Translator

terça-feira, 25 de junho de 2013

A Corrupção na Origem da Crise. Os vídeos que contam a história da crise em Portugal.




Posted: 22 Jun 2013 08:47 AM PDT

A associação 25 de Abril pediu para partilharem a lista abaixo, onde são explicados os saques que afundaram e afundam Portugal. Peço por isso a vossa ajuda, para ajudarem Portugal a acordar... Vamos partilhar....
.
A verdade vai sendo revelada, ajudem a divulga-la. Não calem a verdade.... Paulo Morais já perdeu o medo, vamos ajuda-lo a lutar por nós e contra eles.

A Corrupção na Origem da Crise: e não venham com as tretas de sempre, que a crise tem a ver com  problemas mundiais, iluminatis e outros que tais. 
.
Tretas que apenas servem para desmotivar o povo na luta contra a corrupção, a verdadeira causa das crises. Ou ainda não repararam que são os países mais corruptos que estão em crise? 

.
A “Associação 25 de Abril” promoveu, em 6 de Dezembro de 2012, um debate subordinado ao tema “A Corrupção na Origem da Crise”, gravado em vídeo e posteriormente colocado no YouTube.
.
É importante que o maior n.º de pessoas tome conhecimento dos escândalos na política devido a comportamentos indecorosos e mesmo criminosos que, invariavelmente, não conduzem a quaisquer consequências punitivas, apesar da reprovação genérica dos cidadãos.

.
Acredito que a Actual Incompetente Governação Portuguesa não perca tempo a ver todas estas situações que serão mais que do seu Conhecimento, Conivência e algumas Prometidas Extinguir sem o consequente Cumprimento da Promessa, ao que também, mesmo Revoltados, nos vamos (por enquanto) habituando.
.
Fomos acusados de viver acima das nossas possibilidades" e as estórias que se vão sabendo dos nossos ANTERIORES E ACTUAIS "governantes" pagas pelo Zé Pagode e que o actual governo ainda não conseguiu ou não teve coragem de reverter por completo dados os interesses que estão na origem.


Gravações por temas


http://www.youtube.com/watch?v=-TmY9OS2ix4   (6.554 visualizações)
Ponte Vasco da Gama - promiscuidade com os ex-ministros das Obras Públicas

http://www.youtube.com/watch?v=0RxdPJ0SvMs  (5.258 visualizações)
Resgate da Banca - políticos e corrupção na compra de terrenos sem valor

http://www.youtube.com/watch?v=h8uNhkcOwsI   (3.732 visualizações)
Sequestro da TROIKA - pagamento dos empréstimos bancários (fraudulentos)

https://www.youtube.com/watch?v=2FB4JbIFk-s   (2.712 visualizações)
BPN / SLN (1) - Vigarices e Crimes Gigantescos

https://www.youtube.com/watch?v=-c2j3--VbRQ       (1.88 visualizações)
BPN / SLN (2) - Confisco do dinheiro desviado (roubado) no Luxemburgo

http://www.youtube.com/watch?v=o-6E6qCb9zg   (2.164 visualizações)
Alemanha emitiu €uros como "falsa moeda", em 1999

http://www.youtube.com/watch?v=J1Fu-T0duHY   (1.509 visualizações)
Assembleia da República - promiscuidade, negócios e conflito de interesses

http://www.youtube.com/watch?v=Z73nEsBmyw0 (1.006 visualizações)
Assembleia da República - leis que geram corrupção

http://www.youtube.com/watch?v=jKsFjzGDIpI      (1.331 visualizações)
Justiça cega? uma para os fracos e outra para os poderosos!

http://www.youtube.com/watch?v=qTC--24UiDM    (966 visualizações)
Promiscuidade no Banco de Portugal - os fiscalizados são os fiscais

http://www.youtube.com/watch?v=2GzwDNsfC4c    (770 visualizações)
Instauração das MÁFIAS, versus, Democracia e Corrupção

http://www.youtube.com/watch?v=y_1HND2uTik     (734 visualizações)
Feudalismo dos Grupos Económicos - Luta contra o medo

http://www.youtube.com/watch?v=IABnS2FopOo    (630 visualizações)
PDM - especulação, favores políticos, mercadoria fictícia

http://www.youtube.com/watch?v=rMTVaT5XKco   (482 visualizações)
EXPO98 - corrupção, incompetência e loucura

http://www.youtube.com/watch?v=9lkRELFBI78     (622 visualizações)
PPP das Águas - garantia de lucro aos privados

