Translator

sexta-feira, 28 de março de 2014

"AS LÁGRIMAS DE CROCODILO DA DILMA"


CARTA ABERTA A PRESIDENTE DILMA ROUSSEF


Presidente Dilma, meu nome é Teresa Rosa Lurdes de Souza, tenho 93 anos, e lhe desprezo. Com esforço, redijo esta carta com o verdadeiro desejo de cuspir em sua cara. Tenho nojo de você, sua pilantra, e de seus comparsas criminosos. Seu governo comunista destruiu o Brasil, que tinha um futuro brilhante, mas agora já era.
Estamos afundados até o pescoço em um mar de lama. Meus bisnetos irão crescer em um país infestado por marginais, homossexuais, travestis, ladrões, comunistas, bandidos. Sorte deles se conseguirem ir embora desse inferno.
Funk é patrimônio nacional? Que vergonha de morar num país desses, meu Deus. Vocês comunistas incentivam a imbecilização coletiva como forma de manipulação mental. Assim se perpetuam no poder, eleitos por um povo preguiçoso que não gosta de trabalhar, mas que recebe o bolsa-esmola.
Dona Dilma, vivi o bastante para poder dizer que o seu governo é o mais corrupto da história do Brasil. Nunca um governo roubou tanto do povo. Você não tem vergonha?
Acredito que não, porque não acredita em Deus. Você não tem nenhum código moral a zelar. Por isso é comunista. E por isso foi terrorista. Quantos você matou? Nem deve lembrar, não é? Aquela metralhadora que você usava deve ter perfurado muita gente inocente.  
O seu chefe, Lula, é o maior ladrão da história desse país. Você sabia que ele é bilionário segundo a revista Forbes? Não se faça de tonta, eu sei que você sabe disso tudo. Se o Lula não for preso, que mensagem daremos a nossas crianças?
Que roubar vale a pena? O seu partido é formado por vagabundos que não tem a menor vergonha de meter a mão no dinheiro público.
Deus está vendo tudo, e a mão pesada Dele vai esmagar vocês, comunistas de merda. Eu lamento profundamente que nossos militares tenham entregado o poder tão rapidamente.
Concordo com O Millôr Fernandes e com o Verissimo, no tempo dos militares era muito melhor. Bom, posso ter 93 anos, mas a esperança é a última que morre. Quem sabe tenhamos uma nova Revolução como a de 64?
É o que o povo clama nas ruas. Despeço-me, dona Dilma, com um novo cuspe em sua cara.
Teresa Rosa Lurdes de Souza
Engenheira, CREA-RS n.32189-1

DANOS COLATERAIS


Apanhando o governo de surpresa, o secretário de Estado da Administração Pública, José Leite Martins, organizou anteontem de manhã um briefing com vários jornalistas. O encontro serviu para esclarecer os media acerca de legislação que visa tornar definitivos, com efeitos a partir de Janeiro de 2015, os actuais cortes nos salários dos funcionários públicos, bem como nas pensões da CGA e da Segurança Social. 
.
Tal legislação seria aprovada no próximo dia 31, em conselho de ministros extraordinário. A meio da noite, a pretexto do funeral oficial de Adolfo Suárez, cerimónia onde o governo se fará representar ao mais alto nível, circulou a informação de que o conselho de ministros extraordinário seria adiado.
.
José Leite Martins, inspector-geral de Finanças desde 2004, não é um desses rapazes que chegaram ao governo pela tômbola da sorte. É alguém que conhece bem a máquina do Estado: foi director do departamento de assuntos jurídicos do MNE entre 1994 e 2000 e chefe de gabinete do primeiro-ministro Durão Barroso entre 2002 e 2004. Em suma, não parece que tenha organizado o briefing sem pensar nas suas consequências. 
.
Os jornalistas retiveram a garantia de que... «não haverá reduções adicionais de rendimento dos reformados em Portugal.» Afinal, o mesmo que garantira o líder parlamentar do PSD.
.
À hora do briefing, Passos Coelho estava em Maputo, a ministra das Finanças em Washington, e Poiares Maduro desconhecia o que se passava. Ao ser informado, Passos Coelho não escondeu o desagrado. Portas, idem. 
.
Na Gomes Teixeira, a avaliar pela reacção de Luís Marques Guedes («Isto é manipulação»), o governo parecia à beira de um ataque de nervos. Hoje, a imprensa económica não poupa o ministro da Presidência e dos Assuntos Parlamentares.

