Translator

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Ascapas dos jornais e as principais notícias de Sábado, 9 de Novembro de 2013.


Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Privadas à frente no ranking das escolas
Medo de violência obriga alunos a sair da escola
Fórmula 1 português nos EUA
RTP tem pessoas a mais
Saiba a chave do Euromilhões
Ativistas do Greenpeace escalam Sagrada Família
Encontrado médico raptado em Arcos de Valdevez

Capa do Público Público

Moody's revê em alta perspectiva da notação da dívida pública de Portugal
Livrarias podem receber comissão na venda de livros electrónicos da Amazon
Num quarto dos agrupamentos, mais de metade dos alunos são carenciados
A importância de atribuir um contexto e um valor esperado às escolas
Nas secundárias, poucas conseguem mais de 10 valores de média e a maioria tem taxas de conclusão baixas
Há mais escolas públicas a ficar aquém do esperado para o seu contexto social
As loucas 48 horas de uma televisão “ocupada” pelos trabalhadores

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

Pais recusam responsabilidade de alunos e professores
Notícias que explicam
Não é bom descer abaixo da razão
Conversa fiada
Dão-se pormenores a mais em algumas notícias e falta informação noutras
Academia de Santa Cecília volta a liderar
Médico sequestrado já se reencontrou com familiares

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Fortuna de Rui Moreira vale 10 milhões de euros
80% das secundárias com média negativa
Pesquise aqui as escolas por distrito e concelho
Mais de dois terços das escolas no vermelho
Uma grande emoção para uma turma que adorou Camões
Em vez de queixas, os pais vão à escola para ouvir música
Quase metade das escolas tem média negativa no 6.º ano

Capa do i i

Troika dá luz verde à Irlanda, mas aponta algumas fragilidades
Sócrates apresenta livro no Porto dia 23
Ester Mucznik . Crise faz crescer sentimentos de antissemitismo
Presidente do Irão pede aliança com o Vaticano contra terrorismo
Lisboa e Norte concentram dois terços do poder de compra nacional
Duarte Gomes vai arbitrar o dérbi lisboeta pela quarta vez
Pescadores naufragados em Peniche transferidos para Caldas da Rainha, um em estado grave

Capa do Diário Económico Diário Económico

As escolas com melhor média nos exames do 2º e 3ª ciclos
Conheça os resultados dos exames do ensino básico
Wall Street avança 1% com crença na força da economia
Cimeira bilateral realiza-se "em devido tempo"
Crescimento mundial é insuficiente para criar o emprego esperado
Membro do Fed admite corte nos estímulos já em Dezembro
Trabalhadores da Transtejo em greve a 25 de Novembro

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

Quase 90% das escolas chumbaram nos exames do 9º ano
Médias negativas dominam mapa das escolas nos exames do 6.º, 9.º e 12.º ano
Santander recorre de condenação num caso de "swaps"
Governo apresenta em Janeiro novo conceito estratégico de cooperação
Tribunal condena Santander a pagar 1,5 milhões de euros por contrato swap "especulativo e ilícito"
Bons dados do emprego ofuscam receios de retirada de estímulos à economia nos EUA
Rui Machete diz que cimeira Portugal-Angola vai ser realizada "em devido tempo"

Capa do A Bola A Bola

«Se não jogar no Benfica, tem de ser noutro lugar» - Nélson Oliveira
Leão de olho no nigeriano Ezeh
Bétis prepara-se para atacar Fredy em janeiro
José Mota, Ulisses Morais e Álvaro Magalhães candidatos à sucessão de Vítor Paneira
Faça de Jorge Jesus ou de Leonardo Jardim
Bruno de Carvalho vai estar nos dois ‘derbies’
Esperada melhor casa da época no ´derby`

Capa do Record Record

Manuel Fernandes: «Pode ser pior se não jogar»
Villas-Boas ciente das dificuldades com magpies
Luz será palco do dérbi 300
João José: «Estamos motivados para manter liderança»
André Cardoso treina duro com a Garmin
Cleyton: «Vamos defrontar uma equipa chata»
Etxeberria rescinde

