Translator

sábado, 19 de janeiro de 2013

A REFORMA DA PRENDADA MENINA...!!!


A girl do PCP que se reforma aos 47 anos
Henrique Raposo
8:00 Quarta feira, 16 de janeiro de 2013


Ana Teresa Vicente Custódio Sá é uma menina de 47 anos, é autarca do PCP (presidente da Câmara de Palmela) e vai reformar-se pela Caixa Geral de Aposentações. Com apenas 26 anos de trabalho, esta menina, coitadinha, vai ter acesso à reforma. Este caso seria sempre revoltante, mas é ainda mais repulsivo no contexto que estamos a viver. Milhares e milhares de portugueses com uma idade fatal (na casa dos 50 anos) estão a cair no desemprego e sabem duas coisas: dificilmente encontrarão novo emprego e ainda estão a uma década ou assim da idade legal da reforma; sabem que um pedido antecipado de reforma significa (e, lamento, tem de significar) um corte no valor da pensão. Ao lado deste drama, aparece uma menina de 47 anos com acesso à pensão completa só porque passou pela política. Pobre Ana, a vida de um autarca é tão desgastante como a vida de um mineiro, não é verdade?
Quando se fala de boys, tendemos a pensar apenas no PS e PSD. Mas o PCP, dada a sua dimensão autárquica, também tem os seus boys e as suas girls.

A POCILGA DE PORCOS E PORCAS

.
(Uma casa para resolver os problemas do país e os representantes do Povão não o conseguiram deixou de ser Assembleia da República e passou a pocilga onde os porcos e as porcas procuram, apenas, a sua vianda)


O.E. PARA A ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA - Os ladrões estão aqui: toda a classe política. Tal como recebi!!!!!

140.219.365,00
É quanto nos vai custar em 2013 a casinha da rua de São Bento onde se hospedam os Filhos da Pátria.  (deputados...seita partidária)
 Para tal e para se manter estas situações e outras é que se aumentam brutalmente os impostos se corta nas pensões e vencimentos, saúde e educação e justiça!!
 Subsídios de férias e de natal destes parasitas!!!!(vejam o ponto 01.01,14 a amarelo) mais de 1 milhão. Agora venham dizer que os sacrifícios são iguais e para todos!!!!!
 Devem outra vez justificar que são de 2011, como recentemente fizeram com os assessores de vários gabinetes!
 Estranho como o BE, PCP, PS, UGT e CGPT não falam nisto. Todos comem na mesma manjedoura e claro assumem-se, por certo, fora da classe de trabalhadores que eles defendem.

TRABALHO é para os que pagam a crise....

SEM CORTES NA DESPESA!

Orçamento da Assembleia da República - Ano 2013

Pág.6626   Diário da República, 1.ª série  N.º 222  16 de novembro de 2012
U.M. Euro
   
