Translator

domingo, 21 de julho de 2013

As capas dos jornais e as principais notícias de Segunda-feira, 22 de Julho de 2013.



Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Óbidos: Populações sem água
David Cameron: ‘Bloquear’ pedófilos
Pedro Guedes vence 'Big Brother VIP'
Jacob J. Lew: Menos austeridade
François Hollande: Mais impostos
Sertã: Trator mata idoso
Coimbra: Atiram gato pela janela

Capa do Público Público

Seguro não se arrepende: "Não troco boas propostas por eleições mais cedo"
Sporting vence no Canadá e na Amoreira nas grandes penalidades
Ronaldo abre época do Real Madrid com dois golos
Marcelo diz que Governo escapou por pouco
Jornais internacionais destacam apoio de Cavaco ao Governo
Reacções a Cavaco: PSD promete novo ciclo, CDS lembra remodelação
Sócrates diz que Governo e Presidente ficam mais débeis

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

Vindo da irrealidade Cavaco pousou ontem
Despiste de trator provoca morte do condutor na Sertã
Despiste de viatura causou a morte de jovem condutor
Mulher aparece morta na rua no concelho de Matosinhos
Milhares de motos despedem-se de Faro até 2014
Jovem desempregado abre barbearia 'vintage' em Valpaços
Sismo abala ilhas do Pico e Faial nos Açores

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Reino Unido exige bloqueio de pesquisas na Internet sobre pornografia infantil
Sporting vence Peñarol após desempate nas grandes penalidades
Dragão acorda e faz reviravolta
"As minha convicções são mais fortes que as pressões", diz Seguro
Cavaco Silva mantém Governo e deixa remodelação em aberto
Segurança Social reforça contas positivas para 418 milhões
Zéthoven já ensinou música a 60 mil crianças na Covilhã

Capa do i i

Capa do Diário Económico Diário Económico

Nada será como dantes
Alguém ouviu o ministro alemão na Grécia?
Presidente já não pode dar passos atrás
Cavaco impõe condições ao Governo e abre a porta à remodelação
Maioria aplaude Cavaco Silva e avança com remodelação
Necessidade de segundo resgate decidida até ao final do ano
“Aumento de propinas não é tema”

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

Vasco Cordeiro: Governo com credibilidade e legitimidade feridas
Aquapura Douro Hotels entra em Processo Especial de Revitalização
A urgência de um excedente primário para a redução da dívida
O "show" e o "business"
Analistas antecipam crescimento dos lucros do PSI-20
Crise política ameaça soluções de financiamento das PME
Iberwind investe 30 milhões na remodelação de parques eólicos

Capa do Oje Oje

Partidos da coligação e PS sem acordo
CV Garante em Cabo Verde com participação de congénere portuguesa
Lucro da Portucel cai para 98 milhões no 1.º semestre
CaixaBank interessado no NCG Banco e no Catalunya Banc
Onebiz prepara entrada no mercado moçambicano
Receitas comerciais da RTP deverão descer para 36 milhões este ano
Banca penaliza PSI20

Capa do Destak Destak

Sobe para 47 número de mortos em sismo no noroeste da China
PM do Japão realiza visita de dois dias às Filipinas
Pelo menos 19 mortos em sismo no noroeste da China -- oficial
Coreias iniciam quinto encontro para negociar reabertura do complexo de Kaesong
Sismo de magnitude 5,9 atinge noroeste da China
Descobertos corpos de três mulheres embrulhados em plástico nos EUA
Mais de 100 réplicas no centro da Nova Zelândia depois de sismo de 6,5

Capa do A Bola A Bola

Tour: Ciclista holandês desistiu a 40 quilómetros da meta em Paris
Mais oito equipas na segunda fase
Pizzi e Fariña às ordens de Jesus
Montero prefere Academia a hotel
Eusébio solidário em Sintra
«Em toda a última etapa a bandeira mais vista foi a portuguesa, obrigado a todos» - Rui Costa
«Lukaku é bom mas não o comparem a Drogba» - Mourinho

Capa do Record Record

William Carvalho: «Vim para ficar na equipa principal»
Honra vezes 30
Jorge Costa é o exemplo do capitão César Peixoto
Marcelo também vai ser dono das bolas paradas
Alan Kardec convence Kleina
Costa Rica: Guilherme Farinha nas "meias" da Taça
A baliza está a fugir

Capa do O Jogo O Jogo

Dragões vencem Anzoátegui por 4-2
Dois mortos em luta de claque do Boca Juniors
Tiago Machado é 10º na Volta à Valónia
William Carvalho: "Foi dos melhores golos que marquei"
Dois golos de CR7 "abrem" época de Ancelotti
Reforço proveniente do Barcelona B apresentado
Froome: muito mais do que feliz

O típico filho da mãe!


