Translator

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

BELAS "RAGAZAS" (COMO DIRIAM OS ITALIANOS)

Advogadas de corpo e alma

por João Pinto Bastos, em 21.12.13

Caríssimos amigos blogueiros, em vez de escreverem rios e rios de linhas e palavras furibundas contra as pulcras senhoras advogadas que linda e veneravelmente expuseram os seus serviços jurídicos na web, que tal perguntarem aos nossos responsáveis governativos o porquê de a liberalização das profissões protegidas, docemente prometida por Álvaro Santos Pereira, ainda não ter visto a luz do dia? É que respostas deste jaez só continuam a vir ao de cima devido, unicamente, à inacção registada pelo executivo na consecução definitiva da reforma liberalizadora das ordens corporativas, que, se bem se recordam, foi contratualizada com a troika. Depois não se queixem, pois, no fundo, a culpa não é do bastonário nem das sociedades de advogados que virulentamente protestam contra as esbeltas senhoritas. Culpem, isso sim, os rapazolas do Governo que dão guarida aos gritos corporativos pseudo-viris dos poderosíssimos machos ibéricos que ainda povoam a advocacia portuguesa.

Sem comentários:

Enviar um comentário