Translator

quinta-feira, 9 de maio de 2013

INTERVENÇÃO MILITAR


Chegamos a um ponto em que se torna legítima uma intervenção militar
O título deste verbete parece absurdo; por enquanto. Mas por alguma razão este governo anda preocupadíssimo com o controlo dos militares, e muito activo no desmantelamento da organização militar.

¿E por que razão o título do verbete não é tão absurdo quanto possa parecer à primeira vista? Porque temos um presidente da república senil e um governo déspota coordenado por psicopatas sociais. Portanto, a situação política nacional já está, por si mesma, fora de controlo, e uma intervenção militar apenas reporia alguma ordem no sistema.

Um exemplo de como funciona negativamente a conjunção de um presidente da república senil e um primeiro-ministro psicopata é a lei da mobilidade dos funcionários públicos, que vai despedir entre 50 mil e 100 mil funcionários públicos sem direito a subsídio de desemprego. Este é apenas um exemplo!, porque existem muitos mais.
Orlando Braga
Perspectivas