Translator

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

PARA O QUE LHES POSSA SERVIR..!!!


A título de informação e eventual utilidade, aqui se envia a seguinte informação, relativa aos nº de contribuintes de alguns dos nossos governantes (e um ex-governante):
NIF 177142430: Passos Coelho
 NIF 174802447: Vítor Gaspar;
NIF 158792793: Miguel Relvas
 NIF 138885885: Dias Loureiro;
 NIF 132239264: Paulo Portas

JARDIM GIRA-Ó-FLÉ-FLÉ



Jardim Gonçalves (e a sua reforma de 167.000 euros, pagos com o dinheiro dos contribuintes através o resgate do BCP), os accionistas da Banca e das PPP e seus administradores, para além dos prémios anuais pagos aos gestores da Banca e grandes empresas estão isentos, segundo um depacho do ministro Gaspar.

MAS... TINHA DE SER!


("Expresso" de hoje)
Máfia 1: Máfia 2; Máfia 3; Máfia 4; O Escorpião e o Sapo; e isto, quando se investiga?...

Sócrates deixou de depender da família

Paulo Gaião


Uma  guerra no PS. Pergunta-se. Para quê? Que legado?
 
Ontem, José Sócrates confirmou que arranjou emprego numa multinacional farmacêutica. Não é uma saída airosa para o ex-primeiro-ministro.
.
Confirma um percurso frágil, inconsistente, aventureiro, atravessado por uma licenciatura duvidosa em engenharia civil na  Universidade Independente.
.
Ainda assim, havia uma  marca de Sócrates ligada ao ambiente e, com alguma benevolência, às novas tecnologias (com o computador Magalhães e o choque tecnológico).
.
Sócrates também  podia ter dado uso à licenciatura na Independente. Afinal serviu para quê?
 .
Hoje, inesperadamente, abraça um negócio farmacêutico onde ninguém o via.   
Durão Barroso saiu  de Portugal para ser presidente da Comissão Europeia António Guterres saiu de Portugal para ser Alto-Comissário dos Refugiados.
 .
Sócrates sai de Portugal para ir tirar um curso de Filosofia em Paris, como se fosse  um jovem rebelde, e agora ser um super delegado de propaganda médica numa multinacional  farmacêutica.
.
É este o legado que enche de orgulho os socialistas, como disse Edite Estrela?
É este o homem que alguns têm esperança no PS que ainda faça altos voos? 
.
Ora, este trajecto confirma um homem num beco sem saída. Com o novo emprego, Sócrates já não precisa de pedir emprestado ao banco ou à família para pagar o curso e as despesas em Paris.
.
Na verdade, na queixa por difamação que meteu contra o Correio da Manhã, Sócrates disse ao tribunal que não é por meios próprios que está em Paris mas sim ajudado pela família e pelo crédito bancário, como revelou há duas semanas o próprio Correio da Manhã. Este é outro lado que não o favorece.  
.
Que imaturidade é esta? 
Como é que um ex-primeiro-ministro não tem meios  próprios de subsistência, aos 55 anos, e precisa de pedir dinheiro aos pais?   
.
Curiosamente, há três meses, numa entrevista que deu na SIC Notícias a José Gomes Ferreira, o ex-secretário de Estado, Paulo Campos, também confessou que vivia com dificuldades e que era ajudado pelos pais.
.
Que legado socrático é este?  











Ler mais: http://expresso.sapo.pt/socrates-deixou-de-depender-da-familia=f788949#ixzz2Lgm8TSi3

ESTÁ PREPARADO?



 Introduçãona porca  política- - exemplos reais!
video

KAOS:Uma porcaria que não serve para nada

Vivemos numa Republica o que por definição devia garantir que teríamos um Presidente da Republica. No caso português os seus direitos são limitados mas tem como principal função ser o garante do cumprimento da Constituição e do regular funcionamento das instituições democráticas.
Sobre ser o guarda da Constituição já deu mais que provas que  não o faz ao promulgar diversas leis que ele próprio diz ferirem a texto constitucional, pelo que já aí quebrou o seu juramento.
Mas, também no funcionamento da Democracia tem sido um incapaz. Permite que um governo eleito com um programa eleitoral o contradiga todos os dias sem nada dizer ou fazer, mas mesmo vendo que a situação social e económica do país se degradam de dia para dia, que este governo já perdeu toda a legitimidade e apoio continua em silêncio.
Sendo um dos principais culpados da actual situação económica quando montou o actual sistema financeiro destruindo a produção a troco de mais dinheiros comunitários que foi entregando-o à banca privada, muita criada na altura com o seu apoio, BPN, BPP, BCP, etc em conluio com as grandes empresas de construção do betão.
Foi a época das vacas gordas e do grande roubo e desastre nacional. Foi aí que se criaram as condições para o endividamento que agora pagamos com austeridade e pobreza. Um verdadeiro cancro que há décadas atormenta Portugal e que não há maneira de desaparecer.