CAVACO INSISTE EM ATIRAR MAIS MERDA PARA A VENTOINHA

.

Portugal: CAVACO RESUSCITOU CADÁVER DO GOVERNO COM RESPIRAÇÃO BOCA-A-BOCA





FOSSA LUSITANA - JÁ SE VISLUMBRA A ENORME FORTUNA AO VIRAR DA CRISE II

António Veríssimo (com atualização - anterior)

PUDERA! COM A HECATOMBE À VISTA IAM TODOS PARA O DESEMPREGO...



PSD e CDS congratulam-se com a decisão de Cavaco Silva


Os partidos do governo congratulam-se com a decisão de Cavaco Silva. Para Nuno Melo, o convocação de eleições antecipadas teria implicações devastadoras no país. O PSD diz-se aberto para receber propostas dos vários quadrantes políticos.

A VOZ DE OUTROS BLOGUES




“Mas a crise não vai passar e irá piorar se não houver eleições. Queira o Presidente ou não, se dá ao Governo a remodelação que ele deseja — ela própria a melhor garantia de que vai continuar a haver instabilidade governativa —, e os dois anos até 2015, reforça a arrogância que Passos Coelho já mostrou na crise ao afrontá-lo na Assembleia. O Presidente volta ao contexto do seu discurso de 25 de Abril, mas numa situação muito mais frágil. É só uma questão de tempo até toda a gente perguntar se era para isto, por que perdeu todos estes dias? É que o argumento dos mercados não serve só para aterrorizar os indígenas com as eleições, serve também para Portas, Passos e Cavaco”. – ABRUPTO)
.
"Nada voltará a ser como dantes.O Presidente da República olhou para o espelho enquanto escrevia o discurso e acrescentou: Existe em Portugal um ciclo vicioso.O resto da alocução, sem novidade, já conhecem. Um desperdício de tempo caríssimo". LNT – Barbearia do Sr. Luis 
.
"Cavaco Silva falou ao país por cerca de 13 minutos para anunciar que mantém o seu governo com Passos e Portas. O mérito de Cavaco esteve na manha de premeditadamente fazer esquecer as demissões de Gaspar e Portas, o descrédito enorme do governo PSD-CDS e a crise e instabilidade constante que a dita “maioria” cavaquista alberga no seu seio. Cavaco manobrou de modo a salvar o seu governo e levar ainda mais descrédito à oposição, mais diretamente ao Partido Socialista, que caiu na ratoeira cavaquista. Atualizaremos de modo sistemático esta novela cavaquista". (Redação Página Global) 
 .
"Há longos anos, quando era estudante da Faculdade de Direito de Lisboa, a respectiva Associação Académica resolveu chamar todos os anunciados candidatos às eleições presidenciais para que discutissem com os estudantes as suas propostas. Surgiram assim inúmeros candidatos folclóricos, um dos quais aliás era comerciante de queijo da Serra, o que o tornou conhecido como o candidato do queijo da Serra. Mas o candidato que achei mais pitoresco foi um que anunciou vir defender o reforço dos poderes do Presidente da República até ao absoluto. O folheto de propaganda eleitoral que distribuiu continha mesmo um projecto de revisão constitucional e o candidato apresentava-se com o slogan: "Um Presidente para governar". Foi desse episódio que me lembrei quando ouvi hoje o discurso de Cavaco Silva. O Presidente anunciou há duas semanas que rejeitava a remodelação do Governo, exigia aos três partidos que chegassem a acordo, e que haveria eleições no prazo de um ano. Hoje, lamenta que não se tenha atingido o miríifico acordo que propôs, volta a colocar as eleições no fim da legislatura, e mantém o Governo em funções, exigindo, no entanto, que o mesmo reforce a sua coesão interna. E por isso anuncia que o Governo irá apresentar uma moção de confiança no Parlamento. Pelos vistos Cavaco Silva quer mesmo é mandar no Governo. Mas se é assim, acho que Cavaco faria melhor em renunciar ao cargo de Presidente e candidatar-se a Primeiro-Ministro. Porque se é Cavaco quem decide os acordos de Governo e até moções de confiança, qual é o papel de Passos Coelho como Primeiro-Ministro?" (Delito de Opinião) 
 .
"O Costa das demolições bem pode parar de coçar a sua sarna camarária e preparar-se para o que aí vem. Aqui está um tiro pela culatra*, coisa a que temos de nos habituar. Bem feitas as contas, para Seguro talvez tivesse sido melhor encontrar um provisório modus vivendi com Passos Coelho e Paulo Portas. O discurso belenense terá encavacado muito gente que já contava as favas das eleições de 2014. Pelo que se ouviu, o homem  disse expressamente ..."até ao fim da legislatura". Se os coligados forem muito moderadamente espertos, acautelarão a sua aliança e farão o que há para fazer. O problema do trambolho Constituição, esse será um  empecilho mais difícil de resolver. Aí vem a guerra civil do até agora demasiadamente seguro Seguro. Com o Soares, Alegre, Sampaio e umas carantonhas que anteontem vimos a sair apressadamente do hemiciclo -  quem eram? - à beira de um chelique, vai ser bonito, se vai!" (Estado Sentido). 
 .
"Cavaco Silva falou novamente ao país. Começou por definir que a governação do país deve servir mercados, especuladores e credores externos, que não devem ser sobressaltados porque senão sofremos sanções. Deixou de fora as pessoas. Prosseguiu definindo democracia como uma subalterna da orientação política da sua introdução. Voltou a deixar de fora as pessoas. Continuou definindo "sentido de responsabilidade" e "interesse nacional" como uma combinação das duas anteriores. As pessoas ficaram novamente de fora. E concluiu que, nestes pressupostos, o melhor que tem a fazer  é manter um Governo que nunca deixou de estar na plenitude das suas funções, expressando ainda a esperança de que, num futuro próximo, os três partidos do seu arco da governabilidade cheguem a um consenso, ao seu, de que o país deve continuar a fazer o que lhe mandam, independentemente da tragédia social e económica que tal obediência consensual acarrete. E as pessoas novamente de fora. Ficámos sem saber então para  que foi todo este Carnaval, que dura desde o primeiro dia do mês. Somos pessoas, não temos nada que nos meter em assuntos que não nos dizem respeito." (País do Burro)

