Translator

sábado, 18 de maio de 2013

O sol, quando nasce, não é para todos




Dada a gravidade deste VERGONHOSA SITUAÇÃO, que ataca os Princípios Básicos da Constituição, envio para todos os que eu reputo que “merecem e necessitam” de conhecer!!!
“Tito” Costa Santos

O sol, quando nasce, não é para todos
 
O comentário não é meu, mas não deixo de concordar. 

Cada vez me convenço mais que isto só lá vai á porrada.
É triste mas é verdade.
Eles gozam connosco.

O sol, quando nasce, não é para todos

Na mesma semana em que decide cercar o Estado impedir gastos correntes, porque, diz o ministro, a decisão do Tribunal Constitucional não lhe deixa outra alternativa (assim se justifica a birra), o Ministério das Finanças autorizou um salários mensal até 10 mil euros para o presidente da Agência de Gestão da Tesouraria e do Crédito Público (IGCP), João Moreira Rato, e até 6.998 euros e 7.960 euros para os seus dois vogais.


Não há dinheiro para nada, há que cortar nas pensões e nas reformas e nas funções sociais do Estado . . .

O Diário do Povo lá traz hoje as remunerações dos membros do conselho de administração da Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública - IGCP, E.P.E… com efeitos retroactivos a Setembro 2012:

Quem é o artista? 
Aos 42 anos, o presidente da Agência de Gestão da Tesouraria e do Crédito Público tem direito a uma remuneração mensal até 10 mil euros.


João Moreira Rato tem no currículo a passagem pelos bancos que estiveram na origem da crise financeira global -  Goldman Sachs, Lehman Brothers e Morgan Stanley.
Acha bem pagar tanto a pessoas com cadastro criminal?!

O MOMENTO MAIS PERIGOSO, PARA UM GOVERNO, É NORMALMENTE AQUELE EM QUE COMEÇA A REMODELAR-SE.

(Tocqueville)

Dada a gravidade deste VERGONHOSA SITUAÇÃO, que ataca os Princípios Básicos da Constituição, envio para todos os que eu reputo que “merecem e necessitam” de conhecer!!!

“Tito” Costa Santos
 
O sol, quando nasce, não é para todos

 
O comentário não é meu, mas não deixo de concordar. 


Cada vez me convenço mais que isto só lá vai á porrada.

É triste mas é verdade.

Eles gozam connosco.

O sol, quando nasce, não é para todos



Na mesma semana em que decide cercar o Estado impedir gastos correntes, porque, diz o ministro, a decisão do Tribunal Constitucional não lhe deixa outra alternativa (assim se justifica a birra), o Ministério das Finanças autorizou um salários mensal até 10 mil euros para o presidente da Agência de Gestão da Tesouraria e do Crédito Público (IGCP), João Moreira Rato, e até 6.998 euros e 7.960 euros para os seus dois vogais
.


Não há dinheiro para nada, há que cortar nas pensões e nas reformas e nas funções sociais do Estado . . .

.
O Diário do Povo lá traz hoje as remunerações dos membros do conselho de administração da Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública - IGCP, E.P.E… com efeitos retroactivos a Setembro 2012:

.
Quem é o artista? 

Aos 42 anos, o presidente da Agência de Gestão da Tesouraria e do Crédito Público tem direito a uma remuneração mensal até 10 mil euros.

 .
João Moreira Rato tem no currículo a passagem pelos bancos que estiveram na origem da crise financeira global -  Goldman Sachs, Lehman Brothers e Morgan Stanley.

Acha bem pagar tanto a pessoas com cadastro criminal?!

.
O MOMENTO MAIS PERIGOSO, PARA UM GOVERNO, É NORMALMENTE AQUELE EM QUE COMEÇA A REMODELAR-SE.

(Tocqueville)