Translator

quinta-feira, 25 de julho de 2013

As capas dos jornais e as principais notícias de Sexta-feira, 26 de Julho de 2013.



Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Luís Campos Ferreira: Secretário de Estado
Almada: Desacatos em festa
Oeste: 20 assaltos rendem 90 mil
Luís Filipe Vieira: Solidário com vítimas
Passos Coelho: Confia em ministra
Morre cavaleiro
Vilamoura: Cavalo da GNR à solta

Capa do Público Público

O Papa na favela: não haverá paz se a periferia for abandonada
Presidente e vereador da Câmara da Covilhã absolvidos do crime de prevaricação
Oitenta mortos e 94 hospitalizados no descarrilamento em Espanha
Queda de 24 pontos percentuais na popularidade do Governo de Dilma Rousseff
Ministra das Finanças: Emails eram "insuficientes" para conhecer dimensão do problema
O Governo divulga a lista dos novos secretários e subsecretários de Estado
George Bush rapa cabelo para apoiar criança com leucemia

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

Mais um que vai ter de lutar por emprego
29 portugueses regressaram a Lisboa
Infarmed encerra Farmácia no Hospital de Santa Maria
MP acusou arguido por 22 assaltos a bancos
Professor detido por suspeita de abuso sexual de aluno
Operário de 28 anos morre ao cair de 8 metros em obra
Fenprof vai entregar hoje queixa na PGR contra Crato

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Caixa negra do comboio confirma que o maquinista seguia a 190 km/h
Efeito "bebé real" já vende
Papa Francisco diz que o dinheiro pode trazer falsa ilusão de felicidade
Docentes em Timor com 141 mil euros em atraso
Ninguém sabe onde está candidata à Câmara de Mirandela
Centenas de milhares de jovens saúdam o Papa em Copacabana
Acidente ocorreu num ponto cego em termos de segurança

Capa do i i

Capa do Diário Económico Diário Económico

Uma trapalhada ‘swap’
O ranking da nossa desgraça
Privatizar os CTT para financiar o crescimento
Empresas terão alívio fiscal em 2014 com IRC abaixo de 30%
Pressão sobre a ministra das Finanças no caso dos swaps aumenta
Pires de Lima reforça equipa da Economia com gestores
“Não faz sentido o PS sentar-se à mesa com o Governo e a troika”

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

Luís Campos Ferreira substitui Almeida Leite nos Negócios Estrangeiros e Cooperação
Autarcas do PS querem rasgar o acordo assinado com o Governo
Faz sentido congelar o corte de despesa? Não!!!
Que fôlego é este?
Da perdição nacional
Os espinhos da transição
Estrangeiros geraram mais de quatro milhões de receita de portagem à EP

Capa do Oje Oje

TAP transporta mais 4,8%
Soares da Costa ganha obras em Angola, Moçambique e Brasil
Lucro da EDP sobe 4% no semestre
Projetos transfronteiriços entre Portugal e Espanha ganham 16 milhões
Argentina abre crédito de 75 milhões para projetos agrícolas em Angola
Portuguesa Saer vai participar em nova agência de rating internacional
América Latina impulsiona resultados da Mapfre

Capa do Destak Destak

Lei das Fundações "é inaceitável" - António Barreto
Políticos exigiram sacrifícios mas não sacrificaram seus interesses - António Barreto
Lançadas megaoperações antimáfia em Roma e na Calábria
Polícia de Pequim promete castigos severos após onda de ataques na capital chinesa
ONU "preocupada" com plano australiano de enviar refugiados para Papua Nova Guiné
Obama presta homenagem a muçulmanos norte-americanos pelo Ramadão
Halliburton assume ter destruído provas sobre maré negra no Golfo do México

Capa do A Bola A Bola

Nildo às ordens de Jorge Neves
Tozé Marreco por uma época
Thalysson pode ser reforço
Pizzi perto do anúncio
Contraproposta de 10+2 milhões para Patrício
Fàbregas quer jogar no Manchester United
Thiago Alcântara não se sentiu valorizado e por isso saiu

Capa do Record Record

Sector defensivo alvo de atenção
Batalha negocial por Bernard
Seis mil nas bancadas com Adelaja a ver
Jardim quis Magrão para o Sp. Braga
Özil não quer jogar na direita
Rui Coentrão pode ser reforço
Atlético Madrid garante metade do passe de Pizzi

Capa do O Jogo O Jogo

Pellegrini não dá troco a Mourinho
Chelsea despede-se da Ásia com goleada
"Objetivo é um lugar europeu"
José Filipe Lima destaca-se em França
"Fizemos a oferta e estamos calmos"
Falcao: afinal são 27 anos
Redknapp não acredita na saída de Bale

NOTAS VERBAIS EM ALTA!!


