Translator

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

PRONTO O MACHETE SÓ FEZ MERDA!

FILHOS DE PUTAS!


"Não mais me aflige de que os meus irmãos, portugueses, "raparem" a fome! Filhos de putas é o nome que dou e merecem os políticos que têm governado Portugal desde 1975". Portugal tem solo e mar para alimentar a população!

Novos pobres comem com os sem-abrigo

Publicado às 00.00

Dina Margato - JN
 
Novos pobres comem com os sem-abrigo
 
foto Artur Machado/Global Imagens

 
 40 2 0
A população dos sem-abrigo passou a integrar ex-operários da construção e um ou outro idoso, dizem os técnicos no terreno. Nas filas para as ceias sociais, assiste-se hoje a uma invasão de famílias famintas.
.
Há um fenómeno a crescer em Portugal, protagonizado por famílias que subsistem graças às refeições distribuídas diariamente por associações solidárias, um sistema criado originariamente para socorrer sem-abrigo. 
.
A perceção pertence a Pedro Nicolau, vice-presidente do Centro de Apoio ao Sem-Abrigo, CASA. "Podem ter teto precário, um quarto partilhado, mas enfrentam dificuldades tais que vêm pedir refeições quentes. 
.
Chegam famílias inteiras", diz o responsável, na véspera do Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza, que se assinala esta quinta-feira. 
.
"Com o agravar da crise, a curto e médio prazo, estas famílias podem tornar-se sem-abrigo", referiu também Paula França, coordenadora do Núcleo de Planeamento e Intervenção Sem-Abrigo (NPISA), do Porto, na apresentação dos resultados deste programa.

As capas dos jornais e as principais notícias de Quinta-feira, 17 de Outubro de 2013.



Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

T. Vedras: Descarga mata peixes
F. Zêzere: Praga de moscas
Pulmão: Sangue denuncia cancro
Portimão: Isilda com Finanças
Silves: Incêndio em mato e pasto
Sintra: Acusado de matar
Peter Murphy: Cantor condenado

Capa do Público Público

Caso Homeland: Oliveira Costa "não sabia" que 20 milhões foram parar à conta dos arguidos
PJ detém os quatro suspeitos de carjacking a presidente do PS de Coimbra
Maiores empresas alemãs optam por investir fora da Europa
Fernando Gomes diz que PSP ainda não lhe disse nada sobre roubo na FPF
Facebook deixa adolescentes partilharem publicamente
Republicanos cedem mas marcam novo duelo para Dezembro
Sorteio do Totoloto

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

Uma fundada suspeita de abuso da lei
Tribunal de Lisboa vai julgar penhora dos Açores aos estaleiros de Viana
Autarca preocupado com "solidez financeira" da estaleiros
MP acusa homem da morte de professora em Sintra
Sem-abrigo recebem mapa de apoio
Duas lontras instalaram-se no Fluviário
Oliveira Costa admitiu empréstimo a Duarte Lima

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Rebeldes assaltam prisão na segunda maior cidade síria
Encontrado avião desaparecido no México sem sobreviventes
Canguru entrou numa farmácia do aeroporto de Melbourne
Cristina Ferreira pronta para avaliar pretendentes
Professora despedida por posar para a Playboy
Novos pobres comem com os sem-abrigo
Câmara de Coimbra dispensa demolição de lote ilegal dos Jardins do Mondego

Capa do i i

Organizações alertam para fracos resultados no combate à pobreza
Nova contribuição custa 110 milhões à EDP, Galp e REN
Quase 80 pessoas "sem-abrigo e sem família" foram enterradas em Lisboa neste ano
'Gangnam style' nas fardas dos novos polícias do turismo sul-coreano
CGTP diz que proposta do Governo é " brutal pacote" de empobrecimento
OE 2014. Menos 314,5 milhões de euros no Ministério da Educação
OE 2014. Saúde vai ter de cortar mais de 250 milhões de euros na despesa