01. DESPESAS COM PESSOAL 42.174.204,00
01.01 Remunerações certas e permanentes 31.531.365,00
01.01.01 Titulares de órgãos de soberania: Deputados 9.803.094,00
01.01.01a Vencimentos ordinários de Deputados  9.048.644,00
01.01.01b Vencimentos Extraordinários de Deputados  754.450,00
01.01.03 Pessoal dos SAR e GAB- Vencimentos e Suplementos  11.116.950,00
01.01.05 Pessoal além dos Quadros - GP´s 6.127.139,00
01.01.05a Pessoal além dos Quadros - GP´s: Vencimentos  5.563.180,00
01.01.05b Pessoal além dos Quadros - GP´s: Sub.Férias e Natal  518.959,00
01.01.05c Pessoal além dos Quadros - GP´s:
  Doença e Maternidade/Paternidade  21.500,00
01.01.05d Pessoal além dos Quadros - GP´s: Pessoal aguardando aposentação 23.500,00
01.01.06 Pessoal contratado a termo  186.000,00
01.01.07 Pessoal em regime de tarefa ou avença  243.200,00
01.01.08 Pessoal aguardando aposentação (SAR)  76.300,00
01.01.09 Pessoal em qualquer outra situação  978.540,00
01.01.11 Representação (certa e permanente)  1.216.479,00
01.01.12 Subsídios, Suplementos e Prémios (certos e permanentes)  33.000,00
01.01.13 Subsídio de refeição 683.393,00
01.01.13a Subsídio de refeição (Pessoal dos SAR)  453.393,00
01.01.13b Subsídio de refeição (Pessoal dos GP´s) 3; 9 230.000,00
01.01.14 Subsídios de férias e de Natal (SAR)  1.017.270,00
01.01.15 Remunerações por doença e maternidade/paternidade (SAR) 50.000,00
01.02 Abonos Variáveis e Eventuais 4.195.074,00
01.02.02 Trabalhos em dias de descanso, feriados e horas extraordin. 470.000,00
01.02.02a Trabalhos em dias de descanso e feriados (SAR)  130.000,00
01.02.02b Horas extraordinárias (GP´s) 3;  340.000,00
01.02.03 Alimentação, alojamento e Transporte 155.000,00
01.02.03a Alimentação  87.000,00
01.02.03b Alojamento  33.000,00
01.02.03c Transportes  35.000,00
01.02.04 Ajudas de custo 3.060.412,00
01.02.04a Ajudas de custo: Funcionários SAR e GAB  143.234,00
01.02.04b Ajudas de custo: Outras  10.650,00
01.02.04c Ajudas de custo: Deputados  2.906.528,00
01.02.05 Abono para falhas  5.000,00
01.02.08 Subsídios e abonos de fixação, residência e alojamento  23.500,00
01.02.12 Subsídios de Reintegração e Indemnizações por cessação 418.342,00
01.02.12a Subsídio de reintegração (Deputados)  395.342,00
01.02.12b Indemnizações por cessação de funções 3.000,00
01.02.13 Outros suplementos e prémios  38.500,00
01.02.14 Outros abonos em numerário ou espécie 24.320,00

01.03 Segurança Social 6.447.765,00
01.03.01 Encargos com Saúde 486.650,00
01.03.01a Encargos com a saúde (SAR)  326.150,00
01.03.01b Encargos com a saúde (GP´s)  40.500,00
01.03.01c Encargos com a saúde (Deputados) 120.000,00

DESPESAS CORRENTES
01.03.02 Outros Encargos com Saúde 1.000,00
01.03.02a Outros encargos com a saúde (SAR)  1.000,00
01.03.03 Subsídio Familiar a crianças e jovens 35.575,00
01.03.03a Subsídio familiar a crianças e a joven s (SAR)  28.830,00
01.03.03b Subsídio familiar a crianças e a jovens (GP´s)  5.225,00
01.03.03c Subsídio familiar a crianças e a jovens (Deputados)  1.520,00

02.02.01a Encargos das instalações: Água  80.000,00
02.02.01b Encargos das instalações: Electricidade  638.000,00
02.02.01c Encargos das instalações: Gás (fornecimento)  65.000,00
02.02.02 Limpeza e higiene  780.000,00
02.02.03 Conservação de bens  658.010,00
02.02.04 Locação de edifícios  72.015,00
01.03.04 Outras prestações familiares e complementares 307.325,00
01.03.04a Outras prestações familiares e complementares (SAR)  211.100,00
01.03.04b Outras prestações familiares e complementares (GP´s)  81.500,00
01.03.04c Outras prestações familiares e complementares (Deputados) 14.725,00
01.03.05 Contribuições para a Segurança Social 2.790.890,00
01.03.05a Contribuições para a segurança social (SAR) 379.120,00
01.03.05b Contribuições para a segurança social (GP´s)  1.116.000,00
01.03.05c Contribuições para a segurança social (Deputados)  1.295.770,00
01.03.06 Acidentes em serviço e doenças profissionais 219.530,00
01.03.06a Acidentes em serviço e doenças profissionais (SAR)  219.000,00
01.03.06b Acidentes em serviço e doenças profissionais (GP´s)  530,00
01.03.09 Seguros 58.450,00
01.03.09a Seguros (SAR)  500,00
01.03.09c Seguros (Deputados)  57.950,00
01.03.10 Outras despesas de segurança social - CGA 2.548.345,00
01.03.10a Outras despesas de segurança social - CGA (SAR)  1.719.745,00
01.03.10b Outras despesas de segurança social - CGA (GP´s)  200.000,00
01.03.10c Outras despesas de segurança social - CGA (Deputados)  628.600,00

