Translator

sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

Tio de Kim Jong-un foi comido vivo por 120 cães


3 de Janeiro, 2014
 
Jang Song-thaek, tio do ditador norte-coreano Kim Jong-un, terá sido despido, lançado para dentro de uma jaula e comido vivo por uma matilha de 120 cães famintos, relata um jornal chinês com ligações ao Partido Comunista da China, avançou esta sexta-feira a NBC News.O jornal "Wen Wei Po", de Hong Kong, informou que Jang e os seus cinco assessores mais próximos foram atacados por 120 cães de caça, que foram deixados sem comer durante cinco dias.
A execução demorou cerca de uma hora, sob o olhar atento de Kim Jong-un e o seu irmão Kim Jong Chol, com a companhia de 300 funcionários. A mesma publicação acrescenta ainda que as vítimas foram "completamente devoradas".
Jang foi executado depois de ser acusado de traição e corrupção, entre outros crimes. Uma execução que foi justificada por Kim num discurso de Ano Novo, onde chamou o tio de "escória".
A NBC News está a tentar confirmar as informações de forma independente, uma vez que o jornal "Wen Wei Po" é visto como um porta-voz do Partido Comunista da China, que se encontra dividido na relação ao regime norte-coreano.
SOL

Sem comentários:

Enviar um comentário