Translator

quinta-feira, 11 de abril de 2013

As capas dos jornais e as principais notícias de Sexta-feira, 12 de Abril de 2013.




Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Lei: bêbedos sem cães na rua
Táxis: marcha lenta para dia 29
O. Azeméis: assalta CTT e bombas
V. N. Gaia: dupla rouba Mercedes
Lagos: baleias desapareceram
Falésia: novo hotel apresentado
Formação específica

Capa do Público Público

Google deixa utilizadores decidirem o que fazer com os dados após a morte
Sporting chega a acordo com a banca para regularizar salários
ERC promete solução para debates eleitorais nas televisões em dez dias
Nos penáltis o Basileia arrasou a equipa de André Villas-Boas
Taxistas convocam marcha lenta em Lisboa para 29 de Abril
CTT reforçam segurança após vaga de assaltos a funcionários
Jorge Jesus não tem preferência no adversário para a meia-final

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

Atrás do arbusto
Daquelas hesitações que dão esperança
Dívida de Portugal é detida sobretudo por especuladores
Segurança sequestrado em câmara frigorífica
Andar na rua alcoolizado e com cão perigoso vai ser proibido
EDP condenada a indemnizar casal em 15 mil euros
Posto de correios assaltado

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Deputados expulsos do Congresso espanhol por falarem em catalão
Novos emigrantes frustrados por falta de emprego compatível com qualificações
Polícia do Dubai faz patrulha em carros de luxo
"Leão" Boulahrouz perde a mulher para o melhor amigo
"Eles já se mentalizaram"
Cinco segundos para derrubar 9 mil toneladas
Reforma aos 67 anos permite poupar 500 milhões por ano

Capa do i i

Catarina Martins."Ninguém quer ir para este Governo"
CDS-PP elogia experiência e trajetória de ministros indigitados
Novos emigrantes sentem-se frustrados por falta de emprego compatível com qualificações
Daniela Mercury quer casar em Portugal
Google retira denominação "favela" no mapa do Rio de Janeiro
Trabalhadores da Lusa querem que novo ministro altere políticas para a empresa
Raptores libertam família madeirense após 24 horas de cativeiro na Venezuela

Capa do Diário Económico Diário Económico

Remodelação? Qual remodelação!?
E a reforma do Estado, é agora?
Remodelação exigida pelo CDS e PSD fica adiada
Preços das casas têm maior queda desde início da crise
Seguro inicia novo mandato à espera da queda de Passos Coelho
“Não sei o que vai acontecer com a BP em Portugal”
Mais tempo para a dívida não resolve tudo

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

Catarina Martins: "Ninguém quer ir para este Governo"
Montepio destrona BPI na satisfação de clientes
Economia política dos resgates
In memoriam: Thatcher, o euro e a devastação
Aumentos de capital dos bancos rendem até 100%
Mais de 60% do IRS é para pagar juros da dívida pública!
A falta de crédito vai matar a economia

Capa do Oje Oje

Vendas da Roche sobem 5,1% no trimestre
BAI melhora solvabilidade para 16,07%
Axa vende Mony Life Insurance à Protective
Produção automóvel recua 31,2% em março
António Simões:“Em 10 anos passámos de 80% das vendas em Portugal para cerca de 80% fora do País”
Toulouse, “cidade onde apetece ficar”
EUA: Eldorado para vinhos, cortiça e outros produtos tradicionais

Capa do Destak Destak

Manifestantes egípcios operados sem anestesia -- relatório
Twitter compra serviço musical criado por australianos
"Gentleman" é o novo tema de Psy e já é êxito na Coreia do Sul
MSF alertam que há 74.000 malianos no deserto na Mauritânia a precisar de ajuda
Maduro diz que foram capturados colombianos que pretendiam "assassinar"
Cidade do México sente sismo de magnitude 5,2
Maradona no encerramento da camp+anha de Nicolás Maduro

Capa do A Bola A Bola

Bayern ataca Bruma
«Benfica pode ganhar Liga Europa» - Alan Pardew
Marselha encantou-se pela destreza de Gerso
«Cristiano Ronaldo não chega ao nível de Messi» - Beckham
Médios decidem na Taça da Liga
Nuno Gomes deu apoio em Newcastle
Benfica mais próximo do pote 1 da Liga dos Campeões

