Translator

segunda-feira, 3 de junho de 2013

OLHA PRÁ DILMA A QUERER MANDAR NA NOSSA CASA!!!...




As capas dos jornais e as principais notícias de Terça-feira, 4 de Junho de 2013.


Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Dois irmãos morrem no rio
Albufeira: Turista esfaqueado
Santarém: Buscas por mulher
Carros: Mais automóveis de luxo
Silves: Fogo em mato e pasto
Matosinhos: Roubo à mão armada
Fafe: Queda de pinheiro mata

Capa do Público Público

Portas apela a campanha eleitoral autárquica no terreno e não em cartazes
Barómetro: banca é sector que inspira menos confiança em Portugal
Barómetro: Portugal é país da UE mais descrente do “caminho da Europa”
É uma questão de igualdade: em Nova Iorque as mulheres podem fazer topless
Os Sopranos, a série de televisão mais bem escrita de sempre
Pinto da Costa critica estratégia nacional “de sacar o mais possível”
Presidente do BES diz ser “muito difícil” saber se dívida é sustentável

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

Preventiva para seis dos 11 detidos por furto de cobre
António José Seguro é contrarrevolucionário?
Marta conheceu Vítor antes de missão em alto-mar
Sonho de marchar pelo "Bairro"
Consumo de medicamentos aumentou em relação a 2012
Fenprof acusa Ministério de Educação de ser "caloteiro"
Treino em Óbidos na máxima força

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Banca é o setor que menos confiança inspira em Portugal
Portugal é o país da UE mais descrente do "caminho da Europa"
Crise origina corrida jovem para posto de nadador-salvador
Que "post" vai deixar nas redes sociais depois de morrer?
Autarca de Arcos de Valdevez contra "má" qualidade da praia da Valeta
Michael Douglas desmente que tenha dito que o seu cancro se deve a sexo oral
Dez mortos e milhares de desalojados devido a cheias na Europa Central

Capa do i i

Capa do Diário Económico Diário Económico

O que não sabemos dos ‘swap’
Vítor Gaspar é um inútil, mas é um inútil com i maiúsculo
Portugueses olham de lado para o Governo
Bruxelas obriga Banif a vender Açoreana e negócio em Espanha
Sindicatos prometem Verão Quente nas ruas
Nomeação de magistrados é excepção às regras do estado
Sérgio Monteiro demite presidentes da Carris e EGREP

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

Protestos na Turquia: "Está a cair a noite e as coisas estão a começar a aquecer"
Negócios portugueses ficam à margem dos protestos na Turquia
Banca é sector que inspira menos confiança em Portugal
Querem o quê??? Crescimento? Emprego?
Portugueses e suecos
"Portugal já tem investidores semelhantes aos que tinha antes do resgate"
"Renminbi é a forma mais eficaz de apostar na China"

Capa do Oje Oje

Mini Cooper D Countryman: divertido, versátil e rápido
Rio Tinto equaciona IPO dos diamantes
Terroir dá vinhos de autor e clima potencia azeites
EAU cria quinto maior player no alumínio
Exor vende participação na SGS por 2 mil milhões
Aena e Axa negoceiam compra de Luton
Nexponor é o primeiro fundo empacotado por ações

Capa do Destak Destak

Xanana Gusmão convida empresários de Singapura a investir em Timor-Leste
Representante do matadouro chinês que sofreu incêndio foi detido
Sessão com antigos e atuais trabalhadores assinala 69 anos dos Estaleiros de Viana
Sismo de magnitude 4,4 abalou Atenas
Descoberta de granada antiga suspendeu comboios de alta velocidade no Japão
Economista Nouriel Roubinidiz que austeridade "tem sido terrível" para a Europa
Forças Armadas venezuelanas vão integrar novo comando de combate ao sequestro

Capa do A Bola A Bola

Gino Guerrero diz que vai assinar
Neca está de volta a Portugal
Rudy é hipótese para o ataque
Ney Santos desejado para o meio-campo
Neto pronto para render Pepe
Oceano de saída
«Estou muito mais maduro» - Mourinho

