visionamento
RTP. "Não há intenção de proceder a uma limpeza na RTP", diz Alberto da Ponte

Capa do Diário Económico Diário Económico

Portugal desce uma posição no índice global da corrupção
Flique-flaque no sarau de Bruxelas
A legalidade da greve dos portos e o Governo
Governo fixa mais uma hora nos serviços mínimos dos portos
Jerónimo poupa 6% nas comissões do multibanco
Restrição à circulação em Lisboa pode abranger todos os carros
Autoeuropa antecipa 50%do prémio anual para beneficiar trabalhadores

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

No ranking da corrupção, Cabo Verde já só está a três pontos de Portugal
Portugal cai um lugar e é 33.º no ranking de percepção da corrupção
Ricardo da Palma Borges: "Este é o novo imposto mais estúpido do mundo"
O desespero de Soares é bom sinal
"Harvard Trends ? Tendências de Gestão 2013"
Natália Nunes: "Na maioria dos casos os créditos ainda estão a ser cumpridos"
Maioria dos trabalhadores vai ter aumento salarial fictício

Capa do Oje Oje

Alemanha prevê produzir mais veículos em 2013
Baxter paga 3 mil milhões pela Gambro
Alibaba gera vendas de 123 mil milhões
ManpowerGroup Solutions instala-se na Torre Ocidente
Restelo Business Center concluído
António Sampaio de Mattos: “Neste momento, o mercado não suporta novos investimentos"
Lisboa é a 19.ª cidade europeia mais atrativa para os retalhistas

Capa do Destak Destak

Pelo menos 115 mortos devido à passagem do tufão "Bopha" nas Filipinas - novo balanço
Incêndio em fábrica têxtil provocou 14 mortos no sul da China
Preços do petróleo com aumento moderado na Ásia, penalizado pelo impasse no orçamento dos EUA
Portugal em 33º no Índice da Corrupção, lugar desastroso a nível europeu - Paulo Morais
Hugo Chávez nomeia novos embaixadores para representar a Venezuela na Europa, África e Caraíbas
Hugo Chávez aprovou "incentivo" económico para venezuelanos afetados pelo mau tempo
Pelo menos sete mortos em operação militar contra maior narcotraficante das FARC -- imprensa

Capa do A Bola A Bola

Presidente do Inter abre porta de saída a Sneijder
Valdinho rescinde contrato e pode ir jogar para o Chipre
Espanhóis do Lugo querem levar Ramazzotti
Mário Wilson foi operado
Fernando lesionou-se em Paris
Godinho Lopes intensifica contactos por investidor
Mourinho ordenou que braçadeira de capitão fosse entregue a Pepe

Capa do Record Record

Amoreirinha: «Estava a cumprir mas deixei de jogar»
Hulk em rota de colisão com Spalletti
Sérgio Conceição muito limitado
Heat caem com estrondo em Washington
Defendi falha Olhanense
Benítez: «Não é preciso milagre»
Última oportunidade de chamar atenções

Capa do O Jogo O Jogo

FC Porto vence em Guimarães
Novos recordes de CR7
Dragões perdem no Parque dos Príncipes
"Já se sabe quem ganhou a Bola de Ouro"
Hulk zangou-se com Spalletti
Otamendi: "Deixámos boa imagem"
Os possíveis adversários dos dragões

SPECIAL REPORT

Posted Image
A red-shirt supporter holds up a banner
 
Stewardess saga demonstrates dangers of posting
Kornchanok Raksaseri
The Natio




BANGKOK: -- Many people might think they are in their personal space when they post a picture or message on a social media page or account as a way to express their opinions.

But many cases have shown that once the message or picture is posted, it can spread and start an unexpected drama - even a witch-hunt.

A flight attendant of Hong Kong-based Cathay Pacific lost her job this week after she posted a picture last week of a passenger list with all the names blocked out but one - that of Paetongtarn Shinawatra, daughter of former premier Thaksin - with an accompanying message saying she would have liked to have poured a hot drink on the passenger.

Deputy Interior Minister Pracha Prasopdee, a red-shirt leader, earlier put pressure on the airline, saying he would lead a group of protesters to submit a letter at its office in Bangkok. The airline acted quickly, on Monday announcing that the stewardess had violated the company's regulation on passengers' privacy and was "no longer its employee".

The same night, an airhostess posted a message saying she had decided to resign to take responsibility for violating the company's rules and damaging its image. She asserted that a society could be peaceful if everyone respects the law.

The message was removed later and she has changed the page's privacy setting.

No matter what was actually behind the stewardess's resignation, online and offline, the airline faced a dilemma. It has been attacked by anti-Thaksin groups as not respecting a person's right of expression and forcing the woman out of a job.

