Translator

segunda-feira, 29 de julho de 2013

As capas dos jornais e as principais notícias de Terça-feira, 30 de Julho de 2013.



Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Santana Lopes defende Machete
Mudanças na troika
Assalto com Porsche
PS contra obras paradas
Famalicão: 120 para o desemprego
Idosa de 98 anos ferida
Incêndio em mato

Capa do Público Público

FBI liberta 105 menores de rede de exploração sexual
Arábia Saudita condena activista dos direitos humanos a sete anos de prisão e 600 chicotadas
Sorteio da Lotaria Clássica
Passos Coelho considera Fernando Martins "ímpar" na sociedade portuguesa
Na procura pela paz, a música não é uma arma mas um poder universal
Organização chinesa acusa Apple de pactuar com abusos laborais
Sporting renova contrato por três épocas com andebolista Pedro Solha

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

A questão moral de Maria Luís Albuquerque
Papa Francisco não mordeu um cão
Traficante de heroína e cocaína detido em flagrante
Fogo em Macedo de Cavaleiros combatido por 124 homens
IKEA doa 3,5 milhões de doses de almôndegas
Três casos de dengue notificados desde fevereiro
Nenhum aluno ficará de fora por não existirem turmas

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Tornado em Milão causou vários prejuízos
Sinal de proibição de fumar custa 2500 euro aos bombeiros
Livros escolares para o próximo ano letivo chegam a custar 264 euros
Adega cooperativa desiste do vinho kosher
Paula Neves revoltada contra marca de comida para cães
Com cancro terminal, criador de "Os Simpsons" doa milhões
Paulo Gonçalves vence quinta etapa e sobe a segundo no Rali dos Sertões

Capa do i i

Capa do Diário Económico Diário Económico

Quer mais erros, mais impostos ou mudar o Estado?
Portugal à desconversa
As respostas que faltam sobre os ‘swaps’
Governo garante ADSE a quem sair do Estado por rescisão amigável
“É importante um acordo de regime sobre o IRC”
Tribunal de Contas alerta para o financiamento das pensões no Estado
Barraqueiro e três grupos estrangeiros na corrida às concessões

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

Tráfego na rede principal da Brisa atenua tendência de queda
BCE sinaliza nova mudança na comunicação
Acções são o prato principal no menu da BlackRock para o resto do ano
Escolas continuam sem saber quantas turmas vão ter
A ordem dos factores não é arbitrária
Vítor Gaspar e Maria Luís vão ao Parlamento explicar alegadas contradições nos "swaps"
Moção de confiança e "caso swaps" encerram sessão legislativa

Capa do Oje Oje

BCP fecha semestre a recuperas mas com prejuízo de 488 milhões
Hudson's Bay avança para compra da Saks
Serviços têm até 2 de agosto para apresentar plano de racionalização de efetivos
Conjuntura "perto do fundo" mas com "semestre difícil" diz Faria de Oliveira
Banif aumenta "com sucesso" capital e deixa Estado com 68%
Brisa Concessão Rodoviária passa a prejuízo no semestre
Lucro da Novabase cai 20,9% no 1.º semestre

Capa do Destak Destak

Pelo menos três mineiros morreram na Colômbia devido a inalação de gases tóxicos
Três alegados membros da Al-Qaida mortos em ataque de drone no Iémen
Austrália gasta anualmente cerca de 10 mil ME para combater crime organizado
Vários serviços judiciais do Porto a partir de hoje num único edifício
Arranque das negociações israelo-palestinianas foi "produtivo" -- EUA
China rejeita cimeira de líderes com Japão a curto prazo
Indonésia elevou para 20 o número de imigrantes mortos em naufrágio

Capa do A Bola A Bola

Apresentação está ameaçada
Duarte Gomes quer profissionalização
Orlando Sá é alvo para o ataque
Mladen reforça eixo defensivo
Melgarejo confirmado no Liverpool
Tiago Ilori pode ser "despromovido"
Kléber mais perto de ser reforço

Capa do Record Record

Clarificado pelo número 10
Grégory mordeu o isco da Liga dos Campeões
Herrera com tempo para mostrar valor
Mihajlovic está atento a Markovic
Reinado de Artur está a ser ameaçado
Pablo del Moral perto do Benfica
Ozobic procura convencer Abel

Capa do O Jogo O Jogo

Empresário de Jackson em Itália... por Cordoba
Villas-Boas pensa em Pastore
"Estive sempre ligado ao Benfica"
"Não vamos desistir de Bale"
Paulo Gonçalves recupera segundo lugar
Sorteio da Lotaria Clássica
Manchester United: 30 milhões por Modric

FILHO DA PUTA UMA PÁGINA DA CULTURA PORTUGUESA




Página da cultura - Episódio de Ramada Curto.
 
