Translator

sexta-feira, 5 de julho de 2013

O CIRCO DA FANTOCHADA!

Os portugueses não podem ser robertos de feira manipulados por  um Portas de baixo estofo...

As capas dos jornais e as principais notícias de Sábado, 6 de Julho de 2013.


Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Autarca preso em casa dos pais
Novo reitor da UBI
Luís Barcenas paga 43,2 milhões
Combustíveis: Preços sobem
Seixal: Morre em despiste
México: Sete jovens mortos
Chile: Gripe mata onze

Capa do Público Público

Portas recua na demissão e fica no Governo
Euromilhões: Jackpot de 33 milhões de euros na próxima terça-feira
Disney apresentará pela primeira vez na sua história um casal homossexual numa série para crianças
Homem morto no Porto por estacionar carro em cima de rampa
Na final, Murray tem de vencer Djokovic e a “maldição”
A25 reaberta, fogo de Sever do Vouga mantém uma frente activa
Pires de Lima defende alterações na orgânica do Governo

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

Pescador projetado para o mar sofre amputação de pé
Reacendimento no incêndio de Talhadas
Fogo de Sever do Vouga mantém uma frente ativa
Portugal perto de bater recordes de calor
Uma certa elite
Cem dias de Francisco: a mudança a caminho
O pesadelo de Cavaco

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Jogo Financeiro na Metro custa 628 mil euros por dia
"Jackpot" de 33 milhões de euros no Euromilhões
Acordo levado ao presidente mantém Portas no Governo
Violência no Egito já fez 14 mortos
Jovem sobreviveu com espigão de 30 centímetros no corpo
Professor usou a mesma roupa durante 40 anos
Fogo em Sever do Vouga foi dominado

Capa do i i

Capa do Diário Económico Diário Económico

Criação de emprego nos EUA entusiasma Wall Street
Passos e Portas fazem declaração ao país amanhã
Passos apresentou uma solução de governo ao Presidente da República
Chipre quer identificar responsáveis pela crise financeira que levou ao resgate
Cavaco recebe PS, PSD e CDS na terça-feira de manhã
Sócrates já não trabalha para a Câmara da Covilhã
Urgências e partos da MAC poderão passar para a Estefânia no final do mês

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

Paulo Portas fica no Governo como vice primeiro-ministro
Nuno Melo: Acordo é "sólido" e vai durar até ao final da legislatura
Pires de Lima: Solução encontrada assegura "inequivocamente" a estabilidade da coligação
Moreira da Silva: Acordo é "sólido" e garante a governabilidade
Wall Street em alta com crescimento do emprego nos EUA
Direcções do PSD e do CDS-PP reúnem-se no sábado
Oficial: Passos apresentou ao Presidente entendimento político com Portas

Capa do A Bola A Bola

Volta a pairar queda aos distritais
Cardozo vem mais cedo para conversar com Vieira
Montero já avisou Millonarios que o destino é o Sporting
Hugo Almeida chama Varela para o Besiktas
Sabine Lisicki, um grand slam de beleza
Falcao virou-se para o boxe (vídeo)
Mambas no Malawi a pensar no Torneio Cosafa

Capa do Record Record

Bruma quer ganhar 1 milhão
Quintero era alvo de Alex Ferguson
Hebert revela-se e vai continuar na equipa
José Rocha suspenso e El Kalai doente
Suk complica-se e Élio mais longe
Paulo Henrique: «Sonho poder chegar à seleção»
Kléber desejado para o ataque

Capa do O Jogo O Jogo

Fiorentina anuncia jogo em Alvalade
Duda: "Seremos iguais ou mais fortes"
Advogados de Messi tentam acordo com o Fisco
António Albino reconduzido por mais dois anos
O onze ideal de Pinto da Costa
Oficialização de Ghilas adiada
Laura Krat brilha arranque do GP de Portugal de Saltos

MAS O PAULINHO É MAIS DO QUE ISTO!



Sábado, 6 de Julho de 2013


Paulo Portas é incompetente - A Oposição na AR mais parece um circo de tipos que se acham muito eloquentes: só conversa balofa


Paulo Portas estragou a recuperação de Portugal.
 
Porque é incompetente e desmiolado politico.
 
Paulo Portas pensa que é muito importante  mas não passa de um individuo com comportamento totalmente desconforme às responsabilidades que tem.
 
O CDS vive nas mãos deste tipo... o Portas intriguista, traidor politico, instável a ponto de dias depois de ter regressado da reunião do Grupo Bilderberg iniciar o ataque ao Governo e  ajudar o PS .... ajudar o PS, o  grande e único responsável pela miséria que o portugueses sofrem.
 
Enquanto os outros estados da União Europeia abrem a boca de espanto, na Assembleia da República os deputados da Oposição entretêm-se a mandar bocas uns aos outros.... de tal forma inaceitável que o Morgado de Agra de Freimas é um aprendiz!
 
Oposição graçola, Oposição que pensa que o trocadilho oratório, a esperteza saloia, a falta de sentido de Estado e de local é que é!!!
 
Ouvir as intervenções da Oposição é mais irritante que ouvir alegações de advogados de arguidos culpados nos Tribunais.
 
