Translator

segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

UM DIA DE FAMÍLIA EM ALABAMA - ESTADOS UNIDOS


Depois não querem que os putos, homens futuros, pratiquem "massacres".


JORNAL "O CRÁPULA" DE 8 JANEIRO 2013


A melhor forma de estar na vida é "chacotear" os famosos e os políticos"

KAOS:Para que serve haver um Tribunal?

morais sarmento pressionar tribunal constitucional

Depois do Sr. Silva não ter cumprido com a sua obrigação de vetar um orçamento que é claramente  inconstitucional e ter cobardemente decidido pedir simplesmente a fiscalização sucessiva, logo um coro de vozes ligadas ao governo vieram fazer contas ao que custaria ao governo se essas normas fossem consideradas inconstitucionais. 

Para uns eram 1800 milhões para outros 1100 milhões para agora andarem numa roda viva a afirmar que assim não se cumpre o acordo da Troika e já só falta vir o argumento de que não haverá dinheiro para pagar salários. Numa pressão inacreditável sobre um Tribunal, todos lhe querem atirar com responsabilidades que não são dele. 

O Tribunal só tem que ver se a lei está ou não a ser cumprida e não se ele deve ou não deve ser cumprida. Não há aqui nenhuma decisão politica a tomar pois essa foi claramente tomada pelo governo quando decidiu apresentar um orçamento que não cumpre a constituição. 

O Tribunal só tem de fazer o seu trabalho de julgar e só espero que, como fez o ano passado, não acaba a dizer que há ilegalidades mas que se lixe, avancem-se com elas. Isto já não é uma verdadeira democracia e está rapidamente a tornar-se num terra sem lei.
PS: Só agora vi que as declarações sobre as consequências do chumbo pelo Tribunal Constitucional foram feitas pelo  pelo Secretário de Estado Luís Morais sarmento e não pelo Nuno Morais Sarmento como erradamente retratei no boneco, mas que se lixe se este não disse podia muito bem ter dito que isto é tudo farinha do mesmo saco.

O JORGE "COELHONE" NO DESEMPREGO...!!!

Como a vaca leiteira secou o Jorge cavou da Mota-Engil. Este rapaz tem uma longa história e esta com início em Macau, de quando o Tio Patinhas (Mário Soares) foi eleito (meados da década oitenta sec. XX) Presidente da República que viria enviar os seus diletos "ratos" para Macau e dali, o Partido Socialistas, receber maladas e mais maladas de patacadas  para alimentar o "maralhal" socialista. 
.
O Jorge activo na política do PS foi um constante e enfadonho "bocas" e famosas as frases: "quem se mete com o Partido Socialista leva cacetada". 
.
Com o desgraçado  José Sócrates no Governo de Portugal, o Jorge sai da política do PS e salta da noite para o dia para presidente da Mota-Engil, pois era o Jorge (mesmo sem perceber nada de obras) a pessoa indicada para os projectos, megalómanos, sonhados: TGV, aeroportos, autoestradas etc.etc.etc.. 
.
Com as gigantescas obras chumbadas por não haver "cacau" nos cofres do Estado e estes falidos o Jorge vai apregoar a outro púlpito que certamente o regresso à política e ao PS. Foram os vários Jorges e as Georginas que lixaram a nossa economia.
José Martins

Jorge Coelho deixou a presidência do grupo Mota-Engil


Publicado há 36 minutos

.
O antigo governante socialista alegou razões de ordem pessoal ao fim de 5 anos na liderança da construtora. Jorge Coelho afirmou que deu tudo para o êxito do grupo, mas que a continuidade exigiria uma energia que considera não ser humanamente renovável.

KAOS:Mais um túnel, mais uma luz

passos coelho cavar luz fundo tunel
"Aproveito esta oportunidade para, por vosso intermédio, desejar a todos, a todos mesmo, mesmo àqueles que gostam pouco do Governo, que tenham um ano à altura de todas as suas expectativas", começou por afirmar o primeiro-ministro.
Depois, Passos Coelho dirigiu-se a todos os portugueses que vivem dificuldades, dizendo-lhes: "Que consigam vislumbrar ao longo deste ano aquilo que se chama a luz ao fundo do túnel.
Confesso que já estou a ficar sem ideias para ilustrar tantas luzes ao fim de tantos túneis vistas por tantos políticos. Não há governo em que não apareçam ministros a ver luzes ao fim de túneis e cada vez os túneis são mais agrestes e escuros.
Chegámos mesmo ao ponto em que me pergunto se o túnel de que fala não será antes um buraco cavado pelos coveiros de Portugal.
Já quanto a desejar aos que não gostam do governo um ano à altura das nossas expectativas é desejar-nos um ano pavoroso pois com governantes como ele, gente que defende o empobrecimento dos portugueses, que lhes aumenta os impostos de uma forma nunca vista, que lhes deseja retirar direitos sociais e laborais, que lhes chama piegas e aconselha a emigrar, que considera o desemprego como uma oportunidade, só podemos esperar um ano horroroso. E isso, é o que ele realmente nos deseja.