Translator

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

EM DEFESA DO LORENZO DE CARVALHO - AGORA ESCREVO EU!




Tenho seguido, de perto e pela internet, o malogrado caso da entrevista do Lorenzo de Carvalho que lhe haja feito, a pérola do jornalismo português, Dona Judite de Sousa cuja crítica tem despejado,  para a praça pública, cobras, lagartos, lagartixas, sapos e rãs.
Dado o “lamiré” fui ouvir e ver umas três vezes a entrevista e deixou-me, completamente, de boca-aberta, como um “mocinho” de 22 anos conseguiu segurar a Dona Judite de Sousa, como um homem, de força, consegue segurar um boi pelos cornos.
O Lorenzo de Carvalho (ele não o negou) tem cacau em barda e gasta-o conforme lhe dá na real gana e me pareceu que a Dona Judite de Sousa pretendeu saber “tudinho” da vida do Lorenzo e no meu parecer só faltou perguntar-lhe se tinha namorada/os.
Falou nos dois “gorilas” que o acompanhavam (pudera! Com tantos ladrões, por aí, democraticamente à solta...), num relógio de pulso (invejosa) cujo custo no  parecer da Dona Judita teria custado 50 mil dólares e falou ainda (não arriscou preço) uma cruz de diamantes pendurado ao pescoço. 
A Dona Judita de Sousa não esqueceu as tatuagens do Lorenzo de Carvalho, mas não arriscou se, também, tinha a cabeça de baixo e as nalgas tatuadas.
Cá por mim estou-me marimbando que o Lorenzo de Carvalho esteja da cabeça aos pés tatuado, que conduza “bombas” Ferráris, que traga actrizes, estrangeiras, famosas às suas festas, que encharque os convidados de champanhe a 500 euros a garrafas, mas que continue a fazer muitas festas, esbanjar, centenas de milhares de euros enquanto estiver a viver em Portugal porque com isto o Lorenzo está a desenvolver, económicamente, o país.
Então e o nosso Cristiano Ronaldo? Com os milhões que tem e os esbanja como quer e lhe apetece a Dona Judite nunca se atreveu a entrevistá-lo!!!....
Se consegui-se e lhe fizesse as perguntas que fez ao Lorenzo de Carvalho o Ronaldo não se ensaiaria nada de se levantar, da cadeira e mandá-la para “caralho”.

É o que sai!

José Martins

Sem comentários:

Enviar um comentário