Translator

domingo, 10 de fevereiro de 2013

RECEBIDO POR E-MAIL


Comunicado da Secção Consular da Embaixada em Bangkok

Exmos Senhores Utentes da Secção Consular da Embaixada em Banguecoque,

Devido a uma programada interrupção do funcionamento da rede informática consular, haverá constrangimentos no atendimento consular que implique a utilização da rede informática nos seguintes períodos:
- 22 a 24 de Fevereiro- 8 a 12 de Março 
Devido a motivos de férias do pessoal, os serviços consulares desta embaixada, estarão igualmente condicionados no período de 18 de Fevereiro a 1 de Março.
Em face do que antecede, agradecíamos que os utentes evitassem esses períodos para efectuar actos consulares de relevância, tais como a emissão de passaportes. 
Pedimos desculpa pelo incómodo que possamos vir a causar.
Com os melhores cumprimentos,
Embaixada de Portugal
26 Bush Lane (Soi New Road 30) 
New Road, Bangrak                                                                   Bangkok 10500                                               
Thailand
Tel.: (+66) 2 234 7435 / (+66) 2 234 0372 
Fax: (+66) 2 639 6113

As capas dos jornais e as principais notícias de Segunda-feira, 11 de Fevereiro de 2013.



Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Combustíveis sobem hoje pela 5.ª vez
Cabeceiras de Basto: GNR morre a treinar
Trofa: Choque em cadeia na A3
‘Chuva’ de aranhas no Brasil (COM VÍDEO)
Suíça: Portugueses explorados
Índia: 20 peregrinos esmagados
Brasil: Menino morto em desfile

Capa do Público Público

Vítor Pereira: “Esperava ficar isolado na liderança”
FC Porto entrou em campo com a liderança isolada na mão e saiu sem a saber agarrar
BAFTA distinguem Argo e confirmam “segundo acto” de Ben Affleck
Casos de exploração de trabalhadores portugueses na Suíça avolumam-se, diz deputado do PS
Islamistas e franceses de novo em confronto em Gao
Jesus não acredita que este empate seja determinante na luta pelo título
A Nigéria é tricampeã africana

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

Deslocalizem-se as mamas para agosto
Mais trabalhadores portugueses explorados na Suíça
Utentes do SNS gastaram menos com medicamentos
Escola "oprime" talento de alunos
Chuva e frio obrigam a adiar desfiles de Carnaval
Assalto tinha "objetivo claro e específico", diz Federação
Pitbull fere dono com gravidade no Bombarral

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Justin Bieber admite que fumou erva e pede desculpa
Neve corta estrada em Resende
Gastos com medicamentos em 2012 foram os mais baixos nos últimos 5 anos
Procura de saídas para a crise enche consultórios de bruxos
Deputado "escapa" à GNR por não ter morada certa
Famalicão é a capital das empresas alemãs
Condutores indisciplinados travaram 400 viagens de elétrico

Capa do i i

BPN. “Miguel Relvas a avalizar é Miguel Relvas a enterrar”
Megan Fox visita favela
Carbonero está a considerar abandonar o jornalismo
Exército francês retira jornalistas do centro de Gao, norte do Mali
Vírus H1N1 faz um morto em Marrocos
Ben Affleck vence Bafta de melhor realizador
Argo vence Bafta para melhor filme

Capa do Diário Económico Diário Económico

Os bancos não são todos iguais
Ausência de estratégia
Os portugueses, os cortes, e o Governo
Vamos ser roubados
Governo tem bomba-relógio de 3 mil milhões para resolver
“Não escolheria para um Governo ninguém das administrações BPN”
Zon/Optimus vai distribuir mínimo de 40% do lucro em dividendos

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

Franquelim Alves "tem condições para continuar mas com desgate político dele e do Governo"
Marcelo Rebelo de Sousa: Este Governo "provavelmente vai perder as eleições" por má "gestão política"
Perguntas e respostas sobre os prejuízos da banca
Costa não avança e PS defende Sócrates
SNS poupa mais do que previa com medicamentos
Estado admite avançar sozinho para o novo aeroporto de Lisboa
Regulamentação do "crowdfunding" dá primeiros passos no Parlamento