Capa do O Jogo O Jogo

Tornozelo volta a tramar Schweinsteiger
"Respeito o tribunal e saio de cabeça erguida"
Telma Santos e Sónia Gonçalves vencem em Marrocos
Bola de Ouro passa de três para cinco finalistas
Walter entende o "deita e rola" do Fla
Bundesliga: resultados da 12ª jornada
Espanha: resultados e marcadores da 13ª jornada

DO COLEGA "PORTA DA LOJA"

.
"Um grupo de 14 caras que todas juntas não dá uma de jeito. Um molho de crónicos!

Em Portugal a esquerda e a direita parece que é isto...

O Expresso e a SIC, do mesmo dono,  mandaram fazer uma sondagem acerca das preferências dos sondados sobre candidaturas presidenciais.
O resultado é este que mostra a pobreza que temos. Não somos apenas pobres em dinheiro que nem temos para mandar cantar um cego, mas principalmente nisto, nesta miséria intelectual que o Expressso tão bem simboliza.
São estes os indivíduos que foram apontados pelos sondados como preferidos para a presidência da República. Ó Portugal, Portugal! Onde tu chegaste! 



"PORTUGUESES QUE PARTEM - DESEMPREGO DECRESCENTE!"

 

Está explicada a mentalidade dos politicos portugueses.... criancinhas irresponsáveis e arrogantes!

A arrogância a prepotência a irresponsabilidade o parasitismo a falta de visão a longo prazo, a incompetência e a imaturidade dos nossos políticos, ... bem retratada e justificada, com humor. 
No entanto convém substituir a palavra socialista pela palavra políticos, para evitar polémicas e assim teremos um texto realista, isento e justo. 
 
Não perca ainda este video onde se afirma que os nossos políticos são medíocres e governam à base de birras.
.
"Não sei se são só os meus filhos que são socialistas ou se são todas as crianças que sofrem do mesmo mal. Mas tenho a certeza do que falo em relação aos meus. E nada disto é deformação educacional – eles têm sido insistentemente educados no sentido inverso. 
.
Mas a natureza das criaturas resiste à benéfica influência paternal como a aldeia do Astérix resistiu culturalmente aos romanos. Os garotos são estóicos e defendem com resistência a bandeira marxista sem fazerem ideia de quem é o senhor.
.
Ora o primeiro sintoma desta deformação ideológica tem que ver com os direitos. Os meus filhos só têm direitos.
Direitos materiais, emocionais, futuros, ambíguos e todos eles adquiridos.
.
É tudo, absolutamente tudo, adquirido. 
Eles dão como adquirido o divertimento, as férias, a boleia para a escola, a escola, os ténis novos, o computador, a roupinha lavada, a televisão e até eu.
.
Deveres, não têm nenhum. Quanto muito lavam um prato por dia e puxam o edredão da cama para cima, pouco mais.
Vivem literalmente de mão estendida sem qualquer vergonha ou humildade. Na cabecinha socialista deles não existe o conceito de bem comum, só o bem deles. Muito, muito deles.
.
O segundo sintoma tem que ver com o aparecimento desses direitos. 
.
Como aparecem esses direitos. Não sabem. Sabem que basta abrirem a torneira que a água vem quente, que dentro do frigorífico está invariavelmente leite fresquinho, que os livros da escola aparecem forradinhos todos os anos, que o carro tem sempre gasolina e que o dinheiro nasce na parede onde estão as máquinas de multibanco.
.
A única diferença entre eles e os socialistas com cartão de militante é que, justiça seja feita, estes últimos já não acreditam na parede – são os bancos que imprimem dinheiro e pronto, ele nunca falta.
.
Outro sintoma alarmante é a visão de futuro. O futuro para os meus filhos é qualquer coisa que se vai passar logo à noite, o mais tardar. Eles não vão mais longe do que isto.
.
Na sua cabecinha não há planeamento, só gastamento, só o imediato. Se há, come-se, gasta-se, esgota-se, e depois logo se vê. Poupar não é com eles. Um saco de gomas ou uma caixa de chocolates deixada no meio da sala da minha casa tem o mesmo destino que um crédito de milhões endereçado ao Largo do Rato: acaba tudo no esgoto.
E não foi ninguém...
.
O quarto tique socialista das minhas crianças é estarem convictas de que nada depende delas.
.
Como são só crianças, acham que nada do que fazem tem importância ou consequências. Ora esta visão do mundo e da vida faz com que os meus filhos achem que podem fazer todo o tipo de asneiras que alguém irá depois apanhar os cacos.
.
Eles ficam de castigo é certo (mais ou mesmo as mesma coisa que perder eleições), mas quem apanha os cacos sou eu. 
.
Os meus filhos nasceram desresponsabilizados. A responsabilidade é sempre de outro qualquer: o outro que paga, o outro que assina, o outro que limpa. No caso dos meus filhos o outro sou eu, no caso dos socialistas encartados o outro é o governo seguinte.

