Translator

terça-feira, 28 de maio de 2013


Este blogue, hoje, estará encerrado.
Estamos fora de Banguecoque
Voltará amanhã

QUANDO A CANALHA TOMA AS RÉDEAS DO PODER...





Tribunal Constitucional chumbou comunidades intermunicipais

A lei fazia parte da reforma da administração local - uma das principais bandeiras do ex-ministro Miguel Relvas. Cavaco Silva teve dúvidas sobre a constitucionalidade do diploma e os juízes do Tribunal Constitucional deram-lhe razão. Por unanimidade, o Tribunal chumbou a criação das comunidades intermunicipais, porque eram comparadas a autarquias locais e a existência dessas comunidades não está prevista na Constituição. A Associação de Municípios também contestava a proposta. Agora Cavaco Silva vai vetar o diploma que regressa depois ao Parlamento. O governo já fez saber que vai respeitar a decisão do Tribunal, mas não desiste da reforma e manifestou a intenção de reforçar as competências das freguesias e apostar no intermunicipalismo.

A MERDA DE SER REFORMADO!!!...



" A reforma é como o horizonte:
Uma linha imaginária que recua à medida que tu avanças."

AVISO!



KAOS:12742



Jeroen Dijsselbloem Vitor Gaspar quem nao quer ser urso
Conferência de imprensa no Ministério das Finanças com Vítor Gaspar e Jeroen Dijsselbloem.  o jornalista Anselmo Crespo, da SIC. decide fazer duas questões em português ao presidente do Eurogrupo:
«Eu gostava de saber se foi ou não foi pedido pelo Governo português para se discutirem nas próximas reuniões do Eurogrupo um ajustamento do défice do próximo ano de 4 para 4,5% e se é esse o tipo de ajustamento que poderá vir a ser necessário. Gostava também de lhe perguntar como vê a crise da coligação e se de alguma forma fica preocupado com as divergências que existem na coligação e na eventualidade de uma crise política em Portugal». O holandês respondeu educadamente, sem entrar em polémicas, mas Vítor Gaspar aproveitou para demonstrar o seu desagrado.
«Relativamente à questão da existência de um pedido do Governo português, confesso que não consigo deixar de registar a deselegância de fazer a pergunta a um político estrangeiro na presença do representante do Governo português mandatado para conduzir essas negociações. Parece-me que ter essa atitude em Portugal e no Ministério das Finanças é uma atitude de uma enorme deselegância».
Inelegância? Porquê? Porque o Presidente do Eurogrupo respondeu que um ajustamento do défice era possível mas era necessário um pedido do governo português mas que isso não fora feito? Por se ficar a saber que o Ministro diz uma coisa cá dentro e faz outra lá fora? Que nos mente? Não precisa de ficar assim, afinal nós já há muito que o sabíamos e, quando se faz uma conferencia de imprensa conjunta o objectivo é que os jornalistas façam as perguntas que querem a quem querem. Deselegante é mostrar que receia as respostas do seu convidado e que elas o desmintam. Deselegante e desonesto.

Vale a pena ver - Tristes benfiquistas!


Manuel Serrão surpreende no «Prolongamento»Portista mascarado de D. Afonso Henriques e ainda levou um enorme melão para o programa

2013-05-28


Partilhar

BENFICA VER ATÉ AO FIM….


Poema
Oh águia que voaste tão alto
por essas terras em vão
levaste um tiro no Estoril
morreste no dragão
e foste enterrada em Amesterdão! "
 Cronometro Maldito
http://c7.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/Nfc136dc9/14990604_qu15h.jpeg
 
https://fbcdn-sphotos-d-a.akamaihd.net/hphotos-ak-snc6/181233_10151610154289828_1119367830_n.jpg
É um Sinal…minuto 92
 https://fbcdn-sphotos-b-a.akamaihd.net/hphotos-ak-prn2/970986_457455564337232_615676972_n.jpg
 A temperatura passou de 92º Kelvin para 92º Chelsius 
https://fbcdn-sphotos-g-a.akamaihd.net/hphotos-ak-ash4/428397_503223789726672_1888922737_n.jpg
 https://fbcdn-sphotos-a-a.akamaihd.net/hphotos-ak-frc1/599407_503223926393325_1185550802_n.jpg
 
https://fbcdn-sphotos-e-a.akamaihd.net/hphotos-ak-prn1/935291_503069373075447_579864897_n.jpg
 https://fbcdn-sphotos-g-a.akamaihd.net/hphotos-ak-prn2/972254_439438992819460_561526309_n.jpg
 
https://fbcdn-sphotos-e-a.akamaihd.net/hphotos-ak-frc3/970304_503068446408873_436126786_n.jpg
 https://fbcdn-sphotos-h-a.akamaihd.net/hphotos-ak-prn1/923111_503072776408440_733419176_n.jpg
 https://fbcdn-sphotos-e-a.akamaihd.net/hphotos-ak-prn1/923511_503071396408578_583912967_n.jpg

MURO DAS LAMENTAÇÕES



Isto só é assim porque a easyjet está a fazer super-descontos nas passagens para Israel...
 