http://www.youtube.com/watch?v=ZAn4iDzE43c     (376 visualizações)
PPP da Saúde - loucura de vigarices

http://www.youtube.com/watch?v=j7YaYTTRMYw   (323 visualizações)
Orçamento do Estado e Autarquias - promiscuidade e corrupção

http://www.youtube.com/watch?v=aymaXF74D2o   (310 visualizações)
PPP Rodoviárias - sangria de fundos do Orçamento do Estado

http://www.youtube.com/watch?v=JQZQxsqwK-Q  (474 visualizações)
EURO 2004 e Apito Dourado - corrupção, branqueamentos e prostituição

https://www.youtube.com/watch?v=b4ynyRYZO4I  (266 visualizações)
A Grande Corrupção gera a Pequena Corrupção

Gravações integrais


http://www.youtube.com/watch?v=HcTxAcE0n2o  (4.423 visualizações) A Corrupção na Origem da Crise (1 de 5) - Vasco Lourenço

http://www.youtube.com/watch?v=aiTSJekHbxQ (18.266 visualizações)
A Corrupção na Origem da Crise (2 de 5) Paulo Morais

http://www.youtube.com/watch?v=7zool__iaGg    (6.166 visualizações)
A Corrupção na Origem da Crise (3 de 5) Paulo Morais

http://www.youtube.com/watch?v=yVBHuQRrBOk (5.533 visualizações)
A Corrupção na Origem da Crise (4 de 5) Pedro Bingre)

http://www.youtube.com/watch?v=MBUs8sUVa7M(4.563 visualizações)
A Corrupção na Origem da Crise (5 de 5) Pedro Bingre

Obrigado pela sua ajuda!

"Dra. Judite de Sousa, eu tenho de ser sério nisto. Não pode ser de outra maneira."




João Salgueiro apela à união dos reformados contra o governo

Por Margarida Bon de Sousa
publicado em 25 Jun 2013 - 05:00
 
Click Here
Economista diz que o Estado está a quebrar contratos que firmou com portugueses e admite recurso até para tribunais internacionais
.
João Salgueiro defende que, se a sociedade civil não desencadear um processo vencedor em termos de competitividade, Portugal não tem saída para a crise. Mais. Também diz que é contraditório o Estado estar a quebrar contratos que firmou com os portugueses, como é o caso dos pensionistas, e em simultâneo tentar contratualizar investimento produtivo cá e no estrangeiro. E apela à união de todos os que se sentem lesados para lutarem pelos seus direitos, com recurso aos tribunais internacionais se tal se mostrar necessário. "Não há outros contratos que estão a ser mantidos apesar dos prejuízos que provocam ao país?", interrogou-se.
.
A intervenção do ex-ministro foi feita durante uma conferência organizada pelo CIDSENIOR - Movimento para a Cidadania Senior -, em que participaram igualmente Manuela Ferreira Leite e Emanuel dos Santos, antigo secretário-adjunto e do Orçamento dos dois governos Sócrates, entre outros.
.
Num tom que não lhe é habitual, Salgueiro defendeu que os problemas do país não se resolvem porque os políticos ficam reféns das suas promessas eleitorais e quando chegam ao poder não conseguem pôr em prática as medidas necessárias para reformar o país.
.
"Há um problema de cultura em Portugal", disse. "A publicidade faz o mesmo: promete às pessoas benefícios imaginários. Na política ainda não se gasta tanto, mas o raciocínio é o mesmo. E a sorte dos reformados está ligada à sorte do país."
.
O também antigo presidente da Associação Portuguesa de Bancos apelou a que outros grupos se juntem ao recém-formado Movimento para a Cidania Sénior a fim de que lutem e defendam uma estratégia de competitividade e crescimento, mas num enquadramento em que haja uma garantia de cumprimento dos contratos transversal a todas as situações.
.
Guerra geracional 
A ex-ministra das Finanças Manuela Ferreira Leite também se distanciou forte e feio do governo formado pelo partido que integra, acusando-o de estar a querer confundir os portugueses com a necessidade de reformar o sistema da segurança social e os cortes cegos que têm estado a ser feitos nestes apoios. "Estamos a misturar dois problemas", defendeu. "Uma coisa é a sustentabilidade do sistema, que toda a vida foi discutido e em que tem de ser feito mais um ajustamento devido ao facto de a população estar a diminuir e a esperança de vida estar a aumentar. Mas a situação actual é diferente, tem a ver com as finanças públicas e o ajustamento que estamos a fazer. E avança-se com este argumento para cortar onde há dinheiro."
.
Ferreira Leite acrescenta que se está a utilizar a Segurança Social para tapar os buracos que existem um pouco por todo o lado: nas PPP, nas empresas públicas, nas autarquias, nas empresas municipais, nos desperdícios, nas fraudes ou nas decisões mal tomadas.
.
"Quando analisamos os problemas das contas públicas", recorda, "nunca foi a Segurança Social a causar problemas. Antes pelo contrário. Foi a única parcela que nunca apresentou défices, ao contrário das restantes, como os fundos autónomos ou as autarquias."
.
Mas o que choca verdadeiramente a ex--governante é o discurso oficial estar a provocar uma guerra geracional. "Devo dizer que estou disponível para aceitar a discriminação absurda dos cortes que afecta um sector e não o outro. Mas não aceito pelos motivos que estão a ser invocados, que dividem as gerações, e deixam implícita a ideia de que os reformados têm benefícios para os quais nunca descontaram. E que as vítimas são as novas gerações. É um discurso do ponto de vista dos valores absolutamente condenável, atribuindo aos antigos uma passagem por aqui absolutamente inútil."

