Translator

domingo, 26 de maio de 2013

O BENFICA NÃO MERECIA!!!...




As capas dos jornais e as principais notícias de Segunda-feira, 27 de Maio de 2013.



Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Morreu gastrónomo
Marcelo Rebelo de Sousa: Passos está atrasado
Tavira: Ferido em despiste
Porto: Incêndio danifica prédio
José Sócrates: Uma boa medida
Benfica: Toni critica jogadores
Japão: Boeing 787 volta a voar


Capa do Público Público

Mais de 69 mil crianças e jovens em perigo acompanhadas pelas comissões de protecção
Portugal admitido como observador da Aliança do Pacífico
Alemanha prepara programa de crédito a pequenas e médias empresas de Portugal
Sócrates lembra ofensas arquivadas pelo MP a propósito da polémica Sousa Tavares-Cavaco
Marcelo diz que Conselho de Estado foi uma desilusão
Cardozo dá empurrão a Jesus no final do jogo
Opositores do casamento gay voltaram à rua em Paris


Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

"A minha mãe é uma gaja do caraças"
Maior perigo para crianças é violência entre os pais
Menino de 14 anos sobrevivia com comida do lixo
Programa da conferência de dia 30
25 anos de aplicação de fundos comunitários
Joana Bárcia já escrevia peças na primária
Carlos encontrou em Ana a mulher certa para se unir


Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Otto Mühl, polémico pintor austríaco, morreu em Portugal
Comissões de proteção acompanharam em 2012 mais de 69 mil crianças e jovens
Quase duplicou número de jovens entre os 15 e os 21 anos acompanhados pelas comissões de proteção
Inovação mundial na deteção de diabetes
Brejeirice ancestral decora os moliceiros
José Mourinho faltou à conferência de imprensa no final do jogo do Real Madrid
Pelo menos seis mortos em atentado na Síria


Capa do i i


Capa do Diário Económico Diário Económico

Prejuízos dão bónus
A dura batalha por mais umas décimas
Mais tempo para o défice é uma boa notícia?
Troika ainda não vê razões para flexibilizar metas do défice
“É possível ir para o estrangeiro e manter o subsídio de desemprego”
Governo vai relançar obras no IP3 e no Poceirão
Rectificativo deixará ministérios com problemas de tesouraria


Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

A meio caminho
A normalidade da vitória do FC Porto
Gaspar põe contabilistas das PME a trabalhar
Investimento: o último trunfo para suavizar a recessão e o desemprego
Cortes nas pensões do Estado só acima dos 600 euros por mês
Marcelo: Antecipar eleições seria "o pandemónio"
Angolanos recrutam em Portugal mais de metade dos estrangeiros


Capa do Oje Oje

Mais turistas na hotelaria cabo-verdiana no 1.º trimestre
Resultados "promissores" na prospeção mineira em Torre de Moncorvo
Gasolina sobe na próxima semana e gasóleo mantém
PSI20 fecha em contraciclo com Europa a ganhar
Angola agiliza análise a produtos nacionais e importados
“Alqueva mantém potencial turístico”, garante Cristas
Pacote fiscal tem “de ser consistente com política de IRC”, considera Ricardo Salgado


Capa do Destak Destak

Austrália abre investigação a homicídio após descoberta de restos mortais quase 50 anos depois
Trinta investigadores expostos a radiação em acidente em laboratório nuclear no Japão
Paulo Bento anuncia convocados para o jogo com a Rússia
Quase duplicou número de jovens entre os 15 e os 21 anos acompanhados pelas comissões (REPETIÇÃO)
Detido popular autor de blogue no Vietname por "propaganda" contra o Estado
The Guardian lança edição online gratuita na Austrália
Secretário-geral da ONU preocupado com implicação de Hezbollah na Síria e risco para o Líbano


Capa do A Bola A Bola

Cardozo será alvo de processo disciplinar
Simy e Ely na lista de reforços
Jackson Martínez na rota de Falcao
Augusto foi oferecido à SAD
«É um orgulho ser treinador deste clube» - Rui Vitória
«O Vitória tem mais cartas para dar» - Júlio Mendes
Paulo Bento divulga hoje os convocados para Rússia e Croácia


Capa do Record Record

Um Benfica sem jeito para protocolo
Verão não impede que as renovações possam avançar
Respeito e audácia agarraram o sonho
Backar pode ter um lugar
Mossoró «Não podemos meter a cabeça no buraco»
Minhotos levam 300 mil euros
Nem a chuva impediu consagração do campeão


