Translator

sábado, 3 de agosto de 2013

O crime compensa em Portugal. Basta ver como e quem nos governa.



Entendamo-nos:
Se uma qualquer empresa tivesse prejuízos desta natureza ía à falência. O Estado (leia-se Governo) não iria em seu socorro. Nem negociaria "resgates" com a Troika (BCE, FMI, etc) para resolver esse problema.
.
Já com a banca nacional é diferente. Endividam-se, têm prejuízos de forma regular, somando milhar de milhões, só desta vez - porque se juntarmos os anteriores resulados negativos, ou seja, os prejuízos anteriores, a coisa pia mais fino, somando mais outros milhar de milhões, etc, etc.
.
Quem paga os prejuízos que a Banca, alegremente, vai apresentado? Nós os contribuintes.
.
E quanto ao BPN, onde estiveram figuras gradas do PSD, na sua maioria sem terem sofrido uma beliscadura, algumas até chegaram a lugares de topo na hierarquia do Estado, ou assumiram lugares de recente destaque, ou estão tranquilamente a viver em mornas água tropicais, o prejuízo, mesmo fazendo as contas por baixo, ao buraco deixado, dava para cobrir os tais 4 mil e 700 milhõers de euros que estes criminosos que nos governam nos querem fazer pagar, deixando o BPN a rir-se, assim como o resto da Banca (um desses Bancos até, coincidência, é do Estado).
.
Ora, isto não era de mandar para a prisão quem nos (des)governa?
.
Este governo é absolutamente infame!
Mas há sempre gente politicamente ordinária capaz de os apoiar - preferindo que se sustente a dívida da Banca, sacrificando os contribuintes!
.
E que, ao salvar a dita Banca (parte dela a braços com a Justiça) se atinja depois a população com os tais 4,700 milhões de euros. O crime compensa em Portugal. Basta ver como e quem nos governa.
.
P.S. O texto acima não é deste blogue, mas de um leitor. 

Sem comentários:

Enviar um comentário