Translator

terça-feira, 17 de setembro de 2013

ACORDEM .... FOGEM AO FISCO 43 MIL MILHÕES DE EUROS E ROUBAM-TE NA TUA PENSÃO



O QUE DIZEM A ESTAS ACUSAÇÕES, OS POLITICOS QUE DESDE O 25 DE ABRIL, SE TÊM ENTRETIDO A DESTRUIR PORTUGAL? PELAS CARAS QUE VEMOS NO VÍDEO, VÊ-SE QUE NÃO TÊM ARGUMENTOS PARA CONTRADIZER MARINHO PINTO, PORQUE SABEM QUE TUDO AQUILO É UMA VERDADE INSOFISMÁVEL. MAS O QUE DÓI AOS PORTUGUESES, É A PASSIVIDADE COM QUE ASSISTEM A ESTAS ACUSAÇÕES, SEM MEXER UM DEDO PARA CONTRARIAR ESTE ROUBO AOS ERÁRIO PÚBLICO, QUE O MESMO É DIZER, AOS PORTUGUESES.
.
E AS CADEIAS DE TELEVISÃO, PORQUE NÃO DIVULGARAM ESTAS DECLARAÇÕES NOS SEUS SERVIÇOS INFORMATIVOS, SERÁ QUE ISTO FOI FEITO À PORTA FECHADA, MAS SE FOI, AGORA JÁ É DO CONHECIMENTO PÚBLICO E JÁ NÃO TÊM MOTIVOS PARA NÃO O FAZER.
.
ESPERO QUE O FAÇAM AGORA, A MENOS QUE HAJA ALGUMA RAZÃO DESCONHECIDA, QUE OBSTE A QUE ISTO SEJA DIVULGADO.
.
UMA COISA É CERTA, PORTUGAL PRECISA DE MUITOS MARINHOS PINTO, PAULOS MORAIS, JOSÉ GOMES FERREIRA E ETC...ETC.


A RESIGNAÇÃO É UM SUICÍDIO QUOTIDIANO.


(Honoré de Balzac)
   
 
Publicado em 07/08/2013
 .
ARREPIANTE... SABIA QUE A JUSTIÇA E OS GOVERNOS, SE UNIRAM, E SAQUEIAM OS SEUS IMPOSTOS? PARTILHE...
 
,
Faça o que a as TV´s deveriam ter feito... partilhe sem parar:
Arrepiante e sem rodeios. Um dos melhores discursos em Portugal.
Marinho Pinto explica como é que os governos conseguiram colocar a justiça ao serviço do saque aos impostos.
.
Criaram os tribunais arbitrais onde os juizes são escolhidos e pagos pelos intervenientes. Julgamentos clandestinos onde corruptor (empresa privada) e corrupto (estado) em sintonia decidem como dividir o repasto do erário público. Longe do escrutínio público, longe dos tribunais normais... bem perto dos juízes que escolheram e pagaram.
Assim se redigiram os contratos das PPP...

.
Assim se perdoam os poderosos evasores fiscais que fogem ao fisco, e são ajudados por estes tribunais.
.
"Qualquer grande contribuinte em Portugal só paga impostos se quiser, de impugnação em impugnação, as leis têm todas as insuficiências para impedir que pague impostos", disse Marinho Pinto." "Estão-se a construir em torno da justiça em Portugal negócios chorudos, como já se construíram em torno da Saúde e da Educação, negócios privados extremamente lucrativos", frisou.
.
Espantoso a forma como Cavaco Silva, a Ministra da Justiça e outras entidades públicas de relevo, ouvem isto e fingem que Marinho Pinto está a falar de outro país qualquer, ou de meteorologia!!!!!!


O GRANDE NEGÓCIO QUE É A JUSTIÇA
FOGEM AO FISCO 43 MIL MILHÕES DE EUROS



"A REALIDADE DO NOSSO PORTUGAL PRESENTE"

Portugal tem beneficiado “elites económicas” e arrisca-se a ser um dos países mais desiguais

Relatório da organização não governamental Oxfam alerta Europa para os perigos do caminho da austeridade e cita Portugal como exemplo de um país onde os cortes estão a travar o crescimento e a trazer mais pobreza.

A organização destaca os casos em que mesmo com emprego as pessoas passam dificuldades e precisam de ajuda Manuel Roberto


Ou a Europa arrepia caminho em relação à austeridade ou o resultado da receita será apenas mais pobreza. Esta é a principal conclusão do último relatório da organização não governamental (ONG) Oxfam, que destaca Portugal como um dos casos onde as políticas seguidas estão a beneficiar apenas os mais ricos e a colocar o país em risco de se tornar num dos mais desiguais do mundo.

