Translator

terça-feira, 20 de agosto de 2013

As capas dos jornais e as principais notícias de Quarta-feira, 21 de Agosto de 2013.



Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Menor morre afogado após mergulhar
Beja: Rituais satânicos
Sagres: Homem cai ao mar
Armação de Pera: Socorro na praia
Incêndios: Bombeiro teve alta
Abrantes: Rixa em café
Coimbra: Carro causa fuga de gás

Capa do Público Público

Adolescente desaparece na Foz do Douro
A surpresa dos “mineiros” de Karagandy e a nota artística da Real Sociedad
Quebra de alunos no ensino superior está a ser acelerada pela crise
Marinha sem sinais do pescador que caiu ao mar, na Figueira da Foz
Propaganda política por telefone e email é proibida
O “momento mágico” na história pacense eclipsou-se no minuto 60
Sorteio do Euromilhões

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

Fogo em Góis "longe de ser controlado"
Dominados dois fogos em Castro Daire
O conclave da Quarteira
Eles cosem tudo e não querem deixar nada
"Jackpot" de 93 milhões no próximo Euromilhões
Adolescente desaparece na Foz do Douro
Ponte Vasco da Gama fechada na madrugada de quarta

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Espanha impedirá entrada de camiões com areia em Gibraltar
Fogo em Góis "longe de ser controlado" mas sem populações ameaçadas
Burocracia ameaça ingresso de gémeas no Ensino Superior
Adolescente de 15 anos afogou-se no rio Douro
Prostitutas de Zurique começam a trabalhar em "garagens de sexo"
"Jackpot" de 93 milhões no próximo sorteio do Euromilhões
Objetos de ferro mais antigos foram forjados a partir de meteoritos

Capa do i i

Construtores contestam agravamento das comissões cobradas pela banca
Guilherme Aguiar já pode usar o seu nome para a candidatura a Gaia
Prostitutas de Zurique vão passar a trabalhar em "sex boxes"
Lee Thompson Young. Antiga estrela da Disney suicidou-se
Morreu o escritor Mirko Kovac ex-jugoslavo antinacionalista
Sunny é a nova residente da Casa Branca e também é portuguesa
Consumo de cafeína durante gravidez é nocivo, revela estudo

Capa do Diário Económico Diário Económico

Dois galos para um poleiro
Esperar pelo melhor, preparar-se para o pior
Um plano para salvar a educação
Governo não vai encerrar escolas no próximo ano lectivo
“Foi uma política de baixos salários que nos trouxe até aqui”
Contribuintes declaram 117 milhões de rendimentos de capitais no exterior
Concorrência decide fusão Zon/Optimus até à próxima segunda-feira

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

Regulador brasileiro suspende planos de saúde de sociedade portuguesa
Do cimento à moda, negócios portugueses resistem à agitação
Martifer vende parques eólicos no Brasil por 19 milhões de euros
A taxa, as coisas importantes e o meu barbeiro
Perfis dos pacificadores
SAD do Setúbal deve 27,4 milhões com o Estado no pódio dos credores
O buraco negro

Capa do Oje Oje

Glintt prevê vendas de um milhão de euros em Angola até 2015
PSI20 encerra a perder 1,77%
Propostas de orçamento dos ministérios ainda sem validação
Eslovénia submete dez bancos a testes de stress
Trabalhadores sul-coreanos da Hyundai em greve parcial
Ally Financial vende ações para garantir níveis de capital
Riggio desiste de comprar lojas da Barnes & Noble

Capa do Destak Destak

Quatro mortos, 15 intoxicados e 1.500 retirados por fuga de amoníaco no México
Dominados dois fogos em Castro Daire, incêndio em Góis mantém-se ativo
Oposição venezuelana quer esclarecer dúvidas sobre nascimento de Nicolás Maduro
Multas aplicadas a 110 pessoas por atirarem lixo para as ruas do Rio de Janeiro
Estudo revela 18 casos de cancro da tiroide em menores de Fukushima
Mais de 700 operacionais combatem cinco fogos, com Góis a mobilizar quase 500
Tempestade tropical "Trami" causou oito mortos nas Filipinas

Capa do A Bola A Bola

Nacional de Seniores em risco
Ações de insolvência já pairam sobre Olhão
Rui Miguel pode falhar Olhanense
Orçamento discutido em Assembleia-Geral
Benfica negoceia Fejsa
William Carvalho na mira de Paulo Bento
Iturbe estagiará agora na Europa

Capa do Record Record

Salvio lança apelo à reação
Dupla paraguaia reforça sadinos
Em contagem decrescente por Bruma
Duas obras de arte na baliza de Lopes
Hulk visitou ex-companheiros
OFM-Quinta da Lixa quer Nuno Ribeiro
Russi precisa de tempo e de melhores apoios