Favorável às 40 horas 
 Mais fleumático esteve o ex-secretário adjunto e do Orçamento de Sócrates. Emanuel dos Santos concorda com o aumento da carga horária para as 40 horas na função pública e com a aproximação entre as pensões pagas pelo Estado e as que são da responsabilidade da Segurança Social, "sobretudo através das regras de cálculo, que devem ser as mesmas". O ex-governante também se definiu como defensor de melhores serviços públicos e menos Estado. Quanto à crise que o país atravessa, e que está a provocar um corte radical nos direitos adquiridos, Emanuel dos Santos defende que ela foi causada por factores endógenos à Europa e foi resultado sobretudo do mau funcionamento dos mercados financeiros.

A BIOGRAFIA DA DILMA


KAOS:O Bom filho, de qualquer coisa, a casa torna



joao coutinho passos coelho cgd milhoes
João Coutinho vai regressar à comissão executiva da Caixa Geral de Depósitos, de onde saiu há dez anos com uma indemnização de mais de meio milhão de euros, por indicação do Governo.
Como bem dizem os sacrifícios são para todos e repartido com equidade. Estou certo que isto se enquadra perfeitamente nesse conceito e na clareza de procedimentos que o Sr. Silva de Boliqueime diz Portugal ser um exemplo. Bom seria saber quantos anos esteve o homem na CGD antes, quanto ganhou enquanto lá esteve e já agora quanto vai ganhar agora. Ai esta crise realmente é um espectáculo, não para os que passam fome e vivem na miséria que cada vez são mais, mas para esses esta-se o governo e esta escumalha toda borrifando.

KAOS:Um porco que é quem é porque o outro que era para ser não foi


Nos últimos tempos tenho andado com uma enorme falta de tempo. Quando assim é corta-se no que é menos importante e aqui os bonecos do blog têm sido vitimas disso. Procura-se bonecos mais simples para serem mais rápidos de fazer mas o maior problema nem é o fazê-los mas ter ideias para eles. Parece incrível como com um governo que só faz merda, só diz disparates eu esteja com tanta dificuldade em as ter. É que na prática o governo são duas ou três caras no meio de gente cinzenta e fazer os mesmos personagens vezes sem conta também cansa. Para mais que já disse tudo o que tinha a dizer desta cambada, já disse o pior que podia dizer pois eles são o pior que podiam ser. Aceito ideias e sugestões.
Quanto ao porco mealheiro de hoje começou com uma ideia nada original de fazer mais um boneco do Gaspar mas não encontrei nenhuma fotografia em que a posição da cabeça do suíno se encaixasse bem na do porco. Não foi um foi outro a acabou por ser o Coelho a transformar-se em porco. Nada de especial ou sequer difícil pois o dito cujo encaixa perfeitamente na personagem.

NO JORNAL "WASHINGTON POST - PORTUGAL DECADENTE




Taxa de natalidade de Portugal em queda livre, um sinal de problemas económicos pela frente

 Busto de bebé de Portugal ao colo da mãe.