Capa do O Jogo O Jogo

Loucura na receção aos heróis
Tri de Mateus na vitória frente ao Clube Regatas
Lázio ganha a Taça
Perder 15 mil euros em 60 segundos
O momento em que Filipe Luís se lesionou
A tarde em que Guimarães explodiu de alegria
Treinador do Real faltou à conferência de im

Artigo de Sarsfield Cabral 24Mai (Sol)


Convem lembrar... Abraços
. Que mal fiz eu para me cair em cima esta austeridade? Por que sobem tanto os meus impostos e me cortam cada vez mais benefícios sociais?
.
Há muitos portugueses a fazerem estas perguntas. Não compreendem o motivo da austeridade, o que torna ainda mais doloroso suportá-la. O Governo foi parco em pedagogia e a maior parte dos ‘media’ é mais sensacionalista do que pedagógica.
.
Tirando as famílias sobre-endividadas e os gestores de numerosas empresas do nosso país – as mais endividadas da Europa –, a maioria da população não entende, nem, talvez, queira entender o que significa a dívida de Portugal. Prefere protestar. Curiosamente, não protesta contra quem nos colocou nesta situação.
.
O PS fala no crescimento económico, mas não explica como irá financiá-lo, se e quando for governo. Aparentemente, será através de mais dívida. 

Ora essa fórmula não resultou, antes pelo contrário, na primeira década deste século, ao longo da qual a economia portuguesa cresceu apenas à média de 0,5% ao ano, apesar das grandes obras públicas. Agora o crédito é escasso e caro. E aumentar uma dívida pública que já passou os 120% do PIB é suicidário.
.
O caso das auto-estradas e das Scut (originalmente sem encargos para o utilizador) é exemplar. Antes da crise, Portugal tinha 28,5 km de auto-estradas por mil km quadrados de área, contra 20 km em França e de 22 em Itália. A Irlanda e a Grécia tinham, respectivamente, 6 e 8 km.
.
Nessa altura, Portugal possuía o terceiro maior número de carros por mil habitantes da Europa (depois da Itália e do Luxemburgo), estando longe de ser o terceiro país mais rico da UE. Atingimos, assim, 2,5 km de auto-estradas por dez mil habitantes, contra 1,5 km na Alemanha, 1,4 km na Finlândia, 0,5 km no Reino Unido, etc. Essa loucura levou o país a gastar em auto-estradas cerca de três vezes mais do que a média da UE, em percentagem do PIB. 
 .
Como muitas das nossas auto-estradas resultaram de parcerias público-privadas escandalosamente prejudiciais para o Estado, as próximas gerações terão às suas costas uma tremenda herança de encargos, apesar das reduções já conseguidas.
.
Mas, ao menos, terá tido alguma utilidade este investimento a crédito nasm auto-estradas? Poucos carros lá passam hoje e não só por causa das portagens e da crise. Essas vias de luxo não desenvolveram o interior. E o transporte de mercadorias não beneficiou grande coisa com elas.
.
O prof. Avelino de Jesus notava em 2008, no Jornal de Negócios, que nos anteriores 15 anos, enquanto Portugal aumentou a rede de auto-estradas em 480% e o volume de mercadorias transportadas em 28,5%, a Espanha aumentou a sua rede de auto-estradas em 130% e o volume de mercadorias transportadas em 121%. Acresce que, segundo o mesmo artigo, na UE as auto-estradas representam 1,2% da rede viária, enquanto em Portugal representam 2,3%. Ou seja, «temos auto-estradas a mais e vulgares estradas a menos».
.
Felizmente, conseguiu-se evitar o TGV, que nem sequer pagaria os custos operacionais, quanto mais os do investimento. Mas o irrealismo dos entusiastas dos grandes projectos era tal que o então ministro da Economia, o prof. António Mendonça, justificou o TGV com a grande quantidade de espanhóis que nele viria tomar banho à praia da Caparica, regressando a Madrid ao fim da tarde.

Censura livre ao abrigo da liberdade de imprensa


Não faço comentários, a não ser que há uma situação para a qual há muito alertei,quem de modo algum acreditava numa afirmação minha...
CB

E CANTANDO E RINDO...