Capa do Oje Oje

Projeto Ikea em Loulé respeita legislação, assegura grupo
BLC3 candidata-se a fundos europeus para criar rede de biorrefinarias
CGD com prejuízos de 395 milhões em 2012
Lucros da Semapa crescem para 126,5 milhões
Jerónimo Martins eleva PSI20 para ganhos
Portugal conseguiu um "excelente acordo", defende Durão Barroso
Passos frisa que acordo alcançado foi “mais vantajoso para Portugal”

Capa do Destak Destak

Taiwan quer reforçar laços com o México e com a Turquia como vias de exportação para EUA e UE
Explosão sacudiu esta madrugada a maior cidade do norte do Mali
"Babel" venceu Grammy para melhor álbum de 2012
Autoridades japonesas retomam busca por desaparecidos no nordeste do país
Presidente filipino realiza visita histórica a quartel de rebeldes para consolidar a paz
Ramos-Horta diz que sacrifício do ataque em 2008 de que foi vítima parou violência em Timor-Leste
Pelo menos 16 mortos em acidente no sudeste do Bangladesh

Capa do A Bola A Bola

Jokanovic deseja melhoras a Rui Fonte
Pedro Mendes vai para o Parma
Viña del Mar: Nadal perde final frente ao 73.º do ranking mundial
«Existe falta de confiança no momento da decisão» – Jesualdo Ferreira
Falso Mourinho em campanha de mobiliário (com vídeo)
«A Liga não se decide nos jogos entre Porto e Benfica» – Jorge Jesus
Enyeama tenta levar árbitro ao colo nos festejos (com vídeo)

Capa do Record Record

Alarme volta a soar na direita da defesa
Luís Leal quase na história
Filipe Anunciação na pele de Leão
Mourinho: «Será um privilégio»
Belenenses vence e sobe ao 3.º lugar
Ricardinho e Pedro Costa campeões no Japão
Bruno de Carvalho em plena campanha

Capa do O Jogo O Jogo

Sporting "varre" Fabril e continua invicto
FC Porto perde oportunidade
Nadal assina um regresso histórico
Barreto deixa a Arábia com seis meses em atraso
Portugueses derrotam a Áustria
Resultados e marcadores do campeonato espanhol
Lisandro marca mas o Lyon cai

ENTENDEM AGORA?

Se não entendem eu explico: "o Toni chocolate enterrou o machado na guerra contra a peleja com o Seguro... e vai tentar salvar a presidência da câmara... É que se o Toni largasse a  câmara lá ía parte do "maralhal" colher urtigas... Melhor será ficar pelo largo do Independente, tentar ganhar e manter os boys e as girls.
José Martins
-
Câmara Municipal de Lisboa Desconhecia estes dados mas fico realmente inchada e orgulhosa da nossa Capital.Câmara de Lisboa : Quadro de Pessoal Percebo agora a grandeza desta metrópole, bem demonstrada pelos 2521 Técnicos Superiores, licenciados ou doutorados que trabalham arduamente para o meu município, e entre eles:
- 330 arquitectos 
- 101 assistentes sociais
-73 psicólogos
-104 sociólogos 
-146 licenciados em... marketing!!! 
-260 engenheiros civis 
-156 historiadores !!!, que se devem desunhar a trabalhar...
- 303 juristas, cujo serviço se supõe que deve ser dar parecer sobre os pareceres que a CML encomenda aos gabinetes de advocacia privados.
Ah! 
Carago! 
Grande cidade esta!
Grande País que alberga tal Camara no seu Património.Calculem a inveja dos Holandeses, Alemães, Dinamarqueses, Suiços, Suecos, etc. por não terem esta "vantagem competitiva".Vais ver que é por inveja disto e de coisas similares que estes e os outros europeus não gostam que não nos querem "alimentar" os vícios............

OS PORTUGUESES SÃO ISTO!