 
Ramada Curto, distinto advogado, político e dramaturgo, da primeira metade do séc. XX, interveio nalguns dos processos-crime mais célebres do seu tempo, deixando variadíssimas e brilhantes "histórias" para a posteridade. 
.
Aqui vos deixo uma delas: 
Patrocinador da defesa de um arguido acusado de chamar "filho da puta" ao ofendido, expressão que, na altura, era considerada altamente ofensiva, Ramada Curto inicia as suas alegações começando por chamar a atenção do juiz para o facto de muitas vezes se utilizar essa expressão em termos elogiosos ("Ganda filho da puta, és o melhor de todos!") ou carinhosos ("Dá cá um abraço, meu grande filho da puta!"), tendo concluido  da seguinte forma:
"E até aposto que, neste momento, V. Exa., Meretíssimo Juíz, estará a pensar o seguinte:
'Olha do que este filho da puta não se havia de ter lembrado só para safar o seu cliente! ‘.
.
Chegada a hora da sentença, o juiz volta-se-se para o réu e diz:
"O senhor vai absolvido, mas bem pode agradecer ao filho da puta do seu advogado".

O GOVERNO VAI VENDER F-16!



Isto tudo faz parte de um plano concertado para destruir Portugal e as nações do sul da Europa.

A juventude emigra, as forças armadas ficam anestesiadas e reduzidas a uma insignificância ridícula e aos poucos os ditadores de Bruxelas vão impondo diktat atrás de diktat para moer progressivamente as nações do sul da Europa.

O próximo passo será o federalismo. O problema é que todo este "jogo" pode ser um tiro que lhes sai pela culatra e acaba à moda da Jugoslávia...
.
Nota: O texto escrito acima não é deste blogue

Clique a seguir para o interessante artigo.

OUTRA FRASE


“Vítima das suas elites económicas e políticas, Portugal foi metido num sistema cambial rígido, o euro, que mais parece o padrão-ouro de má memória dos anos trinta. Portugal abdicou neste processo de todos os instrumentos de política económica - cambial, monetária, orçamental, industrial, comercial, de controlo de capitais - de que um Estado necessita para se desenvolver”. 
 João Rodrigues - Público

AO QUE ESTE PAÍS CHEGOU....


Paulinho o reformador
A Frase
Como pensa Portas, em quatro páginas escritas, reformar o Estado, sem comando sobre as duas secretarias de Estado que a tal se destinam? Como pode dirigir as relações com os credores, se lhe escapam as rédeas das Finanças? Como pode vice-presidir ao Governo se a Constituição confere ao cargo meras funções de coordenação interministerial? Como reagirá se qualquer ministro o ignorar, para se entender directamente com o primeiro-ministro?
Correia de Campos, Público

NÃO TARDA AÍ O SISTEMA (SIMILAR) DO CHIPRE...


ISTO AGORA SIM....OU VAI OU RACHA!

"Os manguelas do PSD-CDS asilados na AR vão pela maioria... A gajada, que nunca soube o que era a vida, votaram pela escravidão da classe já bastante sacrificada e muita já não aguenta as agruras do viver que lhes foi imposta pelos "palhaços" dos políticos que os têem governado"


Pedro Benevides/Paulo Martins/António Nunes
Passa das 35 para as 40 horas semanais. Toda a oposição votou contra e anunciou que vai recorrer para o Tribunal Constitucional.

O PAULINHO,SUBMARINEIRO, CADA VEZ MAIS....UM DESGRAÇADO!

"Tás a ver Paulinho que neste mundo cá se fazem e cá se pagam!!!..."

Clique em baixo para  ver o video"

KAOS:Este nem para aldrabão serve



O primeiro-ministro afirmou hoje que o país não consegue recuperar a economia para o futuro aumentando impostos e considerou que a carga fiscal elevada é um desincentivo ao investimento das empresas.

O mesmo palhaço que aumentou os impostos como nunca ninguém tinha feito fazendo ouvidos moucos a quem dizia que isso ia destruir a economia e as familias portuguesas vem agora dizer que assim não pode ser como se a culpa fosse de outros. 
 
Claro que o objectivo não é baixar os impostos a quem trabalha mas simplesmente baixar o IRC para beneficio do grande capital. Hipócrita, mentiroso, aldrabão. E mais não digo para não ficar mais mal disposto.