Enquanto esta gentinha  se arma ao pingarelho e à tonteria os portugueses vivem cada vez pior.
  
0 comentários

LEIS E PARASITAGEM



É para fazerem destas leis que temos 230 parasitas na Assembleia da República? Ainda querem que levemos este País a sério??!?!? E sobretudo que os outros nos levem a sério?
Leiam, até se cansarem.
 
Artigo 1º do Regime Jurídico do Processo de Inventário: Decreto Lei .
Artigo 1º
«A presente lei aprova o regime jurídico do processo de inventário, altera o Código Civil, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 47 344, de 25 de novembro de 1966, e alterado pelos Decretos -Leis n.os 67/75, de 19 de fevereiro, 201/75, de 15 de abril, 261/75, de 27 de maio, 561/76, de 17 de julho, 605/76, de 24 de julho, 293/77, de 20 de julho, 496/77, de 25 de novembro, 200 -C/80, de 24 de junho, 236/80, de 18 de julho, 328/81, de 4 de dezembro, 262/83, de 16 de junho, 225/84, de 6 de julho, e 190/85, de 24 de junho, pela Lei n.º 46/85, de 20 de setembro, pelos Decretos -Leis n.os 381 -B/85, de 28 de setembro, e 379/86, de 11 de novembro, pela Lei n.º 24/89, de 1 de agosto, pelos Decretos -Leis n.os 321 -B/90, de 15 de outubro, 257/91, de 18 de julho, 423/91, de 30 de outubro, 185/93, de 22 de maio, 227/94, de 8 de setembro, 267/94, de 25 de outubro, e 163/95, de 13 de julho, pela Lei n.º 84/95, de 31 de agosto, pelos Decretos -Leis n.os 329 -A/95, de 12 de dezembro, 14/96, de 6 de março, 68/96, de 31 de maio, 35/97, de 31 de janeiro, e 120/98, de 8 de maio, pelas Leis n.os 21/98, de 12 de maio, e 47/98, de 10 de agosto, pelo Decreto -Lei n.º 343/98, de 6 de novembro, pelas Leis n.os 59/99, de 30 de junho, e 16/2001, de 22 de junho, pelos
Decretos--Leis n.os 272/2001, de 13 de outubro, 273/2001, de 13 de outubro, 323/2001, de 17 de dezembro, e 38/2003, de 8 de março, pela Lei n.º 31/2003, de 22 de agosto, pelos Decretos -Leis n.os 199/2003, de 10 de setembro, e 59/2004, de 19 de março, pela Lei n.º 6/2006, de 27 de fevereiro, pelo Decreto -Lei n.º 263 -A/2007, de 23 de julho, pela Lei n.º 40/2007, de 24 de agosto, pelos Decretos -Leis n.os 324/2007, de 28 de setembro, e 116/2008, de 4 de julho, pelas Leis n.os 61/2008, de 31 de outubro, e 14/2009, de 1 de abril, pelo Decreto -Lei n.º 100/2009, de 11 de maio, e pelas Leis n.os 29/2009, de 29 de junho, 103/2009, de 11 de setembro, 9/2010, de 31 de maio, 23/2010, de 30 de agosto, 24/2012, de 9 de julho, 31/2012 e 32/2012, de 14 de agosto, o Código do Registo Predial, aprovado pelo Decreto -Lei n.º 224/84, de 6 de julho, e alterado pelos Decretos -Leis n.os 355/85, de 2 de setembro, 60/90, de 14 de fevereiro, 80/92, de 7 de maio, 30/93, de 12 de fevereiro, 255/93, de 15 de julho, 227/94, de 8 de setembro, 267/94, de 25 de outubro, 67/96, de 31 de maio, 375 -A/99, de 20 de setembro, 533/99, de 11 de dezembro, 273/2001, de 13 de outubro, 323/2001, de 17 de dezembro, 38/2003, de 8 de março, e 194/2003, de 23 de agosto, pela Lei n.º 6/2006, de 27 de fevereiro, pelos Decretos -Leis n.os 263 -A/2007, de 23 de julho, 34/2008, de 26 de fevereiro, 116/2008, de 4 de julho, e 122/2009, de 21 de maio, pela Lei n.º 29/2009, de 29 de junho, e pelos Decretos -Leis n.os 185/2009, de 12 de agosto, e 209/2012, de 19 de setembro, o Código do Registo Civil, aprovado pelo Decreto -Lei n.º 131/95, de 6 de junho, com as alterações introduzidas pelos Decretos--Leis n.os 36/97, de 31 de janeiro, 120/98, de 8 de maio, 375 -A/99, de 20 de setembro, 228/2001, de 20 de agosto, 273/2001, de 13 de outubro, 323/2001, de 17 de dezembro, 113/2002, de 20 de abril, 194/2003, de 23 de agosto, e 53/2004, de 18 de março, pela Lei n.º 29/2007, de 2 de agosto, pelo Decreto -Lei n.º 324/2007, de 28 de setembro, pela Lei n.º 61/2008, de 31 de outubro, pelos Decretos -Leis n.os 247 -B/2008, de 30 de dezembro, e 100/2009, de 11 de maio, pelas Leis n.os 29/2009, de 29 de junho, 103/2009, de 11 de setembro, e 7/2011, de 15 de março, e pelo Decreto -Lei n.º 209/2012, de 19 de setembro, e o Código de Processo Civil, aprovado pelo Decreto -Lei n.º 44 129, de 28 de dezembro de 1961, e alterado pelo Decreto -Lei n.º 47 690, de 11 de maio de 1967, pela Lei n.º 2140, de 14 de março de 1969, pelo Decreto -Lei n.º 323/70, de 11 de julho, pelas Portarias n.os 642/73, de 27 de setembro, e 439/74, de 10 de julho, pelos Decretos -Leis n.os 261/75, de 27 de maio, 165/76, de 1 de março, 201/76, de 19 de março, 366/76, de 15 de maio, 605/76, de 24 de julho, 738/76, de 16 de outubro, 368/77, de 3 de setembro, e 533/77, de 30 de dezembro, pela Lei n.º 21/78, de 3 de maio, pelos Decretos -Leis n.os 513 -X/79, de 27 de dezembro, 207/80, de 1 de julho, 457/80, de 10 de outubro,
224/82, de 8 de junho, e 400/82, de 23 de setembro, pela Lei n.º 3/83, de 26 de fevereiro, pelos Decretos -Leis n.os 128/83, de 12 de março, 242/85, de 9 de julho, 381 -A/85, de 28 de setembro, e 177/86, de 2 de julho, pela Lei n.º 31/86, de 29 de agosto, pelos Decretos -Leis n.os 92/88, de 17 de março, 321 -B/90, de 15 de outubro, 211/91, de 14 de junho, 132/93, de 23 de abril, 227/94, de 8 de setembro, 39/95, de 15 de fevereiro, e 329 -A/95, de 12 de dezembro, pela Lei n.º 6/96, de 29 de fevereiro, pelos Decretos -Leis n.os 180/96, de 25 de setembro, 125/98, de 12 de maio, 269/98, de 1 de setembro, e 315/98, de 20 de outubro, pela Lei n.º 3/99, de 13 de janeiro, pelos Decretos -Leis n.os 375 -A/99, de 20 de setembro, e 183/2000, de 10 de agosto, pela Lei n.º 30 -D/2000, de 20 de dezembro, pelos Decretos -Leis n.os 272/2001, de 13 de outubro, e 323/2001, de 17 de dezembro, pela Lei n.º 13/2002, de 19 de fevereiro, pelos Decretos -Leis n.os 38/2003, de 8 de março, 199/2003, de 10 de setembro, 324/2003, de 27 de dezembro, e 53/2004, de 18 de março, pela Lei n.º 6/2006, de 27 de fevereiro, pelo Decreto -Lei n.º 76 -A/2006, de 29 de março, pelas Leis n.os 14/2006, de 26 de abril, e 53 -A/2006, de 29 de dezembro, pelos Decretos -Leis n.os 8/2007, de 17 de janeiro, 303/2007, de 24 de agosto, 34/2008, de 26 de fevereiro, e 116/2008, de 4 de julho, pelas Leis n.os 52/2008, de 28 de agosto, e 61/2008, de 31 de outubro, pelo Decreto -Lei n.º 226/2008, de 20 de novembro, pela Lei n.º 29/2009, de 29 de junho, pelos Decretos -Leis n.os 35/2010, de 15 de abril, e 52/2011, de 13 de abril, e pelas Leis n.os 63/2011, de 14 de dezembro, 31/2012, de 14 de agosto, e 60/2012, de 9 de Novembro».