Jackie Kennedy última mulher de Aristotle Onassis em 1969. Ambos falecidos.

Motorista de Onassis era português


Paulo Dentinho

Onassis foi o homem mais rico do mundo. O motorista, um português, assistiu a muitas das aventuras de um dos gregos mais conhecidos, como contou ao Correspondente da RTP em Paris, Paulo Dentinho. 
.
À MARGEM: Li, há muitos anos, uma de suas biografias. Onassi é meu contemporâneo e numa das passagens do livro há uma história, relatada e referente ao Princípe Rainier de Mónaco. Rainier era um teso, sem dinheiro e foi Onassi que lhe valeu e levantou a economia de Mónaco com o casino e o turismo. Quando a economia de Mónaco está estabelizada Onassi diz a Rainier: "Alteza Mónaco não necessita de casino, porque o jogo é imoral e o turismo basta-lhe". Onassi responde: "Senhor Onassi se o jogo é imoral ou não ísso é comigo...! Onassi termina, assim, a amizade com Príncipe Rainier".
José Martins 

ONDE ESTARÁ A MACHINE?

FRANCISCO ASSIS O DEMAGOGO BARATUCHO




4 MIL MILHÕES DO FMI, ESTÃO AQUI NA GALILEI!!!


Para os 4 mil milhões novos cortes inteligentes. Mas existem alternativas.
Uma delas é ir directamente ao espólio da Galilei.
A Galilei Grupo é o novo nome da antiga Sociedade Lusa de Negócios (SLN) e a SLN era a detentora do BPN, os tais amigos não-presos de Cavaco.
O BPN que faliu e ofereceu aos contribuintes portugueses um buraco de 9 mil milhões. Mas a GALILEI existe, funciona tem dinheiro e é uma das empresas portuguesas mais ricas em PATRIMÓNIO.
Tudo isso deve voltar para as mãos do Estado!
Os contribuintes têm o direito de exigir!
Partilhem!!!
http://www.facebook.com/l.php?u=http://www.galilei.pt/&h=cAQFKNLQ4AQEq6CQK7hytl_wbxiVEpzttSu3DSH5yFgcECw&s=1
http://sphotos-g.ak.fbcdn.net/hphotos-ak-ash3/543289_317290798381007_2001307112_n.jpg

 

Mealheiro


              Description:

                          cid:BEA553EE-33D7-4245-A1AE-B06E96406B16

Ora tomem lá!Dilema do Juiz-Conselheiro (Jubilado) Mário Araújo Ribeiro



«Concluí que a minha filha desempregada e o meu filho dentista com falta de clientes (ambos divorciados) têm de intentar acções judiciais contra mim, para eu ser CONDENADO a pagar "alimentos" (no sentido legal do termo) aos meus netos. Porque, com uma sentença judicial, eu posso descontar essas despesas no IRS e, se ajudar voluntariamente, não posso. Se encontrar uma saída, transmito-a a todos os avós. »

Juiz-Conselheiro (Jubilado) Mário Araújo Ribeiro


KAOS:Entretanto no PS


MIGUEL CADILHO: "PURA PULHICE POLÍTICA"

Segue esta avezinha na política há muitos anos que lhe dá  o estatuto de dinossauro vindo de Governo Aqui do sr. Silva de Boliqueime e recebe uma quantia pornográfica do BPN que nós os portugueses pagaram com a língua de três palmos!

Clique na imagem para o resto da peça
Miguel Cadilhe confessa que quando decidiu liderar o BPN exigiu o equivalente à pensão vitalícia do BCP, mais de 10 milhões de euros. A notícia é avançada pelo Correio da Manhã, onde o ex-ministro das Finanças sublinha que se trata de um valor bruto, sujeito a IRS.

JORNAL "O CRÁPULA" DE 11.02.2013


Que confiança nos pode merecer o Governo de Passos Coelho e Paulinho Portas?

PAPA BENTO XVI

Cada qual que faça seu juizo.