Many people have asked whether the outcome would have been the same if the passenger was not Thaksin's daughter.

This case was compared to the case of reality show personality Mark V11 of True Academy Fantasia, a few months after the political turmoil in 2010. The boy posted a message attacking then prime minister Abhisit Vejjajiva and allegedly posting messages offensive to the monarchy.

The anger against him went viral. He later apologised and quit the television programme.

Earlier in the same year, a logistics company employee was discharged after allegedly posting a lese majeste message on her Facebook page.

Another victim of a social media witch-hunt was a student whose pen name is Kanthoop. At the age of 17, in 2010, she was rejected during the process of applying to Silapakorn University, on grounds that she had a personality problem after information of her views on Thai politics and the monarchy flooded the faculty. She also dropped out of an interview to enter Kasetsart University when a group of people threatened to rally on the day.

Last year she was accepted to Thammasat University.

Last year, Channel 7 reporter Somchit Nawakruasunthorn sued a red-shirt leader in Phetchburi for starting an e-mail thread featuring her picture telling red shirts to remember her face and "Please serve her right," shortly after Prime Minister Yingluck Shinawatra took her post.

Somchit said the court would decide tomorrow whether to accept her case.

As long as political divisions remain, however, it seems clear that people will continue to use social media to express their views.


 
The Nation 2012-12-05


HISTÓRICO - MORTE DE SÁ CARNEIRO



Clique na imagem e ouça

Especiais
O autor do livro “Camarate - Sá Carneiro e as Armas para o Irão” lança pistas sobre ligações entre o caso e um negócio de venda de armas que nunca foi investigado.

"....ACTO DE GUERRA CONTRA OS POBRES..."




O Orçamento de 2013 é mentira. Mas, pior do que ser mentira, é um orçamento de ataque ao povo português. É um orçamento de guerra. Não por ter sido imposto por uma situação de guerra, mas porque é um acto de guerra contra os pobres e a classe média, contra a democracia e a liberdade (de que liberdade goza um desempregado?). É um acto de revanchismo serôdio contra o 25 de Abril. Mais do que um confisco de salários e pensões é um confisco de direitos. É um confisco de democracia. É um acto de guerra civil.
José Vítor Malheiros, Público

HÁ ABUNDÂNCIA DE HOSPITAIS EM PORTUGAL!

Pronto está dito! Encerram-se hospitais e floresce a indústria cangalheira!
 -
Paula Rebelo/Manuel


Ministro da Saúde afirmou em Matosinhos que há hospitais a mais

Salselas/Marcelo Sá Carvalho
O Ministro da Saúde garante que o encerramento da Maternidade Alfredo da Costa está em curso, mas não avança com uma data concreta, para fechar as portas. Paulo Macedo diz que a maternidade não é caso único e que vão ser feitas mais fusões e encerramentos de serviços hospitalares. Em Matosinhos, o ministro reforçou a ideia de que há unidades excedentárias na saúde

NADA CONSPIRATÓRIO NA RTP.

.
Pronto uma pedra no assunto... O Alberto é um super-director...!!! Alberto é nem mais tão-pouco menos que um produto do Miguel Relvas e se sair da linha acontece-lhe ( pontapé no cu), o mesmo que ao Guilherme Costa e ao Nuno Santos...!!!

"Não há conspiração" no caso das imagens visionadas pela PSP, garante presidente da RTP



Rui Mendes
O presidente do Conselho de Administração da RTP, Alberto da Ponte, garantiu hoje que não sofreu qualquer influência no caso das imagens visionadas pela PSP na sede da empresa. "Em nenhuma circunstância tive qualquer influência ou telefonema para agir de que maneira fosse", garantiu Alberto da Ponte.

KAOS:A Serpente Gaspar


Hoje de manhã já ouvi alguém falar da necessidade de mudar a lei da greve para evitar abusos e outros a dizer que se os estivadores continuarem com a sua luta pode começar a haver despedimentos. A casca do ovo está a partir-se e o monstro da tirania já mostra a sua face. Agir já antes que seja tarde é essencial.

E ASSIM O PAULINHO VAI APONTAR O DEDO NO NARIZ À DONA HILLARY...!!!



"Paulinho Rei morto Rei posto.... A China deseja possuir as Lages e..... deves bater o pé à Dona Hillary Clinton ou os américas ficam ou largam a base. Demais a mais tu Paulinho já és homem da China e grandes bocas mandaste por lá de quando pela tua passagem, há uns meses durante 8 dias, a venderes Portugal. És o maior Paulinho!"


Paulo Portas pretende abordar questão das Lajes com os EUA


Rui Mendes
O ministro dos Negócios Estrangeiros português disse hoje aos jornalistas que pretende abordar a questão da Base das Lajes com a secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, em Bruxelas.