A menina dança?


Tal como corre, a AICEP volta à tutela do ministro da Economia (Pires de Lima + Paulo Portas), depois de dois anos na dependência dos Negócios Estrangeiros... Claro que, de imediato, não faltou quem tratasse a ação comercial externa como "diplomacia económica", a menina dos olhos do ex-MNE e agora vice-PM. 
.
Critérios são critérios, mas a dança é perturbadora - perturbadora para embaixadas, consulado, para a máquina do MNE e para os próprios utilizadores da rede da AICEP que anda de um lado para o outro, a reboque, como se fosse propriedade privada dos titulares, desfazendo a bondade do critério em que se insistiu durante dois anos como a condição sine qua non de uma reforma que, afinal, não foi nem é reforma.


Anónimo intérprete

Pois quem consultou a página HOJE & AMANHÃ já deve ter reparado no registo de um desabafo filosofal  ouvido ocasionalmente à porta do Rilvas:

"Qualquer Ministro de Estrangeiros torna-se indigesto quando é difícil de engolir."
Anónimo do Protocolo de Estado


Há 22 anos que...

Como são as coisas. Neste dia 25, faz precisamente 22 anos que o Banco Europeu de Investimento emprestava a Portugal cerca de 155 mil milhões de euros para a construção de infraestruturas viárias e ferroviárias. Quem era primeiro-ministro? Cavaco Silva. E ministro das Finanças? Miguel Beleza. E ministro dos Transportes? Joaquim Ferreira do Amaral.Era o XI Governo Constitucional que tomou posse a 17 de agosto de 1987, sendo constituído pelo Partido Social-Democrata, com base nos resultados das eleições de 18 de julho de 1987, e que terminou o seu mandato a 31 de outubro de 1991. Os tempos de Dias Loureiro (Assuntos Parlamentares), Mira Amaral (Indústria) e Arlindo de Carvalho (Saúde), entre outros. Um dia memorável, este dia 25, para os que ensinam a catequese de que os portugueses, nas duas últimas décadas, viveram acima das suas possibilidades.

A Frase




“Veja-se o exemplo dessa personagem que se dá pelo nome de Rui Machete, um dos príncipes do cavaquismo que agora desempenha as funções de olheiro presidencial no governo de Portas que para inglês ver é liderado por Passos Coelho. O homem ganhou um bom dinheiro com a SLN/BPN e quando questionado sobre esta passagem que de tão vergonhosa até a eliminou currículo, acusa todos os outros de podridão! O quê, podres são os honestos que ousam questionar o comportamento de quem participa em negócios duvidosos e até foi alvo de comentários pouco dignos da parte da embaixada dos EUA?”
Do “Cantigueiro”

"É BURRO.PORTUGAL É BURRO:

A Frase

Os gregos não têm aproveitamento porque são maus alunos. Portugal é bom aluno e falha na mesma. O que, na verdade, significa que Portugal não é bom aluno. O estudante que cumpre todos os seus deveres e mesmo assim não atinge os objectivos não é bom aluno. É burro. Portugal é burro. Esta é a dura realidade.
Ricardo Araújo Pereira, Visão

"Paulo Portas livrou-nos do fascismo semântico".