Capa do Record Record

Mangala nasceu ponta-de-lança
Izmailov foi trunfo de janeiro
Farinha Alves: «Cargo de confiança»
Dias da Cunha: «Há que estar calado»
Paraguai acusa Benfica de pressionar Cardozo
Rui Costa participa na clássica das Ardenas
Adeptos do Bayern pedem 200 mil bilhetes

Capa do O Jogo O Jogo

Salários de fevereiro e março pagos
"Benfica é uma equipa tecnicamente soberba"
"Feliz, apesar da deceção"
Benfica já sonha com pote 1 da Champions
Portugal mais perto da França
"Cristiano Ronaldo não está ao nível de Messi"
Penáltis ditam adeus de Villas-Boas

DIVULGUE! CONTRA OS GASTOS À TRIPA FORRA!



Repassando-07
 Alternativas :

ESTAS SÃO PROPOSTAS DE ALTERNATIVAS DE CORTES DE DESPESAS E OBTENÇÃO DE NOVAS RECEITAS, PARA MINORAR O AUMENTO JÁ ANTES PLANEADO DE AUSTERIDADE DETERMINADA PELA TROIKA E PARA "CONTORNAR" A PERDA DE RECEITAS RESULTANTE DA BOA DECISÃO, AGORA JÁ CONHECIDA, DO TRIBUNAL CONSTITUCIONAL:
ADAPTAÇÃO DAS PROPOSTAS DADAS À SIC PELO SOCIÓLOGO BOAVENTURA SOUSA SANTOS, CONSIDERANDO  A SUA VASTA SABEDORIA E HONESTIDADE INTELECTUAL.
Querem melhor receita para sobrevivermos a 2013 ?!...
PROPOSTAS DE ALTERNATIVA à austeridade, isto no que toca a CORTES DE DESPESA nas ditas "gorduras do Estado", para além dos sacrifícios já antes impostos aos funcionários públicos e que já passaram 2 vezes no crivo do TC.
Por isso:
- Reduzam 50% do Orçamento da Assembleia da República e vão poupar +- 43.000.000,00€
- Reduzam 50% do Orçamento da Presidência da República e vão poupar +- 7.600.000,00€
- Cortem as Subvenções Vitalícias aos Políticos deputados e vão poupar +- 8.000.000,00€
- Cortem 30% nos vencimentos e outras mordomias dos políticos, seus assessores e assessoras, secretários e companhia e vão poupar +- 2.000.000.00€
- Cortem 50% das subvenções estatais aos Partidos Políticos e pouparão +- 40.000.000,00€.
- Cortem, com rigor, os apoios às Fundações, Institutos, Observatórios, etc. e bem assim todos os benefícios fiscais às mesmas ONG's e irão poupar +- 500.000.000,00€.
- Reduzam, em média, 1,5 Vereador por cada Câmara e irão poupar +- 13.000.000,00€
- Renegociem, a sério, as famosas Parcerias Público Privadas e as Rendas Energéticas e pouparão + 1.500.000.000,00€.
Só aqui nestas “coisitas”, o país reduz a despesa em mais de 2 MIL e CEM MILHÕES de Euros.
. Mas nas receitas também se pode melhorar e muito a sua cobrança:
- Combatam eficazmente a tão desenvolvida ECONOMIA PARALELA (um verdadeiro Polvo!!!) e as Receitas aumentarão mais de 10.000.000.000,00€;
- Procurem e realizem o dinheiro que foi metido nos vários Bancos (!!!)  e encontrarão mais de 9.000.000.000,00€, recuperando também os "investimentos" da Galilei (ex-SLN/Dias Loureiro);
- Vendam 200 das tais 238 viaturas de luxo do parque do Estado E TROQUEM-NAS POR VIATURAS MODESTAS e as receitas aumentarão +- 5.000.000,00€
- Façam o mesmo nas 308  Câmaras, 10 por cada uma, e as receitas aumentarão +- 30.00.000,00€.
- Fundam a CP com a Refer e outras empresas do grupo e ainda com a Soflusa e pouparão só em Administrações +- 7.000.000,00
Nestas “coisitas” as receitas aumentarão cerca de VINTE MIL MILHÕES DE EUROS, sendo certo que não se fazem contas à redução das despesas com combustíveis, telemóveis e outras mordomias, por força da venda das viaturas, valores esses que não são desprezíveis. Sendo assim, é ou não possível, reduzir o défice, reduzir a dívida pública, injectar liquidez na economia, para que o país volte a funcionar?
Há, ou não HÁ, alternativas?
Se concordarem
Mãos à obra.
Sejam valentes com os fortes e  respeitem os mais fracos e dessa forma também vão descobrir a verdadeira "galinha dos ovos de oiro". Não culpabilizem o Tribunal Constitucional porque este tem o apoio popular e fez bom trabalho.