CARTA AOS 19% de desempregados, Gato Fedorento




CARTA AOS 19% (Ricardo Araújo
                                Pereira) Caro desempregado, Em nome de
                                Portugal, gostaria de agradecer o teu
                                contributo para o sucesso económico do
                                nosso país. Portugal tem tido um
                                desempenho exemplar, e o ajustamento
                                está a ser muito bem-sucedido, o que não
                                seria possível sem a tua presença
                                permanente na fila para o centro de
                                emprego. Está a ser feito um enorme
                      
 
 
 
       esforço para que Portugal recupere a
                                confiança dos mercados e, pelos vistos,
                                os mercados só confiam em Portugal se tu
                                não puderes trabalhar. O teu desemprego,
                                embora possa ser ligeiramente
                                desagradável para ti, é medicinal para a
                                nossa economia. Os investidores não
                                apostam no nosso país se souberem que tu
                                arranjaste emprego. Preferem emprestar
                                dinheiro a pessoas desempregadas.
                                Antigamente, estávamos todos a viver
                                acima das nossas possibilidades. Agora
                                estamos só a viver, o que aparentemente
 
      
      
      
             continua a estar acima das nossas
                                possibilidades. Começamos a perceber que
                                as nossas necessidades estão acima das
                                nossas possibilidades. A tua necessidade
                                de arranjar um emprego está muito acima
                                das tuas possibilidades. É possível que
                                a tua necessidade de comer também
                                esteja. Tens de pagar impostos acima das
                                tuas possibilidades para poderes viver
                                abaixo das tuas necessidades. Viver mal
                                é caríssimo. Não estás sozinho. O
                                governo prepara-se para propor rescisões
                                amigáveis a
 milhares
 de
 funcionários
     
                           públicos. Vais ter companhia. Segundo o
                                primeiro-ministro, as rescisões não são
                                despedimentos, são janelas de
                                oportunidade. O melhor é agasalhares-te
                                bem, porque o governo tem aberto tantas
                                janelas de oportunidade que se torna
                                difícil evitar as correntes de ar de
                                oportunidade. Há quem sinta a tentação
                                de se abeirar de uma destas janelas de
                                oportunidade e de se atirar cá para
                                baixo. É mal pensado. Temos uma dívida
                                enorme para pagar, e a melhor maneira de
                   
            
 conseguir
 pagá-la é impedir que
 um
                                quinto dos trabalhadores possa produzir.
                                Aceita a tua função neste processo e não
                                esperneies. Tem calma. E não te
                                preocupes. O teu desemprego está dentro
                                das previsões do governo. Que diabo,
                                isso tem de te tranquilizar de algum
                                modo. Felizmente, a tua miséria não
                                apanhou ninguém de surpresa, o que é
                                excelente. A miséria previsível é a
                                preferida de toda a gente. Repara como o
                                governo te preparou para a crise. Se
                                acontecer a Portugal o mesmo que ao
   
                 
           
 Chipre, é deixá-los ir à tua
 conta
                                bancária confiscar uma parcela dos teus
                                depósitos. Já não tens lá nada para ser
                                confiscado. Podes ficar tranquilo. E não
                                tens nada que agradecer
CARTA AOS 19%
(Ricardo Araújo Pereira) Caro desempregado,


Em nome de Portugal, gostaria de agradecer o teu contributo para o sucesso económico do nosso país. Portugal tem tido um desempenho exemplar, e o ajustamento está a ser muito bem-sucedido, o que não seria possível sem a tua presença permanente na fila para o centro de emprego.  . Está a ser feito um enorme esforço para que Portugal recupere a confiança dos mercados e, pelos vistos, os mercados só confiam em Portugal se tu não puderes trabalhar. O teu desemprego, embora possa ser ligeiramente desagradável para ti, é medicinal para a nossa economia. Os investidores não apostam no nosso país se souberem que tu arranjaste emprego. Preferem emprestar dinheiro a pessoas desempregadas.
.  
Antigamente, estávamos todos a viver acima das nossas possibilidades. Agora estamos só a viver, o que aparentemente continua a estar acima das nossas possibilidades. Começamos a perceber que as nossas necessidades estão acima das nossas possibilidades. A tua necessidade de arranjar um emprego está muito acima das tuas possibilidades. É possível que a tua necessidade de comer também esteja. Tens de pagar impostos acima das tuas possibilidades para poderes viver abaixo das tuas necessidades. Viver mal é caríssimo.
.  
Não estás sozinho. O governo prepara-se para propor rescisões amigáveis a milhares de funcionários públicos. Vais ter companhia. Segundo o primeiro-ministro, as rescisões não são despedimentos, são janelas de oportunidade.  . O melhor é agasalhares-te bem, porque o governo tem aberto tantas janelas de oportunidade que se torna difícil evitar as correntes de ar de oportunidade. Há quem sinta a tentação de se abeirar de uma destas janelas de oportunidade e de se atirar cá para baixo. É mal pensado. Temos uma dívida enorme para pagar, e a melhor maneira de conseguir pagá-la é impedir que um quinto dos trabalhadores possa produzir. Aceita a tua função neste processo e não esperneies.
.  
Tem calma. E não te preocupes. O teu desemprego está dentro das previsões do governo. Que diabo, isso tem de te tranquilizar de algum modo. Felizmente, a tua miséria não apanhou ninguém de surpresa, o que é excelente. A miséria previsível é a preferida de toda a gente. Repara como o governo te preparou para a crise. Se acontecer a Portugal o mesmo que ao Chipre, é deixá-los ir à tua conta bancária confiscar uma parcela dos teus depósitos. Já não tens lá nada para ser confiscado. Podes ficar tranquilo. E não tens nada que agradecer

PASSOS COELHO E O BURACO!

 Finalmente, com Passos Coelho Portugal tem UM RUMO!


   

KAOS:Sem senso nem consenso



antonio jose seguro sem senso nenhum
Tenho andado sem muito tempo para fazer os meus bonecos, para escrever seja o que for  e até para ter ideias para os fazer, infelizmente não pelas razões que eu gostava. As minhas desculpas e espero que seja só uma fase passageira.

ADOÇÃO




 
 
Clique em mim!


Gostas mais do papá ou do papá?