Capa do Record Record

Meio Mundo chama Cardozo
Rolando tem convites
A sombra de Custódio vai chamar-se Mauro
Tomás Fernandes: «Quero muito discutir este título»
Jorge Costa lidera corrida ao comando técnico
Celtic fez proposta para comprar Baldé
João Dias para breve

Capa do O Jogo O Jogo

Mangala por 30 milhões? Cláusula de rescisão!
Vítor Gomes no Videoton
Lotaria Clássica
Mkhitaryan é prioridade dos reds
Tozé volta do Mundial para a equipa principal
Jesus Navas: Manchester City paga 25 milhões
Presidente da Liga procura quadros competitivos consen

DO COLEGA "NOTAS VERBAIS"

 

Turquia. Como é?

Um dos raros pronunciamentos sobre política externa, foi o do apoio português a que a Turquia, esta Turquia, entre na União Europeia. Presidente da República e Governo estiveram sintonizados nessa onda. As mais recentes ocorrências nesse país sugerem, no entanto, dúvidas. Esse "apoio português" será meramente inspirado por uns investimentos turcos ou de turcos, e em função de uns "vistos gold", comprometendo o Estado?
0 comentários

Demita-se, senhor Primeiro-Ministro"

                                             
Nicolau Santos
Description: Caixa de texto:  Senhor Primeiro-ministro, depois das medidas que anunciou sinto uma força a crescer-me nos dedos e uma raiva a nascer-me nos dentes. Também eu, senhor Primeiro-ministro. Só me apetece rugir!…
O que o Senhor fez, foi um Roubo! Um Roubo descarado à classe média, no alto da sua impunidade política! Por isso, um duplo roubo: pelo crime em si e pela indecorosa impunidade de que se revestiu. E, ainda pior: Vossa Excelência matou o País!
Invoca Sua Sumidade, que as medidas são suas, mas o déficite é do Sócrates! Só os tolos caem na esparrela desse argumento.
O déficite já vem do tempo de Cavaco Silva, quando, como bom aluno que foi, nos anos 80, a mando dos donos da Europa, decidiu, a troco de 700 milhões de contos anuais, acabar com as Pescas, a Agricultura e a Industria. Farisaicamente, Bruxelas pagava então, aos pescadores para não pescarem e aos agricultores para não cultivarem. O resultado, foi uma total dependência alimentar, uma decadência industrial e investimentos faraónicos no cimento e no alcatrão. Bens não transaccionáveis, que significaram o êxodo rural para o litoral, corrupção larvar e uma classe de novos muitíssimo-ricos. Toda esta tragédia, que mergulhou um País numa espiral deficitária, acabou, fragorosamente, com Sócrates. O déficite é de toda esta gente, que hoje vive gozando as delícias das suas malfeitorias.
E você é o herdeiro e o filho predilecto de todos estes que você, agora, hipocritamente, quer pôr no banco dos réus?
Mas o Senhor também é responsável por esta crise. Tem as suas asas crivadas pelo chumbo da sua própria espingarda. Porque deitou abaixo o PEC4, de má memória, dando asas aos abutres financeiros para inflacionarem a dívida para valores insuportáveis e porque invocou como motivo para tal chumbo, o carácter excessivo dessas medidas. Prometeu, entretanto, não subir os impostos. Depois, já no poder, anunciou como excepcional, o corte no subsídio de Natal. Agora, isto! Ou seja, de mentira em mentira, até a este colossal embuste, que é o Orçamento Geral do Estado.
Diz Vossa Eminência que não tinha outra saída. Ou seja, todas as soluções passam pelo ataque ao Trabalho e pela defesa do Capital Financeiro. Outro embuste. Já se sabia no que resultaram estas mesmas medidas na Grécia: no desemprego, na recessão e num déficite ainda maior. Pois o senhor, incauto e ignorante, não se importou de importar tão assassina cartilha. Sem Economia, não há Finanças, deveria saber o Senhor. Com ainda menos Economia (a recessão atingirá valores perto do 5% em 2012), com muito mais falências e com o desemprego a atingir o colossal valor de 20%, onde vai Sua Sabedoria buscar receitas para corrigir o déficite? Com a banca descapitalizada (para onde foram os biliões do BPN?), como traçará linhas de crédito para as pequenas e médias empresas, responsáveis por 90% do desemprego?O Senhor burlou-nos e espoliou-nos. Teve a admirável coragem de sacar aos indefesos dos trabalhadores, com a esfarrapada desculpa de não ter outra hipótese. E há tantas! Dou-lhe um exemplo: o Metro do Porto.
Tem um prejuízo de 3.500 milhões de euros, é todo à superfície e tem uma oferta 400 vezes (!!!) superior à procura. Tudo alinhavado à medida de uns tantos autarcas, embandeirados por Valentim Loureiro.
Outro exemplo: as parcerias público-privadas, grande sugadouro das finanças públicas.
Outro exemplo: Dizem os estudos que, se V. Ex.ª cortasse na mesma percentagem, os rendimentos das 10 maiores fortunas de Portugal, ficaríamos aliviadinhos de todo, desta canga deficitária. Até porque foram elas, as grandes beneficiárias desta orgia grega que nos tramou. Estaria horas, a desfiar exemplos e Você não gastou um minuto em pensar em deslocar-se a Bruxelas, para dilatar no tempo, as gravosas medidas que anunciou, para Salvar Portugal!
Diz Boaventura de Sousa Santos que o Senhor Primeiro-ministro é um homem sem experiência, sem ideias e sem substrato académico para tais andanças. Concordo! Como não sabe, pretende ser um bom aluno dos mandantes da Europa, esperando deles, compreensão e consideração. Genuína ingenuidade! Com tudo isto, passou de bom aluno, para lacaio da senhora Merkel e do senhor Sarkhozy, quando precisávamos, não de um bom aluno, mas de um Mestre, de um Líder, com uma Ideia e um Projecto para Portugal. O Senhor, ao desistir da Economia, desistiu de Portugal! Foi o coveiro da nossa independência. Hoje, é, apenas, o Gauleiter de Berlim.
Demita-se, senhor primeiro-ministro, antes que seja o Povo a demiti-lo.