     «aguenta-te ... portugal»

COMUNICAMOS



Cara/o amiga/o,
.
O Congresso Democrático das Alternativas está a organizar a Conferência "Vencer a Crise com o Estado Social e a Democracia", que terá lugar no próximo dia 11 de Maio em Lisboa
.
No momento em que o governo se prepara para lançar um ataque sem precedentes aos serviços públicos e aos direitos sociais, esta iniciativa revela-se da maior oportunidade no combate necessário pela defesa do Estado Social como instrumento indispensável no combate à crise. Já se encontram abertas as inscrições para a Conferência no site do Congresso (aqui).

.
O Congresso Democrático das Alternativas está também a organizar, em conjunto com os promotores dos jantares "Em Abril, esperanças mil" (que tiveram lugar nos últimos anos), um Jantar Comemorativo do 25 de Abril, que terá lugar na Cantina Velha da Universidade de Lisboa no dia 19 de Abril
.
Promover a dignidade, a igualdade, a justiça e a valorização do trabalho e dos direitos sociais – esta é a essência do projeto político que queremos celebrar e promover, numa iniciativa que contará com as intervenções de Fernando Vicente, Ana Nicolau e José Reis. 
.
As inscrições para o jantar podem ser feitas por email (jantarabril2013@gmail.com) ou através do site do Congresso (aqui).

.
Apelamos ao seu envolvimento activo nestas iniciativas, bem como na preparação da Conferência de 11 de Maio (para enviar contributos escritos, ver aqui).

.
Relembramos ainda que se realizam no próximo sábado, dia 13/4, debates sobre a Segurança Social (em Lisboa) e sobre o Estado Social no Estado de Direito Democrático (em Coimbra).

Ajude-nos a divulgar estas iniciativas reenviando esta mensagem para a sua rede de contactos.
Contamos consigo!
Saudações democráticas,
A Comissão Organizadora do Congresso Democrático das Alternativas

Bem prega Frei Tomás !!!


Mais um Exemplo de Controlo da Despeza!!! 
 .
NÃO HÁ  DINHEIRO  QUE  VEDE  ESTA PARASITAGEM !!!!!
.
O Governo dramatizou a declaração de inconstitucionalidade de normas do “seu” OE2013 e, alegando que por tal precisa “reduzir despesas”, tenciona fazer despedimentos em massa de servidores do Estado e decretar grandes cortes nas verbas de funcionamento das áreas da educação, segurança e defesa, segurança social, saúde (não fala noutros sectores).
.
Mas... Pouco depois, a Secretária de Estado do Tesouro (administradora das nossas contribuições) autoriza que 3 administradores de empresa pública (empresa que gere dinheiro dos contribuintes) recebam vencimentos de cerca de 7000, 8000 e 10000 euros! Superior ao de Presidente da República! E com efeitos retroactivos.
.
Por Despacho ontem publicado no Diário da República. Alega, como “justificação”, um número dos Estatutos dessa Empresa sua dependente. Quando o Governo faz tábua rasa de tantos outros Estatutos e promove alteração de tanta Lei de que não gosta.
António José de Matos Nunes da Silva 
Oeiras