Por fim, o último mas não menos aterrorizador sintoma muito socialista dos meus filhos é a inveja: eles não podem ver nada que já querem. Acham que têm de ter tudo o que o do lado tem quer mereçam quer não.
.
São autênticos novos-ricos sem cheta.
A minha sorte é que os meus filhos crescem. Já os políticos/socialistas são crianças a vida inteira."
Por Inês Teotónio Pereira , ionline

ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/#ixzz2k72fyPuc

RAPIDINHA: "AS BOCAS DO BARDAMERDA"


"COMENTADORES DE TV, CARAMELADOS E AZEDADOS

.
EU QUERO IR PARA COMENTADORA, NÃO INTERESSA O QUE VOU COMENTAR, PODE ATÉ SER A VIDA DO VIZINHO, MAS QUERO UM SALÁRIO ASSIM....
http://4.bp.blogspot.com/-c4hT0vX9J3Y/UY_HeI3ggbI/AAAAAAAAe64/km7d48Kzkfg/s1600/euros888~~.jpg«O império dos comentadores onde quem manda são os políticos» é o título de artigo de hoje no Público, que contém alguns números estonteantes.
 Para começar este: «Se aos quatro canais generalistas se juntarem os canais de informação portugueses no cabo (RTP Informação, SIC Notícias e TVI24), é possível assistir a 69 horas de comentário político por semana. O equivalente a quase três dias completos em frente à televisão.» Que ninguém se queixe de falta de interesse das televisões pela política: mais do que isto só futebol!

Dos 97 comentadores com presença semanal na televisão, 60 são actuais ou ex-políticos. Sem espanto, em termos de número de comentadores, o primeiro lugar do pódio é ocupado pelo PSD, seguido pelo PS e pelo CDS. E embora o PCP tenha mais deputados na Assembleia da República do que o Bloco, este está quantitativamente melhor representado.

Mas os números de facto impressionantes, se verdadeiros, são alguns (poucos) que são divulgados quanto à maquia que estes senhores levam para casa. E se não me suscita qualquer aplauso o facto de José Sócrates ter querido falar pro bono na RTP, considero um verdadeiro escândalo que Marcelo Rebelo de Sousa ganhe 10.000 euros / mês (mais do que 20 salários mínimos por pouco mais de meia hora por semana a dizer umas lérias), 

Manuela Ferreira Leite metade disso e que Marques Mendes tenha preferido passar para a SIC por esta estação ter subido a parada da TVI que só lhe propunha 7.000

Claro que estamos a falar de estações privadas, em guerras de concorrência. Mas algo de muito estranho e esquizofrénico se passa num país quando o valor de mercado destes senhores é deste calibre. Estaremos em crise, mas comentá-la compensa e recompensa – e de que maneira!
AINDA HÁ MAIS
Os programas desportivos (trio de ataque, o dia seguinte, prolongamento, contra golpe, etc ) têm comentadores que defendem interesses instalados e não fazem análises honestas e isentas.
A maioria dos comentadores estrategicamente colocados são medíocres, intelectualmente desonestos e incompetentes.
Pasme-se auferem uma média de 1250 euros por programa de uma hora, ou seja, 5000 euros por mês.
REENCAMINHA PARA OS TEUS AMIGOS
NÃO QUEREMOS COMENTADORES COM FALTA DE ÉTICA E RESPEITO PELA VERDADE PAGAMOS ÀS OPERADORAS (MEO, ZON E CABO VISÃO) EXIGIMOS PROGRAMAS MAIS CREDIVEIS.