"HITLER" : CASA DE FRANGO FRITO, PAGUE E COMA-O EM CASA



À entrada da loja do frango frito


Leve para casa frango frito de nome 'Hitler' abriu na Tailândia com o logotipo do líder nazista em um braço. Imagens de Hitler também foram observadas em t-shirt na Tailândia

Por DAILY MAIL REPORTER

BANGKOK - Empregados vestem-se como os nazis e um anúncio à porta mostra Hitler.

O restaurante bizarro abriu no mês passado na Tailândia e as  imagens estão a ser divulgadas  Twitter com as pessoas chocados a tirar fotos ao restaurante ofensivo.

A cabeça do ditador fascista foi enxertada sobre o corpo de um boneco imitando Coronel Sanders, fundador do KFC. Entre a variedade de especialidades à venda inclui frango frito, batatas fritas, hambúrgueres e kebabs.

Alan Robertson, de 43 anos, que vive em Banguecoque, disse: "A loja abriu no mês passado e ninguém sabe exatamente o que fazer com ela.

"Eu fui lá comer uma refeição na semana passada, frango frito e foi muito bom. Perguntando ao empregado atrás do balcão porque foi chamada a loja Hitler, não obteve resposta.
História completa clique a seguir

SEM COMENTÁRIOS DAQUI


OS COISOS


Até quando, até quando! Os portugueses serão governados por estes coisos?

Está tudo grosso !