Diário da República, 2.ª série — N.º 70 — 10 de abril de 2013

Despacho n.º 4895/2013

O Instituto de Gestão da Tesouraria e do Crédito Público, I.P., foi transformado em empresa pública sob a forma de entidade empresarial, designada como Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP, E.P.E.), pelo Decreto-Lei n.º 200/2012, de 27 de agosto, retificado pela Declaração de Retificação n.º 56/2012, de 3 de outubro, que aprovou ainda os respetivos estatutos.
.
Pelo Despacho n.º 4894/2013, foi estabelecido, nos termos do n.º 1 do artigo 9.º dos estatutos do IGCP, E.P.E., que as remunerações dos membros do conselho de administração do IGCP, E.P.E. equivalem às que se encontram definidas para os conselhos de administração das empresas classificadas como Grupo A, nos termos previstos na Resolução do Conselho de Ministros n.º 16/2012, de 14 de fevereiro.
.
Estabelece o n.º 1 do artigo 9.º dos estatutos do IGCP, E.P.E., que os membros do seu conselho de administração podem optar, nos termos do n.º 9 do artigo 28.º do Estatuto do Gestor Público, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 71/2007, de 27 de março, alterado pela Lei n.º 64 -A/2008, de 31 de dezembro, pelo Decreto-Lei n.º 8/2012, de 18 de janeiro, e retificado pela Declaração de Retificação n.º 2/2012, de 25 de janeiro, por valor de remuneração que tem como limite a remuneração média dos últimos três anos auferida do lugar de origem, aplicado o coeficiente de atualização das correspondentes taxas de variação média anual do índice de preços no consumidor. Essa opção carece de autorização expressa do membro do Governo responsável pela área das finanças, devidamente fundamentada e objeto de publicação no Diário da República.
Considerando que os gestores públicos infra identificados efectuaram pedidos de opção e juntaram aos mesmos a documentação necessária à respetiva instrução

Determina-se, de acordo com o n.º 1 do artigo 9.º dos estatutos do IGCP, E.P.E., aprovados pelo Decreto-Lei n.º 200/2012, de 27 de agosto, retificado pela Declaração de Retificação n.º 56/2012, de 3 de outubro, o seguinte:

1 – É autorizada a opção pelo valor correspondente à remuneração média dos últimos três anos do lugar de origem para:

a) O Presidente do conselho de administração, João de Almada Moreira Rato, com limite de 10.000€;

b) A Vogal Cristina Maria Nunes da Veiga Casalinho, que fica a auferir uma remuneração mensal no valor de 6.998,45€;

c) O Vogal, António Abel Sancho Pontes Correia, que fica a auferir uma remuneração mensal no valor de 7.960,49€.

2 – Não são devidas despesas de representação a nenhum dos membros do conselho de administração.

3 - O presente despacho retroage os seus efeitos à data da produção de efeitos da Resolução n.º 42/2012, de 25 de outubro, publicada no Diário da República 2ª série, de 13 de novembro.

3 de abril de 2013. — A Secretária de Estado do Tesouro, Maria Luís Casanova Morgado Dias de Albuquerque.

206872838

http://dre.pt/pdf2sdip/2013/04/070000000/1174511745.pdf

O ESTADO SOCIAL

.
O  ESTADO  SOCIAL  é aquela estrutura organizada e politizada para onde descontaste durante 40 anos para assegurar o tacho aos se reformam ao fim de 8 anos de política sem fazerem nenhuns descontos?
.
O ESTADO SOCIAL é aquela estrutura organizada e politizada que te saca impostos e  a toda a hora (IVA a 23%) e te arrasta  para a pobreza?
.
O  ESTADO SOCIAL é aquela estrutura organizada e politizada para onde pagas impostos de modo desmedido para sustentar a Fundação do parasita Mário Soares e outras no género?
.
O ESTADO SOCIAL é aquela estrutura organizada e politizada onde o teu dinheiro vai para a RTP1 que goza contigo, obrigando-te a gramar o aldrabão do Sócrates ?
.
CHEGA DESTE ESTADO SOCIAL! CHEGA DE LADROAGEM !!!!

PALAVRAS DO PAULINHO DAS FEIRAS

Clique na imagem para a peça

Paulo Portas defende que Portugal tem que pagar o que deve mas em condições razoáveis


Para o Ministro dos Negócios Estrangeiros, a negociação que decorre em Dublin, do Eurogrupo e do Ecofin, é muito importante para o país. 
.
Nota: Claro Paulinho que os portugueses terão que pagar o calote (os submarinos, também, que tu compraste), com a língua de três palmos que são dívidas provenientes das "burricadas" que os teus colegas políticos, de meia-tigela, nos hajam endividado. 
.
E tu Paulinho deves parar com as tuas viagens, fantasmas, pelo estrangeiro, na promoção do tomate português, porque se tu, Paulinho tivesses os  tomates no sitio certo serias um "gajo" honesto e não babuzavas feitos de investimentos, estrangeiros, quando as exportações de Portugal decresceram mais de 4%. Continuas um "gajo" oportunista e sem perfil a chulares os portugueses.
José Martins

MAIS UM BONECO DO KAOS



12382

by Kaos
passos coelho as mascaras de um mentiroso

AS MINHAS VAIDADES!!!...