MUDAM-SE OS TEMPOS E MUDAM-SE AS VONTADES...

Fotos que valem mais que 1000 palavras!



IRAN 1979



IRAN 2012



AFGHANISTAN


EGYPT (Cairo University) á 1959


EGYPT (Cairo University) á 2012


NETHERLANDS (Amsterdam) á 1980





NETHERLANDS (Amsterdam) á 2012


Y todavia hay personas que no ven motivo para estar preocupados !!!

O EXACTO...NÃO PERDE UM SEGUNDO QUE SEJA

"OS TÓXICOS"




E assim vai a moral deste governo, com gente como esta.
 
1. Maria Luís Albuquerque era directora financeira da REFER.
.
2. A REFER contratou swaps tóxicos enquanto Maria Luís Albuquerque era a sua directora financeira.
.
3. Maria Luís Albuquerque é nomeada secretária de Estado e tutela o IGCP.
.
4. O IGCP, sujeito às orientações de Maria Luís Albuquerque, define o que são swapstóxicos.
.
5. O IGCP, tutelado por MLA, vem dizer que os swaps tóxicos contratados pela REFER enquanto ela era directora financeira não são, afinal, tóxicos — apenas exóticos.
.
6. A REFER fica com os prejuízos e Maria Luís Albuquerque continua a ser secretária de Estado de Vítor Gaspar (um ministro tóxico ou exótico?).

Hospital Júlio de Matos


TRRIIIMM. TRRIIIMM... TRRIIIMM...

Responde o atendedor de chamadas:

"Obrigado por ter ligado para o (Hospital) Júlio de Matos, a companhia mais adequada aos seus momentos de maior loucura."

