Translator

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

KAOS:A madona e o infante


EMBAIXADOR SEIXAS DA COSTA ESCREVEU


Algaraviadas

É muito curiosa a expetativa criada em torno da possível reação do Tribunal Constitucional às medidas previstas no Orçamento geral do Estado. Foram os políticos quem desenhou as normas constitucionais. Foram os políticos quem preparou o Orçamento, ferido ou não de inconstitucionalidades. E, no fim de tudo isto, o eventual "odioso" de uma decisão passa para os juízes do Tribunal Constitucional. Ou será que o facto desses mesmos juízes serem escolhidos por via política leva a que, de certa forma, sejam vistos por alguns como uma espécie de câmara informal de representação da balcanização ideológica parlamentar?

Escrevi isto no blogue em 24 de março. Não tiro uma linha, claro.
Francisco Seixas da Costa Sem comentários:

MAIS HIPOTECADOS DO QUE ESTAMOS?


"Passos Coelho avisa que ninguém tome por adquirido que a crise acabou. O líder do PSD disse, sexta-feira à noite, no discurso na festa do Pontal, que há riscos externos e internos que podem pôr em causa o caminho que Portugal está a seguir e os ténues sinais favoráveis à economia portuguesa. O chefe do governo e líder dos sociais democratas insistiu que, internamente, é preciso reduzir o défice e a despesa e apontou eventuais decisões futuras do Tribunal Constitucional como um risco que pode hipotecar tudo o que foi feito até agora".

DEUS, PÁTRIA, AUTORIDADE - Rui Simões (1976) filme completo - Cinema à Séria



Tal como o Bom Povo Português, este filme de Rui Simões foi realizado com imagens de arquivo. É, sumariamente, uma analise da sociedade portuguesa a partir de pontos vitais como o estado novo, a influência da igreja, a guerra colonial, a revolução de Abril, etc.

Feito sobretudo de material de arquivo, de filmes de actualidades, a narrativa surge na montagem, analisando os principais acontecimentos históricos em Portugal, desde a queda da monarquia, em 1910, até à Revolução dos Cravos, numa perspectiva social de luta de classes. wiki

Rui Simões (Lisboa, 20 de Março de 1944) é um cineasta português que se caracteriza pela prática do documentário histórico, visto como cinema militante, de intervenção política, e ainda pela realização de documentários em vídeo e de gravações de peças de teatro e de bailado. wiki

Description: For this documentary about Portugal's political explosion, Simoes had access to the archives of Portuguese TV, but he has cut the material together in a very different way from its original presentation (most of the archive footage predates the April 1974 coup). In addition, he includes filmed interviews with workers about their conditions, and with others about their own and the Portuguese colonies' part in the downfall of the Caetano regime. The film is less a history than a statement about class realities, and how political power in Lisbon never left the hands of the bourgeoisie. (From Time Out Film Guide)

Realizador: Rui Simões - Narrador: Rui Paulo da Cruz
Cinema à Séria no PG
A partir de hoje o Página Global vai contemplar,incluir e destacar uma secção de cinema a que chamará Cinema à Séria. Para os cinéfilos não passará de um alerta, talvez para reverem este ou aquele filme. Para os menos interessados em cinema poderá também constituir um incentivo que desperte o interesse pelo cinema. Por filmes portugueses, de outros países lusófonos ou de outras nacionalidades. Afinal a linguagem cinematográfica é universal e assim a devemos encarar e apreciar. Bom apetite. (Redação PG)



Alexandre o grande - LINDO demais






Clique no visualizar ou transferência

Obrigado por teu tempo.pps
Obrigado por teu tempo.pps
2465K   Visualizar   Transferência  

KAOS:Uma candidatura de outro mundo



Esta gente representa aquilo que mais me enoja na política. 
.
E já nem falo dos mercenários municipais que concorrem a Municípios onde não vivem nem daqueles que à força se querem recandidatar a outras câmaras por já terem feito três mandatos na que são presidentes agora. Oeiras consegue ser ainda mais especial. 
.
Tem um Presidente preso por falcatruas na própria Câmara que vai ser candidato a Presidente da Assembleia Municipal, (é dos tais que já fez 3 mandatos), e para o seu lugar escolhe o seu número dois que o tem acompanhado em tudo o que foi feito e que aceita ser o seu testa de ferro, (como o Putin fez com o Medvedev na Presidência da Rússia). 
.
Na prática mantêm-se o poder, os negócios e os amigos para que tudo fique na mesma. 
.
Não se levantam pedras nem se desenterram esqueletos. O poder fica nas mesmas mãos e o negócio continua. Gente como esta conspurca aquilo que deveria ser uma tarefa nobre. Não prestam para nada.
.
Mas Oeiras tem de tudo, Um Moita Flores que nem devia saber onde fica Oeiras, um Candidato do PS que ninguém conhece e até um ex-presidente de junta, eleito pelo PS, que criou um movimento de cidadãos e que depois atraiçoou concorrendo pelo CDS. 
.
Isto para não falar das juntas, que com a sua diminuição estão a criar lutas intestinas dentro dos presidentes eleitos (pelo mesmo movimento) para ver quem fica com o bolo. Aqui vale tudo.

