Translator

domingo, 22 de setembro de 2013

DO COLEGA CANTIGUEIRO:“sacana de um ladrãozeco”

.

Rui Machete – Gente fina é outra coisa!

O "surpreendente" Rui Machete já tinha metido os pés pelas mãos nesta estória das acções da SLN, quando pretendeu não saber o preço por que lhe tinham sido oferecidas e posteriormente compradas... uma forma de “justificar” um favor de uns bons milhares de euros, feito pelos seus amigalhaços, na mesma época em que estes fizeram exactamente o mesmo “favor” ao outro amigalhaço, Cavaco Silva.
Logo, ser ou não verdade que o senhor ministro foi accionista da empresa que era dona do BPN, não é questão que se ponha. 
Foi! Ponto!Já o facto (esta chatice dos factos!) de ter aparecido uma carta em que, anos antes de se ter demonstrado que ele foi accionista, o senhor Machete negava, preto no branco, ter que ver fosse o que fosse com o BPN, negando ser, sequer, depositante, quanto mais accionista... merece um pouco mais de atenção.
Na verdade, merece logo toda a atenção o palavreado do espertalhaço: a mentira descarada e por escrito sobre a sua condição de accionista... é, afinal, uma «incorrecção factual» sem intenção de ocultar a posse das acções. 
Ou seja: um ladrão participa num assalto a uma loja (nada que se compare com o gigantesco assalto dos bandidos do BPN aos bolsos dos portugueses!) e, compreensivelmente, tenta negar a sua participação no assalto, mesmo perante provas irrefutáveis fornecidas pelas câmaras de vigilância. Está sempre a acontecer. 
Pergunta: 
Em que degrau da “escada social” é que um comprovado delinquente deixa de ser um “sacana de um ladrãozeco” que, em desespero, mente descaradamente para tentar salvar o coirão... para passar a ser um respeitável membro da sociedade, merecedor da total confiança do senhor primeiro-ministro Passos Coelho e que, no máximo, comete inocentes “incorrecções factuais”... mas sempre, sempre sem intenção de ocultar o que quer que seja?

No comments :

SÓCRATES E O PAULINHO "MARICAS" PROMOVERAM-SE À CONTA DO MAGALHÃES...


"Quando companhias protegidas pelo poder o que mais se pode esperar?"

Fabricante do computador Magalhães vai a tribunal 

Lígia Veríssimo/Carlos Valente
Quarenta e um arguidos começam esta segunda feira a ser julgados, em Lisboa, por fraude fiscal e associação criminosa. São acusados de terem lesado o Estado num valor superior a 5 milhões de euros. Uma das empresas envolvidas é a JP Sá Couto, o fabricante do computador Magalhães.

O Paulinho "maricas" também protegeu e valeu-se, demagogicamente do compuatador Magalhães!!!...

Portas em negócios no México vende 25 mil 'Magalhães'
27 de Junho, 2013
O chefe da diplomacia portuguesa, Paulo Portas, destacou hoje uma nova encomenda de 25 mil computadores portugueses 'Magalhães' para o México, "tecnologia altamente sofisticada que vai fazer o censo educativo do México, num valor de seis milhões de dólares"

Presidente do BES Ricardo Salgado envolvido em offshore suspeita








Ricardo Salgado envolvido em offshore suspeita

Sou do tempo em que as pessoas confiavam as suas poupanças aos bancos para que ficassem protegidas, ao abrigo dos larápios.

Sou do tempo em que um simples empregado bancário gozava de um estatuto de respeitabilidade e honradez, à prova de qualquer suspeita. Em que o banco, como instituição, e a sua administração, eram merecedoras da confiança incondicional dos seus clientes.   

Vivo hoje no tempo em que já ninguém pode ter a certeza de poder levantar, em qualquer altura, a totalidade do dinheiro que depositou no banco. 

Ou porque descobriu serem manhosas aplicações financeiras sem garantia de retorno do capital aquilo que os bancos lhes garantiam serem meros depósitos a prazo ou porque as falcatruas das administrações gananciosas levaram à insustentabilidade financeira e às falências dos bancos que agora nos dizem só poderem ser salvos com o dinheiro dos nossos impostos ou à custa do confisco das nossas poupanças como já aconteceu em Chipre.

