Translator

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Os quarenta anos do 25 de Abril estão aí!!!!


Vários, envolvidos, em vários Governos já partiram, outros ainda por aí vivos, sem pio e iguais a cães, envergonhados que humilhados  a debandarem com o rabo entre as pernas.
.
Foram vendedores de banha da cobra que vomitaram, em todos púlpitos, liberdade.
.
A revolução do 25 de Abril de 1974 foi fracasso como foram as revoluções da implantação da República e a de 28 de Maio. O século passado foi uma desgraça para a Nação Portuguesa e este novo milénio segue-lhe o mesmo caminho.
.
Há tendência para a Nação Portuguesa desaparecer e os poucos, portugueses, que resistirem serão colonizados. O interior cada vez mais desertificado, tribunais a encerrar, serviço de saúde descalabrado o país está condenado a sumir-se.
.
Restam aos portugueses a Senhora de Fátima para na Cova da Iria despejarem sua máguas e lágrimas.
.
Não temos exército, temos mar mas sem barcos para peixe pescar. Estamos de cabeça baixa perante uma União Europeia que para o raio que os partam vão aqueles que tiveram a infeliz ideia de nos  inserir no clube que nunca nos haja dado nada.
.
Agora a “cambada” que nos governa e cada dia mais nos vai depenando passando a fazer turismo à conta dos pobres que somos e caminhamos para a miséria total.
.
O composto da “canalha” que governa os portugueses movimentam-se entre o cinismo e a hipocresia... São uma cambada de mentirosos, demagogos que nada perdem.
.
A história, impar no mundo, do Povo Lusitano foi esquecida e a nova geração nada sabe da história de 891 anos desde a fundação de Portugal.
.
De momento (para certas cabeças sem miolos) a tábua de salvação da nossa economia é a moda virada para a China...
.
Por agora os arautos já apregoam, o embandeiramento em arco, a saída de Portugal da Troika, como se todas as chagas, estigmatizadas, dos portugueses tivessem saradas.
.
Outras troikas virão porque sem aviários, galinhas para "cagar" ovos não se fritam omeletas.
.
Os velhos, igual a genocídio, acabam seus dias sob a tortura de falta de apoios e de remédios. Os novos envelhecem precocemente porque muita dessa gente, que nasceram depois do 25 d Abril de 1974, nunca tivera o privilégio de um emprego e vivem ao deus-calha.
.
Será isto viver sob a bandeira da liberdade? A liberdade é outra e  posse daqueles que governam os portugueses e em nome da democracia e liberdade assaltaram, como ladrões, as instituições do Povo Português.

José Martins

Sem comentários:

Enviar um comentário