Translator

segunda-feira, 14 de abril de 2014

"NO TEMPO DA CHACHADA - MÁRIO SOARES"




Poucos sabiam quem ele era quem. O pintor, meu comprovinciano, Abel Manta dedicou-lhe esta caricatura com a legenta  "Zé (já muito descontraído): Vamos lá vêr que presentes bocê me traz de Paris". Mário Soares regressou a Portugal de Paris, do exílio dourado e é aplaudido como um heroi de feitos de nada. Foi o tudo o que desejou ser dentro da política e dizem "porreiramente" na vida.
José Martins

Sem comentários:

Enviar um comentário