Os dedos das mãos, a que sem esforço se podem juntar os dos pés, já não chegam para contar os banqueiros corruptos que acumularam fortunas colossais, partilhadas com os seus amigos “do ramo”, da alta advocacia e da política, confundindo o património dos seus clientes com o seu e que hoje estão sob suspeita ou já a contas com a justiça por via das suas actividades criminosas. 

E temos razões para crer que, salva a rara e conveniente excepção do “corrupto de serviço” Oliveira e Costa, outros nomes destes biltres não foram ainda responsabilizados criminalmente ou jogados para a praça pública graças à enorme influência e protecção política de que disfrutam, alimentada pelas teias mafiosas de cumplicidades com os titulares dos poderes instituídos, com quem têm partilhado o banquete dos recursos do país, graças à celebração de negociatas milionárias que começámos a pagar mesmo antes de conhecermos os seus contornos tenebrosos.

Sou do tempo em que se tirava o dinheiro do colchão e se entregava ao banco, para não sermos roubados. Vivo hoje no tempo em que temos mais probabilidades de ser roubados no banco do que no colchão.
Sic transit gloria mundi.
CD

Meus amigos, aí vai mais uma:             

Presidente do BES Ricardo Salgado envolvido em offshore suspeita
 
O presidente do BES terá recebido 8,5 milhões de euros de um empresário da construção em 2011, o que motivou a entrega de três rectificações do IRS de Ricardo Salgado no ano seguinte. O SOL avança que esse dinheiro foi transferido de uma offshore do construtor para outra, que alegadamente pertence ao banqueiro.

Ler notícia completa aqui:
http://www.noticiasaominuto.com/pais/108497/ricardo-salgado-envolvido-em-offshore-suspeita?utm_source=vision&utm_medium=email&utm_campaign=afternoon#.UjxbpD-AGSo
No comments :

No blog PONTE EUROPA

Não conheço nem sei quem é. Escreve com pseudónimo.
.
Recomendo vivamente. Seguir os 2 link's, principalmente o 1º, que me escapou..

Sábado, Setembro 21, 2013

Avisos à navegação e/ou o anúncio de nova ‘crise’?

O discurso político, embora contaminado pela circunstância de estar em curso uma campanha eleitoral, volta a revelar indícios de ‘tempestade’ quando é observado à luz de um atento e criterioso crivo de valores e princípios democráticos fundamentais.
.
As recentes declarações de Passos Coelho na campanha autárquica do PSD (Malveira, Mafra) link são preocupantes e, pela enésima vez, indiciam o ‘desastre’ eminente.

São, desde logo, mais um recado (dirigido para o interior da coligação e eventualmente para o PR) sobre uma ‘crise política’, em franca incubação, decorrente da ‘instabilidade’ interna do Governo. 
.
O primeiro-ministro (ou o presidente do PSD) na vã tentativa de tentar desesperadamente evitar consequências políticas mais não consegue camuflá-la. Na verdade, só consegue aprofundá-la.
.
Passos Coelho, aparece no terreiro político a explicitar um ‘novo’ conceito sobre o exercício das suas funções governativas que, acumulando fracassos atrás de fracassos, pretendendo ‘demonstrar’ que a solução desta esgotante crise é incompatível (ou inconciliável) com a clarificação da situação política, e a obrigatoriedade de nova consulta popular, invocando dois espúrios motivos:

a) Os mercados não querem eleições e ponto final (será que as autorizarão em 2015?);
b) Convenceu-se que, em Junho 2011, os portugueses terão ido às urnas, não para escolher partidos que governassem Portugal numa situação de confronto com uma grave crise económica e sobretudo financeira mas sim para plebiscitar um ‘caudilho’ que estaria incumbido (pelos mercados?) de ‘implantar’ uma nova ordem política, económica e social.
.
Estas declarações sugerem um novo estilo de ‘caudilhismo’ (sem a componente militar mas associado a um intenso arsenal mercantilista) que em matéria 'organicista' se inspira nos movimentos que assolaram a América Latina no séc. XIX sob a forma de lutas de libertação colonial (ou pela independência nacional) e, mais tarde, numa forma pervertida por uma sangrenta ditadura fustigou a Espanha em meados do séc. XX . Seria, neste contexto, um musculado 'modelo hispânico de neo-liberalismo'.
.
De facto, nas últimas eleições legislativas, ao contrário da mensagem que a ‘maioria governamental’ está a querer ‘passar’, não foi submetido a escrutínio – nem poderia ser – qualquer questão (próxima ou remota) acerca do regime.
.
Regressando à actualidade, entramos num período em que a estabilidade política perdeu sentido político para dar lugar à urgente necessidade de clarificação. Falta o Governo entender esta evidência para possibilitar que o País opte - face ao conhecimento concreto da realidade e de confrontado com todas as opções políticas e ideológicas alternativas - o que está disposto a assumir e a rejeitar. Ninguém aceita uma exponencial ‘espiral de sacrifícios’ só porque os seus executores estão convictos dessa ‘necessidade’ (ideológica e política).
.
Esta é uma realidade cada vez mais incontornável e ao que parece, os denominados e invisíveis credores, ou os seus lídimos 'representantes' ou ‘notificadores’, já deram mostras de o ter entendido, começando por ameaçar e estabilidade do sistema bancário nacional e levantando a lebre sobre um "ressurgimento de tensões políticas" link… O 'alerta' não podia ser mais explícito.