KAOS:Oposições e alternativas



antonio jose seguro joao semedo jeronimo sousa 3 esquerdas salvo seja
 O governo fez a primeira reunião para decidir onde vai cortar 4 mil milhões de euros no estado social. Tudo vai ficar decidido ante do fim do mês e isso faz prever que a indignação faça da manifestação prevista para dia 2 de Março mais um mar de gente nas ruas. 
As oposições já vieram dizer o que todos sabemos, que isto é a destruição do Estado Social, que é inaceitável, etc, etc, mas todos sabemos que com maioria absoluta tudo será aprovado e a miséria se agravará. 
Para que serve então a oposição? Para fazer discursos? Para se indignar? Para denunciar? Para Criticar?
Esta democracia em que vivemos é uma falácia e na realidade o que faz é impor uma verdadeira ditadura da maioria durante quatro anos, mesmo quando essa maioria é conseguida através da mentira, do compadrio e da aldrabice. 
Prometem muito nas campanhas eleitorais, dizem que vão fazer isto não vão fazer aquilo mas depois de eleitos fazem exactamente o oposto sob a capa da legitimidade eleitoral. 
Nas oposições, uns esperam que o poder lhes caio ao colo para garantir que o funcionamento da democracia de alterne e os outros esperam aumentar as votações e ganhar mais um ou outro deputado. 
No fim quem fica sempre lixado somos nós que vimos os nossos direitos serem-nos roubados e a injustiça e miséria crescer de dia para dia.
Podiam as oposições fazer mais?. 
Muitas vezes não mas quando se chega a um momento em que são as próprias bases da sociedade que são colocadas em causa, quando a constituição é desrespeitada todos os dias, quando o Presidente é um incapaz e não cumpre com o seu juramento de a defender, poder-se ia esperar que essa oposição travasse o processo, abandonando a Assembleia da Republica e criando uma crise politica que levasse a pelo menos haver novas eleições. Podiam mas não fazem.
 
Que alternativas nos restam então a nós cidadãos para mudar isto? 
Ou os portugueses passam a confiar em partidos em quem nunca mostraram confiar ou tem de se mudar alguma coisa. Nas acampadas e nos movimentos ocupie, muitas alternativas foram debatidas e encontradas. 
Para a comunicação social o importante foi passar a mensagem que tudo não passava de um protesto de jovens, sem alternativas nem soluções. Mas elas existem e passam sobretudo por um reforço e uma mudança naquilo a que chamamos de democracia. 
Uma democracia, que continua a ser aquilo que era indiferente aos avanços da ciência, do aparecimento dos computadores e da revolução digital e que lhe permitiriam ser muito mais directa, muito mais participativa e sobretudo muito mais escrutinavel. 
Deixou de fazer sentido que alguém seja eleito por um período de quatro anos e que durante esse tempo não tenha de prestar contas aos eleitores e que se possa portar como um autentico ditador. 
Todos os eleitos deviam poder ser demitidos no dia em que não cumprissem com o que prometeram ou quando perdessem a confiança de quem os elegeu. 
O poder devia estar em todos os momentos nas mãos de todos nós que deveríamos ser ouvidos sempre que fossem debatidos assuntos que interessam a todos nós. 
Não aquilo a que agora chamam de debate público que não passa de meia dúzia de comentadores contratados para fingir que debatem e no fim o governo aprova o que quer, como quer e quando quer. 
Era a nós, a todos nós que deveria ser entregue o poder de decidir, de escolher o caminho que desejamos prosseguir e isso só será possível com uma mudança dos sistema. É por isso que na tal manifestação de dia dois essa deveria ser a principal exigência. 
Não uma simples mudança de governo mas da forma como nos relacionamos com o poder. Os nossos sonhos não cabem nas urnas de voto que nos apresentam de quatro em quatro anos. 
Soluções há muitas, escolher as melhores só passa pela nossa vontade, por sairmos da nossa "zona de conforto" e irmos debate-las com outros que também acreditam na mudança. 
Está nas nossas mãos mas só será possível se todos o fizermos em conjunto.