26/05/13 Bic Laranja
Printemps Français vs. G.O.F. (Paris, 24/5/2013)


 O Sr. Orlando Braga, do blogo Perspectivas, publicou há umas horas uma fotografia do blogo francês Salão Bege com o título «Manifestação de protesto junto ao Grande Oriente de França em Paris». Tratou-se duma manifestação em 24 de Maio do movimento Printemps Français diante da sede da franco-maçonaria. O Printemps Français congrega inúmeros franceses (milhões) contra a destruição do instituto do casamento pelas confrarias dos novos ventos da História...
 Bom, se bem informado estou, isto de marchar contra a ventosidade recta da História (ou contra a maçonaria, que hoje por hoje dá no mesmo) costuma ter reflexo na imprensa nacional, mesmo (principalmente) se lhe não ouvirmos eco.
 Como não tenho dado ouvidos aos noticiários portugueses (a bem da salubridade doméstica e resguardo das emanações palustres) resolvi todavia há pedaço procurar notícias com a chave «Grande Oriente de França» no notícário nacional de 24 de Maio para cá. Queria ver o que se noticiara no burgo sobre esta afronta à maçonaria pelos franceses. Nem de propósito (ou talvez sim) saiu notícia em 24 de Maio a falar no Grande Oriente de França em dois jornais -- o Jornal de Notícias e A Bola --, mas era em tom mais anticlerical do que popular antimaçónico:

Vaticano proíbe padre francês de exercer

 Qual o critério de noticiar da França algo que põe o odioso no Vaticano e como que vitimiza o Grande Oriente de França, e calar no mesmo dia o que o Le Monde e o Figaro diziam de centena e meia de franceses revoltados contra o Grande Oriente de França por este promover o emparelhar homossexual à categoria de famíla?...
 Qual a razão de não haver nenhuma notícia do movimento Printemps Français em páginas electrónicas da imprensa portuguesa?
 Recordam-me aquelas palavras do prof. Marcello Caetano, em Março de 1974, comentando a ruidosa propaganda da oposição sobre notícias que corriam e deixavam de correr após a intentona das Caldas:
 Há por aí frequentes queixumes de que não temos por cá uma informação completa. Nada, porém, que de verdadeiro se passa que ao público interesse, deixa de ser trazido ao conhecimento dele.
  A censura parece que não acabou. O que acabou foi a seriedade de nem procurar sequer escondê-la.

"AMIGOS NÃO SE DESPEDEM,MARCAM NOVO ENCONTRO"