O historiador João Nobre publicou no seu blogue AQUI uma peça escrita por mim o que me dá uma certo orgulho!

Sábado, 6 de Abril de 2013

Coisas da Índia - Os Pecados de Bastião Pires


Embarcou, em Lisboa, para a Ásia pouco depois de 1500. Foi Vigário geral da Ilha de Cochin, na Costa do Malabar. Ao Oeste e não muito distante situa-se a Serra da Pimenta, Cabo de Comorim um pouco mais ao Sul da Índia. Cochim foi base importante, dos portugueses, antes de Afonso de Albuquerque conquistar Goa,definitivamente, em 1510.
.
É dali, também, planeada a expansão lusa para a Costa do Coramandel, a Ilha do Ceilão,as aos Sul da Baía de Bengala até às do extremo Oriente. Bastião Pires, também conhecido por Sebastião, chega a Cochim nos anos de 1512. Em Lisboa, foi pároco de prestígio, confessor e Capelão de Sua Majestade Dom Manuel I .
.
O monarca Venturoso tem em Bastião um clérigo de sua confiança, nomeou-o Vigário-Geral de Cochim e manda segui-lo para a Índia arrebanhar cristãos; numa terra onde havia muitos infieis, inclusivamente mouros, de tez escura, iguais aos de Marrocos e Tânger, que imensos trabalhos tinham dado aos portugueses escorraçá-los do Algarve para o Norte de África.
.
Trocou correspondência com o Rei Dom Manuel I; foi a Lisboa apresentar-lhe "queixinhas", dando-lhe conta do pouco zelo que à sua fazenda lhe era dado na Ilha da Pimenta. Voltou à India. E, depois da morte do seu Rei protector, foi acusado: de crimes de peculato, de "mulherengo" e acabou por desaparecer da arena política/religiosa da India.
.
Ficaria por lá ou Lopo Soares de Albergaria enviou-o para Lisboa a fim de prestar contas do que foi acusado. Pobre do padre Bastião Pires.... que não conseguiu libertar-se da vingança dos adversários políticos do Grande Afonso Albuquerque depois de ter morrido. Isto acontece porque os dois tinham sido amigos.
.
A intriga era coisa comum entre os portugueses da época. Todos desejavam - fosse como fosse -, enriquecer sem escrúpulos. Não vamos julgar o pároco Bastião Pires, tão-pouco condená-lo, pelas acusações que lhe foram feitas há quase 500 anos. Para atingirem objectivos, os fidalgos vaidosos, a gente de confiança de el-Rei, que depois o traiam na India, não olhavam a meios pra regressarem poderosos a Lisboa.
.
Era corrente, inventarem irregularidades, difamarem, ex-comungarem, boatos falsos de adultério e relações amorosas de clérigos com mulheres. Ninguém escapava. Não foi livre de acusações ignóbeis Afonso de Albuquerque que encheu de ouro e prata os cofres da Corte em Lisboa.
.
Morreu no mar, navegando de Caliate para Goa e, na agonia da morte, já na barra, ainda vislumbra a cidade pela última vez, que em vida tanto tinha amado. Manuel I e depois João III não permitem que os ossos de Albuquerque regressem ao solo pátrio. Voltaram, quando as vozes de Justiça se levantaram 50 anos depois de sua morte e sepultados na capela de Nossa Senhora da Graça, que tinha mandado construir, antes de partir para o Oriente. 
"De mal com Homens por amor a El-Rei e mal com El-Rei por amor aos Homens. Bom é acabar". Palavras de Albuquerque em resposta (às artimanhas intriguistas usadas pelos: "Varões Assinalados", seus contemporâneos, que miserávelmente o traíram e atingem a sua honra, depois de tantas façanhas heroicas que dotou Portugal.

