Translator

domingo, 22 de dezembro de 2013

O DESEJO DE ESPERANÇA A TODOS QUE NOS TÊM LIDO

.
Nas proximidades de terminar  o ano cão/português (2013)  desejamos aos nossos leitores que não percam a esperança de verem, como nós, pelas costas a "reles" gente que aos portugueses têm levado couro e cabelo. 
 .
Gente sem vergonha  na cara que nos aldrabam quotidianamente. Seria necessário que o sistema político do nosso país fosse eliminado de uma vez para sempre e dada a oportunidade a nova gente com outras ideias e progressitas.
 .
Segue por aí uma "rapaziada" há mais 20,30 e 40 anos a chuparem do erário público quando deles, apenas, tivemos palavras ocas e bacocas. 
 .
São iguais a caruncho que entra na arca do celeiro e acaba por destruir o cereal. Tenhamos esperança que é o que nos resta. O nosso país, deste o "tal" 25 de Abril de 1974, já esteve na bancarrota, que a simularam com empréstimos ao FMI, por três vezes.  
.
Os portugueses, vão continuar a ouvir as balelas do Passos, do Portas, do Sócrates, do Seguro e de outros que seguem por aí a "mamar" e Portugal vai continuar a ser infestado pela miséria, eternamente e a receber "miolas" dos países ricos da União Europeia. 
.
Inseriram Portugal no clube dos ricos e seguem, como turistas a correr para Bruxelas, imbecibilizados, a cheirar o traseiro a D.Merkel e, também a venderem a "pataco" o pouco que ainda temos. 
.
Temos homens e mulheres com cerca de 40 anos que nunca tiveram um emprego fixo  e outros partem para o estrangeiro em procura de uma oportunidade. 
.
Nessas novas terras de acolhimento vão encontrar barreiras: a língua, segregação e sujeitarem-se a certos trabalhos para sobreviverem.
José Martins

Sem comentários:

Enviar um comentário