António d'Almeida

A LATA – por Manuel Maria Carrilho



A Viagem dos Argonautas http://aviagemdosargonautas.net/ de Carlos Loures em 24/04/13
Este artigo é publicado com autorização expressa do autor, ao qual muito agradecemos.
.
O contrato com Sócrates para ser comentador semanal no canal público de televisão teve de partir, ou de passar, por Relvas. Isso é óbvio. E só a imagem do que terá sido essa negociação a dois dá uma ideia arrepiante, mas bem clara, do estado de degradação extrema a que chegou o regime.
.
É uma contratação que infelizmente não surpreende porque, na verdade, José Sócrates e Miguel Relvas são políticos siameses. Se olharmos bem para o perfil e para o percurso de um e de outro, a conclusão impõe-se como evidente. E muitas coisas estranhas se tornam, de repente, claras e compreensíveis.
.
A história da licenciatura de Relvas foi o primeiro sinal de uma semelhança que se revela bem mais funda: o mesmo fascínio pelo mundo dos negócios, o mesmo desprezo pela cultura e pelo mérito, o mesmo tipo de relação com a comunicação social, o mesmo apego sem princípios ao poder e, acima de tudo, a mesma lata, uma gigantesca lata! 
.
Só falta mesmo ver também Sócrates a trautear a “Grândola, Vila Morena”, mas por este andar lá chegaremos…O contrato com a RTP vem, de resto, acentuar mais uma convergência entre Sócrates e Relvas, e num ponto político extremamente sensível, que é o da conceção de serviço público de televisão. 
.
Porque, com este contrato, Sócrates aparece a cobrir inteiramente a devastação feita por Relvas no sector, e a bloquear tudo o que o PS pretenda dizer ou propor sobre o assunto. E quem cauciona o que Relvas fez aqui, cauciona tudo.O que Sócrates deve fazer é assumir as suas responsabilidades na crise, e pedir desculpa aos portugueses – e para isso basta uma entrevista pontual, sóbria, esclarecedora e responsável. 
.
É isso que os Portugueses merecem, é disso que a nossa democracia precisa, e é a isso que o Partido Socialista tem direito. Ficar a pastar nos comentários, pelo contrário, é puro circo político, e do pior: é usar o horário nobre do serviço público de televisão para jogadas de baixa política e de pura revanche política pessoal. 
.
Como já há tempos afirmei, Sócrates e Relvas são sem dúvida os dois políticos que mais contribuíram para a crise moral, e de confiança, que o País atravessa. Uma crise que veio agudizar todas as suspeitas com que os cidadãos olham para as suas elites dirigentes e para o continuado fracasso da sua ação. São casos que a radical mediatização dos nossos dias
facilita. 
.
Nomeadamente, porque ela abriu as portas à irrupção de um novo tipo de político, que trocou o retrato de cidadão esforçado, reservado e responsável de outros tempos, por um perfil em que o traço dominante é, simplesmente, o da lata. 
.
E essa lata, é o quê? É sobretudo a expressão de uma afirmação pessoal sem limites de qualquer ordem, que tudo arrasa no seu caminho, num júbilo mais ou menos histérico que dispensa qualificações ou convicções que não sejam de ordem psicológica ou comunicacional. 
.
Daí, naturalmente, a excitação voluntarista e a encenação estridente que sempre a acompanham. A lata não é certamente um exclusivo dos políticos, mas tem neles um terreno de exceção. Ela aparece hoje como um traço específico do que alguns autores têm diagnosticado como a “nova economia psíquica” do nosso tempo. 
.
É isso que leva muita gente a ver neles verdadeiros mutantes, e a lamentar nostalgicamente que, na política, tenham desaparecido os verdadeiros líderes…Mas seja ou não de mutantes que se trata, é preciso reconhecer que os “políticos de lata” estão em sintonia com muitas transformações do mundo contemporâneo, e que é por isso que eles suscitam inegáveis apoios e vivas controvérsias. 
.
Figuras maiores, bem ilustrativas deste fenómeno, são Sílvio Berlusconi ou Nicolas Sarkozy. São sempre criaturas mitómanas, destituídas de superego e, portanto, de sentido de culpa ou de responsabilidade. 
.
Revelam uma contumaz incapacidade de lidar com a frustração, que é, como Freud bem ensinou, onde começam todas as patologias verdadeiramente graves. Com eles, tudo se dissolve num narcisismo amoral, quase delinquente, que vive entre a alucinação de todos os possíveis e a rejeição de quaisquer limites. 
.
Eles estão pois muito em linha com o paradigma do ilimitado que tem anestesiado e minado o mundo nas últimas décadas. A lata tornou-se, deste modo, num traço político muito frequente, que anima os mais variados, e lamentáveis, tipos de voluntarismo. 
.
Não admira pois que os políticos de lata se singularizem, não ela sua dedicação a causas ou a convicções, mas pelos intermináveis casos em que se envolvem e são envolvidos.É também por isso que eles têm sempre que tentar voltar – foi assim com Berlusconi, é o que se tem visto com Sarkozy, chegou a vez de José Sócrates. 
.
Não resistem… e todos encenam, para disfarçar a sua doentia obsessão com o poder, umas travessias do deserto mais ou menos culturais… Berlusconi com a música, Sarkozy com a literatura e o teatro, Sócrates com a filosofia. 
.
Mas o seu compulsivo “comeback” acaba sempre por se impor, porque ele é o tributo que eles têm que pagar à sua tão vazia como ilimitada mitomania. Com consequências, atenção, que já conduziram várias sociedades e diversos países às piores tragédias. Esperemos que não seja esse, desta vez, o caso – mas o aviso aqui fica!…

Não é pouca vergonha, é vergonha nenhuma !


Entendem agora por que passou a Direcção-Geral do Tesouro a chamar-se IGCP? É que só num Instituto, sem rei nem roque, cabem estes excessos. Na DGT os meninos não podiam auferir mais do que o nosso distraído presidente. 

 Leiam este despacho fresquinho........!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

PROXENETAS DO ERÁRIO PÚBLICO


"Neste país chamado Portugal, há gajos que nasceram com estrelas e outros estrelados"



« INTOCADOS»

LEIAM,  PORQUE  VALE  A  PENA ANDARMOS  ESCLARECIDOS !!!