 
.
COCHIM
 
A vida para os portugueses, depois de terem chegado à India, pela primeira vez em 1498, não foi um jardim de rosas. Não existiam pompas de recepção pelos nativos ou bem-vindos pelos mercadores "mouros" que compravam as especiarias para depois as enviarem para os mercados tradicionais da Europa: Veneza, Piza e Génova.Os portugueses eram tomados como novos concorrentes e mal vistos.
.
Pedro Álvares Cabral na expedição à India em 1502, logo após ter descoberto o Brasil, por erro de navegação em 1500, foi muito mal acolhido em Calecute. Os mouros atacaram-no fica assim desencorajado de assentar arraiais.
.
Seguiu os conselhos de Gaspar da India para navegar mais para o Sul. Cabral pensando que em Cochim lhe fosse acontecer o mesmo que em Calecute, não se aventura atracar os seus barcos junto à costa. Durante a curta estadia em Calecute, frei Henrique Coimbra, conseguiu converter um nativo e baptizou-o com o nome de Miguel.
.
O novo cristão, foi enviado a terra para colher informações e saber se Cabral poderia ser recebido. Miguel regressa com a boa nova: os galeões podem ancorar no porto, permutar e carregar os porões de especiarias.
.
Desde logo, o Rei de Cochim autoriza Cabral a construir uma feitoria e, fica a cargo dela, um fidalgo de confiança, Gonçalo Gil Barbosa. Foi assinado um Tratado de Comércio, Navegação e Amizade. As Naus regressam a Lisboa carregadas de pimenta e Cabral faz o convite ao Rei de Cochim que mande um Embaixador, homem de sua credibilidade, ir com ele até Portugal. Fica, com isto, criada a estabelização para uma base de consolidação dos desejos de dos portugueses para a futura expansão no Oriente.

 
.
COCHIM DE BASTIÃO PIRES
 
Quando Bastião Pires chegou a Cochim os mecanismos da religião católica estavam já perfeitamente a funcionar e existiam muitas conversões: mulheres que se tinham ligado a soldados; marujos, comerciantes, à ralé, prostitutas que o constante e progressivo aumento da chegada dos portugueses a Cochim veio aumentar o desejo de muitas mulheres nativas exercerem a mais antiga profissão do mundo.
.
Os missionários do Padroado Português do Oriente, na propagação da fé cristã, não procuram gente de qualidade ou de casta pura. Todas servem e muito bem recebidas. Interessa, apenas, grandes multidões convertidas. A selecção desses novos fieis ficaria para depois. A prostituição vem a ser um quebra-cabeça de Afonso de Albuquerque, porque não pretende que os seus homens sejam atingidos pelas doenças venéreas, já muito desenvolvidas na Índia.
.
Dom Francisco de Almeida, já antes de Albuquerque, em 1506, insurge-se contra as "mulheres de vida fácil". Deseja pôr termo e encerrar as casas de "porta aberta" de Cochim. Mas o hábito dos homens lusos de procurar essas mulheres, já vinha dos anos de 1498, quando fizeram parte da armada de Vasco da Gama e descoberto o Caminho Maritimo para a Índia.
.
Onde as naus aportavam, os homens ataviados de cio pela longa permanència de meses nas àguas dos oceanos, saim para terra em busca, do que a natureza do corpo lhes pedia. Vasco da Gama, na escala que fez em Quiloa em 1502, a segunda armada sob o seu comando para a Índia, foi de tal ordem desassossegado por mulheres nativas e pelos seus homens que permitiu a bordo da sua armada, 40 mulheres que de suas vontades seguiram até Cochim.
.
Por lá ficaram depois. Albuquerque antes de partir para conquistar Malaca, escolheu um local para ser construída uma igreja, afastada da fortaleza e substituir a capela dentro do baluarte. Mediu o terreno em frente do ancoradoiro da naus. Encomendou a obra e pensava Albuquerque que no regresso de Malaca estaria concluída.
.
Tal não viria acontecer, durante os seus dois anos de afastamento. O empreiteiro tinha falecido e o dinheiro adiantado sumido. Bastião Pires, já Vigário de Cochim, informou Rei Dom Manuel, ter pedido dinheiro ao Vedor da Fazenda para as obras mais importantes. O Vedor respondeu-lhe: a Fazenda não tem provisões e o pouco, se ainda existisse, era bem melhor utilizá-lo em favor dos portugueses que em Cochim morriam à fome.
.
Bastião Pires decidiu ele próprio construir a igreja pediu esmolas aos fieis. Conseguiu valiosas dávidas de pardaus de ouro. Apesar de tanto ouro oferecido a igreja ainda náo estava construída em 1527. Em 1532, o novo vigário Padre Manuel Vaz comunicava ao Rei D. João III, ter encontrado a igreja coberta de palha.
.
Com virulência atirava com as culpas e o desleixo para Bastião Pires. As obras da casa da oração não são mais, tão pouco menos que obras de "Santa Ingrássia". Passado mais de nove anos, em 1514, uma carta da Câmara da cidade transmite ao Rei,em Lisboa "....a igreja de Cochim estava cuberta de ola e feita hum palheiro".

