Translator

segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

"SUPHANBURI - TAILÂNDIA - JOGOS NACIONAIS

Assim foi. Longe estaria de saber que no domingo passado iria encontrar, em Suphanburi cidade a pouco mais de 120 quilómetros de Banguecoque os "42.º Jogos Nacionais da Tailândia". Mas o meu motivo de deslocação à pequena cidade, mas de grande pujança e terras fértis de arroz, seria para assistir ao encontro de futebol, amigável, entre o SCG Muanthong United e Suphanburi F.C. domingo dia 6. Jogo sem importância e pensei para aquecimento e confontrar forças dado que a próxima Liga de 2014 tem início próximo mês de Fevereiro. Porém estranhei que os hoteis que procurava instalar-me (as minhas hospedagens, na Tailândia, nunca vão além dos 500 bates, cerca de 12 euros), estavam todos reservados. 
Consegui reserva de três dias num hotel acabado de construir. Fui passando, os dois dias antes do jogo, no quarto do hotel e dando umas voltas pela cidade. Domingo parti para o estádio com o meu "press card" pendurado ao pescoço e desde logo encontrei um movimento fora do comum. 
A polícia vedou-me a entrada para o recinto do estádio e gravemente, sem ouvir que eu tinha o direito de entrar como acreditado na imprensa, nas tintas, para o meu clamor e lá tive que seguir para mais de um quilómetro do estádio. Gaita para isso vou agora carregar com a mala de uns 15 quilos com câmaras e lentes para o "press room"?. Não, não e não pode ser eu tenho que entrar para o estádio!!!... 
Aventurei e saí do parque onde já parcavam umas centenas de carros e na rua dirigi-me a um graduado da polícia e no meu tailandês, macarronado, mostrei-lhe o cartão, abri a mala da "cangalhada" fotográfica e tenho perante mim um polícia entendedor e ordenou-me a volta ao quarteirão, depois de pelo pequeno transmissor falar com um colega do portão para deixar entrar o "farangue" (estrangeiro na Tailãndia) no exterior do estádio.
O meu "press card" não valia nada para este evento e deveria ter-me acreditado dois dias antes... Não, não e não pode ser... Lá consegui (depois de me perguntarem no press room se tinha uma foto comigo, claro que sim e sempre com meia dúzia na carteira), ali mesmo ser acreditado e o único estrangeiro presente ao evento. 
Entendi então que pelas 6 horas da tarde iria ter começo um espectáculo deslumbrante de luz cor, o quadragésimo segundo jogos nacionais da Tailãndia. As imagens a seguir bem retratam a beleza do evento, nacional desportivo.
José Martins
Um trabalho, artisticamente, executado por jovens estudantes que periodicamente vão dando forma a imagens. Na gravura a família real de Sua Majestade o Rei da Tailândia
Nesta mudança de imagem surge Sua Santidade o Lorde Buda reclinado.
Jovens lindissímas aguardam para entrar no estádio com taças de cerâmica com pétalas de flores amarelas.
As mulheres tailandesas, estas queridas, são as mais lindas e de sorriso que existem no mundo!
...uma das minhas paixões, como fotógrafo "jeitoso" e captar imagens a mulheres bonitas....
É impressionante como o painel da bancada central constantemente muda a imagem... são milhares de jovens ali sentados a manobrarem pequenos  cartazes que sicronizam sem falhas,,,
Dançarinas dão início ao evento
Aguardam para entrar no seu tempo no estádio
Altas individualadas na tribuna de honra (não menciono nomes de cada um embora os conhecemos)
Atletas e dirigentes no desfile de abertura
O meu amigo Paul Blieck, belga, "doente" da bola e adepto do SCG Muangthong tira uma fotografia... O Paul acompanha o Muaanthong para todos os lados quer o clube jogue na Tailãndia ou no estrangeiro.
Elegantes jovens transportam os dísticos a que localidade o grupo que vem trás pertence
Dois coelhinhos mascarados. Um com o facho dos jogos
Lá vai ela... passa ligeira com ar de namoradeira....
Cerca de uma hora demorou o desfile dos atletas...
Da tribuna de honra duas individualidades e homens bons da terra batem palmas ao grupo que passa na pista de tartan
Os directores desportivos cumprimentam os homens bons da terra virados para a tribuna de honra
Jovem, bonita e elegante...
Um jovem de rara estatura para o nível dos homens tailandeses
Outra magnifica imagem da bancada. Como acima referimos mudavam constantemente de imagem
Atletas a desfilar onde parte deles são muçulmanos.
Poderíamos aqui designar este grupo de  atletas "os verdes"
E a extremamente elegante olhou para mim, pressionei o botão da Nikon e saiu esta maravilha, alta, esbelta e bonita!
O estádio principa a encher-se de atletas. Uns milhares largos
E agora a bandeira nacional da Tailândia da bancada
Dirigentes desportivos da Tailândia proferem seus discursos dirigidos às individualidades na tribuna de honra
E dá-se inicio ao lançamento do fogo de artíficio
O céus é rasgado, em todas as direcções
Houveram alguns desmaios. O desfile foi longo, a temperatura ajudou e a não possibilidade de ingerir água durante a cerimónia de abertura...
A jovem a desfalecer é ajudada por duas pessoas
Imediatamente foi socorrida por pessoal paramédico que a levam de imediato para a tenda de assistência clinica no local
Um cantor executa uma canção patriótica...
Dançarinas trajadas no costume da era de Ayuthaya e no tempo que Tailândia se chamava Reino do Sião
Um mundo majestoso de luz, som e cor...
Mais uma sério de fogo de artifício é lançado
O céu cobre-se de cores....
Pirotecnia artística
Uma figura feminina da mitologia siamesa
Um carro puxado por vários homens leva-nos ao  esplendor do principio do século XVI de quando os portugueses chegaram (1511) à Tailândia.
Entram em acção os acobratas...


A chama dos jogos é empunhado por um atleta
Desta casa a chama é transportada para um vaso no topo da bancada onde estará acesa até a 15 de Janeiro
É lançada outra série de fogo..
E agora um grupo movimenta-se e vira-se para a bancada principal...
Mais fogo de artifício...
Termina o espectáculo com raios laser a riscarem o escuro do céu
Os milhares de jovens que executaram, da bancada, as magnificas imagens que deliciou todos os presentes.
José Martins

Sem comentários:

Enviar um comentário