Ricardo Araújo Pereira | Quinta feira, 25 de Julho de 2013 | Comente


Os capitães de Abril livraram-nos do fascismo político; .Paulo Portas livrou-nos do fascismo semântico.
.
Recordo a longa noite da opressão dos verbetes, os anos negros em que significações dicionarizadas por académicos obscuros impunham a sua lei sobre o nosso discurso.
.
Havia pequenos redutos de liberdade, porque alguns vocábulos conseguiam ter mais do que um sentido, mas a polissemia sempre ficou aquém das aspirações dos verdadeiros democratas linguísticos.
.
Até que, finalmente, chegou o dia inicial, inteiro e limpo da omnissemia. Por enquanto, só com uma palavra mas todos sentimos que a trombeta da liberdade já soou.
.
Irrevogável é o que nós quisermos. Ofereçamos a este termo os significados que ele pode ter que, aparentemente, são todos. É o que pretendo fazer a partir de agora.
.
Qualquer pessoa minimamente irrevogável não deixará de prestar a sua homenagem ao modo como Paulo Portas libertou a palavra das grilhetas do sentido único enquanto outros, que se afirmam amantes da liberdade, permaneciam amorfos, em casa, coçando ignobilmente os irrevogáveis.
.
É absolutamente irrevogável que certas pessoas, além de não reconhecerem a coragem e a irrevogabilidade de Paulo Portas na luta contra o autoritarismo da significação vocabular, ainda tenham tentado fazer uma tempestade num copo d'irrevogável, tomando por vigarice aquilo que é combate abnegado pela libertação de 280 milhões de falantes da irrevogável língua portuguesa.
.
Aqueles que se esforçaram por denegrir a conduta de Portas neste processo são simplesmente não tenhamos medo da palavra irrevogáveis.
.
Desculpem a linguagem, mas às vezes temos de ser duros. É gente de uma falta de irrevogabilidade a toda a prova. Quando, para irrevogabilidade de todos, o primeiro irrevogável levou uma proposta de Governo ao Presidente da Irrevogável em que Portas não só estava presente como tinha poderes reforçados, caiu o Irrevogável e a Trindade, bradou-se aqui-d'el-irrevogável, que isto é uma vergonha.
.
No entanto, Portas é um político experimentado, e não permite que os críticos ponham o irrevogável em ramo verde. São muitos anos a virar irrevogáveis, a verdade é essa.
.
Podem tirar o irrevogavelzinho da chuva, que não é assim que o apanham. Ainda bem. Espero que Portas continue a prestar estes serviços ao nosso idioma por muitos e irrevogáveis anos.
.
Que tudo isto seja uma lição para nós porque e parece-me fundamental reter esta ideia quando um irrevogável é irrevogável, não há irrevogáveis que o revoguem.

BRINCAR OU ENSINAR CROCODILOS A NADAR NÃO DÁ!!!...




Aconteceu, hoje, na cidade de Banguecoque (Tailândia) num parque zoológico onde vivem, centenas de lagartos, grandes, e alguns aproveitados em espectáculos para o turista ver. O domador que já efectuou dezenas de exibições, sem o lagarto apertar os maxilares, hoje esteve em dia azar cujo aperto lhe custou 30 pontos para lhe suturar os ferimentos, na cabeça, provocados pelo nojento réptil.

(Se é sensível não veja o video)


KAOS:Não há Machete que corte a memória ao BPN




rui machete pobre do bpn
O novo ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Rui Machete, foi presidente ao longo de vários anos do conselho superior da Sociedade Lusa de Negócios (SLN), a proprietária do Banco Português de Negócios (BPN). Na sua qualidade de ex-presidente da Fundação Luso-Americana, Rui Machete esteve ligado ao Banco Privado Português (BPP), onde foi membro também do conselho consultivo. 
O antigo presidente da Comissão Política do PSD e ex-vice-primeiro-ministro do Governo do Bloco Central (PSD/CDS) e novo ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros considerou que as críticas de que é alvo por ter exercido funções na Sociedade Lusa de Negócios (SLN), dona do BPN, são reflexo da “podridão dos hábitos políticos” e acrescentou que está de consciência tranquila “há muitos anos”.
Realmente esta gente é tão mázinha. Coitado do homem só porque fazia parte do conselho superior sabia lá agora das trafulhices. Ele até só aceitou o cargo porque lhe pediram e tinha lá amigos com quem gostava de tomar uns copos. O Duarte Lima, O Dias Loureiro e até o Oliveira e Costa. 
Tudo bons amigos com quem partilhou o governo. O Homem andava lá a dormir e não se deu conta de nada. Só lhe faltam as asas para ser um anjinho e a nós o dinheiro para pagar o roubo. E estar nos conselhos dos dois bancos onde a roubalheira foi à descarada e que andamos a pagar é só uma coincidência. Um mero acaso.