AUTÁRQUICAS NO SEU MELHOR!

KAOS:Uma familia de pinóquios




passos coelho maria luis albuquerque Rui machete mentirosos familia
Hoje resolvi fazer aqui um retrato de família. Família politica alaranjada , família governativa mas sobretudo familiares que comungam de uma mesma característica. 
São mentirosos. Mentem com todos os dentes e como todos os mentirosos são apanhados mais facilmente que qualquer coxo. Do Passos Coelho já sabemos que a sua palavra vale tanto como a bosta de qualquer cão. 
Quem disse o que disse na campanha eleitoral, e há registos vivos disso em diversos vídeos que correm pela net, e agora faz exactamente o contrário é não só mentiroso como também hipócrita, aldrabão e trafulha. 
No caso da Ministra das Finanças foram os Swaps que o demonstraram quando negou ter aprovado swaps que têm a sua assinatura. 
Para terminar o Rui Machete, que há uns anos afirmou numa carta escrita a uma comissão parlamentar, nunca ter possuído acções da SLN, a dona do BPN de triste memória e responsavel por muita da austeridade que sofremos,  e que  agora vem desculpar-se afirmando que não passou de uma "incorrecção factual". 
Claro que podia acrescentar à lista, o Nuno Crato, o Paulo Portas e muitos outros. Grave é que não se trata de um miúdo que parte uma jarra lá em casa ou de alguém que dá uma bufa e diz que não foi ele. 
Estamos a falar de Ministro de um governo, gente com responsabilidades e que deveriam ser impolutos e um exemplo de seriedade num país que se respeitasse. Grave é que as suas mentiras representaram o desemprego, a fome e a miséria para milhões de cidadãos. 
Grave porque isso nos condena a sermos um país que regride na educação, na saúde e nos direitos sociais. Grave porque nos coloca nas mãos dos mercados e do grande capital. Grave porque transformou Portugal naquilo que ele é hoje.

KAOSPorquinhos mealheiros


antonio mexia fat pigs
António Mexia considera que o Tribunal Constitucional tomou algumas decisões “desenquadradas” e que “não têm em consideração o contexto” do país. Pensa ainda que Portugal irá conseguir acesso aos mercados” e que “para isso é decisivo que não se haja decisões” como as que já foram tomadas, como os chumbos do Tribunal Constitucional.
“Acho que foram decisões relativamente complicadas, que não têm em consideração o contexto. Temos de ter a noção que temos de ter acesso ao  mercado e os direitos são também em função daquilo que é a capacidade que a economia tem em se financiar.”
 Eu quando olho para esta personagem que ganha mais num ano que muitos de nós todos juntos durante toda uma vida, vejo um porquinho mealheiro e uma personagem ascorosa.Mas isso sou eu e depois de ler as suas declarações até me apetece concordar com ele. O principio é, as leis são para ser cumpridas ou não dependendo do contexto em que nos encontramos.
Como o país está em crise suspende-se a constituição. Então pela mesma lógica qualquer cidadão que se considere em crise tem também o direito de não cumprir com as leis, ou seja pode deixar de pagar impostos, ir a lojas e simplesmente servir-se do que precisar, andar de transportes e não pagar, entrar num banco e simplesmente pegar em dinheiro e sair e se perder a casa entrar pela do Mexia a dentro e passar a viver lá.
A lei só se aplica em tempos de vacas gordas porque quando são só os porcos a engordar podem-se suspender.
Afinal estes que pensávamos serem os grandes capitalistas acabam por se demonstrar mais avançados que qualquer anarquista e defendem uma sociedade sem leis.
O importante é que a crise se mantenha para que tudo se possa fazer e a Constituição possa ser colocada na gaveta, talvez a mesma onde um dia o Mário Soares colocou o Socialismo e que nunca mais foi encontrada.

