Translator

quarta-feira, 12 de março de 2014

A Frase


Não há pecado em perdoar dívidas. O perdão da dívida faz parte da história da dívida, desde os tempos bíblicos em que de cinquenta em cinquenta anos se libertavam escravos e perdoavam os devedores. A direita europeia, que tanto quis consagrar a herança cristã na construção da União Europeia, talvez pudesse reconhecer ao menos as palavra de Jesus a Pedro, quando este, no Evangelho de São Mateus, lhe pergunta se haveria de perdoar sete vezes: "Sete vezes, não — mas setenta vezes sete".
Rui Tavares, Público

Sem comentários:

Enviar um comentário