Translator

sexta-feira, 21 de março de 2014

"OS NEGÓCIOS DA LAURINDINHA BORRADA"


Armou-se a Laurindinha Borrada em o novo Jorge Álvares, o primeiro português a pisar a terra China no principio do século XVI. A Borrada delirou porque da China e de outros países por onde andou chegariam a Lisboa milhões de euros à bardalheira. Pouco importaria à Laurindinha Borrada se o "cacau" foi ganho dentro de honestos meios ou em vigarices. O primeiro resultado está aí e fresquinho de ontem...

Jovens empresários distinguem Sereno

Do jornal "Ponto Final"
Janeiro 6, 2014


O cônsul-geral de Portugal em Macau, Vítor Sereno, foi considerado Personalidade Luso-Chinesa 2013 pela forma “inovadora” com que conseguiu “excelentes” resultados na captação de investimento.
A Associação de Jovens Empresários Portugal-China (AJEPC) distinguiu com o “Prémio Personalidade Luso-Chinesa 2013” o cônsul-geral de Portugal em Macau, um galardão que distingue a “inovação” da postura diplomática com resultados visíveis na captação de investimento.
Em declarações à agência Lusa quando foi anunciado o prémio, Bernardo Mendia, dirigente da AJEPC explicou que o prémio foi criado para “distinguir uma personalidade” que a associação entenda ter sido “importante nas relações entre Portugal e a China” e que a escolha de Vítor Sereno é justificada pela sua postura e dinamismo.
“Em funções desde Março deste ano, [o cônsul Vítor Sereno] desenvolveu, de forma inovadora, uma postura de diplomacia económica que permite, por exemplo ter excelentes resultados no âmbito da captação de investimento para Portugal através dos ‘vistos gold’”, disse na ocasião Bernardo Mendia.
Já Vítor Sereno disse à agência Lusa sentir-se “sempre honrado e satisfeito” quando o seu trabalho é reconhecido e “muito mais quando são as associações empresariais ou as empresas que se mostram satisfeitas pelo que está a ser feito”.
“Mas isto não é um trabalho do cônsul-geral, é um trabalho de uma equipa, de uma equipa multidisciplinar que envolve também a componente cultural com o Instituto Português do Oriente, e económica com a Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal, a AIECEP”, disse.
Vítor Sereno salientou que “ninguém pode promover Portugal no exterior sozinho, mas cada um pode, na sua área de intervenção, contribuir com alguma coisa para que no final o todo seja um elemento de diferença”.
Natural de Coimbra, Vítor Sereno é licenciado em Direito pela Universidade de Coimbra e diplomata desde 1997 tendo exercido, antes de chegar em Março a Macau como cônsul-geral, em postos como Guiné-Bissau, Argentina, Alemanha e Holanda.
Ao longo da sua carreira foi ainda chefe de gabinete do Ministro-Adjunto e dos Assuntos Parlamentares, Miguel Relvas, do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, António Braga, e do Secretário-Geral do Ministério dos Negócios Estrangeiros, Embaixador Vasco Valente.
A AJEPC “é uma associação sem fins lucrativos que nasceu da congregação de esforços de um conjunto de empresários portugueses com interesse em fortalecer a sua posição no mercado chinês” e que “apostam na aproximação, desenvolvimento e investimento nos dois mercados, Portugal e China, utilizando Macau como plataforma de ligação e fortalecimento da cooperação económica e comercial entre os dois países”.A revista Macau embandeirou em arco os Vistos Gold e projecto da Laurindinha Borrada

Os delírios, recentes, publicados pela RTP a seguir e clicar para os ler.

Chineses receberam 80% dos vistos Gold portugueses

Portugal já concedeu mais de 500 vistos Gold. Cerca de 80% foram atribuídos a chineses. No entanto, ...
02 Fev 2014

Vistos "gold" cada vez mais cobiçados

Os chamados vistos "gold" são cada vez mais cobiçados pelos investidores estrangeiros.
27 Jan 2014

Sem comentários:

Enviar um comentário