No Económico, Bruno Proença escreve:
.
«[...] Luís Marques Guedes, usa da velha táctica: dispara sobre os jornalistas. A estratégia de matar o mensageiro não resulta. Desde logo porque é óbvio para todos a incompetência do Governo na condução dos processos políticos. Não há coordenação no Executivo. Percebeu-se ontem que ninguém sabe o que se anda a passar nos ministérios, nem sequer o primeiro-ministro. 
.
Portanto, antes de atacarem os jornalistas, organizem-se. Sejam profissionais. Para que servem as dezenas de assessores, adjuntos, secretárias e chefes de gabinete que estão ao serviço do Governo e pagos com os nossos impostos? Trabalhem mais e melhor. 
.
Mas ainda mais importante, é a questão substantiva. O Governo tem problemas de comunicação porque tem dificuldades em falar a verdade. Prefere as meias verdades, os jogos de sombra, as medidas apresentadas aos bocados e mal explicadas, tudo especialidades do ministro Marques Guedes. [...]»
.
O governo está preocupado com o «alarmismo injustificado» provocado por Leite Martins. Injustificado? Entretanto, o PS quer ouvir (e muito bem) o secretário de Estado da Administração Pública no Parlamento.
.

"GRANDESSÍSSIMO FILHO DA PUTA!"

Os portugueses estão classificados como os mais trabalhadores, emigrantes, do mundo e raros são os homens com um metro e sessenta.... Filho da puta é o nome próprio para este execrável!

Paulo Alexandre Amaral, RTP
Andreas Mlzer, eurodeputado e cabeça de lista da extrema-direita austríaca para as próximas europeias de 25 de Maio, acusa os portugueses de trabalharem pouco, para acrescentar que “só têm um metro e sessenta”. Para Mlzer, apenas os alemães e os austríacos são trabalhadores dignos dessa designação. Já Bruxelas merece uma comparação com o Terceiro Reich. Sinais que levaram o eurodeputado a alertar para “o caos total” em que a Europa se está a transformar.

O MARKETING DAS RIFAS ESTÁ A DAR FRUTOS....

....o Alberto é o maior nestas coisas de mercado.... inventou um sistema de fornecer conteúdos, de merda, ao pagode pagando-o pelo sistema de chamadas.... O Alberto da Ponte está a fazer concorrência à Santa Casa da Misericórdia. O chico esperto do Alberto, como todos nós sabemos, é um produto do dr. Miguel Relvas e............ ESTÁ TUDO DITO!

Ana Martins / Pedro Ribeiro / Pedro Pessoa
A RTP registou lucros superiores a 15 milhões de euros em 2013. A audiência do Canal 1 e da Antena 1 cresceu no último ano e a receita com publicidade subiu. O resultado operacional do grupo aumentou 16 por cento, como revelou hoje o Conselho de Administração do operador público.

A Frase


Porque a Verdade, e só tu, ó Teodora, a revelaste, é esta: no princípio, era o Estado. E só depois, não ao sétimo dia mas ao fim do mês, o Estado segregou os cidadãos, um a um, para O servirem e para O glorificarem até ao fim dos tempos. Nós, que não somos mais do que míseros grãos de areia perante a imensidade do Estado, tivemos, até segunda-feira passada, a estultícia de considerarmos que as nossas vidas eram nossas e que o nosso dinheiro era nosso. Não são e não é. Como é meridianamente claro, tudo vem do Estado e tudo vai para o Estado!
Francisco Teixeira da Mota, Público

"DESTACAMENTOS DO PIRES DA CERVEJA"


A BURRICADA COMPLETA DE UM GOVERNO ONDE NINGUÉM SE ENTENDE!!!...



NOTÍCIAS - RAPIDINHA


O erro... um do Governo que falou de mais.... O Paulinho é gato em telhado de zinco quente
O caramelo também veio com suas bocas
Estais perdoados! Ide em paz!
Olha,olha mais um.... Os negócios do Paulinho...!!!
O nosso calote está mais em conta...
Ná... O Paulinho diz saida limpa da Troika!
Os conselhos do Silva de Boliqueime...
Parabéns a Rui Nabeiro que construiu um império!!!!