Têm de fazer o teste do balão aos Juízes?? Perante isto acho urgente que o façam. Assim vai a justiça onde o "25" nunca entrou... O insólito a ficção o bizarro e a bacorada aqui bem     escarrapachados .

Tribunal iliba ladrões e devolve material usado em assalto (será que ainda tiveram direito a pontos no cartão e desconto no combustível)

Ladrões apanhados a assaltar o cofre de uma gasolineira em Rebordosa

O Tribunal de Paredes absolveu três ladrões apanhados a assaltar o cofre de uma gasolineira em Rebordosa (Paredes). Considerou que assalto foi provocado por um GNR. E obrigou a devolver-lhes as ferramentas usadas no furto.
.
A juíza declarou nulas as provas, considerando que os ladrões foram "instigados" pela principal testemunha do Ministério Público que, segundo o tribunal, atuou como "agente encoberto" numa "ação provocatória" do NIC da GNR de Penafiel. 
.
Além de ilibar os arguidos, que aguardaram o julgamento em liberdade, ordenou também que lhes fossem restituídas as luvas, máscaras, maçarico, martelo pneumático e outros instrumentos utilizados no assalto.

OS BILDERBERGS




A NOVELA, "SABONETE PATTI", CONTINUA


Pedro Passos Coelho esteve no Palácio de Belém a apresentar uma solução de governo ao Presidente da República. O Primeiro-ministro saiu da residência Oficial de S.Bento pouco depois das seis da tarde depois de se ter reunido hoje mais duas vezes com Paulo Portas. Os dois líderes chegaram a acordo quanto uma solução de governo para pôr fim a crise política. Os termos e as condições do acordo entre CDS e PSD são para já desconhecidos. Pedro Passos Coelho dirigiu-se depois a Belém para dar a conhecer os pormenores a Cavaco Silva que vai receber os partidos políticos segunda e terça-feira.

A NOVELA, "SABONETE PATTI", CONTINUA

Pedro Passos Coelho esteve no Palácio de Belém a apresentar uma solução de governo ao Presidente da República. O Primeiro-ministro saiu da residência Oficial de S.Bento pouco depois das seis da tarde depois de se ter reunido hoje mais duas vezes com Paulo Portas. Os dois líderes chegaram a acordo quanto uma solução de governo para pôr fim a crise política. Os termos e as condições do acordo entre CDS e PSD são para já desconhecidos. Pedro Passos Coelho dirigiu-se depois a Belém para dar a conhecer os pormenores a Cavaco Silva que vai receber os partidos políticos segunda e terça-feira.

A Solução de Governo Para Portugal...


http://www.implicante.org/wp-content/uploads/2011/09/tiririca_vote.jpg

São coisas assim que demonstram bem o degredo em que política se transforma no sistema partidocrático.

A mulher de César



Publicado em 2013-06-16

Luís Noronha Nascimento deixou este mês (dia 12) a presidência do Supremo Tribunal de Justiça e jubilou-se, ou seja, deixa de trabalhar, mas continua com todas as regalias dos juízes no ativo, incluindo as remuneratórias. O trajeto que o levou a presidente do STJ começou no início dos anos noventa. Primeiro conquistou o sindicato dos juízes, depois o Conselho Superior da Magistratura e, finalmente, o STJ.  