Capa do Diário Económico Diário Económico

Orçamento vai ser testado antes de entrar em vigor
Os suspeitos do costume
Um milhão de famílias mantém direito à cláusula de salvaguarda do IMI
Agravamento do IRS vai continuar a afectar as famílias no próximo ano
Há mais de 600 milhões de austeridade não explicada
Médicos e professores não podem reduzir horários
Troika vê Constitucional como bloqueio ao Orçamento

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

Empresários fazem "like" na revisão do IRC mas não garantem investimento
Governo tem almofada que cobre chumbo do Constitucional
Orçamento Rectificativo: Pessoal e consumos intermédios derrapam 600 milhões este ano
Indústria aplaude novo regime fiscal dos fundos
Carácter transitório poderá validar cortes no Constitucional
Cautelas no trânsito: Estado prevê arrecadar 74,5 milhões em multas
O Orçamento do Estado em 5 minutos

Capa do Oje Oje

BlackRock lucra mais com retoma dos mercados
Yahoo lucra com participada chinesa Alibaba
Queda nas vendas na Ásia afeta Danone
BofA dispara com redução de custos
"Aforrador não tem a perceção de que pode poupar de forma desfiscalizada"
Necessidades para a reforma vão obrigar a aforrar em soluções de médio e longo prazo
Santander Ações Portugal passa os 32% de rendibilidade

Capa do Destak Destak

Não temos alternativa a África que continuará a ser o nosso maior mercado -- António Mota
Consórcio português de tecnologias da educação ganha projeto do Governo mexicano
Três explosões no este da Birmânia provocam um morto
Investidores mexicanos manifestaram interesse em Portugal -- Passos Coelho
Machete escusa-se a falar mas admite "algum grau de preocupação"
Barack Obama assinou lei que permite reabertura da Administração Federal
Equipas de regaste do Laos em busca de avião que caiu no rio Mekong

Capa do A Bola A Bola

Vieirinha vê quatro seleções difíceis no play off
Meyong recusou convite
Sub-17: Confiança para vencer a Itália
António Regala elucida sócios
Sérgio Oliveira apresenta-se
«Bale fica frustrado quando não joga» – Toshack
Esta quinta, A BOLA TV discute confusão no triatlo

Capa do Record Record

Tiago: «Fernando rendia mais no sistema tradicional»
Tiago Valente reforça fórmula defensiva
Marcos Lopes: «Sonho jogar ao lado de Ronaldo»
Rotatividade favorece entrada de Veloso
Perfume do Barça em duo promissor
Milhazes: «Sá Pinto é o treinador certo para o OFI Creta»
Delmino Pereira: «Rui Costa foi o último grande investimento»

Capa do O Jogo O Jogo

"Treinar com Mourinho poderia fazer bem a Sneijder"
Van Gaal aconselha Sneijder a trocar Galatasaray por Chelsea
Conselho de Arbitragem é "pouco transparente"
Avô ganha 148 mil euros com estreia do neto
Chave do sorteio do Totoloto Nº 083/2013
Portugal favorito no apuramento
Novo livro sobre as mentiras de Armstrong

A Frase



A desgraçada crise política do Verão e a inconstitucionalidade das medidas do Governo fecharam-nos a porta dos mercados na cara. Fazer um orçamento com mais défice era um salto directo para o segundo resgate. Este Orçamento não tem estratégia orçamental, não tem justiça social, não tem programas de reformas. É apenas uma definição de meios para atingir um fim. E o fim não é o défice de 4%, é o programa cautelar. O Governo e a troika vão usar o Orçamento como uma gazua para abrir as portas dos mercados.
Pedro Santos Guerreiro, Jornal de Negócios

A DISCIPLINA DO "LATEIRO"



Este soldado fala muito na restauraução e no IVA que é para vender mais cerveja a companhia que geriu (gere na sombra mesmo na política) Unicer  . Com este caramelo não se aprende porra nenhuma!

Clique na imagem, do soldado, para o resto


Miguel Videira

O PAULINHO "TAGARELAS"

O Grande Tretas

 

KAOS: Conselho de Ministro extraordinário …mas muito ordinário


KAOS:Vais passear de pópó Arménio?




