Translator

sábado, 7 de dezembro de 2013

O "BARDAMERDA" DO PORTAS E SUAS ACÇÕES INTERNACIONAIS

.
Este "bardamerda" gasta em viagens o que temos e o que não temos... Este gajo é um ponto mineiro de um aldrabão de um raio que o parta. Um vigarista da primeira apanha!!! Precisa-se saber quanto este rato de "maricas" tem gasta ao erário público em viagens. O "narciso" de merda leva atrás dele uma equipa de reportagem da RTP para lhe fazer propaganda e sei lá quem mais e certamente o massagista para o esfregar no quarto do hotel.

Paulo Portas “vende” Portugal a investidores no Dubai

"Tomem atenção a Portugal exactamente agora", pediu o governante, que ainda se referiu à gastronomia, ao "melhor jogador de futebol do mundo", ao "melhor ano das exportações" e do turismo português.
O vice-primeiro-ministro, Paulo Portas, disse perante o príncipe do Emirado de Sharjah e uma plateia de potenciais investidores da energia e petróleo, turismo e sector financeiro para prestarem "atenção a Portugal exactamente agora".

"Portugal é um país excelente para se investir. Tomem atenção a Portugal exactamente agora", disse Paulo Portas, na sua intervenção no Fórum Económico organizado pela Câmara de Comércio de Sharjah.

O governante português frisou os esforços que o povo português tem feito e lembrou que o programa de ajustamento está prestes a acabar e que a economia portuguesa já mostra sinais de recuperação.

Além disso, falou da gastronomia e até do "melhor jogador de futebol do mundo", referindo-se a Cristiano Ronaldo, e destacou 2013 como "o melhor ano das exportações" e do turismo português, assim como a diminuição do desemprego, que apesar de ser reduzida, considerou "consistente".

Sobre 2014, destacou a descida das taxas de IRC (imposto sobre o rendimento das empresas).

Paulo Portas lidera a missão empresarial que arrancou no início da semana rumo ao Qatar, passando por Abu Dhabi, chegando ao Dubai e que hoje se deslocou também ao Emirado de Sharjah.

A missão conta com 42 empresários portugueses, de diversas áreas como o turismo, sector agro-alimentar, farmacêutica, construção, tecnologias de informação e sector financeiro.

Sem comentários:

Enviar um comentário