Capa do O Jogo O Jogo

Real Madrid pisca o olho a Alan
Sporting conquista Troféu Stromp
Michelle Brito na segunda ronda do "qualifying"
"Era bom que Cardozo começasse a jogar"
"Resultado injusto"
Treinador em fúria versus adeptos em fúria
Inter oficializa Saphir Taider

KAOS:O abismo é ali...sempre em frente


BIFES: "OS VITORIANOS" (A velha morreu e ficou o espírito)




Paulo Alexandre Amaral, RTP

Com o agravamento de tensão em Gibraltar a multiplicar diferendos quotidianos entre entre ingleses e espanhóis, a Marinha inglesa decidiu, numa aparente demonstração de força, fazer desfilar pelo “rochedo” os vasos de guerra que tem em trânsito para o exercício naval Cougar 13, no Golfo Pérsico. Um desses navios, o HMS Bulwark, encontra-se há dois dias atracado em Lisboa, devendo levantar âncora na quinta-feira. Questionado sobre a passagem por águas territoriais portuguesas deste navio, o Ministério dos Negócios Estrangeiros afasta a polémica com o Standing NATO Agreement, procedimento “consubstanciado numa solicitação da Marinha britânica” a 7 de junho “que obriga Portugal enquanto Estado-membro daquela organização”.

Cinco postais para o governo (do sociólogo Boaventura Sousa Santos), - FAÇAM CIRCULAR


 Boaventura Sousa Santos - FAÇAM CIRCULAR



"OS NOSSOS MAIS DITOSOS "MARMELOS"



Quando é que estes abutres levam um pontapé no traseiro?
Quando não
houver país?
Falta pouco...
PARA DIVULGAR -
andam a gozar connosco e na nossa cara !!!
Envio tal como recebi (digo isto por causa da foto do "pároco da aldeia"). REENVIO obrigatório até a derrocada final
PARA DIVULGAR - andam a gozar connosco!!!
 
Os nomes dos políticos que recebem do Estado a pensão mensal vitalícia e passaram a ser secretos.

Comissão Nacional de Protecção de Dados cujo presidente é eleito pelos deputados, considera que "a pensão mensal vitalícia não é uma informação pública...." "in Correio da Manhã"

Os partidos políticos criaram em Portugal, um sistema de roubo legal para os seus membros, baseado na acumulação de reformas e pensões vitalícias. *

Só o número de ex deputados com pensão para toda a vida (de todas as cores e para todos os gostos) já ultrapassa os 400 beneficiários. O valor dessa regalia rondará os oitocentos mil Euros por mês. 

Mário Soares "papa de reformas" mais 500.000 Euros por ano.

Alberto João Jardim, tem uma reforma do Estado de 4.124 Euros, obtida num serviço público onde nunca trabalhou (Secretaria Regional de Turismo), recebe um ordenado por inteiro de 84 mil Euros. Acresce a este valor mais 40% de despesas de representação, o que dá 94.467 Euros, ganha mais do que o primeiro-ministro Espanhol. 
Cavaco Silva recebe do Banco de Portugal 4.152 Euros, da Universidade Nova de Lisboa 2.328 Euros e de primeiro-ministro 2.876 Euros.
Manuel Alegre recebe um valor de 3.219,95 Euros por ter trabalhado um ano RDP num cargo que nem ele sabe qual era (1974/1975). 
Santana Lopes obteve uma reforma de primeiro-ministro após seis meses de trabalho, que acumulou depois com a reforma de deputado. 
Marques Mendes mal fez 50 anos de idade, tratou de logo de requerer uma pensão de 2.905 Euros.
Freitas do Amaral, ao saber que lhe faltava pouco tempo para obter a reforma vitalícia de deputado, desligou-se do CDS, mas não da Assembleia da Republica enquanto não completou o tempo necessário para a obter.
Carlos Brito, quando obteve a sua reforma, mandou "passear" o PCP, onde durante décadas militou.

Fernando Rosas, dirigente do Bloco de Esquerda, quando atingiu os 8 anos necessários para solicitar a sua reforma de deputado, mandou a Assembleia às urtigas.