02. Aquisição de Bens e Serviços 16.324.860,00
 02.01 Aquisição de Bens 1.501.292,00
02.01.02 Combustíveis e lubrificantes  115.290,00
02.01.04 Limpeza e higiene  65.000,00
02.01.07 Vestuário e artigos pessoais  80.000,00
02.01.08 Material de Escritório 249.570,00
02.01.08a Material de escritório  63.030,00
02.01.08b Consumo de papel  51.540,00
02.01.08c Consumíveis de informática  135.000,00
02.01.09 Produtos químicos e farmacêuticos  9.000,00
02.01.11 Material de consumo clínico 4.000,00
02.01.13 Material de consumo hoteleiro  15.000,00
 02.01.14 Outro material - peças  3.000,00
02.01.15 Prémios, condecorações e ofertas  81.710,00
02.01.16 Mercadorias para venda  293.250,00
02.01.17 Ferramentas e utensílios 2.000,00
02.01.18 Livros e documentação e outras fontes de informação 262.454,00
02.01.18a Livros e documentação  60.950,00
02.01.18b Outras fontes de informação  201.504,00
02.01.19 Artigos honoríficos e de decoração  36.618,00
 02.01.21 Outros Bens e Consumíveis 284.400,00
02.01.21a Consumíveis de gravação audiovisual  36.000,00
02.01.21b Outros bens  248.400,00

02.02 Aquisição de Serviços 14.823.568,00
 02.02.01 Encargos das instalações 783.000,00
02.02.05 Locação de material de informática 1.000,00
02.02.06 Locação de material de transporte 228.000,00
 02.02.08 Locação de outros bens  719.300,00
02.02.09 Comunicações 804.800,00
02.02.09a Comunicações - Acessos Internet  96.200,00
 02.02.09b Comunicações fixas - Dados  30.000,00
 02.02.09c Comunicações fixas -Voz  415.500,00
 02.02.09d Comunicações Móveis  205.100,00
 02.02.09e Comunicações - Outros serviços
 (Consult./outsouc./etc)  12.000,00
 02.02.09f Comunicações - Outros (CTT/Correspondência)  46.000,00
 02.02.10 Transportes 3.588.892,00
02.02.10a Transportes: Deputados  3.317.379,00
 02.02.10b Transportes: Outras situações  271.513,00
 02.02.11 Representação dos serviços  178.160,00
 02.02.12 Seguros  42.670,00
 02.02.13 Deslocações e Estadas 1.401.996,00
 02.02.13a Deslocações - viagens  850.364,00
 02.02.13b Deslocações - Estadas  551.632,00
 02.02.14 Estudos, pareceres, projectos e consultadoria 406.400,00
 02.02.15 Formação  157.450,00
 02.02.16 Seminários, Exposições e similares  92.398,00
02.02.17 Publicidade  69.267,00
 02.02.18 Vigilância e segurança  180.000,00
 02.02.19 Assistência técnica  2.287.198,00
 02.02.20 Outros Trabalhos Especializados 2.329.786,00
02.02.20a Outros trabalhos especializados Diários da Assembleia da República  35.055,00
 02.02.20b Serviços de restaurante, refeitório e cafetaria  849.149,00
 02.02.20c Outros trabalhos especializados  1.445.582,00
 02.02.21 Utilização de infra-estruturas de transportes 10.000,00
 02.02.22 Serviços Médicos  28.200,00
 02.02.25 Outros serviços  5.026,00
03. Juros e Outros Encargos 9.000,00
03.06 Outros Encargos Financeiros 9.000,00
03.06.01 Outros Encargos Financeiros  9.000,00
04. Transferências Correntes 46.450,00
04.01 Entidades não Financeiras 39.450,00
04.01.02 Entidades Privadas 39.450,00
04.01.02a Grupo Desportivo Parlamentar  14.450,00
 04.01.02b Associação dos Ex-Deputados  25.000,00
04.09 Transferências Correntes - Resto do Mundo 7.000,00
04.09.03 Países terceiros - Cooperação Interparlamentar  7.000,00
05. Subvenções 880.081,00
05.07 Subvenções a Instituições sem fins lucrativos 880.081,00
05.07.01 Subvenções aos Grupos Parlamentares 880.081,00
05.07.01a Subvenção para encargos de assessoria aos deputados  679.136,00
 05.07.01b Subvenção para os encargos com comunicações  200.945,00
 06. Outras Despesas Correntes 3.307.248,00
06.01 Dotação provisional 3.000.000,00
06.01.01 Dotação provisional  3.000.000,00
06.02 Diversas 307.248,00
06.02.01 Impostos e taxas  100.000,00
06.02.03 Outras 207.248,00
06.02.03a Quotizações  193.848,00
06.02.03b Outras Despesas correntes não especificadas 13.400,00
 DESPESAS DE CAPITAL 3.874.390,00
07. Aquisição de Bens de Capital 3.354.390,00
07.01 Investimentos 2.194.390,00
07.01.03 Edifícios  440.000,00
07.01.06 Material de transporte  49.000,00
07.01.07 Equipamento de Informática 357.250,00
07.01.07a Material de informática: HW de comunicação 192.250,00
07.01.07b Material de informática: Outro HW  165.000,00
 07.01.08 Software de Informática 449.450,00
07.01.08b Software informático: Outro SW  449.450,00
 07.01.09 Equipamento Administrativo 140.000,00
07.01.09a Equipamento administrativo de comunicação  5.000,00
07.01.09b Outro equipamento administrativo  135.000,00
07.01.12 Artigos e objectos de valor  5.000,00
07.01.15 Outros Investimentos 753.690,00
07.01.15a Equipamento Audiovisual  753.690,00
07.03 Bens de Domínio Público 1.160.000,00
07.03.02 Edifícios 1.160.000,00
08. Transferências de Capital 20.000,00
08.09 Resto do Mundo 20.000,00
08.09.03 Países terceiros e Og. Int. - Cooperação Interparlamentar  20.000,00
11. Outras Despesas de Capital 500.000,00
11.01 Dotação provisional 500.000,00
11.01.01 Dotação provisional 85 500.000,00
 TOTAL DA DESPESA PARA FUNCIONAMENTO 66.616.233,00