Confesso que não queria ser mauzinho para o Arménio Carlos, não por gostar dele, mas por estarmos num momento em que há um inimigo tão perigoso como este governos e os seu donos. Infelizmente isso não é possível pois com as suas atitudes acaba de dar mais um trunfo ao governo e um tiro nos pés dos que lutam contra este sistema. 
 
Resumindo, e sem se perceber muito bem porquê, (talvez por remorsos de ter chamado delinquentes aos 226 da Bela-Flor que foram detidos durante uma manifestação num dos acessos à Ponte), resolveu marcar esta manifestação a atravessar o Tejo. Tudo bem, mas quando surgiram os primeiros sinais de que a mesma podia vir a ter problemas, alegando-se a segurança, ainda podia nessa altura voltar a trás. 
 
Mas não, quis-se fazer de forte e insistiu, insistiu e durante uma ou dias semanas bateu o pé reafirmando o seu direito de usar a ponte, alegando a lei das manifestações, falando das maratonas que todos os anos a atravessam e oferecendo-se para deixar faixas de rodagem livres e até fazer um cordão humano em torno da manifestação. Insistiu e voltou a insistir. Criou a expectativa em muita gente que finalmente a CGTP estava disposta a afrontar o governo e a ir até à desobediência civil. 
 
O governo estava num beco sem saída pois após proibir a manifestação iria perder a face no dia em que muitos milhares atravessassem a ponte pois não estou a ver que pudessem enviar a policia para bater no Secretário Geral da CGTP , no do PCP e em vários deputados e muita gente mediática. 
 
Quando parecia que desta vez a manifestação ia ser um sucesso e uma vitória o Arménio vem e desiste trocando atravessar a ponte a pé por atravessá-la de autocarro. Palhaçada. 
 
Como se não bastasse, e para distrair as atenções, ainda vêm fazer afirmações que os desordeiros não poderão embarcar no passeio de camioneta. Que bonitos, bem educados e servis são estes senhores. 
 
Como se não nos bastasse ter pela frente um governo de ladrões e corruptos, com todos os poderes, executivo, legislativo, judicial, policial, económico e a comunicação social nas mãos, termos também as organizações dos trabalhadores a servirem de almofada aos protestos para que sejam mais espectáculo que uma realidade objectiva e que possa realmente mudar o sistema. Assim é difícil.
 
Mas, para que não digam que só digo mal deixo aqui uma ideia ao Arménio para futuros protestos. Em vez de se pôr a convocar manifestações na ponte, convoque uma corrida que a atravesse e até lhe dou um bom nome para ela. "Correr com a Troika". 
 
Para terminar só quero dizer que, contrariamente ao que sempre tenho feito, não vou a esta manifestação porque não posso pactuar com coisas destas. Sinto-me envergonhado por esta falta de coragem do nosso movimento sindical e confesso que fico triste.

SALSICHA ALEMÃ



Eu muito sinceramente, colocando-me na pele dos contribuintes alemães, não os critico por andarem fartos de sustentar a "festa latina".

Auto-estradas sem fim, corrupção, PPP's, sacos azuis, lusopontes, escândalos financeiros de toda a ordem, incapacidade para reformar a sério o sistema político e a economia, um sistema pseudo-democrático bloqueado e podre, uma justiça ineficiente e demasiado lenta, etc... tudo isto é a causa da nossa desgraça e ou Portugal dá rapidamente uma grande volta, ou então digam-lhe adeus de uma vez por todas.

VERGONHA! Agências Alemãs, OFENDEM Portugal !!


OFENSIVO!
Não sei alemão mas, acreditando na tradução, sinto vergonha por termos chegado a este ponto... e uma grande raiva contra os que nos conduziram a "esta situação" !

 «VÁ VISITAR OS SEUS IMPOSTOS!»