.
De acordo com o relatório da Oxfam, se nada for feito e as medidas de austeridade actualmente em vigor continuarem a ser implementas, em 2025 vão estar em risco de pobreza cerca de 25 milhões de europeus. “Apelamos aos Governos europeus que liderem um novo modelo social e económico que invista nas pessoas, reforce a democracia e procure um sistema fiscal justo”, afirma Natalia Alonso, responsável pela Oxfam na União Europeia.
.
Outro problema é que a organização, que foi formada em 1995 por 17 ONG internacionais espalhadas por 90 países, estima que possam ser necessários 25 anos para que se recupere o nível de vida que se tinha antes da crise económica e financeira – um caminho que só poderá ser invertido com medidas muito bem estruturadas de combate à pobreza.
.
Mais endividamento, menos crescimento
O relatório intitulado A Cautionary Tale: The true cost of austerity and inequality in Europe surge nas vésperas do encontro dos ministros europeus da Economia e pretende alertar os responsáveis políticos para que os resgates financeiros que têm vindo a ser feitos apenas estão a causar níveis de pobreza e de desigualdade que podem perdurar décadas. “Pelo contrário, as medidas de austeridade não estão a conseguir reduzir o nível de endividamento tal como se supunha que fariam, nem a impulsionar um crescimento económico inclusivo”, diz a Oxfam.
.
Ainda em relação a Portugal, a ONG salienta que a crise está a afectar muitos jovens, mas também a dificultar a vida a populações que são sempre mais vulneráveis nestas alturas, como as mulheres. Além disso, mesmo quando se mantêm os apoios sociais “adoptam-se diversas medidas que aumentam os requisitos que devem cumprir os desempregados” para poderem aceder às ajudas.
.
Desigualdade nos rendimentos
O relatório salienta também a pressão internacional para Portugal privatizar serviços como a energia, água e transportes, assim como alguns serviços de saúde, ao mesmo tempo que deveria liberalizar o mercado laboral. Só que aponta que tudo isto foi feito sem a garantia das devidas protecções ao emprego e sem uma vigilância apertada.
.
“Grécia, Portugal e Espanha aplicaram políticas dirigidas a desmantelar os sistemas de negociação colectiva, o que provavelmente se traduzirá no aumento da desigualdade e na queda contínua do valor real dos salários”, lê-se no documento – que refere ainda o aumento o IVA como mais um factor que dificultou o poder de compra no país.
.
Sobre Portugal é ainda dito que entre 2010 e 2011 a desigualdade nos rendimentos tem beneficiado as “elites económicas”, dando-se como exemplo o crescimento do mercado de bens de luxo, e é dito que após as crises financeiras em geral os mais ricos vêem os seus rendimentos crescer 10% enquanto os mais pobres os perdem na mesma proporção.
.
Lições da América Latina, Sudeste Asiático e África
Para esta organização a União Europeia deve tirar lições de outros períodos de austeridade que foram, por exemplo, vividos em países da América Latina, do Sudeste Asiático ou de África durante as décadas de 1980 e 1990, para evitar cair nos mesmos erros.
.
“A gestão europeia da crise económica ameaça reverter décadas de progresso em matéria de direitos sociais. Os agressivos cortes na segurança social, na saúde e na educação, as reduções nos direitos dos trabalhadores e um sistema fiscal injusto estão a envolver milhões de cidadãos europeus num ciclo vicioso de pobreza que pode perdurar durante gerações. Não faz nenhum sentido nem do ponto de vista moral nem económico”, reforça Natalia Alonso. A responsável insiste que as medidas tomadas apenas beneficiam os 10% da população mais rica.
.
No relatório são citados exemplos concretos de países, além de Portugal, como Espanha, Grécia, Irlanda e Reino Unido, onde a austeridade está a ser aplicada de forma mais rigorosa, defendendo-se que “rapidamente estarão entre os países com maior desigualdade do mundo se os seus líderes não mudarem de rumo”.
.
Aliás, o documento lembra que as próprias instâncias internacionais, como o Fundo Monetário Internacional, três anos após os memorandos de entendimento com alguns países “estão a reconhecer que as suas medidas não só não conseguiram reduzir o endividamento público e os défices orçamentais, como pelo contrário aumentaram a desigualdade e travaram o crescimento económico”.
.
O próprio prefácio deste relatório é feito pelo Nobel da Economia Joseph Stiglitz que escreve que “a onda de austeridade económica que varreu a Europa corre o risco de provocar danos sérios e permanentes ao modelo social”, insistindo que “está a contribuir para a desigualdade que vai tornar as fraquezas económicas mais duradouras”.
.
Mais pobres que os pais
Para a Oxfam os recordes atingidos no desemprego são o maior exemplo disso, sobretudo entre os mais jovens, assim como a redução de salário. “Pelo menos um em cada dez famílias europeias com trabalho vive na pobreza e esta estatística pode piorar gravemente”, alerta o relatório, que diz que mesmo as pessoas com trabalho serão muito mais pobres que os seus pais.
.
A Oxfam insiste que a história se está a repetir e que “os nossos líderes estão a ignorar as consequências das medidas de austeridade”, voltando a citar casos em que houve cortes ou privatizações na saúde e na educação e em que a consequência foi “um fosso entre pobres e ricos”. “A Indonésia demorou dez anos a voltar aos níveis de pobreza de 1997 enquanto alguns países latino-americanos demoraram 25 anos a voltar ao que tinham antes de 1981”, defende Natalia Alonso.