* Se é obsessivo-compulsivo,
marque repetidamente o 1;

* Se é  codependente, peça a alguém que marque o 2 por si;

* Se tem múltipla personalidade,
marque o 3, 4, 5 e 6;

* Se é paranóico, nós sabemos quem é você, o que você faz e o que quer.
Aguarde em linha enquanto localizamos a sua chamada;

* Se sofre de alucinações, marque o 7 nesse telefone colorido gigante que você, e só você, vê à sua direita;

* Se é esquizofrénico,
oiça com atenção, e uma voz interior indicará o número a marcar;

* Se é depressivo, não interessa que número marque.  Nada o vai tirar dessa sua lamentável situação;

* Porém,
se VOCÊ votou PASSOS, não há solução, desligue e espere até 2014
 Aqui atendemos LOUCOS e não INGÉNUOS !   

Obrigado !

KAOS:Mais uma aldrabice

antonio jose seguro jeronimo sousa joao semedo catarina martins venham a mim criancinhas
O líder do PS vai reunir com as chefias dos partidos representados na Assembleia da República na 'demanda' pelo consenso.
Como anda a ser tão mal tratada a palavra "consenso" na boca destes políticos. Consenso pressupões busca da melhor solução através do debate e não negociação de interesses partidários económicos ou pessoais. A actual forma de a politica ser exercida é uma fantochada,  uma corrente de enganos e favores. temos de exigir a mudança, a participação popular e a democracia verdadeira. Esta suposta convergência à esquerda é mais uma mentira, uma forma de tentarem dar alguma esperança, na esperança que isso crie a exigência e possibilidade de novas eleições. Depois ou governa o PS com uma maioria absoluta que já pede ou acaba coligado com o CDS a fazer mais do mesmo. E, isso até é natural já que as ideias do PS quanto ao pagamento da dívida, da renegociação, da subjugação à Europa e aos mercados estão bem mais próximas do CDS que dos partidos de esquerda. Mais uma mentira e mais um engano para apanhar tolos. Vamos ser tolos outra vez?

"ADVOGADOS DO DIABO"




"A LATA E OS TACHOS"


Portugal: PASSOS COELHO E OS 4400 BOYS


Henrique Monteiro – Expresso, opinião

O título não é apenas uma graça. Um estudo feito ontem pelo "Diário de Notícias", e que passou mais despercebido do que merecia, dá conta que este Governo nomeou já 4463 pessoas, seja para gabinetes ministeriais (1027), para grupos de trabalho e comissões (1819) e cargos dirigentes da Função Pública (1617).

Os números, como tudo, podem ter muitas leituras. Mas se compararmos com os dois primeiros anos de Sócrates, estes pedem meças. O ex-líder socialista nomeou, entre 2005 e 2007 (com mais ministérios do que Passos), 1077 pessoas para os gabinetes, portanto mais 50. Mas Sócrates já nomeara menos 63 pessoas do que o seu antecessor Durão Barroso fizera entre 2002 e 2004. Há portanto, aqui uma descida consistente: em 10 anos e depois de uma crise monstruosa, conseguimos reduzir 113 boys nos gabinetes. Isto num universo de milhares. É ridículo!

Em abril de 2005 dissera Passos: "Um membro do governo tem direito a escolher um chefe de gabinete, uma ou duas secretárias de confiança e um ou dois adjuntos. Acabou". Estamos de acordo (ou melhor eu estou de acordo com o que ele dizia). Isso significa que cada ministro teria apenas direito a cinco pessoas, o resto ia buscar aos serviços do seu ministério. Por isso, contas por alto haverá 900 e tal boys a mais. Façam o favor... E comecem pelos célebres especialistas de 20 anos. Já agora, aposto que há membros da Administração com qualificação para os grupos de trabalho e comissões, assim como para vários cargos de direção da função pública.

Se a isto somarmos a dispensa dos inúmeros consultores e gabinetes de advogados, podemos dizer, sem medo: olha que bela maneira de começar a reforma do Estado.

A Frase



Seguro não se quer misturar com os outros partidos à sua esquerda - PS e PCP - e já escolheu o seu caminho: quando vencer as eleições sem maioria absoluta vai aliar-se ao CDS que irá reciclar na próxima ida às urnas a velha posição de "equidistância" entre PS e PSD inventada por Freitas do Amaral. O CDS deverá voltar a ser aquele partido que em 1974 se definia como "rigorosamente ao centro", o parceiro perfeito para um PS rigorosamente afastado da sua esquerda.
Ana Sá Lopes, i