Esta foto refere-se à montra de uma "Agência de Viagens" alemã e promove destinos como Portugal, Grécia, Espanha ou Itália.  E como é que promove esses destinos?
É simples: «Besuchen Sie doch ihre Steuern!» que traduzido quer dizer: Vá visitar os seus impostos!
Vergonha !
Herminius Lusitano

MOÇAMBIQUE: "GUEBUZAS COM TODOS"

Moçambique: o poder dos Guebuzas

Publicado por: Marisa Aires 4 dias atrás em África, Destaques, Moçambique, Países, PINN de Vista, Últimas  

Para quem conhece Moçambique, sabe que o nome Guebuza não está somente presente na esfera política do país. Pai de quatro filhos, Armando Emílio Guebuza foi eleito Presidente da República de Moçambique em 2005 e está no poder desde então. Apesar de este ser o seu último mandato, parece que não terá problemas em manter-se na elite nacional, já que os seus negócios alastram como os tentáculos de um polvo.

Mr. Guebuziness, como há quem o chame, tem uma agenda que vai bem mais além do seu cargo político como chefe de Estado. Uma situação denunciada por diferentes pessoas e entidades, mas que parece não afectar o Presidente. 

O Centro de Integridade Pública (CIP), uma organização moçambicana criada para promover a transparência política no país, e até mesmo a WkiLeaks, denunciaram os interesses do PR, enquanto homem de negócios. 
.
Em vez de se centrar no seu cargo político e procurar, em cada tomada de decisão, favorecer a população, Guebuza é acusado de usufruir da sua posição em benefício próprio, sabendo, de antemão, dos possíveis negócios em que deverá entrar. Pior, há quem o acuse de, não só usufruir do seu acesso privilegiado à informação, como, também, tomar decisões em prol da sua agenda privada, diga-se, empresarial.

É difícil mapear a presença de Guebuza e da sua família pelo mundo dos negócios. Desde a banca, telecomunicações, passando pelas pescas, transportes, sector mineiro, portos e caminhos-de-ferro. 
.
O nome Guebuza surge aqui e ali, um pouco por todo o lado, directa ou indirectamente, especialmente em grandes negócios nacionais. Mais, as ramificações parecem ser infinitas, já que os seus negócios envolvem parceiros indianos, chineses, alemães, portugueses…
 .
É certo que Guebuza já era empresário quando chegou ao poder, mas a verdade é que conseguiu expandir os seus negócios, desde então, envolvendo cada vez mais a sua família.
 .
Para além da empresa familiar Focus 21, a que os seus filhos estão ligados, Mr. Guebuziness tem participação na Moçambique Gestores que, por sua vez, participa na Maputo Port Develop Company (MPDC), que gere o porto da capital. A própria Focus 21 está ligada à companhia de navegação Navique, é parceira da energética sul-africana Sasol e da chinesa StarTimes, na qual a sua filha Valentina é Presidente do Conselho de Administração, entre outros negócios. 
.
Aliás, esta última parceria, com a StarTimes, foi amplamente acusada pelo CIP, por ter surgido no mercado digital moçambicano numa altura em que a ausência de legislação permitiu à empresa monopolizar o mercado. 
.
Guebuza é também accionista da Vodacom Moçambique, através da sua participação na Intelec Holdings, que opera em diferentes áreas, aliás, o seu filho Armando Ndambi Guebuza, tem participação na consultora Intelec Business Advisory and Consulting, subsidiária da Intelec Holdings, é está na direcção de várias empresas moçambicanas.
 .
O PR é accionista da Cornelder de Moçambique, uma joint venture entre a holandesa Cornelder Holdings e a Porto e Caminhos de Ferro de Moçambique (CFM). Esta última tem como membro do conselho de administração o próprio sobrinho de Guebuza, Miguel Nhaca Guebuza, que é sócio da Venturin Lda (ligada ao imobiliário, importação e exportação…), a par com o tio. Através da CFM, Miguel Guebuza é parceiro da prima Valentina, na Beira Grain Terminal.
 .
A filha mais velha do Presidente, Valentina da Luz Guebuza, para além de presidente do conselho de administração da StarTimes, como já referimos, está à frente da empresa da família, Focus 21, e participa, também, na Cornelder de Moçambique. 
.
Apelidada, pela revista Forbes, de “princesa milionária” e comparada a Isabel dos Santos, Valentina é uma verdadeira mulher de negócios. Ao que tudo indica, em 2008, constituiu a Crosswind Holdings SA (voltada para a construção de infra-estruturas) com a participação do irmão Mussumbuluko e do tio José Eduardo Dai.
.
Com este último criou, no mesmo ano, a Servicon Lda (direccionada para a actividade mineira) e a Orbttelcom Lda (área da informática e telecomunicações), em parceria com Mussumbuluko e outro parceiro. Adquiriu também uma participação na firma Moçambique Desenvolvimento e Investimentos Lda, na qual o tio também tem acções e é uma das donas da Imogrupo (voltada para a venda de imóveis), entre tantos outros negócios.
 .
A outra filha do Presidente, Norah Armando Guebuza, tem também a sua quota-parte de negócios lucrativos. Nomeada presidente da MBT Construções Lda, em 2008, Norah tem participação na imobiliária Lusomoz, na World Group United Lda (investimentos e participações financeiras, projectos imobiliários…), na Mov Pharmaceutical Lda e na Tlten Investimentos Lda, com o marido Tendai Mavhunga, que, paralelamente, tem participações na Englob Consultores, a par com o primo de Norah, Miguel Guebuza. 
.
Até a sobrinha de Guebuza, Daudre, tem negócios na construção, hotelaria, areias pesadas, entre muitos outros. Em 2000, juntou-se ao tio e lançou a empresa de correios New Express.
 .
São tantos os negócios que envolvem esta família que nomeá-los a todos afigura-se uma missão impossível. Nada parece abrandar Armando Emílio Guebuza e família. Nem o seu cargo político. Aliás, parece ter sido a política a alavanca principal para o seu poder económico e para perpetuação do nome Guebuza no mercado empresarial de Moçambique. 
.
Quando terminar este seu último mandato, Guebuza não terá quaisquer problemas em manter-se na elite e continuar a ser um homem de negócios bem-sucedido.
 .
Assim, a família Guebuza continuará a ser uma das mais ricas famílias de Moçambique e de África.