 
.
CARTA DE BASTIÃO A D. MANUEL I
 
Uma loga missiva dirigiu Bastião a D.Manuel I o Vigário geral, datada em 8 de Janeiro de 1518. Conta que há dez a doze mil cristãos em Cochim. Denuncia Lopo Soares de Albergaria que deixou morrer à fome e à sede 300 cristãos malabares no estreito de Meca, porque não lhes deu comida nem gota de àgua. Em vez de carregar mantimentos nas naus, encheu-as de mercadorias para os capitães.
.
Os míninos cristãos que aqui são ensinados, tinham mantimentos assentados por Afonso de Albuquerque. Lopo Soares tirou-lhos. Nunca mais nenhum quis aprender. E quase no fim desta carta lamuriante, diz a el-Rei: mande Vossa Alteza homens que sejam de 30 anos para cima, que seja em seus feitos e hajam vergonha.
.
Em 14 de Janeiro de 1519 a cidade de Cochim concede um louvor a Bastião Pires e transmitiu a D.Manuel; o Ouvidor das suas mágoas, por tudo que se ia passando por Cochim e Índia. O Rei Venturoso já não pertencia ao número dos vivos. As notícias de Portugal à Índia demoravam quase um ano. As queixas visavam Lopo Soares de Albergaria, Vice-Rei da Índia, apó a morte de Albuquerque, seu inimigo pessoal.
.
Bastião sempre fora bem acolhido e protegido por Albuquerque, enquanto o Lopo Soares não nutria nenhuma simpatia pelo Vigário Geral. A respeito do Albergaria informava. "No ano que foy Lopo Soares pera Portugall eu foy com hele, como Vossa Alteza no dyto ano me enviou a resposta de huma carta que vós por mym foy enviada no ano de quynhentos e desoyto. As cousas que Vossa Alteza manda qua que se cumpram, que som servyço de Deus e noso,poucas as esmolas, que Vosa Alteza manda dar aos pobres, a symquo anos que se nom deu e muytos precem a fome// e, vemdo a nosa pouca carydade areceam muytos de se tornar crystãos"....
.
A carta de Bastião Pires é composta de várias páginas. O Vigário-geral defende a propagação da religião em Cochim. E, também os interesses da Coroa portuguesa. Sabe converter gente aos cristianismo e dá-lhe esmolas. Assim, Portugal voltará mais forte na Índia. D.Manuel considera-o, mandou-o ir a Portugal dar-lhe conta como era que tudo por ali se passava. Albuquerque não ignora a acção evangelhadora do Vigário e apoia-o. D.Manuel e Albuquerque finaram-se e Bastão Pires, fica só no mundo, não tem apoios e não escapa ao ajuste de contas.
 
.
INQUÉRITO A BASTIÃO PIRES CARTA SEM DATA DO ANTI:
 
Cartas dos Vice-Reis da Índia, n.120.