Noronha Nascimento é daquelas pessoas que não olha a meios para atingir os fins. Os seus princípios estão orientados para os seus fins. Ideologicamente, é um estalinista puro, ou seja um indivíduo que é capaz de fazer alianças com o próprio diabo, se isso for útil ao que pretende. O seu granítico corporativismo judicial é como que uma síntese entre Béria e Torquemada. Os direitos dos cidadãos pouco interessam perante os privilégios dos juízes.
.
De uma ambição sem limites, instrumentalizou o sindicato dos juízes e o próprio CSM. Muitos acusam-no de, a partir do CSM, ter controlado o acesso ao STJ e, assim, ter formado, com amigos seus, o colégio eleitoral que haveria de o eleger presidente desse tribunal
.
O caso chegou a ser denunciado, mas sem quaisquer consequências. Todos se calaram, ou melhor todos comentavam em privado, mas publicamente agiam como se nada estivesse a acontecer, mostrando, assim, o que é, desde há muitos anos, o principal (des)«valor» da nossa República Democrática: a cobardia.
.
A sua ilimitada vaidade levou-o a contratar, mal chegou a presidente do STJ, uma agência de comunicação e a alterar o site do tribunal para aparecer, logo na abertura, em lugar de destaque, a sua fotografia em pose provinciana de estadista. Enquanto todos os outros tribunais mostravam aquilo que se procura no site de um tribunal, o do STJ exibia a figura mefistofélica do seu presidente ladeado de bandeiras.
.
Em encontros promovidos por titulares de outros poderes de estado, Noronha Nascimento dava sempre nas vistas pelo seu protagonismo de circunstância, normalmente exibindo aos anfitriões uma cultura geral do tipo Reader's Digest. Essa vaidade pessoal levou-o a degradar a própria dignidade de juiz, pois aceitou incumbências incompatíveis com o seu estatuto funcional, designadamente a de representar, em atos políticos no estrangeiro, titulares do Poder Político que ele poderia vir a ter de julgar.
.
Mas foi a decisão de mandar destruir as escutas de José Sócrates no processo «Face Oculta» que levantou dúvidas sobre a sua imparcialidade como juiz, já que o suspeito era nem mais nem menos o primeiro-ministro e líder da maioria política que aprovara, contra toda a nossa tradição judicial, algumas medidas tão queridas pelos conselheiros do STJ, nomeadamente a célebre «dupla conforme», ou seja, a impossibilidade de se recorrer para o STJ da decisão do tribunal da relação que confirme a decisão de primeira instância.
.
Portugal é dos países que tem mais conselheiros, porque, no final dos anos oitenta, o atual código de processo penal previa um recurso direto da primeira instância para o STJ. Isso foi aproveitado pelos juízes para aumentar o número de conselheiros de cerca de vinte para mais de setenta. Esse tipo de recursos acabou há muito, mas os conselheiros mantiveram-se (como se mantém o subsídio de habitação do tempo em que os juízes não podiam permanecer mais de seis anos no mesmo tribunal). 
.
É certo que, devido à crise económica e financeira, Noronha Nascimento só realizou parcialmente o binómio sindicalista de «menos trabalho e mais dinheiro». Os juízes do STJ têm hoje muito menos trabalho do que tinham quando ele foi eleito presidente e mantêm os seus principais privilégios.
.
Por outro lado, o filho de Noronha Nascimento conseguiu, durante o tempo em que o pai foi presidente do STJ, arranjar um emprego num organismo do Estado que dependia diretamente de José Sócrates. 
.
Pode ser apenas coincidência, pode tudo ter corrido dentro da mais estrita legalidade e normalidade, mas, até por isso, Noronha Nascimento deveria ter-se recusado a apreciar o caso das escutas de José Sócrates e, sobretudo, não deveria andar a fazer insistentes declarações públicas sobre a irrelevância criminal de conversas telefónicas cujo conteúdo as pessoas ignoram. É que a um juiz não basta ser honesto, é preciso parecê-lo.

AI SE PASSOS COELHO FOSSE HONESTO !

 Uma descrição simpática....
 
Descrição: AI SE PASSOS COELHO FOSSE HONESTO ! Por Joaquim Letria Se Passos Coelho começasse por congelar as contas dos bandidos do seu partido que afundaram o país, era hoje um primeiro ministro que veio para ficar. Se Passos Coelho congelasse as contas dos off-shore de Sócrates que apenas se conhecem 380 milhões de euros (falta o resto) era hoje considerado um homem de bem. Se Passos Coelho tivesse despedido no primeiro dia da descoberta das falsas habilitações o seu amigo Relvas, era hoje um homem respeitado. Se Passos Coelho começasse por tributar os grandes rendimentos dos tubarões, em vez de começar pela classe média baixa, hoje toda a gente lhe fazia um vénia ao passar. Se Passos Coelho cumprisse o que prometeu, ou pelo menos tivesse explicado aos portugueses porque não o fez, era hoje um Homem com H grande. Se Passos Coelho, tirasse os subsídios aos políticos quando os roubou aos reformados, era hoje um homem de bem. Se Passos Coelho tivesse avançado com o processo de Camarate, era hoje um verdadeiro Patriota. Se Passos coelho reduzisse para valores decimais as fundações e os observatórios, era hoje um homem de palavra. Se Passos Coelho avançasse com uma Lei anti- corrupção de verdade doa a quem doer, com os tribunais a trabalharem nela dia e noite, era já hoje venerado como um Santo...etc etc etc. MAS NÃO !!!! PASSOS COELHO É HOJE VISTO COMO UM MENTIROSO, UM ALDRABÃO, UM YES MAN AO SERVIÇO DAS GRANDES EMPRESAS, DA SRA. MERKEL, DE DURÃO BARROSO, DE CAVACO SILVA, MANIPULADO A TORTO E A DIREITO PELO MAIOR VIGARISTA DA HISTÓRIA DAS FALSAS HABILITAÇÕES MIGUEL RELVAS, E UM ROBOT DO ROBOT SEM ALMA E CORAÇÃO, VITOR GASPAR.
Por Joaquim Letria

Se Passos Coelho começasse por congelar as contas dos bandidos do seu partido que afundaram o país, era ...hoje um primeiro ministro que veio para ficar.
 .
Se Passos Coelho tivesse despedido no primeiro dia da descoberta das falsas habilitações o seu amigo Relvas, era hoje um homem respeitado.
.
Se Passos Coelho começasse por tributar os grandes rendimentos dos tubarões, em vez de começar pela classe média baixa, hoje toda a gente lhe fazia um vénia ao passar.
.
Se Passos Coelho cumprisse o que prometeu, ou pelo menos tivesse explicado aos portugueses porque não o fez, era hoje um Homem com H grande.
.
Se Passos Coelho, tirasse os subsídios aos políticos quando os roubou aos reformados, era hoje um homem de bem. Se Passos Coelho tivesse avançado com o processo de Camarate, era hoje um verdadeiro Patriota.
.
Se Passos coelho reduzisse para valores decimais as fundações e os observatórios, era hoje um homem de palavra. Se Passos Coelho avançasse com uma Lei anti- corrupção de verdade doa a quem doer, com os tribunais a trabalharem nela dia e noite, era já hoje venerado como um Santo...etc etc etc.
.
MAS NÃO !!!!

