Translator

segunda-feira, 14 de abril de 2014

A Frase

Sabemos que o volume da dívida portuguesa é um novelo sem fim. Que permite todas as novelas. Nunca será paga nestes termos. Ou haverá perdão de parte da dívida, ou haverá renegociação dos juros. Todos o sabem. Todos temem ser açoitados por dizê-lo em voz alta. Mas, como em épocas anteriores, o que interessa aos credores é que Portugal continue a ser um cliente certo. Mesmo que pague tarde e a más horas. Mesmo que abdiquem de parte da dívida, desde que os juros compensem o risco. O resto é fogo-de-artifício político para entreter aqueles que realmente são chacinados com os impostos que pagam os desvarios políticos: os portugueses.
Fernando Sobral, Jornal de Negócios

Sem comentários:

Enviar um comentário