Translator

domingo, 5 de maio de 2013

O GOLPE DO "BETINHO" PAULO PORTAS


Domingo, 5 de Maio de 2013

Portugal: PAULO PORTAS FALOU AO PAÍS – DECLARAÇÃO AO MINUTO



Liliana Coelho - Expresso

Paulo Portas disse concordar com a maior parte das medidas anunciadas por Passos Coelho, mas sublinha que a "TSU dos pensionistas é a fronteira que não pode deixar passar."

19h41 -  "A concórdia dentro do Governo foi apresentar medidas que tenham um conjunto superior ao exigido, para deixar uma margem de manobra, que na minha visão deve proteger os pensionistas", declara Portas.

19h40 - "Uma coligação não é uma fusão", afirma perentório. 

19h39 - "O esforço que eu farei é para que essas coisas sejam possíveis", afirma Paulo Portas, sublinhando que se trata de uma questão de "consciência." 

19h37 - O líder do CDS defende que é prioritário melhorar o diálogo com os parceiros sociais e o PS.

19h35 - O Governo comprometeu-se a procurar alternativas à  "TSU dos pensionistas", garante Portas, defendendo que isso passa por reduzir a despesa corrente.

"É preciso ter cuidado com as medidas que possam ser inconstitucionais", alerta.

19h32 -  Portas diz que a "TSU dos pensionistas" é a fronteira que não pode deixar passar", sublinhando as dificuldades que muitos reformados já atravessam.

"Não queremos uma espécie de cisma grisalho"

19h31 - O CDS concorda com a convergência das pensões da CGA com as da Segurança Social. 

19h30 - O líder do CDS diz não concordar com o aumento da idade de reforma.

19h29 - Paulo Portas considera controverso o processo de rescisões por mútuo acordo na Função Pública.

19h27 - "É muito difícil vencer esta última etapa do programa de ajustamento."

19h25  - O líder do CDS lembra que Portugal precisa de cortar 4 mil milhões de euros de despesa em dois anos e que as medidas previstas para 2014 e 2015 são mais complexas.

19h23 - Paulo Portas diz que deu aprovação a medidas como o aumento do horário de 40 horas semanais para a função pública.  

19h22 - O CDS propôs o aumento transitório da comparticipação para a ADSE.  

19h21 - O líder do CDS diz que o partido tentou encontrar soluções sem agravar a carga fiscal, diminuindo o rendimento dos trabalhadores e dos pensionistas. Segundo Portas, o CDS defendeu sempre a redução da despesa em vez de impostos.

19h20 - Paulo Portas sublinha que a situação de crise não se restringe a Portugal. "Não estamos sós no nosso problema. E não somos de todo o país mais problemático da Europa", garante. 

19h19 - Portas admite que é difícil cumprir o limite exigido pela troika de 4% de défice em 2014, pelo que o Governo pediu para ser aliviada a meta.

19h17 - "O Governo de Portugal defendeu um objetivo mais realista, sendo fundamental um trabalho mais persistente junto da troika, para ter um resultado mais rápido e efetivo sobre as suas equipas".

19h16 - "É necessário reconhecer que o programa de resgate não pode ser imune a dificuldades suplementares".

19h15 - Portas garante que é do interesse nacional não pedir um novo resgate financeiro.

19h14 -  "Não vejo vantagem em prolongar a permanência desses senhores [troika] entre nós", diz Portas. Portugal precisa que a troika saia no calendário previsto, acrescenta.

19h13 -  "O meu principal objetivo é contribuir para que a circunstância vexatória do protetorado seja uma situação apenas transitória," afirma o líder do CDS-PP.

Portas classifica de "famigerada" a sétima avalaição da troika.

19h12 - O ministro dos Negócios Estrangeiros sublinha a necessidade de se aliar a  racionalidade económica à sensibilidade social. 

19h10 - "Tenho administrado com alguma parcimónia o uso da palavra pública", diz Paulo Portas, sublinhando que hoje está a cumprir o dever de prestação de contas aos portugueses relativo às medidas orçamentais de 2013 e a algumas de médio prazo. 

19h09 - Paulo Portas prepara-se para falar na sede do CDS, com um discurso escrito.

19h03 - Segundo a SIC Notícias, a intervenção do líder do CDS está ligeiramente atrasada e deve durar 30 minutos.

19h01- Paulo Portas ainda não começou a falar ao país. Intervenção deve arrancar dentro de momentos.

Leia também em Página Global