UM PAULINHO SEMPRE EM PÉ!!!...


Não há abelhão que espete o ferrão neste cromo.

KAOS:Silêncio, génio a trabalhar em Belém.


De férias, com o PC a dar-me problemas e sem noticias nem sei se já temos governo, se o Sr. Silva jé se decidiu. Não sei nem estou preocupado porque decida ele o que decidir quem se vai lixar são sempre os mesmos; nós. 

A Frase

E as negociações da "Salvação Nacional" terminaram numa paisagem igual à da imagem acima.

Sob o alto patrocínio do Presidente da República os partidos estiveram toda a semana a brincar com os portugueses. Basta uma breve leitura dos documentos que o PS e o PSD publicaram nos seus sites para perceber que, das duas uma: ou aqueles documentos não são os que levaram às negociações e estão a mentir aos portugueses ao dizer que foram ou, de facto, aquelas propostas são mesmo as que levaram e não se justificava nem um minuto de conversações... quanto mais uma semana. (...) O Presidente da República meteu-se, e meteu-nos, num jogo muito perigoso ao mandar-nos julgar os políticos em função do resultado dum acordo que sabia ser impossível. (...) Mas ao dizer o que disse queria também dizer-nos que temos de mudar de protagonistas políticos, e para isso acontecer só há uma solução: eleições.
Pedro Marques Lopes, Diário de Notícias

A memória dos homens é curta ... sobretudo quando lhes convem!

AS BACORADAS DIÁRIAS QUE TEMOS DE OUVIR AGORA, DITAS PELO SALVADOR DA PATRIA, O SENIL MARIO "BOCHECHAS" SOARES , QUE JÁ SE ESQUECEU DO QUE DISSE E FEZ
Louvo a paciência de quem teve o trabalho de coligir estes mimos! Mas valeu a pena! É sempre bom revelar a hipocrisia do ser humano, sobretudo dos que se consideram intocáveis!
.
P.S. O texto acimo não é deste blogue, mas de um leitor.

"FORA DA BARRA NADA SE AVISTA!"





O Presidente da República faz uma declaração ao país este domingo às 20h30. As palavras do Chefe de Estado são aguardadas com expetativa já que está nas mãos de Cavaco Silva a saída para o impasse político das últimas semanas. Com o fracasso do acordo de salvação nacional, há várias soluções possíveis. Mas foi o próprio Presidente quem deixou claro que não é favorável à convocação de eleições agora devido à situação económica e financeira do país.

AZAR NOSSO MANUELA!!!...


 Primeira página do Jornal i de 21.07.2013

O pó-pó, em baixo, do sr. Silva que ninguém fez o favor, aos portugueses, de lhe furar os pneus quando seguia para o Congresso do PSD em 17/18/19 Maio de 1985. Há 28 anos que este "pirolito" tem vindo a lixar os portugueses.