MUITO PREOCUPANTE -- Os nossos estudantes de 8,9 com muita culpa dos pais



A grafia, acima, é nossa. Poderia ser em Portugal, mas não é e sim num país da Ásia. O grande problema na educação dos jovens está na nova geração de telefones, ligados `Internet, que voltou "peste" a nível global em que jovens, absolutamente, drogados se preocupam com inter-ligações, através do Facebook e mandam às malvas a educação escolar.

OLÁ



PREOCUPANTE!...   
8,9

É isto. A média do exame de Português em PORTUGAL é de uma mediocridade imensa: oito - vírgula - nove.

Enquanto andamos todos preocupados com a crise do país e as crises das divas que o governam, passa-nos ao lado a verdadeira dimensão da vergonha que é viver num país que tem uma geração inteira de ignorantes.

.Não sei de quem é a culpa, estou-me nas tintas para quem tem a culpa. Eu sei que tive a sorte de ter pais que me obrigaram a ler, ainda que a contragosto no início.

Eu sei que tive a sorte também de ter tido belíssimos professores de Português, e até tive a sorte de ter uma professora de Sociologia que descontava os erros de Português nos testes.

Até tive a sorte de sempre ter tido a noção que a minha obrigação era estudar. Sempre me foi informado que a tolerância a chumbos era zero. Mas agora não. Agora é a geração dos "k" e dos LOL. A geração que se está nas tintas para Camões, Eça ou Torga. É a geração que não respeita a Língua, porque não tem tempo para estudar.

Tem demasiados afazeres, está cheia de prioridades trocadas. Esta gente vai votar nas próximas eleições. Os oito-vírgula-nove vão escolher quem querem ver a governar o país.

Não me venham com desculpas. Não há desculpa para 70 mil alunos. Não são 70 mil idiotas, claro que não. Era só o que faltava, agora serem 70 mil idiotas. Não sei quantos ignóbeis fazem uma média de 8,9, mas são demasiados.
Não aceito. Não tenho de aceitar nem deixar de aceitar, eu sei, mas eu não aceito. Que se lixem os partidos, as crises, o PR ou as citações da Assunção. A minha verdadeira dor de alma está aqui, na geração dos oito-vírgula-nove. Que já pode votar. Que pode decidir o futuro do país, mas que se está nas tintas.
Oito-vírgula-nove. Um país que está ansioso por voltar aos mercados, mas que não pega num livro.
In ” BG” 17/7/2013

"....PARA ALIMENTAR ESTA CORJA DE GATUNOS"!

Enviado por uma funcionária que trabalha na Segurança Social

Estas são duras realidades
     
TRANSMITO COMO RECEBI........
Os políticos portugueses e Europeus, “SABEM” que o Povo Português é de uma “IGNORÂNCIA” social política que NEM SEQUER PROCURA CONHECER AS LEIS QUE REGULAM A SUA VIDA E, POR ISSO TUDO NOS VAI ACONTECENDO NA MAIOR DAS PASSIVIDADES, CONCORDÂNCIAS E ACEITAÇÃO DAS DECISÕES POLÍTICAS ATÉ NA VIOLAÇÃO DAS LEIS.
.
Vale a pena ler, meditar e sobretudo perceber como aqui chegámos
SEGURANÇA SOCIAL
É  PARA  LER  TUDINHO  E REENVIAR  SEM  FALTA. TODA  A GENTE TEM DE  SABER  DISTO.  VAMOS  ACABAR COM  ESTA GENTE  DE UMA  VEZ!