As capas dos jornais e as principais notícias de Domingo, 22 de Setembro de 2013.



Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Torres Vedras: Abusador em fuga
Norte do País volta a arder
Almeirim: Atropelados em café
Alvor: Turista cai em buraco
IC19: Perseguição em contramão
França: Cocaína em avião
Brasil quer pôr fim ao domínio cibernético dos EUA

Capa do Público Público

Portas, as autárquicas, os monges de Cister, o Pedro e Inês, Aljubarrota e The Gift
Medidas como cortes nas pensões decisivas para evitar novo pedido de ajuda externa, diz Passos
Jerónimo esclarece que o voto é na “foice e no martelo”, mas também “no malmequer”
"Este Governo é recordista em incorrecções factuais", diz Catarina Martins
Seguro faz ataque cerrado à ideia de Estado mínimo do Governo
Anfitriã Eslovénia conseguiu segunda melhor classificação da história no Eurobasket
Marques Mendes convencido de que Cavaco está à espera de segundo resgate

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

Vamos entender-nos sobre um entendimento
Um estranho amor pela loucura
Tornado de cinzas na serra do Caramulo
Menos 1448 candidatos na segunda fase de acesso
Filósofo António José de Brito morreu hoje no Porto
Cinco fogos florestais em curso a meio da tarde
Acaba-se o verão e o outono já tem chuva na terça-feira

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Gelo ártico derreteu menos este ano que em 2012
Portugal conquista 18 medalhas no Europeu de patinagem artística
Passos diz que cortes nas pensões são decisivas para evitar segundo resgate
Catarina Martins diz que "este Governo é recordista em incorreções factuais"
Carminho casa-se com guitarrista
Juntar maus alunos na mesma turma está a dar bons resultados
Presa em casa por falta de técnico de saúde na escola

Capa do i i

Catarina Martins: "Tudo falhou" e Portugal está à beira de novo resgate
Bomba mais potente que Hiroshima quase explodiu em 1961 nos EUA
Troika chega domingo à Grécia para nova avaliação
Ministro: projecto de novo hospital em Lisboa tinha riscos desnecessários para o Estado
Papa exorta Igreja a participar nas redes sociais
BE pede demissão de Rui Machete por alegada mentira ao Parlamento no caso BPN
Propaganda de Guilherme Aguiar em Gaia alvo de queixa na CNE

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

Rui Machete admite "incorreção factual", mas sem intenção de ocultar acções da SLN
Alberto João Jardim: Segundo resgate é inevitável se mercados não responderem
Mexia considera que Constitucional tomou algumas decisões "desenquadradas"
Seguro desafia Passos Coelho a "honrar" a sua promessa e voltar atrás com o corte nas pensões
BE acusa PS de ser o "seguro de vida" do Governo ao aceitar falar de pensões
Jerónimo Sousa: PS, PSD e CDS levam "porco às costas" sem assumir responsabilidades
Passos acusa PS de falsas promessas e aponta como meta ter mais câmaras

Capa do A Bola A Bola

Rodrigo Mora enfrenta problema de saúde
António Costa a favor de candidatura ao Euro 2020
Deo falha jogo Sporting-Rio Ave
Danilo mostra o que vale
Lima procura primeiro golo em Guimarães
«Quero fazer história no Mónaco como fiz no Sporting e no FC Porto» - Moutinho
Sporting vence Avanca (29-20) e iguala Benfica

Capa do Record Record

Estoril-FC Porto: Reação pós-Europa
Uma defesa apontada à baliza
V. Guimarães-Benfica: Jamor para trás das costas
Turquia: Bruma apontado ao onze no dérbi
Regresso saudado à fábrica dos sonhos
Cimeira principesca no Parque dos milhões
Nuno Saraiva: «Tenho a ambição de estar nos Jogos»

Capa do O Jogo O Jogo

Fim de ciclo ao fim de 316 jogos
"Happy One" novamente
Os 10 jogadores mais rápidos do mundo
A festa do Rio Ave em Alvalade
FC Porto recebe Prémio Nacional de Mobilidade em Bicicleta
Seleção testou palco do Mundial
Atlético vence mas cede o comando