Translator

domingo, 28 de julho de 2013

PRIMEIRO-MINISTRO DA TAILÂNDIA VISITA MOÇAMBIQUE


13749923803750-640x390x2.png
Banguecoque, Julho 28 – Primeiro Ministro Yingluck Shinawatra prestando declarações à comunicação social na partida para Mozambique, Tanzania e Uganda.

BANGKOK, 28 de julho - O primeiro-ministro Yingluck Shinawatra ontem, domingo, iniciou visitas, oficial, a Moçambique, Tanzânia e Uganda para fortalecer os laços e incrementar o comércio e o investimento.

O primeiro-ministro, que é também o ministro da Defesa, disse que antes de partir para a sua visita aos países africanos de Julho 28/02 de agosto de que a África é uma região com alto potencial de crescimento e recursos, de gás natural abundante e minerais.

Moçambique tem pedras preciosas e Tailândia pode trocar suas habilidades artesanais e tecnologia para impulsionar o investimento neste país Africano.

A Tanzânia é rica em gás natural e recursos minerais, enquanto a conservação da fauna e ecoturismo estará na agenda durante as negociações com este país, enquanto a Tailândia vai trocar conhecimento acadêmico na agricultura e pescas, com Uganda.

Além de fortalecer os laços comerciais e de investimento, a visita tem como objetivo do inter-câmbio de conhecimento em ciência, agricultura, pesca e saúde pública, a Sra. Yingluck disse.

Em relação à indústria de jóias, ela disse que a viagem vai dar uma oportunidade para os empresários tailandeses observar investimento potencial.
.
Inicialmente, seu Governo concordou em elevar impostos sobre  a importação de pedras preciosas e jóias transacionadas na exposição “Bangkok Gems e Jewelry Fair” deste ano. No futuro, serão discutidas outras medidas de natureza tributária para promover a indústria.
.
A visita é um passo inicial para o desenvolvimento das relações entre a Tailândia e países africanos.
Produtos agrícolas e recursos energéticos serão discutidos, abrindo o caminho para a cooperação em segurança alimentar e da energia no futuro, Ms Yingluck disse.

O primeiro-ministro levou, com ela, uma delegação de 50 empresários relacionados com o fabrico e comércio de joalharia, construção, indústria do automóvel, mineração e energia alternativa  na sua viagem para os países africanos. (Notícias on-line MCOT)

Sem comentários:

Enviar um comentário