HOJE 5 DE DEZEMBRO SUA MAJESTADE O REI DA TAILÂNDIA FAZ 85 ANOS DE VIDA - VIVA O REI!

.

Neste Reino da Tailândia já eu vivo há 35 anos anos na paz plena sob a bênção de Sua Majestade o Rei Bhumibol Adulyadej.
.

Dia muito especial para o Povo Tailândês e para mim, também, que insiro, abaixo, parte daquilo que tenho escrito, desde há vários anos, em cima de membros da Casa Real Tailandesa. 

.

O meu propósito foi o de servir, modestamente, duas Nações amigas desde há 501 anos Portugal e aTailândia. - José Martins

Favor de clicar nas imagens para ler os textos e ver fotografias sobre a vida de Sua Majestade. Trabalho de minha autoria elaborado há anos.














DEMOCRACIA EPISTOLAR

Don Corleone makes friends
Precisa-se, urgentemente, um Don Corleone para colocar na linha uns "gajos" do PSD/CDS e PS.
 .
Clique em baixo e apreciar as acções do Don Corleone




Assim vai a nossa Democracia.

70 pardacentas “personalidades”, todas saídas da área do PS e de partidos e movimentos sociais à sua esquerda, subscreveram um documento, uma “carta ao primeiro-ministro”, como lhe chamaram, pedindo a demissão de Pedro Passos Coelho e de um governo que dispõe de uma maioria absoluta saída de eleições democráticas ocorridas nem há dois anos. 
O motivo do pedido de demissão é que este grupo defende políticas diferentes das que o governo está a seguir e pretende que ele se demita ou seja demitido pelo Presidente da República, se não alterar o sentido da governação conforme as suas pretensões.
O acontecimento seria uma absoluta irrelevância política, caso nele não figurassem alguns políticos e deputados no activo, como Ferro Rodrigues, João Galamba, Inês de Medeiros, Pedro Delgado Alves e Pedro Nuno Santos, que assim demonstram o que pensam da democracia parlamentar. 

É que, caso não saibam ou se tenham esquecido, nos regimes democráticos é no parlamento eleito pelo povo que estes assuntos e debatem e discutem, e é nele que se formam e se desfazem as maiorias que dão ou tiram sustentabilidade aos governos. 

Que se saiba, ainda está por inventar a democracia epistolar, mas parece que a nossa triste esquerda acredita mais nela do que na democracia saída do voto popular.

E o Comentário mais marcante

1. António Maria
Posted 29 Novembro, 2012 at 13:28 | Permalink
No meio das 78 personalidades(?) não descobri um único que não vivesse à conta do Estado(nós).
Haja decoro.
No BLOG BLASFÉMIAS

VÔ VÔ MÁRIO SOARES AUGURA...!!!


Clique na imagem

Soares sugere a Passos que tenha "cuidado com o que lhe possa acontecer"


RTP
O antigo Presidente da República Mário Soares escreve hoje no Diário de Notícias um artigo de opinião muito crítico de Passos Coelho, avisando-o de "que corre grandes riscos" por ter "Portugal inteiro contra ele". "O povo não existe para o primeiro-ministro e para o seu Governo. Tenha, pois, cuidado com o que lhe possa acontecer", conclui o fundador do PS.

LEMBRANDO O 1 DE DEZEMBRO DE 1640




ONTEM A DEFENDER A TROIKA QUE NOS ROUBA A SOBERANIA, O GOVERNO E A MAIORIA QUE SÃO SÚBDITOS DA PRIMEIRA, E AGORA COM ESTA CONVERSA DE "REVOLUCIONÁRIO" DE PACOTILHA!!!! NÃO HÁ PACHORRA....

LEIAM BEM ESTA ALIMÁRIA DO CDS A ACUSAR A ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA!!
.
1 de Dezembro, José Ribeiro e Castro