PASSOS COELHO É HOJE VISTO COMO UM MENTIROSO, UM ALDRABÃO, UM YES MAN AO SERVIÇO DAS GRANDES EMPRESAS, DA SRA. MERKEL, DE DURÃO BARROSO, DE CAVACO SILVA, MANIPULADO A TORTO E A DIREITO PELO MAIOR VIGARISTA DA HISTÓRIA DAS FALSAS HABILITAÇÕES MIGUEL RELVAS, E UM ROBOT DO ROBOT SEM ALMA E CORAÇÃO, VITOR GASPAR.

Mais uma da Maria Luis



Mais uma da Maria Luis

Mais um bom desempenho da nova Ministra das Finanças, .
Diz-me com quem andas, que eu dir-te-ei quem és……
É o Portugal do PSD que Passos Coelho tem edificado..
Que miséria, que nojo de gente.
Acusada de desviar fundos já tem novo cargo nas Finanças

18 de Julho, 2012 
Por Felícia Cabrita e Joana Ferreira da Costa
Ana Moura – a ex-vogal da comissão política do PSD Setúbal que está a ser investigada por desvio de fundos do partido e falsificação de documentos – mantém-se a trabalhar no Ministério das Finanças, apesar de ter sido exonerada do cargo de secretária pessoal da secretária de Estado do Tesouro. .
 .
Maria Luís Albuquerque aceitou o pedido de demissão da sua assistente pessoal no dia 19 de Junho, na sequência das notícias que davam conta que Ana Moura estava a ser investigada pelo PSD Almada por desfalcar o partido. Mas, entretanto, deu-lhe um novo cargo na secretaria de Estado, tal como revela o despacho de exoneração/nomeação já publicado em Diário da República.
.
A assessora de imprensa das Finanças confirmou ao SOL a situação: Ana Moura «continua no quadro do pessoal de apoio técnico-administrativo da secretária de Estado».
.
Ana Moura, que pertencia à comissão política do PSD de Setúbal e era responsável pelo pagamento das rendas da sede do partido em Almada, desviou durante mais de dois anos cheques para a sua conta pessoal. Os cheques destinavam-se ao pagamento das rendas da antiga sede de Almada, mas a partir de Novembro de 2009 os 600 euros deixaram de chegar às mãos da senhoria.
.
A situação arrastou-se e só em Fevereiro de 2012, quando a senhoria desencadeou uma acção judicial, o PSD Almada terá percebido o que se passava. É que durante esse tempo recebeu recibos falsificados pela antiga dirigente que comprovavam que o pagamento das rendas era feito.
.
No total, Ana Moura terá depositado 28 cheques na sua conta bancária, mas dentro do PSD as investigações ainda decorrem.
.
Contactado pelo SOL, Nuno Matias, presidente da concelhia de Almada, afirma que a investigação ainda não está concluída. «Só depois de termos todos os elementos poderemos apresentar os resultados da investigação ao partido», adiantou.
.
Qualquer decisão caberá sempre ao secretário-geral do partido, que decidirá se avança com uma queixa-crime.
Felicia.cabrita@sol.pt
Joana.f.costa@sol.pt

KAOS:Alguém que lhe faça o enterro…rapidamente




cavaco silva politicamente falecido
Alguém sabe o número de telefone do Palácio de Belém? É que é urgente que se ligue para lá e se informe o Sr. Silva que é já é um cadáver político e que o melhor mesmo é fazer-se o funeral. Ele anda tão distraído que ainda não se apercebeu que é um defunto e que não passa de um fantasma a assombrar um palácio tão bonito e que até podia servir de casa para alojar os sem abrigo de Lisboa. Liguem lá ao homem antes que aquilo fique a feder de tal maneira que mais ninguém tenha coragem para lá entrar.

O outrora Império Português perde o último bastião: o seu próprio território


Isto é o que acontece a uma nação quando ela é governada por traidores e defecientes mentais.

Portugal ficará para a História como o exemplo perfeito do que um Império e uma nação NUNCA DEVEM FAZER.

O que mais nojo me dá ainda é ver o povo/carneirinhos a irem votar nos PS's, PSD's e restante corja partidária que só servem é para nos chupar o sangue e desgraçar a vida.

Começo a dar razão ao Eça de Querós quando o homem dizia que o que nós precisamos é de levar "uma valente sova". Tenho pena de o Álvaro Cunhal não ter conseguido montar uma ditadura comunista em Portugal para vacinar este povo de uma vez por todas.

Bastavam 10 anos de ditadura comunista em Portugal, com uns quantos campos de concentração e de trabalhos forçados para o povo nunca mais querer ouvir falar de bloco's de esquerdas nem de comunismos. Tinha sido um remédio santo... (Trecho de um leitor deste blogue)


Com a Europa por trás, a perda de soberania nacional não acontece de uma só vez. Vai acontecendo, momento a momento, derrota a derrota, até as energias do país se esgotarem de tal forma que nada mais nos resta.