Vejam agora alguns dos valores a título de Subvenções Estatais :
  05.07.01 Subvenções Políticas 63.315.219,00
05.07.01c Subvenções aos Partidos e Forças Políticas representados  14.510.941,00
05.07.01d Subvenções aos Partidos e Forças Políticas NÃO representados  342.518,00
05.07.01e Subvenção estatal p/campanhas eleitorais - FORÇAS POLÍTICAS  48.461.760,00

Em contraponto, para um órgão que DEFENDE os interesses do cidadão comum - Provedoria de Justiça ?
vejam as correspondentes subvenções:
 04.03.05.52.02 PROV. JUST. - Transferências OE-correntes 4.831.731,00
 08.03.06.52.02 PROV. JUST. - Transferências OE-capital  63.100,00

Total para a Provedoria  4.894.831,00
 Como tudo isto é CARICATO !!!!
 Aqui tendes, finalmente, QUANTO VOS VAI CUSTAR, no ano 2013, ESTA CASINHA
 TOTAL DA DESPESA ORÇAMENTAL 140.219.365,00
São estes ladrões (classe política) que dão cabo do país...

CENTENÁRIO DE UM "RANHOSO".


Vem aí outro "centenário"

O PCP vai comemorar grandiosamente o centenário do nascimento do seu inigualável líder Álvaro Cunhal. Nada que nos deva admirar, conhecidos que são os costumes comunistas de mumificar os seus heróis. A festa é para eles e ninguém lhes retira o direito de nela participar longe de quaisquer  perturbações, dessas muitas que constam da habitual panóplia de esquemas com que a Esquerda gosta de interferir nas iniciativas que não lhe são simpáticas.
Ainda assim, ficam-nos nos olhos imagens confrangedoras, inexplicáveis. Como, por exemplo, a da fotografia de Cunhal abraçando a mãe de Catarina Eufémia, em pleno cemitério de Baleizão, em emocionada expressão prestes a verter lágrimas.
Que à sua volta se urrasse a plenos pulmões e de punho ameaçadoramente erguido - «morte aos fascistas!», não estranha. "Eles" não sabiam, "eles", alentejanos nunca saídos do Alentejo, limitaram-se a acreditar  - como muita outra boa gente - na patranha. Mas Cunhal sabia.
Cunhal, nascido em 1913, acompanhou todo o mortífero percurso de Estaline. Conheceu, in loco, a sua imensa capacidade de aniquilar. Não podia ignorar a gelada eficácia do KGB: décadas e décadas de gelada eficácia do KGB. E o quilométrico rol de balas assassinas com que se inscreveram os seus agentes na História.
Sendo assim, qual a sua autoridade moral para se pronunciar acerca dos excessos da nossa GNR?
Quantas Catarinas Eufémias eslavas (e inconformadas, também) não terá desprezado durante a sua estadia na URSS? Justificando homicidios atrás de homicidios, decerto, com o rótulo de "reaccionários" atado ao dedo do pé das vítimas...
Ninguém sente, em todo este processo, um cheiro imenso à mais revoltante impunidade?