ANA GOMES UMA VENCIDA DA VIDA...


E com o encerramento da investigação dos submarinos o Paulinho, respirou fundo!!!... Falta saber em qual paraíso fiscal o "maricão" mandou, aos que venderam, a Portugal, os submarinos, lhe depositar o cacau de luvas. Quem será quem que acredita que o Paulinho, mais o seu sócio ex-PM Durão Barroso, compraram os submarinos no sentido de modernizar a Marinha Portuguesa... Ninguém! A compra de 2 submersíveis foi obra e graça de manobras de pulhas!

Clique em baixo para o resto da peça


Ana Gomes acusa Bruxelas de ignorar caso de corrupção ao fechar investigação aos submarinos




Rui Mendes, Antena1

A eurodeputada socialista Ana Gomes acusou hoje a Comissão Europeia de "voltar as costas a um caso de fraude e corrupção" ao decidir encerrar a investigação à compra dos submarinos.

KAOS:Um coelhinho como tu

passos coelho fazer forca
O presidente do PSD e primeiro-ministro Passos Coelho defendeu, o rumo seguido pelo Governo e sublinhou que não vai alterar o discurso por causa das eleições autárquicas.
O Coelhinho diz o que quiseres, podes mudar o discurso mil vezes que ninguém estranha. Mentiroso, aldrabão, trafulha já todos sabemos que és e que dizeres uma coisa num dia e fazeres outra no outro é normalíssimo.
Não iam baixar salários, não iam subir impostos, não ia haver cortes nos subsídios de férias e pensões e hoje é o que se vê. Que és mentiroso é um facto real de que ninguém tem dúvidas.
Podes mentir à vontade por ser campanha eleitoral, podes ir inaugurar escolas que já tinham sido inauguradas antes, podes fazer o que quiseres que já ninguém fica surpreendido.
És um bandalho, um ser desprezível, mas pior que tudo és incompetente, burro, teimoso e desumano. Para não falar de lambe botas, lacaio e traidor porque já nem vale a pena.
És uma gand'a homem, não és? Para mim não vales uma escarreta de um bêbado e ainda vales menos que a bosta de um cão. Fala, fala à vontade mas fica a saber que cada palavra tua só enjoa e dá vómitos. Coisa reles.

Uma segunda-feira em Portugal



maria luis albuquerque troika 8 avaliacao
A Troika chegou nesta Segunda Feira, para fazer não uma avaliação à forma como decorre o programa de empobrecimento e de subjugação  de Portugal, mas duas de uma vez, a oitava e a nona. O melhor era fazerem também já a décima e despachavam isto de vez. O Cavaco Silva veio humildemente pedir à Troika que não seja muito má. Foi simpático da parte dele. Isto no mesmo dia em que no Parlamento, Almerindo Marques, ex-presidente da Estradas de Portugal, assegurou que foi Maria Luís Albuquerque quem deu o parecer favorável do IGCP à contratação de um swap pela Estradas de Portugal há três anos enquanto responsável da Agência de Gestão da Tesouraria e Dívida Pública. Enfim uma Segunda-feira como qualquer outra neste pacifico jardim à beira-mar plantado.

As capas dos jornais e as principais notícias de Terça-feira, 17 de Setembro de 2013.



Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Homem e mulher abatidos a tiro dentro de casa
Escola pede papel higiénico para alunos
Rio Douro: Encontrado corpo
Vila Pouca de Aguiar: Camião arrasta carro
Ponte de Lima: Motociclista ferido
Braga: Fuga de gás intoxica
Michael Bublé vem a Lisboa

Capa do Público Público

Líder do BE classifica de "fantasia" as medidas do Governo para criar emprego
Seguro acusa Governo de “maior ataque à escola pública depois do 25 de Abril”
Um PR “a estender a mão” não merece o respeito do PCP
Passos Coelho pede campanha de “esperança” e não de “eleitoralismo”
Micróbios produzem energia eléctrica a partir de águas residuais
Grand Theft Auto V chega às lojas
Criança portuguesa vence batalha legal nos Estados Unidos

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

A rapariga e a bicicleta
O Governo grita: "Este país é só para velhos"
Supremo confirma condenação a Sá Fernandes
Mais de 1200 alunos sem aulas à espera da tutela
Vídeo que simula envelhecimento é um sucesso na net
Cérebro precisa de até 5 dias para se adaptar após férias
Protestos marcam arranque das aulas

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Passos Coelho pede verdade aos candidatos
Seguro acusa Governo de "maior ataque à escola pública"
Casa Branca encerrada por motivos de segurança
Escolas abrem em protesto contra Crato
GNR investiga bombeiros
54 toneladas de lixo retiradas do mosteiro e obras prometidas
"Esta é a Miss América... Não a Miss País Estrangeiro"

Capa do i i

Troika. União nacional para o défice de 4,5% com 5,5 mil milhões em cima da mesa
Reino Unido vai vender 6% do grupo bancário Lloyds
Comissão de Utentes da Via do Infante convoca marcha lenta para Faro
Bloco quer derrotar Governo e reforçar esquerda nas eleições
Autoridade da Concorrência determinou coimas de 17,8 milhões em 2012
Jerónimo diz que troika "não tem bom nem mau senso"
PSD acusa PS de querer esconder história e ex-líderes mais recentes

Capa do Diário Económico Diário Económico

O Governo mais ‘troikista’ do que a ‘troika’ acabou
Querida troika
A lei, os eleitores e a dignidade das autárquicas
Fisco ganha 404 milhões de euros em processos nos tribunais
Governo convicto de que consegue financiar meta do défice de 4,5%
Volkswagen Autoeuropa na corrida à produção do SUV
Alemanha promete aos portugueses o “emprego da sua vida”

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

Passos: Dívida dos últimos 15 anos levou a "prescindir de saúde, educação e segurança social"
Um PR "a estender a mão" não merece o respeito do PCP
Líder do BE classifica de "fantasia" as medidas do Governo para criar emprego
Passos avisa que não vai mudar de discurso por causa das eleições autárquicas
A crise, a reacção à crise e a discussão nas eleições Alemãs
Erros históricos e consequências
Seguro acusa Governo de "maior ataque à escola pública depois do 25 de Abril"

Capa do Oje Oje

Danone Portugal mantém-se, diz direção
CIN abre no México e estuda Europa e África
Vodafone analisa compras na Índia
Banca sacrifica resultados e sobe crédito
Teleperformance vai abrir sexto centro e está a contratar perto de duas centenas de pessoas
Galileu ensina a gerir a crise
Instituto Superior de Gestão lança primeiro mestrado Portugal-Moçambique

Capa do Destak Destak

Investimento direto estrangeiro na China aumentou 0,62% em agosto
Sindicato dos Impostos receia fecho de 150 serviços das Finanças em todo o país
China vai aumentar participação no Banco de Comércio e Desenvolvimento do Este e Sul de África
Parlamento discute hoje recomendação ao Governo para modernizar Linha do Minho
Cidadão chinês que deflagrou engenho explosivo no aeroporto de Pequim começou a ser julgado
PM malaio recusa que antigo líder comunista seja sepultado no país
Serviços de Emergência do Japão continuam buscas por cinco desaparecidos na passagem do tufão Man-yi

Capa do A Bola A Bola

Pek´s observado pelo Manchester City
Liga vistoria estádio esta terça-feira
Rui Pedro Soares tranquiliza plantel
Pedida reunião com Fernando Gomes
Fonseca aposta em Josué na Áustria
David Moyes recusa maior pressão na Champions
«A minha vontade é acabar a carreira no Barcelona» - Iniesta

Capa do Record Record

É uma pena não estar no Eurobasket...
Marinho: «Azerbaijão é o adversário adequado»
Riddick: A Ascensão
Pior arranque do Chelsea nos últimos 11 anos
Hugo Almeida: «Está a ser um início de época fantástico»
Pelo menos 12 mortos no tiroteio em Washington
Jesus prepara Champions ao pormenor

Capa do O Jogo O Jogo

Evaldo com ordenados em dia
"Foi mau empatar com o Benfica"
"Espero hostilidades no Dragão"
"Eu e Leonardo Jardim estamos a cumprir um sonho de vida"
Montero é leão por cinco anos
"Bruma e Ilori foram magníficos negócios"
"Resolvemos 57 casos"