Confrontada com o desemprego, em massa, a Europa está novamente passando por um declínio das taxas de natalidade. No centro disso é Portugal, onde a recente queda nos nascimentos - de 89.841 em 2012, uma queda de 14 por cento desde 2008 - foi tão aguda que o governo está se movendo para fechar uma série de maternidades em todo o país.
.
Por Anthony Faiola, Publicado em: 24 jun E-mail do escritor
-
LISBOA - Para uma empresa no ramo de vida acolhedor, o ala parto na maior maternidade de Portugal é estranhamente silenciosa. Em uma manhã recente, nem um único pai expectante passeava nervosamente nos pisos, laminados, de laranja. Enfermeiros sem pressa caminham nos corredores que dão para enfermarias escuras com camas vazias, ocupando-se com a papelada e apenas três enfermeiras em trabalho de parto.
.
Em outra parte do hospital, os sinais da crise da Europa dentro de uma crise estão por toda parte. Servindo um país que estava lutando contra uma baixa taxa de natalidade, mesmo antes de a economia vir a cair num penhasco, a maternidade hospital Alfredo da Costa nasciam cerca de 7.000 bebês por ano até recentemente. 


Mas a incerteza económica está fazendo com que os jovens casais em repensar os planos da família ou virar as costas a Portugal e emigrar para os outros países, o número de nascimentos caiu no ano passado para 4500, levando o hospital a um corte de 20 por cento do pessoal.
.

A recente queda nos nascimentos em todo Portugal - para 89.841 bebés em 2012, uma queda de 14 por cento desde 2008 - foi tão aguda que o governo está se movendo para fechar uma série de maternidades em todo o país. Portugal um país sem filhos cada vez mais, 239 escolas estão fecharam este ano e as vendas de produtos como fraldas e xampus infantis estão despencando.
.
Ao mesmo tempo, no interior fast-grisalho, postos de gasolina e motéis estão sendo convertidas em lares de idosos, mesmo quando as lojas que vendem brinquedos e roupas de bebê fechar suas portas. Aqui em Lisboa, Alfredo da Costa - fundada em 1932, quando esta outrora da grande nação marítima ainda comandava um império global - está no bloco de desbastamento, marcada para o encerramento deste ano.
.
"Nós costumávamos ouvir o melhor tipo de gritos nestas salas, de bebés", disse Teresa Tomé, chefe pediatra Alfredo da Costa, quando ela atravessava em silêncio o corredor dos parto. Mais tarde, ela acrescentou: "A recente diminuição dos nascimentos foi dramática. Isso é por causa da crise económica, todo o desemprego, toda a incerteza sobre o futuro. Ele está fazendo um mau problema para o país pior ".
.
Portugal está na vanguarda da mais recente decaída de nascimentos de bebés da Europa, que está reduzindo o pavio de uma bomba-relógio dos custos sociais em algumas das sociedades e rápido envelhecimento do mundo.
.
Como em muitos cantos do mundo, industrializado, a Europa enfrentou um declínio gradual na taxa de natalidade desde 1960. Mas, em uma série de países mais atingidos da região, uma recuperação modesta durante a década de 2000 - quando os governos europeus receberam imigrantes e lançou prestações pecuniárias para os jovens casais a partir famílias - foi agora em sentido inverso.
.
Taxas de natalidade estão caindo novamente em vários países que estão enfrentando o desemprego em massa, incluindo Portugal, Espanha, Grécia, Irlanda e Chipre. A escassez de bebé, dizem os economistas, está programado para empilhar a desgraça para uma faixa do continente que já pode estar enfrentando uma década ou mais de conseqüências econômicas da crise da dívida que começou em 2009.
.
Em 2030, a população de aposentados em Portugal, por exemplo, espera-se aumento de 27,4 por cento, com os mais de 65 anos previsto para compensar quase um em cada quatro moradores. 

.
Com menos, no futuro, trabalhadores, contribuintes menos gente a nascer, os portugueses estão enfrentando, o que poderia ser um acerto de contas, um sistema, fiscal, acelerado para garantir reformas às população em envelhecimento. Portugal está à frente de outras nações da Europa no baixo planeamento familiar. 

.
Mas alguns funcionários do governo admitem que  cortes profundos -, assim como um impulso em direção a um sistema de segurança social unida no seio da União Europeia - podem ser necessários para lidar com o que está se transformando em uma crise demográfica pior do que o esperado.

As capas dos jornais e as principais notícias de Terça-feira, 25 de Junho de 2013.



Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Euromilhões: O que faria com 185 milhões?
Monte Gordo: Colisão faz ferido
Escondeu ter trabalhado com Relvas
Barreiro: Soflusa adere à greve
Mealhada: Ferido em despiste
Guarda: Encontrado morto
Vila Real: Operação de busca

Capa do Público Público

Seguro defende mais tempo para cumprir metas do défice
Sindicatos indicam que podem chegar hoje a acordo com Ministério da Educação
Cavaco Silva agracia Guimarães com Ordem de Sant’Iago da Espada
Ancelotti a caminho de substituir Mourinho no Real Madrid
Professor de Seia que abusou de alunas vai continuar na escola
Audiência do PÚBLICO cresce para 5,7%, em contraciclo com diários generalistas
Associação para a Gestão da Cópia Privada queixa-se de Portugal em Bruxelas

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

A turma do reitor, do ator e do governante
... Portanto, espero não estar a ser mais um totó
Requalificação dos professores é em fevereiro de 2015
Propostas do Ministério da Educação são "um ponto de partida"
Fenprof admite "avanços significativos" nas negociações
Fenprof espera documento do Ministério com propostas
Sindicatos dos professores devem "mostrar flexibilidade"

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Seguro criticou Governo por não ter feito ainda reforma do Estado
Porto não tem tradição no balletmas alunos estão a dar cartas lá fora
Coima até 970 euros por alimentar cinco cães abandonados
Casal vive há dois meses em garagem de subcave
Jim Carrey recusa promover filme por ser demasiado violento
Requalificação dos professores será introduzida em fevereiro de 2015
Detidos presumíveis terroristas islâmicos perto de Paris

Capa do i i

Capa do Diário Económico Diário Económico

Credores não querem saber das greves
Chegou a altura de baixar os impostos?
Um plano coerente para os portos
Justiça leva à ‘troika’ plano para tirar expropriações dos tribunais
“Engenharia no Brasil pode ser vendida em separado da TAP”
Crato vai pagar indemnizações aos contratados deste ano lectivo
Governo recua na nomeação de Hélder Reis para o 'board' da CGD

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

Presidente do Brasil defende referendo para realização de reforma política
Seguro defende mais tempo para cumprir metas do défice
FNE: Propostas do Ministério da Educação são "um ponto de partida"
Requalificação dos professores será introduzida em Fevereiro de 2015
Mobilidade arrasta negociações na Educação
Greve às avaliações mantém-se esta terça-feira
Professores não podem ser colocados a mais de 60 quilómetros da sua escola

Capa do Oje Oje

Mercados em ebulição com aperto na China
Tenet compra Vanguard por 3,3 mil milhões
Vodafone compra Kabel por 7,7 mil milhões
Rio Tinto mantém negócio de diamantes
“O que fazer para faturar cerca de 2,5 mil milhões por ano (média da UE)?”
S. Tomé e Príncipe vai construir seis pequenos portos no valor de 14 milhões de euros
Kesnad Oil & Energy e Petroguin com acordo no Bloco 3 do offshore da Guiné-Bissau

Capa do Destak Destak

PR de Timor-Leste inicia visita à Nova Zelândia
Emir do Qatar abdica a favor do filho
Coreia do Sul emite alerta após ataque informático contra portais oficiais
Forças afegãs abatem talibãs que lançaram ataques no centro de Cabul
Mota-Engil em destaque no primeiro dia da visita de Paulo Portas ao México
Talibãs reivindicam autoria de ataques em curso em Cabul
Indonésia pede desculpa à Malásia e Singapura por poluição causada por incêndios

Capa do A Bola A Bola

Amoreirinha e Machado no Churchill Brothers
Llontop estará na mira de SC Braga e Benfica
Danielson está referenciado
Kléber para resolver já a partir de hoje
Lisandro aguarda assinaturas de Benfica e Arsenal
Chelsea já terá acordo para a contratação de Cavani
Sabine Jemeljanova: o novo amor de John Carew, vá lá saber porquê...

Capa do Record Record

Iturbe valorizado
Schaars: «Dependemos do Sporting»
Rafa longe de Alvalade
Djalma procura a reintegração
Santos falha British Open
O ano do Dragão
Quatro partidas já confirmadas

Capa do O Jogo O Jogo

"Quando ia marcar pararam para rezar"
"Saída do Benfica foi um bocadinho forçada"
"A Coreia fez dois golos em três situações"
Portugal-Coreia do Sul: os golos
"Vice do FC Porto foi de uma má educação extrema"
"Recuperámos percentagens de Bruma, Ilori..."
"Reféns da banca? Estamos nas nossas mãos"