INVENTO NACIONAL E O SILVA MAIS A MARIA



A MÚMIA DE BOLIQUEIME & ESPOSA TRAVAM CONHECIMENTO COM O NOVO VIBRADOR DE FABRICO NACIONAL

EM PORTUGAL, DA UNIÃO EUROPEIA, GRASSA A FOME!



Por causa da crise aumentam os relatos de crianças que chegam de manhã às escolas com fome



Diretores e professores estão atentos e encaminham os alunos para programas de reforço alimentar. Lisboa, Setúbal, Porto e Braga são os distritos onde há mais crianças referenciadas.

KAOS:O Bastão da Ordem Pública


miguel macedo gas pimenta
A polícia usou gás pimenta, esta manhã, para dispersar uma manifestação de estudantes que estava a decorrer à porta da secundária Alberto Sampaio, em Braga. Seis alunos tiveram que receber tratamento hospitalar.Os estudantes estavam a protestar contra a integração da escola num mega-agrupamento, fecharam as portas da escola a cadeado.
A comissária Ana Margarida, da PSP de Braga, diz que foi preciso usar pimenta «para abrir caminho por entre os estudantes e para conseguir chegar ao portão, permitindo que os bombeiros cortar a cadeado». Segundo a comissária esta atitude foi tomada para evitar uma postura mais musculada como o uso do bastão de ordem pública.
O Sr. Ministro pode andar a enganar as pessoas quando envia infiltrados para as manifestações dos movimentos sociais para criar incidentes e justificar a violência da acção policial, pode deixar policias a serem apedrejados durante duas horas para depois poder justificar cargas cegas e brutais sobre gente pacifica, pode fazer o que desejar e abrir averiguações sobre inquéritos e inquéritos sobre averiguações ou inquéritos sobre inquéritos que já ninguém está para o aturar.
Pode ter feito tudo e tudo justificado com a violência dos manifestantes e a manutenção da ordem pública. Pode ter inventado grupos terroristas e grupos violentos onde não os há. Pode e fez mesmo quando essa violência não existiu ou foi provocada pela própria policia. O que não pode justificar é o uso de gás pimenta sobre jovens do secundário, miúdos de 12 anos que protestavam em frente da sua escola e que acabaram alguns no hospital.
Pior ainda fica quando se justifica o uso desse gás pimenta como justificação para evitar uma postura mais musculada como o uso do bastão de ordem pública. E porque não de tiros de shotgun?
Quem ordenou esta violência policial devia ser demitido e o ministro que tutela a policia tinha a obrigação de se demitir ou ser demitido. Uma vergonha, uma afronta à liberdade e ao direito de protestar.
Não estamos a falar de terroristas, de grupos violentos e organizados, de gangs de bandidos, estamos a falar de miúdos de uma escola secundária.
Tenha vergonha na cara e demita-se em nome da decência e em respeito pela democracia e pela liberdade. Se é que a tem.

EM MEMÓRIA DO ASQUEROSO


Quem foi quem Alvaro Cunhal?  Um dos tipos mais ordinários que nasceram em Portugal na segunda década do século XX. Por infelicidade minha ( a poucos quilómetros de minha aldeia) nasceu em Seia, sopé da Serra da Estrela e onde cresceram homens de barba rija. Conspirador nato e ao serviço da linha dura polítita, comunista, da União Soviética que causou a morte de milhões de pessoas. Política falhada e o comunismo enterrado e desterradas as estátutas levantadas em jardins e outros espaços da União Soviética. Oportunista da "puta que o pariu" e foi vivendo anos e mais anos à conta da União Soviética. Mau orador que repetia constantemente, nos seus discursos, as mesmas palavras e conhecido pelo "cassete". Valeu-se das pessoas pouco esclarecidas e incultas para atingir objectivos. As comemoração de Álvaro Cunhal em Lisboa é uma ofensa à inteligência dos portugueses.  José Martins

RTP
  Política

Célia de Sousa

Começam hoje as comemorações do centenário do nascimento de Álvaro Cunhal.