"FALCATRUAS DE GENTE FINA"

Os 11 casos de polícia do BES

  .
O jornalista João Miguel Tavares elencou, num artigo de opinião, 11 casos em que o BES esteve sob investigação. Pode parecer um exercício simples, mas a verdade é que, quando se olha para a lista percebe-se que algo de estranho se passará para aqueles lados. 
.
No entanto, tal como escreveu noPúblico, “manda o rigor, e a boa tradição portuguesa, sublinhar que muitos destes casos resultaram em absolvição dos arguidos. 
.
Mas, das duas, uma: ou o BES é menos popular no DCIAP do que Hitler entre os judeus, ou, de facto, há uma cultura de gestão altamente problemática, a que urge pôr cobro. 
.
Tendo em conta a importância da reputação num banco sistémico, é impossível viver com a sensação de que valia a pena a polícia abrir uma dependência dentro do BES, tendo em conta o tempo que passa a investigar o banco”. Relembre algumas das investigações de que o BES foi alvo.
  1. O caso Portucale, que meteu o abate de sobreiros numa zona protegida, após a aprovação de empreendimentos imobiliários em contra-relógio, em vésperas das legislativas de 2005, por parte de ministros do CDS-PP;
  2. O caso dos submarinos, onde se suspeitou de financiamento partidário por parte do consórcio vencedor;
  3. O caso Mensalão, mais financiamento partidário, desta vez do PT de Lula da Silva (as notícias do caso levaram a um corte de relações entre o BES e a Impresa);
  4. O caso das contas de Pinochet, com dinheiro do ditador chileno a passar, segundo uma investigação americana, pelo banco português, via Miami;
  5. O caso das fraudes na gestão dos CTT, incluindo a mediática venda de um prédio em Coimbra, valorizado em mais de cinco milhões de euros num só dia;
  6. A interminável Operação Furacão, megaprocesso de investigação de fraude fiscal;
  7. O caso Monte Branco, onde Ricardo Salgado constava da lista de clientes da Akoya, rede suíça de fraude fiscal e branqueamento de capitais;
  8. O caso dos 8,5 milhões de euros que Salgado se esqueceu de declarar ao fisco, detectados na sequência das investigações à Akoya, e que teria recebido por alegados serviços de consultadoria prestados a um construtor português a actuar em Angola;
  9. O caso da venda das acções da EDP pelo BES Vida, feita dias antes da aprovação da dispersão em bolsa da EDP Renováveis, o que levantou suspeitas de abuso de informação privilegiada;
  10. O caso do BES Angola, uma investigação por branqueamento de capitais que acabou por transformar Álvaro Sobrinho, antigo presidente do BESA, num dos inimigos de Ricardo Salgado (o BES, por sua vez, veio acusar Sobrinho de utilizar os jornais da Newshold – o i e o Sol – para ataques pessoais ao presidente do banco);
  11. O caso da recente multa (1,1 milhões de euros) em Espanha, devido a infracções “muito graves” de uma norma para a prevenção de branqueamento de capitais (em 2006, a Guardia Civil já havia feito uma rusga a uma dependência espanhola do BES).

    "É possível que me esteja a esquecer de alguma coisa", ressalva João Miguel Tavares.
Sem comentários:

As outrage grows over missing flight, Chinese websites ban Malaysia Airlines ticket sales