"Estas são as cousas que o vigário geral Bastiam Pirez e seu cryado Pero Gonçalves tem feitas, per onde merecem V.A. os mandar vyr da India pera darem contas dellas. Tirou de esmolas de todolos fidalgos, casados e solteyros, mais de tres mill pardaos.... E continuando as acusações: a Bastião e ao seu criado Pero Gonçalves e, uma longa ladainha denunciadora de actos de ladroagem: pratas, veludos, paramentaria da igreja, terrenos tirados aos naturais de Cochim, mulheres penhoradas por um tostão. E, continua: Item. Tomou na dita cidade huuma molher por força que estava em casa de hum seu cunhado, e a deu a quem quis. (testemunhas, nomes designados). Item. A huuma molher portuguesa pedio de cavalgar pubricamente, dizemdo que lho dese por amor de Deus, e nam lho querendo dar por amor de Deus, que lhe dese huum beyjo por amor de Santa Maria. (Testemunhas). Item. Tinha huuma menina empenhada por treze tamguas e vendia, dizendo que era sua cativa. (Testemunhas). Item. Com sem tyo que Johan Bras o padre quytasse huuma molher a seu marido, nom tendo elle, dito Joham Bras, poder pera iso, e asy veyo o marydo desta mulher pedyur ao dito Pero Gonçalves que servya de vigairo que lhe entreguase sua molher, porque ha tynha presa, e elle lhe dise que se fosse muyto embora por omde quisese, que nam tinha dever de lha entregar, pois nam tinha testemunhas como era sua molher, nem ella por omde o nam era,soomente pela leyxarem levar a huum homem com que ela anda misturada. (Testemunha). Item. As mysas do Inffante dos sabados não se dizem muitas vezes pelas quais ha huum marco de prata.(Testemunhas)

Item. Nam se cumprem os testamentos dos defuntos, e tudo toma o que lhe a mao vay pera sy. Testemunhas: os Padres beneficiados."
Ficaram, aqui por descrever outras acusações contra o pobre do padre Bastião Pires designadas no inquértio do Vice-rei da Índia, enviado para Lisboa e para conhecimento de D.João III o Piedoso.
.
Bastião Pires pagou por alto preço a amizade que dispensou a El-rei D.Manuel e ao Grande Afonso de Albuquerque.

Fontes:  
 - Das M. do P.P. do Oriente, Silva Rego, Vol.1 e 2. Gavetas da Torre do Tombo,Fundação Calouste Gulbekian.

José Gomes Martins
3 de Junho de 2010

JUÍZES DO TRIBUNAL CONSTITUCIONAL



 
CARROS DOS JUÍZES DO TRIBUNAL CONSTITUCIONAL
Quanto mais soubermos destas poucas vergonhas, melhor andamos informados de quem desbarata o dinheiro dos contribuintes.
 
---------- Mensagem encaminhada ----------

 
CARROS DOS JUÍZES DO TRIBUNAL CONSTITUCIONAL

 
Não quero acreditar que isto é verdade? 
REPASSEM A TODOS OS QUE PUDEREM!
CARROS DOS JUÍZES DO TRIBUNAL CONSTITUCIONAL
Como pode progredir um País assim saqueado permanentemente pelas pessoas que deviam dar o exemplo de seriedade?
Em quem podemos confiar quando os mais altos responsáveis dão estes exemplos de saque?
É indigno!!...

Aqui vai mais um bom exemplo:
O Tribunal Constitucional é um tribunal de nomeação politica e, por esse facto, resolveram comprar automóveis de Luxo e Super Luxo para cada um dos 'Juízes' ( de nomeação política ).
Estes carros são utilizados pelos Juízes - num total de 13 Juízes - para todo o serviço, precisamente como acontece nas grandes Empresas.

1- O Presidente tem um BMW 740 D (129.245 € / 25.849 contos)

2- O Vice-Presidente: BMW 530 D ( 72.664 € /14.533 contos)

3- Os restantes 11 Juízes têm BMW 320 D ( 42.145 € /8.429 contos, cada )

Portanto, uma frota automóvel no valor de 665.504 €/ 133.101 contos ( muito mais de meio milhão de Euros?!!!)

É o único Tribunal Superior Europeu (se calhar mundial) onde os Juízes têm direito a carro como parte da sua remuneração (automóvel para uso pessoal). E DEPOIS QUEREM-NOS COMPARAR AOS PAÍSES DO NORTE

A que propósito? Pura ostentação! Ninguém se indigna? Quem é que autorizou este escândalo?


Ao mesmo tempo que o Governo sobrecarrega os portugueses em geral compra justamente as viaturas mais caras, superluxo.

Não é aceitável, não se pode compreender...

Repassem e chateiem, por favor.