Mira Amaral, antigo ministro de Cavaco Silva depois de obter uma reforma de deputado, em 21 meses obteve uma reforma da Caixa Geral de Depósitos no valor de 18.000 Euros mensais.
Campos e Cunha, ministro das finanças de Sócrates, após ter trabalhado 6 anos no Banco de Portugal, e com apenas 49 anos, obteve uma reforma de 114.784 Euros.  
Diogo Leite Campos, do PSD. À semelhança de outros camaradas de partido, bastarem-lhe 6 anos no Banco de Portugal para obter mais uma reforma do Estado.  
Vasco Franco, o marmelo da 4ª classe mal tirada figura de proa do PS, obteve uma reforma de deputado de 3.035 Euros. Recebe ainda uma outra como deficiente de guerra por ter sido ferido em Moçambique depois de 1974.
.
Centenas de governantes e deputados de todas as cores políticas, independentemente da sua idade ou da sua competência, têm sido contemplados e nós, os nossos filhos e os nossos netos iremos suportar por muitos e bons anos estas reformas douradas.
.
Reformas douradas essas que teem inevitavelmente que acabar já já já caso contrário  há porrada da grossa. Estes marmelos ainda duvidam ,mas desta vai mesmo ser á séria. Será que estes (e outros) também vão pagar 50% do 14º mês?????????
.
P.S. - O texto não é deste blogue e apenas a grafia.

 

Mais um dotô da mula ruça...

E eu que pensava que só no Brasiu é que eu era dotô cada vez que ia ao restaurante ou bebia um chopinho gelado numa esplanada ou num boteco ...
Afinal no meu querido país, chegaram agora à conclusão, que basta ter como habilitações académicas o 3º. ciclo dos liceus  ( 7º. ano)
Alguém que feche a porta, e apague a luz...

Fernando Tavares

"A PONTE E MAIS A PONTE DOS CAMBALACHOS"



A construção da Ponte Vasco da Gama, a primeira parceria público-privada, foi um negócio ruinoso para o estado português.
.
1º Tudo começou, no governo de Cavaco Silva, o pai da divida e das PPP. (O orgulho de muitos portugueses, eleito sempre que precisa, com muito amor).
.
Com base numa mentira, convenceram o povo que o estado não tinha dinheiro para construir a ponte e tinham que ser os privados a fazê-la.
.
2º No entanto o estado é que entrou com a maior parte do dinheiro, os privados entraram com apenas 1/4 dos 897 milhões de euros. Com a ajuda do Fundo de Coesão da União Europeia (36%), mais a receita das portagens da Ponte 25 de Abril (6,0%) e mais um empréstimo do Banco Europeu de Investimentos (33%).
.
3º Quem acabou por investir foi o estado. E o privado com a sua pequena contribuição obteve os frutos todos da colheita. Ou não tivesse sido um ex-ministro das obras a negociar.... Que depois ficou a trabalhar para o "inimigo".
.
4º Só em 2010, as receitas das portagens atingiram quase 75 milhões de euros. Para o estado... nada.
.
5º Mas não contente com os lucros e com a desculpa de que era necessário "a reposição de reequilíbrio financeiro" os concessionários privados aproveitaram para exigir mais vantagens e o estado aceitava!
.
6º Ainda antes da assinatura do contrato de concessão, já o estado atribuía uma verba de 42 milhões de euros à Lusoponte para a compensar por um aumento de taxas de juro. Mas os benefícios de taxas mais baratas, esses reverteram sempre e apenas para a Lusoponte. Segundo aquele contrato, a concessão não incide sobre as pontes existentes mas sobre a travessia do Tejo (como o nome da empresa reflecte: Lusoponte - Concessionária para a Travessia do Tejo, S.A.), isto é, a LUSOPONTE TEM DIREITOS SOBRE QUALQUER FUTURA TRAVESSIA.
.
7º Sem razão aparente, o estado prolongou ainda a concessão por sete anos, provocando perdas que foram superiores a mil milhões. E muito mais prejuízos decorrentes de favorecimentos à Lusoponte.
.
8º " Aqui chegados, só há agora uma solução justa: a expropriação da Ponte Vasco da Gama, devolvendo aos privados o que lá investiram. As portagens chegam e sobram para tal. Não se pode é continuar a permitir que, por pouco mais de duzentos milhões de euros, uns tantos senhores feudais se tornem donos de uma ponte que não pagaram, cativem as receitas da "25 de Abril" e sejam donos do estuário do Tejo por toda uma geração." Artigo baseado neste de Paulo Morais
.
9º Aquando das respectivas inaugurações, o Estado Português comprometera-se a abolir as portagens quando as pontes estivessem completamente pagas, isto é, completado o serviço de dívida às instituições financiadoras. Ainda antes do 25 de Abril, e paga a ponte de Vila Franca, o Estado cumpriu a promessa: foram abolidas as suas portagens.
.
Em Lisboa, cumprido o serviço de dívida já depois do 25 de Abril, ESTES SENHORES NÃO SÓ IGNORARAM A PROMESSA DO ESTADO PORTUGUÊS COMO USARAM A PONTE COMO FONTE DE ESCANDALOSO RENDIMENTO PARA A LUSOPONTE.

ARTIGO COMPLETO: http://goo.gl/SblPb


KAOS:Frau Swaps