March 28, 2014 at 3:39 pm 
by Steven Millward Share 110 52 8 14 0 
.
Chinese travel sites boycott Malaysia Airlines ticket sales Two of China’s largest online travel booking sites have decided to banish Malaysia Airlines as anger grows over the lack of answers about the missing MH370 plane. 
.
Both Baidu-owned Qunar (NASDAQ:QUNR) and ELong (NASDAQ:LONG) no longer return any flight search results for Malaysia Airlines. Other airlines are available on both sites for flights in and out of the country. 
.
ELong took to its Sina Weibo account yesterday to announce the self-imposed ban. The ecommerce company slammed Malaysia Airlines for its “shocking, outrageous” handing of the case. The post has been retweeted nearly 12,000 times and received 23,500 ‘thumbs up’ on the microblogging site. 
.
Rival site Ctrip (NASDAQ:CTRP) has not joined the boycott. Two passengers on the missing plane booked their flight tickets via ELong. The company’s notice today says that it will compensate each family RMB 100,000 (US$16,250). 
.
Tourism boycott Flight MH370 from Kuala Lumpur to Beijing – with 239 people aboard, 153 of whom are Chinese nationals – vanished on March 8 shortly after take-off. There’s still no clear answer to what happened, and the airliner – nor any wreckage – has yet to be recovered. 
.
The recovery operation is currently focused on the Indian ocean off of Western Australia, but no physical evidence has been found. 
.
Malaysia is facing a wider boycott from China as the mysterious and tragic case of the missing airliner carries on. Malaysia fears US$1.2 billion in lost tourism revenue as Chinese people avoid traveling to the country. 
.
What do you make of this boycott by the ticketing websites – an understandable reaction, or self-serving grandstanding? Let us know in the comments. (Hat-tip to South China Morning Post for spotting this) Editing by Paul Bischoff

Read more: As outrage grows over missing flight, Chinese websites ban Malaysia Airlines ticket sales

"INACEITÁVEL DISCRIMINAÇÃO"


.
Lisboa, 25 mar (Lusa) – O deputado do PS Paulo Pisco acusou hoje o Governo de criar uma “inaceitável discriminação” por apenas atribuir seguros de saúde aos diplomatas enquanto os funcionários consulares ainda aguardam esta regalia, prometida há mais de dois anos. 
.
Num requerimento dirigido ao ministério dos Negócios Estrangeiros entregue hoje no parlamento, o socialista refere que “já passaram mais de dois anos desde que o Governo assumiu o compromisso de atribuir um seguro de saúde aos funcionários consulares, uma vez que não têm qualquer sistema de proteção que lhes permita aceder, na sua qualidade de servidores do Estado, à assistência na doença nos países onde estão a trabalhar”. 
.
Paulo Pisco refere que “o próprio estatuto dos funcionários consulares aprovado em março de 2013 na Assembleia da República prevê a atribuição” desse benefício, cuja importância é realçada pelo socialista, já que em muitos países, nomeadamente africanos, latino-americanos ou asiáticos, são obrigados a recorrer a clínicas e hospitais privados, “com custos muito altos”.
.
Apesar do compromisso do Governo, salienta o deputado socialista, “apenas os funcionários diplomáticos colocados nos serviços externos, extensivo a cônjuges e descendentes, acabaram por ter direito a um seguro que financia a assistência na doença”, enquanto “os funcionários consulares continuam a aguardar, passados mais de dois anos”. 
.
Para Pisco, está em causa “uma inaceitável discriminação entre servidores do Estado, em que uns são considerados e beneficiados e outros são ignorados e prejudicados”. 
.
Entre os cerca de 600 funcionários, “a esmagadora maioria não tem nenhum seguro”, pelo que todas as despesas com consultas e tratamentos médicos tenham de ser pagas do seu bolso, “o que é altamente penalizador para quem tem sofrido uma degradação salarial que tem vindo a tornar-se cada vez mais insuportável”, critica o PS. 
.
Devido a esta situação, funcionários consulares de países como Indonésia, Moçambique ou Índia já enviaram as faturas para o Sindicato dos Trabalhadores Consulares para levar os tribunais a exigir o seu pagamento ao ministério dos Negócios Estrangeiros. 
.
No requerimento, Paulo Pisco questiona o Governo sobre se não considera “da mais elementar justiça” atribuir o seguro de saúde aos funcionários consulares, afetados por uma “brutal degradação salarial”, e como justifica “este tratamento diferenciado” em relação aos diplomatas. 
.
Por fim, o socialista pergunta ainda ao ministério de Rui Machete quando prevê passar a atribuir o seguro de saúde aos funcionários consulares.
JH // APN
Lusa/fim

NÃO SUSTENTE BURROS A PÃO DE LÓ!

Não votem nas eleições europeias... Não alimentem os burrocratas pela vossa saúde mental.

A democracia só é válida em eleições de âmbito local, votar em eleições centralistas é o mesmo que assinar um cheque em branco. 
Clique a seguir