Translator

terça-feira, 8 de abril de 2014

As capas dos jornais e as principais notícias de Quarta-feira, 9 de Abril de 2014.



Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Igreja venezuelana diz que não há pedido formal de mediação ao Vaticano
Pelo menos 15 mortos e 35 feridos em explosão na capital do Paquistão
Navio australiano capta novos sinais acústicos que podem ser de avião desaparecido
Brasil apresentado como exemplo contra as desigualdades no Fórum Urbano Mundial
Novo parlamento da Coreia do Norte reune hoje pela primeira vez
Hiroshima espera que Obama se desloque à cidade durante a visita ao Japão
Japão pescou menos baleias do que o previsto no Antártico mas mais do que em 2013

Capa do Público Público

O Estado Novo II, o Atlas e um truque com chancela de Cambridge
Duas lições simples
Ucrânia, os cenários que já são realidade
Por enquanto
Cartas à Directora
Matosinhos vai interpor providência contra concessão do metro do Porto
A diplomocracia

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

Van Dunem diz que não há meios para mapa judiciário
Burlão: o criminoso que trabalha das 9 às 5
Quintino Aires acusa Ordem de "impreparação profissional"
A nossa tristeza triste
'Jackpot' de 33 milhões de euros na sexta-feira
Roseta leva Colina de Santana à Assembleia Municipal
Menina de 22 meses sobrevive a queda de 3.º andar

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Professora suspensa depois de ser agredida por aluno
Confeitaria penhorada para indemnizar queimaduras de Iara
Governo da Catalunha vai procurar outros "quadros legais" para organizar referendo
Gabriel Garcia Márquez regressa a casa mas estado de saúde continua delicado
Bateria carrega smartphones em 30 segundos
Parlamento espanhol rejeita referendo sobre independência da Catalunha
Mourinho explica que correu para instruir os jogadores e não para festejar

Capa do i i

Passos Coelho recebe hoje parceiros para discutir SMN e negociação colectiva
Rangel "não exclui" mutualização da dívida
Hospital de Évora é dos poucos que ainda não assumiu VMER
Universidades do norte unem-se para concorrer à Europa
Guerra de Sócrates com Rodrigues dos Santos faz disparar audiências da RTP
Mário Soares quer que PGR questione Durão Barroso sobre BPN
Viatura de emergência de Évora de novo parada até às 16:00 de hoje

Capa do Diário Económico Diário Económico

Vídeos da Reuters e do FT em exclusivo no Económico
Uma música de embalar
Sector portuário prossegue fase de reformas profundas
Faltam 1,12 mil milhões de financiamento comunitário
Processo na Vialonga reacende ‘guerra’ familiar na Semapa
Pedro Queiroz Pereira trava nova guerra com irmãs
Novas prioridades de investimento marcam o regresso das velhas estradas

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

Twitter ou Facebook: Consegue dizer quais as diferenças?
Por que gosta a Blackstone de pôr em bolsa as cadeias hoteleiras?
As 10 acções em destaque na sessão de 8 de Abril
Governo da Catalunha vai procurar outros "quadros legais" para organizar referendo
Rescisões no BCP garantem mais de metade dos cortes impostos por Bruxelas
"Wait - The Useful Art of Procrastination"
A espiral recessiva

Capa do Oje Oje

“É preciso intensificar combate ao desemprego jovem”, frisa Andor
Moçambique discorda da UE sobre a venda de pescado
Desemprego na Alemanha diminui pelo 4.º mês consecutivo
Fórum Económico Mundial debate América Latina
Rent-a-car sem instalações nos aeroportos começam a pagar taxa à ANA
Eurogrupo aprova 6,3 mil milhões para a Grécia
Receitas trimestrais dos casinos de Macau sobem 19,8%

Capa do Destak Destak

Futebol português "deve ir ao divã" porque "caminha para o abismo" - Emanuel Medeiros
Mais de 50 pessoas abandonam sede dos serviços de segurança em Lugansk
Igreja venezuelana diz que não há pedido formal de mediação ao Vaticano
Pelo menos 15 mortos e 35 feridos em explosão na capital do Paquistão
Navio australiano capta novos sinais acústicos que podem ser de avião desaparecido
Brasil apresentado como exemplo contra as desigualdades no Fórum Urbano Mundial
Novo parlamento da Coreia do Norte reune hoje pela primeira vez

Capa do A Bola A Bola

«Adrien é mais bonito do que o Anunciação?» - Carlos Barbosa perguntou e levou processo
Termina época para Lucas João
Mané em tratamento
Helton dá vaga na UEFA a Stefanovic
Ancelotti a torcer por Ronaldo
Benfica homenageia adepto que morreu na Luz
Ali Sonoma, a mulher pela qual todos lutariam...

Capa do Record Record

Trio inédito a meio-campo
Dez golos de Rodrigo deram 3 pontos
Incentivar estudos com três mil euros
Concorrência na frente
Roy Hodgson descarta ingleses dos favoritos
AZ treina na Luz
FC Porto ou Valongo: um vai deixar a Taça

Capa do O Jogo O Jogo

Presidente do Estoril em Campinas
Chelsea e Real Madrid: caminhos diferentes, o mesmo destino
Já voaram 15 mil bilhetes para jogo com o Benfica
"Cristiano não gosta de estar no banco"
Também tu, João?
Rui Machado junta-se a Gastão Elias
Dani Alves aos saltos no hot

"A HIPOCRESIA À FLOR DA PELE!!!..."