Março 24, 2012
.
Este artigo não seria escrito se não tivesse havido 1º de Dezembro. Ou seria escrito em Castelhano. Não seria escrito neste jornal, que não existiria. Não haveria Língua Portuguesa como a conhecemos hoje – teríamos sido sujeitos a longa aculturação espanhola, somando mais 370 anos de usurpação aos 60 de domínio dos Filipes.
Não haveria a querela do Acordo Ortográfico, porque não haveria o Português, nem o problema da regulação do uso universal da nossa língua. Estaríamos hoje com os galegos, esbracejando pela cidadania linguística.
.
Não haveria Rui Reininho e a sua ‘Pronúncia do Norte’, nem Pedro Abrunhosa e o seu ‘Momento’ ou Jorge Palma e ‘Encosta-te a Mim’, o ‘Ó Gente da Minha Terra’ de Mariza, o ‘Fado Tropical’ de Chico Buarque. Fernando Pessoa não seria o que é, nem a Mensagem. Camões e ‘Os Lusíadas’ seriam talvez desconhecidos, literatura esquecida ou clandestina. Veríamos filmes dobrados – em Castelhano. O Fado não seria Património Imaterial da Humanidade. Não existiria sequer o fado, antes outra coisa qualquer de sonoridade espanhola.
Já não teríamos declarado o sobreiro árvore nacional. Não seríamos o maior produtor mundial de cortiça – seria Espanha. O nosso porco preto alentejano seria porco ibérico para toda a vida, sem apelo nem agravo. 
.
Teríamos centrais nucleares na bacia do Tejo e talvez na do Douro, não só do lado de lá, mas do lado de cá. Não haveria lado de cá e de lá. A política espanhola de transvases afectando os nossos rios estaria aí em pleno.
.
Não haveria D. João IV, nem D. João V e o seu Convento de Mafra, nem D. João VI e a originalidade fundadora da corte no Brasil. Não haveria o próprio Brasil – em lugar dessa criação do génio e do acaso português, teriam surgido outras coisas, fruto de colonizações retalhadas de holandeses, franceses, espanhóis e ex-portugueses falando espanhol.
.
Não haveria o samba e a bossa nova. Não haveria Angola, nem Moçambique. 
.
O espaço de Moçambique estaria repartido por países anglófonos e no de Angola seria outro retalho qualquer de colonizações holandesa, alemã, francófona, talvez espanhola. São Tomé e Príncipe estaria na Guiné Equatorial, como Fernando Pó e Ano Bom. A Guiné-Bissau moraria na francofonia, Cabo Verde provavelmente também. Não haveria a morna, nem a coladeira, talvez o zouk de Guadalupe e Martinica. Timor seria holandês e, portanto, indonésio.
.
Macau teria acabado, pouco depois de ser. Não teria havido a guerra do
Ultramar, porque não teria havido Ultramar. Não existiria a CPLP. Nem
haveria sequer o Fórum Ibero-Americano, antes qualquer coisa hispano-americana. Não haveria o navio-escola ‘Sagres’. O nosso mar português não seria.
.
Não teríamos o Eusébio. Não teríamos festejado o louco terceiro lugar do
Mundial de Inglaterra 1966, mas alguns teriam celebrado a Espanha campeã do Mundo na África do Sul 2010. O Benfica e o FC Porto provavelmente nunca teriam sido campeões europeus. A Académica nunca teria ganho a Taça de Portugal – não haveria Taça de Portugal. Com sorte, Benfica, Porto, Sporting, outro, poderiam ter ganho a Copa Generalíssimo ou a Taça do Rei.
Não haveria Cardeal Patriarca de Lisboa, título do século XVIII. Não haveria um só cardeal português no Consistório de Roma. Não existiria a Conferência Episcopal – os nossos bispos estariam na conferência espanhola.
.
Teria havido o terramoto de 1755, mas não o Marquês de Pombal, nem a baixa pombalina. As invasões francesas teriam sido uma passeata com cicerone espanhol. Não haveria a questão de Olivença – seríamos todos nós Olivença.
.
Teríamos tido na mesma as lutas liberais, mas não entre D. Pedro e D. Miguel, antes envolvidos nas longas guerras do carlismo. Não teríamos tido nem Afonso Costa, nem Salazar, antes dois breves episódios republicanos, um fugaz no século XIX, outro nos anos 30 seguido da guerra. Teríamos tido a Guerra Civil, seguida do Generalíssimo e da restauração monárquica com rei espanhol. Teríamos sofrido o terrorismo da ETA. Não haveria Cavaco Silva, presidente; nem, antes, Jorge Sampaio, Mário Soares, ou Ramalho Eanes.
.
Seria D. Juan Carlos. Não teríamos Passos Coelho, nem Paulo Portas, antes Mariano Rajoy e Garcia-Margallo. Não teríamos Ministério dos Negócios Estrangeiros – seríamos somente um negócio de estrangeiros. Não teríamos Assembleia da República, apenas as Cortes Generales.
Aqui chegados, eu compreendo perfeitamente que as Cortes de Madrid chumbassem o nosso feriado do 1º de Dezembro, primeiro o Congresso dos Deputados, logo a seguir o Senado. Mas a Assembleia da República fazer isso? 
.
Não pode ser.
.
Por: José Ribeiro e Castro, Deputado e ex-líder do CDS-PP

1 de Dezembro, José Ribeiro e Castro

Paulo Telheiro
Damaia - AMADORA
Tel- 21 474 9126
TM- 91 778 0221