EMPREGADO E PATRÃO



 

HOMEM NA PRAIA ERRADA...!!!

Tempo: 23 segundos...
Aconteceu numa PRAIA na Patagónia - Argentina. O homem estava andando na borda água, pouco profunda, que mal chegava pelos seus tornozelos;  surgiram duas orcas que  o capturaram. No local não se viu sangue ou  indícios do que aconteceu; foi abocanhado e engolido; simplesmente! Caminhava para a água, e voltou-se acenando para um amigo que o estava a filmar.

O vídeo mostra seu trágico desaparecimento, sua última onda para sempre! Se o seu amigo não estivesse filmando no momento, ou não estivesse olhando naquela direcção, o homem ficaria no rol dos desaparecidos sem explicação.

Sem o testemunho deste vídeo, jamais se saberia o fim que o jovem teria levado; pois, no local não sobrou um único vestígio para que o pudessem procurar e ser encontrado pelos familiares ou amigos.

Este é um caso clássico de uma pessoa estar no lugar errado na hora errada!!!



A.R.: "CONFLITOS DE INTERESSES"


Política

Prof. Paulo Morais apresenta "Mudar de Vida" de Fernando Silva e Sousa

19/01/2013
Apresentação da obra "Mudar de Vida - Pelo nosso futuro" de Fernando Silva e Sousa na FNAC do CC Vasco da Gama em Lisboa, a 17 de Janeiro de 2013, pelo Prof. Paulo Morais.
ou peça na sua livraria.

Ouvir com webReader

KAOS:A democracia de alterne




antonio jose seguro espera a sua vez
Portugal está nas mãos de bandidos há muito tempo, gente vendida aos grande Senhores do Mundo, aos Mercados e às grandes Corporações. 
Paralelamente vivemos numa falsa democracia de alterne que garante que o poder estará sempre nas mãos daqueles que cumprem as ordens desse poder. Tem sido assim há muitos anos e tudo é feito para que assim continue. 
O sistema está montado na perfeição tendo como pedra base a comunicação social, especialmente as televisões, autenticas máquinas de lavagem cerebral, criadoras de zombies e especializadas em acalmar revoltas e escolhem governantes. 
Para que tudo fique mais real não pode faltar um partido mais à esquerda (o susto que foi quando surgiu o BE e ganhou a expressão eleitoral que teve até o conseguirem instalar dentro do sistema), e um mais à direita, mas a quem nunca permitirão que se cheguem sequer perto do poder. Para não haver surpresas há ainda o poder legislativo, a força e a justiça para o garantir. 
(Veja-se a medo que mostram dos movimentos sociais não alinhados e como mandam os cães de guarda morder quando se tornam mais activos). O sistema está montado, é fiável e seguro.
 
Com o Passos Coelho a espalhar pobreza e miséria em nome de uma divida criada propositadamente para nos explorar e a preparar-se para destruir o que resta do Estado social sabe-se que, mais cedo ou mais tarde terá de ser substituído e já há pretendente, o líder do outro partido de alterne. 
Nem precisa de fazer nada de especial, basta esperar que a impopularidade do governo seja tanta que o poder lhe caia no colo. 
As televisões garantem-lhe uma vitória certa. , por mais que isso seja um pesadelo para os que acreditam haver outras formas e outras possibilidades de democracia e de governo, a probabilidade de ser com uma maioria absoluta é grande. 
Um governo de bloco central tem a desvantagem de não deixar de fora um partido para assumir o poder no alterne seguinte.
Este Seguro é tão mau como o que lá está agora, aliás têm percursos idênticos, ambos formados nas jotas dos seus partidos, sem nunca terem trabalhado nem saberem fazer nada mais que intriga politica. 
Da vida real nada sabem mas também não é isso que lhes exigem pois basta-lhes que sejam submissos e obedientes à voz dos donos. 
É contra isto que temos de lutar, uma luta desigual mas onde temos de acreditar que a razão vencerá a força e a prepotência. 
Somos os tais 99% de que tanto se falou e por isso temos o direito a escolher livremente o nosso futuro, mas isso exige que todos os que têm essa consciência se mobilizem e empenhem em mostrar que outro caminho é possível. Seremos capazes disso?

RAMALHO EANES