Os ex- Presidentes da República ( General Ramalho Eanes, D. Mário e D. Sampaio) recebem de reformas 1MILHÃO de EUROS/Ano, distribuídos da seguinte forma:
General Ramalho Eanes ................€ 65.000/Ano
D. Mário "El Sacador" ................€ 500.000/Ano  (fora a Fundação !!!!) ...(*)
D. Sampaio ..................................€435.000/ano ...................................(*)
(*) - Como vêm  vale a pena ser "xuxialista", porque socialismo foi coisa que estes dois caramelos (e outros no género, que andam por aí!!) nunca quiseram na vida, a não ser para o Zé Pagante!!
Porque para mim, ou há Socialismo ou comem todos do mesmo tacho, a solução é bem simples : - PUNHA-OS  TODOS  A  RECEBER € 65.000/ANO
!
SE  O  MILITAR  PODE  VIVER  COM €65.000/ANO,  ESTES CIVIS "INCIVILIZADOS",  QUE  SE  DIZEM SOCIALISTAS ....TAMBÉM !!
  E  É  PARA  JÁ !! (Ouviu Senhor GASPAR !!!! PARA  JÁ!)
AQUI http://portugalglorioso.blogspot.pt/2013/05/intocados_21.html

REFORMADO O SR. MINISTRO RELVAS... E ESTA?




SÓ ME FALTAVA MAIS ESTA ( Relvas já reformado.)
Relvas já reformado?..
Este email foi recusado pela RTP, alegando-se que a receção é restrita. 
.
Na verdade o que se pretendia era que José Sócrates opinasse sobre o valor desta reforma e demais que os ditos democratas têm, sem os devidos desconto, depois tem de se tirar aos pobres desgraçados que trabalharam e descontaram, 30, 40 e até 50 anos.
.
Esta e outras poucas vergonhas vão conduzir a que muitos trabalhadores fiquem com pouca ou nenhuma aposentação. 
Nem Salazar foi tão longe, era mais sério que toda esta gente. E que dirá Sócrates das chorudas reformas com 6 e 12 anos dos tais defensores da democracia ou defensores do taxo?
.
Como é que o sistema da CGA poderá aguentar esta pouca vergonha?
.
Era a este caso que Passos Coelho se referia das reformas que nunca tiveram o devido desconto?

ROUBADA A DIGNIDADE AO PEIDO!


"Voz do povo: "aquele não dá peido que cheire!"


MORRO E NÃO VEJO TUDO... 
Gases aromatizados!!!
 
A tecnologia não para de avançar. Duas marcas inventaram um autocolante, para colocar na roupa interior: o neutralizador de odor dos gases (!). 
.
Uma das marcas Subtle Butt (Bunda Sutil) vende embalagens, com cinco unidades descartáveis que prometem neutralizar o odor graças a uma camada de carvão aplicada ao autocolante, custando apenas 11 dólares. O criador Kim Olenicoff explicou a uma revista que este produto “é ideal para usar num avião,  escritório, elevadores com a namorada depois de uma refeição picante ou até mesmo para usar no seu cão”.
.
A outra marca intitula-se Flatulence Deoderizer (Desodorizante de Flatulência); essa marca vende autocolantes também com carvão, a 29 dólares. Ele neutraliza os odores, permite um intenso cheiro  mentol cada vez que o utilizador expulsar uma ventosidade, além de deixar o rabicó geladinho.
NB. A marca faz uma advertência: “não neutraliza o som!”.

O MIGUEL QUE CONTINUE A CUIDAR-SE!!!:::


Os palhaços portugueses ofendidos!

KAOS: O Guru da economia

O Guru da economia

by Kaos
alvaro santos pereira the legend

É DE TER PENA DOS ADEPTOS DO BENFICA...





Vitória Guimarães leva Taça de Portugal e Benfica é vice de novo


O Benfica terminou de forma infeliz a sua temporada ao ser derrotado de virada por 2 a 1 para o Vitória Guimarães na final da Taça de Portugal, neste domingo, amargando o terceiro vice-campeonato em menos de duas semanas.
. Os 'encarnados', que no início do mês ainda sonhavam na tríplice coroa, deixaram a liderança do Campeonato Português escapar na penúltima rodada ao perder para o arquirrival Porto, que acabou faturando o título.
. Os comandados de Jorge Jesus também chegaram à final da Liga Europa, mas foram derrotados pelo Chelsea ao levar um gol do sérvio Ivanovic nos acréscimos.
. Por ironia do destino, as três derrotas que selaram o destino do Benfica foram pelo mesmo placar de 2 a 1. Neste domingo, o argentino Nicolás Gaitán abriu o placar aos 30 minutos de jogo, mas o Vitória virou com dois gols marcados em menos de dois minutos no final da partida.
. Soudani deixou tudo igual aos 35 do segundo tempo e Ricardo anotou o gol da vitória do time de Guimarães aos 37. Cinco vezes vice-campeão da Taça de Portugal, o Vitória conquistou o primeiro título da sua história na competição.