Publicado pelo blogue PINN

E DIZIAM: " O MÁRIO SOARES É FIXE!"



O PAI DA DESGRAÇA DESTE PAÍS (Portugal)
 
Foi das melhores coisas que vi no Facebook. Parabéns a quem inventou esta caricatura. Este individuo tem andado a espalhar veneno desde que o governo cortou à sua fundação 300.000 euros, foi o principal coveiro do País ao meter-nos na UE e no euro, mentiu ao Povo quando disse que iríamos ter tudo igual aos europeus, ordenados, regalias, carros, etc. etc. mas não disse como é que iríamos pagar. 
.
Depois veio outro, Cavaco Silva, que acabou com o sistema produtivo português, mas antes dos dois já tinham passado pelos sucessivos governos indivíduos que não sabiam o que andavam a fazer, como Vasco Gonçalves, uns indivíduos dos conselhos de revolução, outros que roubaram os donos de terrenos e que os ocuparam indevidamente em nome do Povo. 
.
E assim chegámos à situação em que nos encontramos.
(Esta é a pura realidade... repassem!)

.
P.S. O texto acima não é nosso.

"MANGUELAGEM CASEIRA"

Fly, Minister, Fly

by Kaos
maria luis albuquerque paulo Portas passos coelho hospedeira e pilotos
Maria Luís Albuquerque teve um fim-de-semana recheado de viagens... que se irão manter até terça-feira. Ao todo, a ministra irá fazer 14942 quilómetros entre Lisboa e as cidades onde tem de estar obrigatoriamente. ( Washington - Lisboa - Luxemburgo - Lisboa). Entretanto o Primeiro Ministro Passos Coelho iniciou uma visita ao México não estando em Portugal na altura da apresentação do Orçamento de Estado.