Álvaro: o inocente que revelou palhaços





O pobre do Álvaro não merecia o tratamento que lhe deram. Era a única pessoa deste maldito regime por quem eu, de facto, ainda tinha respeito.

Mas que se há-de fazer na pelintrice portuguesa?

Ainda ontem um amigo meu economista me dizia que acredita que Portugal é um país económicamente irreformável por motivos culturais e que agora será apenas uma questão de tempo até sermos aniquilados como nação independente.

O facto é que somando todos os dados e olhando-se sob o ponto de vista que quiserem, este país não tem futuro e dizer isto não é ser pessimista, mas realista.

Os portugueses não querem mudar e quando um povo se recusa a mudar, acaba aniquilado, é tão simples quanto isto.

Texto de um leitor deste blogue.

Álvaro: o inocente que revelou palhaços


Henrique Raposo
 Sexta feira, 26 de julho de 2013

 
A atmosfera que rodeou Álvaro Santos Pereira merecia um estudo de caso. De forma inconsciente, o ex-ministro conseguiu a proeza de atrair contra si um conjunto de vícios que caracterizam bem as elites da ditosa pátria. Comecemos pelo mais evidente: a snobeira. 

Quando pediu para ser tratado por "Álvaro", este homem cometeu o maior dos pecados no país dos doutores, retirou a importância aos cargos e títulos para grande irritação da porcelana que exige ser tratada por "V. Exa." Pior: ao cheirar esta inocência tão americana, os cínicos profissionais de Lisboa atacaram como uma alcateia de hienas gozonas. Que ganda totó, pá.

Nestas cabeças provincianas que se julgam moderninhas, Álvaro não procurou introduzir em Portugal um trato pessoal simples e até igualitário no sentido americano. Nada disso. Ele apenas mostrou que é um totó, um fraco, um saco de boxe.

E assim foi: uma multidão de palhaços pomposos passou dois anos a socar o totó que veio do Canadá, esse sítio atrasado onde as pessoas, vejam bem, só são tratadas pelo nome próprio.  

Além da snobeira, a inocência de Álvaro desafiou a ética almoçarista que rege a pátria. É no circuito almoçarista que se decidem as prebendas, numa espécie de contrabando de intrigas, boatos e boutades.

Sim, é verdade que este professor das Américas não conhecia o país (os gráficos não são o país) e, por essa razão, nunca devia ter sido ministro da economia. Mas Álvaro não foi passado a ferro por causa disso.

O ministro-sempre-a-prazo foi desprezado porque descurou a Lisboa do almocinho, da palmadinha, do empurrãozinho, ó Álvaro, dê lá um jeitinho naquela cena que a gente sabe, ah?
Mas a sua maior blasfémia terá sido outra: Álvaro nunca falou com acidez e quis dizer coisas positivas sobre Portugal. Imperdoável, de facto.

Numa conferência, Álvaro afirmou, e bem, que os portugueses deviam ter orgulho nos seus produtos, porque esse orgulho é fundamental na hora das exportações. A título de mero exemplo, o pastel de nata surgiu nesse raciocínio.

Com a previsibilidade das cadelinhas de Pavlov, o cinismo queirosiano reagiu de imediato e o exemplo transformou-se numa caricatura desonesta. Como é que ele se atreve a dizer coisas positivas sobre Portugal? Não sabe ele que Portugal é uma trampa? Exportar pastéis de nata?, que ideia parola. 

Desta forma, a caricatura do pastel reduziu um homem bem-intencionado à figura de palhaço nacional. Dias depois, descobriu-se que um sujeito já tinha transformado o pastel de nata numa espécie de donut que faz as delícias dos chineses e, agora, uma série de empresas portuguesas está mesmo a tratar da exportação do pastel de nata. Quem é o palhaço? 

A SAGA: "PORTAS E SUBMARINOS"



SEGUNDA-FEIRA, 29-07-2013, ANO 14, N.º 4930
Álvaro Santos Pereira (foto LUSA)
«Álvaro trama Portas» - Correio da Manhã

«Dias antes de ser afastado do cargo de ministro da Economia, Álvaro Santos Pereira deu instruções para ser declarado o incumprimento definitivo do contrato de contrapartidas da compra dos torpedos para os submarinos. A aquisição dos torpedos foi adjudicada por Paulo Portas, em fevereiro de 2005, quando era ministro da Defesa, mas numa altura em que o Governo já estava em gestão. Passados quase oito anos, têm uma taxa de execução de 0 por cento, com prejuízo elevado para o País», diz o Correio da Manhã.
07:28 - 29-07-2013

As capas dos jornais e as principais notícias de Segunda-feira, 29 de Julho de 2013.



Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Itália: Acidente faz 24 mortos
Alcobaça: Morre em passeio
Alvor: Criança cai de ‘banana’
António José Seguro: “Ninguém leva a sério”
M. Rebelo de Sousa: Confia em Machete
Eletrocutado ao arranjar candeeiro
Vila Real: Foguete fere casal

Capa do Público Público

Autocarro cai de viaduto e faz 36 mortos em Itália
Papa despede-se do Brasil com um “até breve”
Israelitas e palestinianos retomam segunda-feira negociações de paz
Paulo Fonseca: “Não foi uma vitória fácil”
Nova época, o mesmo FC Porto
Ministra da Agricultura em licença de parto, substituída por secretários de Estado
Maquinista saiu em liberdade acusado do homicídio de 79 pessoas

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

Ladrões de casaca como já não se fazem
Turista irlandesa cai de falésia a seis metros de altura
Agricultura perdeu relevo ou deu um salto qualitativo?
Portugal é país onde PME menos apostam na mudança
PSP deteve 26 pessoas e apreendeu oito armas de fogo
Guardas prisionais ameaçam prolongar greve
Três distritos em alerta amarelo devido ao mau tempo

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Milhares de venezuelanos saem à rua para recordar Hugo Chávez
Autocarro cai de viaduto em Itália e faz 36 mortos
Papa pede aos bispos que não sejam "príncipes"
Estacionar já é emprego a tempo inteiro
Cada português sofre um corte de 792 euros
Professora apanhada com cocaína no sutiã
F. C. Porto vence Celta de Vigo na apresentação

Capa do i i

Capa do Diário Económico Diário Económico

Pedro e o Lobo
A culpa pelos ‘swaps’ é sua, caro leitor
Os fantasmas de António José Seguro
“Novo acordo de concertação fortalece negociações com a troika”
Santander ameaça processar IGCP por danos de reputação
Dívida pública sobe 16 mil milhões com novas regras europeias
Malparado do BES aumentou 328 milhões em três meses

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

Três milhões de pessoas, música e cânticos no último dia do Papa no Brasil
Aumento da liquidez "mostra a maior atractividade da bolsa de Lisboa"
Atlântico, Baixo Tejo e Litoral Oeste já estão em arbitragem
Governo admite discutir localização do terminal da Trafaria
Défice tarifário do sector eléctrico derrapa 200 milhões
Vimeca diz que está "ameaçada" com atraso nos pagamentos
Dupla tributação de mais-valias e dividendos com fim à vista

Capa do Oje Oje

Brasil tem o crescimento mais reduzido dos BRIC, destaca a Coface
"Começam a ver-se sinais de recuperação económica", diz Ricardo Salgado
Banco Popular reduz incumprimento e reduz lucro em 3%
Vendas da LVMH sobem 6% no semestre
Depreciação de ativos leva Goldcorp a prejuízos
BES anuncia prejuízo de 237 milhões no semestre
Lucros da BG caem 3% com quebras de produção

Capa do Destak Destak

Pelo menos seis mortos em ataque com drones norte-americanos no Paquistão
Maré negra atinge praias do leste da Tailândia
Tailândia vai adquirir quatro aviões para a família real e o Governo
Seul aguarda resposta de Pyongyang para nova reunião sobre complexo de Kaesong
Oposição rejeita resultados das eleições legislativas no Camboja
Vice-ministro dos Negócios Estrangeiros japonês visita China
Milhares de pessoas acamparam durante a noite frente ao parlamento da Tunísia

Capa do A Bola A Bola

Benfica e Sporting voltam ao trabalho
Rui Vitória quer mais um central
Melgarejo perto de sair para o Liverpool
«Drogba vai, um dia, voltar ao Chelsea» - Mourinho
Guardiola prepara ofensiva por David Luiz
Sagrada de António Caldas mais próximo do 3.º lugar
«Muitos jogadores moçambicanos não sabem dominar a bola com o pé» - Lucas Barrarijo

Capa do Record Record

Jogos particulares são oficiais
Quintero: «O treinador pediu-me para observar o Lucho»
Tudo por um médio-defensivo
Novos regulamentos salvam Caetano
Moyes convence Nani a renovar pelo United
Luís Tinoco à espreita
Joana Vasconcelos quer mais medalhas

Capa do O Jogo O Jogo

"Perdi um grande amigo"
Gold Cup em mãos americanas
John Isner conquista torneio de Atlanta
Milan insiste em Ola John
Dragões apresentam-se com vitória
"Saí com oito meses de salários em atraso"
"Treinador diz-me para ver Lucho"