Todos nós portugueses lutámos, cada um à sua maneira, para vingarmos no Portugal europeu. E como um todo, Portugal lutou à sua maneira para vingar na Europa protestante.

Lutámos porque julgávamos que economicamente nos poderíamos aproximar deles, mas não parámos para pensar se culturalmente isso era possível. Acreditávamos que sim, e com dinheiro a jorrar, era mais do que suficiente.

Tudo aquilo que a Europa nos prometeu de fácil e nos exigiu de difícil foi tão só um mega pacote de estímulos e de contrapartidas, que à boa maneira protestante, julgava-se suficientemente eficaz na mudança da nossa cultura, do nosso modo de ser, e com isso, pularmos para o pelotão da frente.
Os estímulos tiveram os resultados opostos daquilo que se pretendia:

1. Economicamente fomos crescendo cada vez menos
2. O défice comercial com exterior tornou-se enorme
3. O Estado gastou cada vez mais e os impostos não pararam de subir
4. A dívida subiu uns bons milhares de milhões ano após ano.
5. O dinheiro oferecido para investir serviu essencialmente para gastar em importações.
6. O dinheiro emprestado serviu essencialmente para a mesmíssima coisa, com a agravante de se ter transformado em dívida.

A legislação europeia e também portuguesa serviu para amarrar a frágil economia, promovendo ainda mais todo o tipo de fugas económicas e fiscais, degradando a condição daqueles que até nem se importam de cumprir e abrindo um admirável mundo novo de negócios a quem se recusa a fazê-lo.

A lenta subida da despesa pública e da receita fiscal, ano após ano, chegou ao ponto de criar uma clivagem quase demográfica. De um lado, os que estão no privado e descontam, do outro o setor público e toda a malha social que depende da subvenção estatal. Os primeiros devem ser para aí uns 30% da população, e os segundos o resto.

As máquinas partidárias criaram esta distorção e adaptaram-se a esta nova sociedade de pedintes. Hoje só se ganham eleições se as promessas incidirem nos 70%. Já se está a ver quem fica para trás.

A coisa colapsou pelo lado da receita e agora tudo clama por mais apoios às empresas, para ver se isto volta a crescer. Já percebi que a classe política clama agora por tudo isto mas é tão só com o objetivo de ver as receitas novamente a aparecer para que o Estado assistencialista e benevolente continue a distribuir dinheiro a todos aqueles que precisam.

Hoje, a distorção é gigantesca, já que a nossa despesa anual de 80 mil milhões NUNCA, MAS NUNCA deveria ter ultrapassado o limiar dos 40 a 50 mil milhões. Mas com a União Europeia por trás, tudo era possível: mais saúde, mais educação, mais tudo.

Com a União Europeia, Portugal conseguiu pedir ao seu próprio futuro a maior quantidade de energia de sempre na sua história. Tão grande que quando esse futuro se tornou presente, vimo-nos literalmente a sufocar.

E eu pergunto, como pergunta Thomas Sowell acerca das ideias liberais dos políticos norte-americanos:
Mas a que preço?
A que preço?

Com tanto estímulo errado parece que o paciente ficou de vez ligado à máquina. Agora é tarde demais.

Agostinho da Silva, Miguel Torga e Franco Nogueira bem suspiravam que preferiam morrer antes de ver Portugal desaparecer na CEE. Mas ninguém os ouviu, já que o hype do momento era exatamente o contrário.


Tiago Mestre
Economista

TÁS PERDOADO! ACTO DE CONTRIÇÃO DO ARTISTA.


Vale e Azevedo nomeado sacristão da igreja da Prisão da Carregueira
 
5 de Julho, 2013

João Vale e Azevedo, que se encontra no estabelecimento prisional da Carregueira a cumprir mais cinco anos e meio, ingressou pela vida religiosa e foi nomeado ajudante do padre, escreve o Correio da Manhã. 
.
Além disso, assume pela primeira vez os seus crimes e mostra-se arrependido. O advogado, que foi parar às mãos da Justiça em 2000 por burlas, falsificações, peculato no desvio de milhões de euros no Benfica, clube que presidia, e branqueamento de capitais, passou os últimos 13 anos a declarar-se inocente. 
.
Agora, na Carregueira desde Novembro, concedeu uma entrevista às técnicas de reinserção social da prisão onde assume as suas culpas. Reconhece a “gravidade dos crimes” e equaciona mesmo “ressarcir algumas vítimas”.
.
De acordo com o mesmo jornal, Vale e Azevedo, que já pediu a sua saída em liberdade condicional, admite que “ultrapassou a linha da legalidade” enquanto profissional no mundo do desporto e garantiu que esse é um meio para onde não vai voltar.
SOL

DE HELENA MATOS

5 Julho, 2013



Não creio. Ao contrário do que sucedeu no governo com Durão Barroso desta vez Paulo Portas não levou para o executivo ninguém de peso do CDS. 