KAOS:Durão o aldrabão


Durão Barroso garantiu que "A Comissão Europeia reconhece ao Tribunal Constitucional português como ao tribunal constitucional de qualquer país, o direito  – mais, o dever – de verificar se as normas adoptadas [pelos parlamentos] são ou não compatíveis com a respectiva Constituição".
 
"O que a Comissão Europeia tem o dever de fazer é, isso, sim, salientar aquelas que podem ser as implicações de determinadas decisões", sublinhou. 
 
O que significa que se o TC considerar inconstitucionais "as principais medidas [do Orçamento do Estado] que a Assembleia da República aprovou ou vai aprovar, então isso poderá sem dúvida colocar em causa o regresso de Portugal aos mercados na data prevista. Isto é para nós uma evidência", vincou. 
 
Se isso acontecer, disse ainda o presidente da Comissão, "Portugal terá de substituir essas medidas por outras medidas (...) provavelmente mais gravosas e medidas que provavelmente terão um efeito mais negativo em termos de crescimento e emprego. 
 
Essa é a análise unânime feita pela Comissão Europeia, pelo Banco Central Europeu, pelo Fundo Monetário Internacional e pelos países da zona euro", justificou. 
 
Bruxelas tem um "respeito absoluto pelas decisões do TC" mas "ao mesmo tempo, temos de dizer que as decisões têm consequências", insistiu.

Então esta besta diz que nunca pressionou nem pressionará o Tribunal Constitucional mas depois passa o resto da conferencia de imprensa a fazer isso mesmo. 
 
Se chumbam as medidas não cumprem o memorando e não há mais dinheiro, prejudicam a economia e o emprego, blá, bla blá. Este gente tem mesmo cara de pau e são tão merdosos que nem o seu país respeitam. Gananciosos que pensam que estão a falar com mentecaptos. 
 
Da próxima vez que pusesse o pé em Portugal deveria ser imediatamente detido e julgado por traição ao seu país, aos direitos dos cidadãos e por gatuno, corrupto e aldrabão. 
.
Bandalho.

"....EMBUSTES DO REGRESSO DE SÓCRATES"


Os três embustes do regresso de Sócrates

Fernando Tavares
Direi mais, não são três mas sim quatro embustes que, este sujeito enquanto primeiro ministro aldrabou este crédulo povo português
Hoje ainda há quem bata palmas ao regresso do embusteiro e até tem um amigo brasileiro que, lhe propõe  entusiasticamente que ele deve mas é politicar...!

Vamos a factos.
Vejam com os vossos olhos  o seguinte


Agora traduzido


Fantástico como fez chegar à Columbia University este embuste do seu currículo.

Mas não ficamos por aqui, pois o "regressado" é completamente desmentido por José Gomes Ferreira


A Frase




Não é esquisito? Que os professores sejam formados dentro das regras devidamente estudadas e escrutinadas pelo Ministério da Educação e agora, sem mais nem menos, tenham de ser sujeitos a um exame? E que ainda por cima o exame seja a pagar? A 20 euros por época? Isto num país onde para se ser ministro não tem de se ter curriculum algum específico e muito menos se atestem as condições técnicas e políticas mínimas para o respetivo exercício?
Manuela Azevedo, Jornal de Notícias

GREVE NOS CONSULADOS E EMBAIXADAS



  Lisboa, Portugal 08/11/2013 11:19 (LUSA)
 


 Lisboa, 08 nov (Lusa) - Pelo menos onze consulados e três embaixadas portuguesas estão hoje encerrados devido à greve da função pública, informou fonte do Sindicato dos Trabalhadores Consulares, que alertou para as consequências do encerramento do consulado de Portugal em Maputo.