C  H  E  G  A !
.
PARA AJUDAR A ESCLARECER:*
1. Até 1974 NÃO EXISTIA a SEGURANÇA SOCIAL mas a PREVIDÊNCIA SOCIAL;
2. Fiz parte da 1ª e 2ª Comissões que em 1976/77 preparou a Reforma da Previdência criando a Segurança Social, o Centro Nacional de Pensões, os Centros Regionais das Segurança Social integrando-se nesses as caixas de Previdência;
.
3. A 2ª Comissão integrou, além de mim próprio, Maria de Belém Roseira, Leonor Guimarães, Fernando Maia e Madalena Martins;
.
4. NÃO HOUVE qualquer nacionalização e as próprias Casas do Povo e o regime dos rurais só em 1980 foram integradas na Segurança Social;
.
5. O ESTADO não tinha que meter dinheiro na Segurança Social pois o seu funcionamento foi e é assegurado pelas contribuições das entidades empregadoras e trabalhadores;
.
6. Outra coisa tem a ver com a CAIXA GERAL DE APOSENTAÇÕES pois a mesma foi financiada exclusivamente
pelas contribuições dos agentes do Estado a quem os funcionários confiaram mês a mês os seus descontos igualzinho aquilo que acontece com a conta poupança que vai capitalizando ao longo do seu período de vigência;