No caso dos secretários de Estado apostou mesmo em nomes tão estapafúrdios quanto Daniel Campelo ou sem qualquer vocação para o cargo como Cecília Meireles. 

Disse na época em comentário na TVI que não compreendia os nomes propostos pelo CDS. Agora compreendi: Portas nunca deixou de pensar em fazer cair esse governo. 
Esqueceu-se simplesmente que os tempos agora eram outros e que agora tudo isso se traduz em juros, dívida… 

Diz agora que  estava cansado, farto e sentia-se de esquerda. Exactamente. Não há melhor definição. Sentia-se de esquerda. Tão de esquerda que ignorou as contas.

Dilma, deixa eu te falar uma coisa!...



Fernanda Melo, médica, moradora e trabalhadora de Cabo Frio, cidade da baixada litoral do estado do Rio de Janeiro.

Este ano completo 7 anos de formada pela Universidade Federal Fluminense e desde então, por opção de vida, trabalho no interior. Inclusive hoje, não moro mais num grande centro. Já trabalhei em cada canto...

Você não sabe o que eu já vi e vivi, não só como médica, mas como cidadã brasileira. Já tive que comprar remédio com meu dinheiro, porque a mãe da criança só tinha R$ 2,00 para comprar o pão.

Por que comprei?

Porque não tinha vaga no hospital para internar e eu já tinha usado todos os espaços possíveis (inclusive do corredor!) para internar os mais graves.

Você sabe o que é puxadinho?
Agora, já viu dentro de enfermaria? Pois é, eu já vi. E muitos. Sabe o que é mãe e filho dormirem na mesma maca porque simplesmente não havia espaço para sequer uma cadeira?

Já viu macas tão grudadas, mas tão grudadas, que na hora da visita médica era necessário chamar um por um para o consultório porque era impossível transitar na enfermaria?

Já trabalhei num local em que tive que autorizar que o familiar trouxesse comida (não tinha, ora bolas!) e já trabalhei em outro que lotava na hora do lanche (diga-se refresco ralo com biscoito de péssima qualidade) que era distribuído aos que aguardavam na recepção.

Já esperei 12 horas por um simples hemograma. Já perdi o paciente antes de conseguir uma mera ultrassonografia. Já vi luva descartável ser reciclada. Já deixei de conseguir vaga em UTI pra doente grave porque eu não tinha um exame complementar que justificasse o pedido.

Já fui ambuzando um prematuro de 1kg (que óbvio, a mãe não tinha feito pré-natal!) por 40km para vê-lo morrer na porta do hospital sem poder fazer nada. A ambulância não tinha nada...

Tenhamais, calma! Já tive que escolher direta ou indiretamente quem deveria viver. E morrer...

Já ouvi muito desaforo de paciente, revoltando com tanto descaso e que na hora da raiva, desconta no médico, como eu, como meus colegas, na enfermeira, na recepcionista, no segurança, mas nunca em você.

Já ouviu alguém dizer na tua cara: meu filho vai morrer e a culpa é tua? Não, né? E a culpa nem era minha, mas era tua, talvez. Ou do teu antecessor. Ou do antecessor dele...

Já vi gente morrer! Óbvio, médico sempre vê gente morrendo, mas de apendicite, porque não tinha centro cirúrgico no lugar, nem ambulância pra transferir, nem vaga em outro hospital?

Agonizando, de insuficiência respiratória, porque não tinha laringoscópio, não tinha tubo, não tinha respirador?

De sepse(putrefação),porque não tinha antibiótico, não tinha isolamento, não tinha UTI?

A gente é preparado pra ver gente morrer, mas não nessas condições.

Ah Dilma, você não sabe mesmo o que eu já vi! Mas deixa eu te falar uma coisa: trazer médico de Cuba, de Marte ou de qualquer outro lugar, não vai resolver nada!

E você sabe bem disso. Só está tentado enrolar a gente com essa conversa fiada. É tanto descaso, tanta carência, tanto despreparo...

As pessoas adoecem pela fome, pela sede, pela falta de saneamento e educação e quando procuram os hospitais, despejam em nós todas as suas frustrações, medos, incertezas...

Mas às vezes eu não tenho luva e fio pra fazer uma sutura, o que dirá uma resposta para todo o seu sofrimento!

O problema do interior não é falta de médico. É falta de estrutura, de interesse, de vergonha na cara. Na tua cara e dessa corja que te acompanha!

Não é só salário que a gente reivindica. Eu não quero ganhar muito num lugar que tenha que fingir que faço medicina. E acho que a maioria dos médicos brasileiros também não.

Quer um conselho? Pare de falar besteira em rede nacional e admita: já deu prá vocês!

Eu sei que na hora do desespero, a gente apela, mas vamos combinar, você abusou!

Se você não sabe ser "presidenta", desculpe-me, mas eu sei ser médica, mas por conta da incompetência de vocês, não estou conseguindo exercer minha função com louvor!

Não sei se isso vai chegar até você, mas já valeu pelo desabafo!

PSD em CONGRESSO


 
 https://fbcdn-sphotos-f-a.akamaihd.net/hphotos-ak-frc1/430504_318886931502202_587977832_n.jpg