Alexandre Vieira, do Sindicato dos Trabalhadores Consulares e das Missões Diplomáticas, disse à Lusa que o fecho do consulado na capital de Moçambique está a provocar "grande alarido", devido aos recentes raptos que têm preocupado a comunidade portuguesa no país.

"Os portugueses estão a pedir auxílio no consulado, (...) que está encerrado e não há ninguém para atender", disse o sindicalista.

O sindicato, que representa cerca de 1.600 funcionários consulares e das missões diplomáticas, estimou que a adesão à greve esteja em torno dos 70%, embora se desconheça ainda a adesão no continente americano devido à diferença horária.

Os consulados que encerraram devido à greve são os de Macau, Joanesburgo, Maputo, Sevilha, Madrid, Vigo, Lyon, Dusseldorf, Hamburgo e Sydney, disse Alexandre Vieira.

Os serviços consulares em Bruxelas estão também encerrados, disse por seu lado à Lusa o dirigente sindical José Campos.

O consulado de Paris está a funcionar a 40% da sua capacidade e o de Zurique a 30%, disse Alexandre Vieira.

Quanto às embaixadas, encerraram as de Nova Deli, Telavive e Moscovo, assim como a missão de Portugal na ONU em Genebra.

A embaixada de Portugal em Moçambique está a funcionar a 50%, disse Alexandre Vieira, enquanto na embaixada em Bruxelas a adesão à greve atingiu os 20%, segundo José Campos.

Na delegação portuguesa na NATO, também em Bruxelas, a adesão à greve é de 20%, enquanto na Representação Portuguesa junto da União Europeia, o sindicalista calculou a adesão à greve na função pública em 30%, acrescentou José Campos.

O sindicalista sublinhou que há funcionários nas embaixadas "com reduções salariais na ordem dos 30% e que vão ser novamente agravadas".

Alexandre Vieira lamentou que sempre que alguma destas medidas é tomada, os funcionários das embaixadas e consulados são atingidos “de forma muito violenta".

A greve dos funcionários públicos foi marcada pelas estruturas sindicais do setor como forma de protesto contra novos cortes salariais e de pensões e o aumento do horário de trabalho, entre outras medidas.

A proposta de lei do Orçamento do Estado (OE2014) entregue no dia 15 de outubro no Parlamento pela ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque, prevê que seja "aplicada uma redução remuneratória progressiva entre 2,5% e 12%, com caráter transitório, às remunerações mensais superiores a 600 euros de todos os trabalhadores das Administrações Públicas.

O subsídio de Natal dos funcionários públicos e dos aposentados, reformados e pensionistas vai ser pago em duodécimos no próximo ano, segundo a proposta de OE2014, que mantém a aplicação da Contribuição Extraordinária de Solidariedade (CES) sobre as pensões.

FPA/IG // VM
Lusa/Fim

JORNAL DE ANGOLA VOLTA ATACAR


  Editorial - Inadmissível

As elites portuguesas ignorantes e corruptas continuam no registo que  sempre usaram contra os Angolanos. Para eles, Angola é um país de corruptos, analfabetos e ladrões. O verbo utilizado vai do suave ao grosseiro. Das falinhas mansas aos gritos de ódio. Das palmadinhas nas costas à punhalada brutal e assumida.
.
A comunicação social portuguesa é transformada em Tribunal do Santo Ofício por magistrados do Ministério Público, ciosos da sua independência mas estranhamente irmãos siameses dos que mais se distinguem nas calúnias e ataques à honra de cidadãos angolanos que nenhum Tribunal julgou ou condenou.
.
A justiça popular, os processos de intenções, os preconceitos substituem o Estado de Direito. Se as vítimas reagem, dizem que em Portugal as coisas são mesmo assim, ninguém respeita ninguém e que a democracia é isto.
.
As autoridades portuguesas são incapazes de obrigar o Poder Judicial a guardar o segredo de justiça. Os patrões dos órgãos de comunicação social esfregam as mãos de contentes quando os seus empregados disparam sobre os angolanos. Pode ser que isso lhes dê vantagens nos negócios.
.
Os jornalistas usam a carteira profissional como licença para assassinar o carácter das suas vítimas angolanas na praça pública. Altas figuras do Estado Angolano são os seus alvos.

