Translator

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Por onde andou o Sr. Dr. Miguel Relvas?

(O texto abaixo não é deste blogue, mas não revela de quem!)
 
Gostava de fazer um telefonemazinho ao "Dr." Relvas para lhe dizer umas quantas verdades ao telefone...

O gajo merece ouvi-las e merece também levar muita chapada na cara, de preferência até lhe saltarem dois ou três dentes da boca...

Esta escumalha corrupta deste regime abrileiro é uma vergonha. Já lhes chamei tantos nomes, que já devo de ter esgotado o dicionário de calão...

O último Congresso do PSD ficou marcado pelo regresso do polémico ex-ministro aos órgãos de decisão do PSD. Passos Coelho convidou o seu velho amigo a presidir o órgão máximo do PSD, o Conselho Nacional. Mas, desde que saiu do Governo, por onde andou Miguel Relvas?

O 35º Congresso do PSD ficou marcado pelo regresso de Miguel Relvas à política partidária ativa. Dez meses após ter pedido a demissão de ministro dos Assuntos Parlamentares, Relvas regressa, a convite de Pedro Passos Coelho, para presidir o Conselho Nacional do partido, órgão máximo do PSD entre Congressos.

As teorias sobre o seu regresso têm sido várias, o que fez Miguel Relvas regressar à ribalta política? Uma das interpretações possíveis é que Passos, velho amigo do ex-ministro, o recompensou pelo facto de ter abandonado o seu cargo no Governo, outros falam da necessidade em recorrer ao conhecimento de Relvas para enfrentar as legislativas de 2015. Uma outra versão indica que Relvas poderá assumir um papel moderador do poder interno que Marco António Costa tem vindo a conquistar.

Mas, por onde andou o polémico ex-governante durante o seu período sabático? Segundo avança a edição desta terça-feira do Diário de Notícias, antes deste imprevisível regresso, Miguel Relvas apostou na sua atividade empresarial, tendo constituído a empresa de “consultoria para negócios e gestão” de sua graça ‘M.F. Relvas – Planeamento Estratégico, Lda.”.

Entretanto, o ex-governante tinha já reaberto uma empresa com propósitos semelhantes, a Integrabalance, Lda. As duas companhias, das quais a sua filha, Filipa Relvas, é acionista, movimentam-se entre os mercados angolano, brasileiro e moçambicano, adianta o DN.

Recorde-se ainda que, em agosto de 2013, Relvas foi nomeado para alto-comissário da Casa Olímpica da Língua Portuguesa no Brasil, em função do “seu conhecimento da realidade dos países de língua portuguesa”, de acordo com o que foi justificado à data, tendo sido um dos principais responsáveis por esta nomeação, o advogado Paulo Eloísio de Sousa, com quem tem conhecidas ligações.

Sem comentários:

Enviar um comentário