Com um abraço amigo
 .
NÃO FIQUEM CALADOS. DIVULGEM
Muito gostava de saber o que é que o Governo e a Oposição têm a dizer sobre o que consta abaixo e sobre a real situação financeira da Segurança Social, se é que se atrevem...
.
Convém ler e reler para ficar a saber, pois isto é uma coisa que interessa a todos.....
Vale a pena ler, isto a ser verdade (parece que sim) agora sabemos porque não chega para todos....
.
A INSUSTENTABILIDADE DA SEGURANÇA SOCIAL
.
A Segurança Social nasceu da Fusão (Nacionalização) de praticamente todas as Caixas de Previdência existentes, feita pelos Governos Comunistas e Socialistas, depois do 25 de Abril de 1974.
.
As Contribuições que entravam nessas Caixas eram das Empresas Privadas (23,75%) e dos seus Empregados (11%).
.
O Estado nunca lá pôs 1 centavo. Nacionalizando aquilo que aos Privados pertencia, o Estado apropriou-se do que não era seu.
.
Com o muito, mas muito dinheiro que lá existia, o Estado passou a ser "mãos largas"!
.
Começou por atribuir Pensões a todos os Não Contributivos (Domésticas, Agrícolas e Pescadores).
.
Ao longo do tempo foi distribuindo Subsídios para tudo e para todos. Como se tal não bastasse, o 1º Governo de Guterres (1995/99) criou ainda outro subsídio (Rendimento Mínimo Garantido) em 1997, hoje chamado RSI, ONDE OS CIGANOS “SEM TEREM CONTRIBUIDO” RECEBEM VALORES SUPERIORES A MUITOS QUE TRABALHARAM, DESCONTARAM DURANTE UMA VIDA.
.
E tudo isto, apenas e só, à custa dos Fundos existentes nas ex-Caixas de Previdência dos Privados.
.
Os Governos não criaram Rubricas específicas nos Orçamentos de Estado, para contemplar estas necessidades.
.
Optaram isso sim, pelo "assalto" àqueles Fundos.
.
Cabe aqui recordar que os Governos do Prof. Salazar, também a esses Fundos várias vezes recorreram. Só que de outra forma: pedia emprestado e sempre pagou.
.
É a diferença
entre o ditador e os democratas?
.
Em 1996/97 o 1º Governo Guterres nomeou uma Comissão, com vários especialistas, entre os quais os Profs. Correia de Campos e Boaventura de Sousa Santos, que em 1998, publicam o "Livro Branco da Segurança Social". Uma das conclusões, que para este efeito importa salientar, diz respeito ao Montante que o Estado já devia à Segurança Social, ex-Caixas de Previdência, dos Privados, pelos "saques" que foi fazendo desde 1975.
.
Pois, esse montante apurado até 31 de Dezembro de 1996 era já de 7.300 Milhões de Contos, na moeda de hoje, cerca de 36.500 Milhões ?.
.
De 1996 até hoje, os Governos continuaram a "sacar" e a dar benesses, a quem nunca para lá tinha contribuído, e tudo à custa dos Privados.
.
Faltará criar agora outra Comissão para elaborar o "Livro NEGRO da Segurança Social", para, de entre outras rubricas, se apurar também o montante actualizado, depois dos "saques" que continuaram de 1997 até hoje E, ACABAR COM AS REFORMAS VITALÍCIAS DOS, PRESIDENTES DA REPÚBLICA, DEPUTADOS QUE SEM VALOR CONTRIBUTIVO DE NO MÍNIMO 36 ANOS, SÃO REFORMADOS Mais, desde 2005 o próprio Estado admite Funcionários que descontam 11% para a Segurança Social e não para a CGA e ADSE.
.
CRIANDO NESTAS ESTRUTURAS UM DEFECIT PARA AS CONSIDERAR INÚTEIS E SEM JUSTIFICAÇÃO DE EXISTiR “A TAL PARIDADE CAMUFLADA DE UMA POLÍTICA NEOLIBERAL DE DESTRUIÇÃO DO TECIDO SOCIAL.
.
Então e o Estado desconta, como qualquer Empresa Privada 23,75% para a SS?
.
Claro que não!...
.
Outra questão se pode colocar ainda. Se desde 2005, os Funcionários que o Estado admite, descontam para a egurança Social, como e até quando irá sobreviver a CGA e a ADSE?
.
Há poucos meses, um conhecido Economista, estimou que tal valor, incluindo juros nunca pagos pelo Estado, rondaria os 70.000 Milhões?! Ou seja, pouco menos, do que o Empréstimo da Troika!...
.
Ainda há dias falando com um Advogado amigo, em Lisboa, ele me dizia que isto vai parar ao Tribunal Europeu dos Direitos do Homem.
.
Há já um grupo de Juristas a movimentar-se nesse sentido.
.
A síntese que fiz, é para que os mais Jovens, que estão já a ser os mais penalizados com o desemprego, fiquem a saber o que se fez e faz também dos seus descontos e o quanto irão ser também prejudicados, quando chegar a altura de se reformarem!...
.
Falta falar da CGA dos funcionários públicos, assaltada por políticos sem escrúpulos que dela mamam reformas chorudas sem terem descontado e sem que o estado tenha reposto os fundos do saque dos últimos 20 anos.
.
Quem pretender fazer um estudo mais técnico e completo, poderá recorrer ao Google e ao INE. SEM COMENTÁRIOS...mas com muita revolta....
.
OS FATOS HISTÓRICOS ESTÃO REGISTADOS* !!!
.
Sabem que, na bancarrota do final do Século XIX que se seguiu ao ultimato Inglês de 1890, foram tomadas algumas medidas de redução das despesas que ainda não vi, nesta conjuntura, e que passo a citar:
A Casa Real reduziu as suas despesas em 20%; não vi a Presidência da República fazer algo de semelhante.
.
Os Deputados ficaram sem vencimentos e tinham apenas direito a utilizar gratuitamente os transportes públicos do Estado (na época comboios e navios); também não vi ainda nada de semelhante na actual conjuntura nem nas anteriores do Século XX.
.
SEM COMENTÁRIOS.
Aqui vai a razão pela qual os países do norte da Europa estão a ficar cansados de subsidiar os países do Sul.
.
Governo Português:
3 Governos (continente e ilhas)
333 deputados (continente e ilhas)
308 câmaras
4259 freguesias
1770 vereadores
30.000 carros
40.000(?) Fundações, Observatórios e Associações
500 assessores em Belém
1284 serviços e institutos públicos
.
Para a Assembleia da República Portuguesa ter um número de deputados "per capita" equivalentes à Alemanha, teria de reduzir o seu número em mais de 50%
.
O POVO PORTUGUÊS NÃO TEM CAPACIDADE PARA CRIAR RIQUEZA SUFICIENTE, PARA ALIMENTAR ESTA CORJA DE GATUNOS!
.
É POR ESTAS E POR OUTRAS QUE PORTUGAL É O PAÍS DA EUROPA EM QUE SIMULTANEAMENTE SE VERIFICAM OS SALÁRIOS MAIS ALTOS A NÍVEL DE GESTORES/ADMINISTRADORES E O SALÁRIO MÍNIMO MAIS BAIXO PARA OS HABITUAIS ESCRAVIZADOS.
.
ISTO É ABOMINÁVEL!

ACORDA, POVO!
.
ESTAS, SIM, É QUE SÃO AS GORDURAS QUE TÊM DE SER ELIMINADAS. Faz o que te compete: divulga e não te esqueças, a seguir vão-te aos depósitos e às tuas pou-PANÇAS, entendes?

"ARCO LUZ" ESPECTÁCULO MULTIMÉDIA







"ESTÁ VISTO: "O MATO VELHO É QUE ARDE"!

Voto grisalho, um poder cada vez menos silencioso
Será que os reformados não têm força e, por isso, são vítimas preferenciais do Governo? Ou será que os mais velhos estão a tramar a geração mais nova? Nos últimos meses, têm-se cruzado estas duas teses no espaço público, mas nenhuma delas convence os cientistas sociais. Não há conspiração contra os grisalhos, nem conspiração grisalha.

"TRAMADOS E MAL PAGOS"