Se houver reclamação, dizem que altas figuras do Estado Português são também vítimas dos mesmos crimes. Como se isso transforme crimes em virtudes. Ou o Estado de Direito aguente semelhantes atentados, protagonizados por magistrados e jornalistas que em rigor deviam ser os seus principais defensores.

O Ministério Público Português faz manchetes na comunicação social quando abre um inquérito a uma alta figura do Estado Angolano. Devidamente acusado, julgado e condenado na praça pública, os criminosos partem para outra.
.
Quando os inquéritos são arquivados, é segredo. Até para as vítimas. Um ano depois de ver o seu nome e a sua honra violados, o Procurador-Geral da República de Angola soube que afinal apenas estavam em causa umas informações bancárias que são sigilosas e por isso, não podem ser bases de notícias.
.
Para manter a chama acesa, o Ministério Público deu de manhã a um jornal uma “informação” preciosa: o inquérito ao Vice-Presidente da República, Manuel Vicente, foi arquivado.
.
Na noite do mesmo dia, num comunicado oficial, a Procuradoria-Geral da República Portuguesa vem esclarecer que a “notícia” não tem fundamento porque a vítima das violações do segredo de justiça afinal “não consta como arguido, nem foi suspeito, no inquérito em apreciação”.
.
Se não é ele, são os seus enteados! Mas nada de especial: o problema é com uma empresa e se for cumprido o que os arguidos aceitaram perante a Justiça, fica tudo resolvido. É claro que o juiz de instrução tem que dar despacho.
.
O comunicado da Procuradoria-Geral da República Portuguesa tem como título “Vice-Presidente de Angola - Manuel Vicente”. Que não é arguido nem suspeito. Devia lá estar o nome da empresa em causa mas não está.
.
E o documento oficial refere apenas “os seus enteados”. Cumprimentamos os magistrados do Ministério Público por resguardarem os nomes de cidadãos que até ver, são inocentes. Assim é que deve ser sempre. Mas não tiveram o mesmo cuidado com altas figuras do Estado Angolano. Pelo contrário, julgaram-nas e condenaram-nas na praça pública de uma forma infame.
.
É contra isso que os angolanos decentes estão. É isso que consideramos inaceitável.  Se o Ministério Público em Portugal abrisse um inquérito ao Vice-Presidente de um país da União Europeia ou dos EUA temos a certeza de que os seus nomes não iam fazer manchete nos noticiários dos barões da droga em que se transformou a comunicação social portuguesa.
.
As elites portuguesas ignorantes e corruptas estacionaram no colonialismo mais retrógrado. Continuam a achar que os negros são seres inferiores e se têm uma camisa lavada é porque a roubaram.
.
Quem tem amigos assim, o melhor é virar-lhes as costas e negociar até com o diabo ou dialogar com os inimigos. É muito difícil dialogar com um país em que parece que ninguém se entende e estão todos virados para o tornar ingovernável.
.
Dizem que o investimento é bem-vindo, mas atacam os investidores angolanos. O mesmo fizeram com Ângela Merkel e a Alemanha que meteram rios de dinheiro para salvar Portugal da bancarrota. 
.
Se não soubessem o que fazem, eram perdoados. O que fazem é tentar intimidar os angolanos para estes deixarem de gerir com toda a soberania e independência o seu país. Mas compreendemos muito bem porque fazem antos ataques a Angola, quando nos chamam seus irmãos.
.
Ainda que lhes custe têm de compreender que jamais nos deixaremos intimidar. Antes a morte que tal sorte! Assim falava Camões.