  Não sabia, mas afinal sabia
Este é o cavalheiro que nada sabia do BPN nem da existência da Sociedade Lusa de Negócios.!!!!!!!!!!!!!
Ainda está para nascer alguém que seja tão honesto quanto ele!!!!!!!

BRASILINO GODINHO TECLOU

E como na Alemanha, da Sr.ª Merkel, as reformas dos indígenas são risonhas e francas... Também o salário mínimo! 

Remeto-vos um texto sobre a questão dos direitos concernentes às reformas, que são consagrados pelo Tribunal Constitucional da Alemanha, em contraste com o saque que lhes é praticado em Portugal - conforme notícia vinda através da Internet. 

Que Vocelências leiam, meditem e extraiam as inerentes conclusões de ordem prática.E que tudo, em Portugal,  daqui por diante, não fique como dantes: quartel general em Abrantes... Saudando cordialmente. 

À atenção dos leitores Isto que se segue (aqui transcrito), agora recebido através da INTERNET, é como um bater de teclas de m piano, por acaso bem afinado, que venho tocando há bastantes anos… 

Brasilino Godinho "Preocupe-se mais com a sua CONSCIÊNCIA do que com a sua Reputação, porque a  CONSCIÊNCIA é o que você é, e a reputação é o que os outros pensam de você. E o que os outros pensam, é problema deles". Confúcio .... Tribunal Constitucional alemão não vai em cantigas As reformas são um direito dos trabalhadores.

O Tribunal Constitucional alemão equiparou as pensões à propriedade, pelos que os governos não podem alterá-las retroactivamente. A Constituição alemã, aprovada em 1949, não tem qualquer referência aos direitos sociais, pelo que os juízes acabaram por integrá-los na figura jurídica do direito à propriedade. 

A tese alemã considera que o direito à pensão e ao seu montante são idênticos a uma propriedade privada que foi construída ao longo dos anos pela entrega ao Estado de valores que depois têm direito a receber quando se reformam.  

Como tal, não se trata de um subsídio nem de uma benesse, e se o Estado quiser reduzir ou eliminar este direito está a restringir o direito à propriedade. Este entendimento acabou por ser acolhido pelo Tribunal Europeu dos Direitos do Homem. 

Seguindo esta filosofia, taxar de forma continuada uma pensão, de forma a reduzi-la, de facto, para além de ser uma habilidade própria da chico-espertice lusitana, configura uma imoral e desumana violação dos direitos humanos.  

Ou seja: uma forma de fazer, realmente, aquilo que eles diziam que os «vermelhos» faziam – DAR AOS VELHOS UMA INJECÇÃO ATRÁS DA ORELHA. As ironias da história têm cada uma! Enquanto isso… …Pensões dos portugueses podem ir a vida! Risco de perda de pensões é bem real. 

A iniciativa partiu de Victor Gaspar, ou seja, do PSD. Victor Gaspar ainda não foi preso, nem julgado por traição, e António José Seguro ainda não exigiu a revogação da medida.  Um dia, Seguro vai juntar-se a Victor Gaspar, e já não será nada com eles. Nem com Coelho ou Cavaco. Como já não é nada com Mário Soares ou Guterres. 

É a vida… De facto, está em curso o roubo da Segurança Social, através dos fundos depositados pelos trabalhadores e entidades patronais e geridos pelo IGFSS. Neste momento, 40% desses fundos estão aplicados em dívida pública portuguesa. 

E o Victor Gaspar, como presente de saída, deixou o diploma que vai autorizar – ou melhor, vai obrigar – o IGFSS a vender 50% aplicados noutros fundos e comprar mais dívida pública portuguesa. Ou seja, 90% do dinheiro que entregámos ao Estado para gerir as nossas reformas, vai passar a ser garantido por dívida pública de Portugal. Ou seja, em caso de perdão da dívida… lá se vai a massa. 

Nada mal pensado. Se esta decisão se fosse tomada por um gestor de uma seguradora, seria motivo para processo judicial, dado que, como se sabe, as reservas das seguradoras – garantia do cumprimento das suas obrigações – têm regras rígidas de aplicação. 

E são fiscalizadas pelo ISP. Aliás, qualquer economista, logo no 1.º ano, aprende que aplicar 90% de reservas de garantia no mesmo produto, qualquer que ele seja, é suicídio económico. E em dívida pública na actual situação, pior ainda. Até quando deixaremos os nossos políticos dar cabo da nossa vida?  

Na verdade, tudo isto acontece porque os políticos portugueses e Europeus, “SABEM” que o Povo Português é de uma ignorância e passividade à prova de bala.Enquanto os Portugueses não substituírem os seus afectos partidários por uma vigorosa e digna consciência social e política, será sempre conduzido, como gado, ao matadouro.


E como na Alemanha, da Sr.ª Merkel, as reformas dos indígenas são risonhas e francas... Também o salário mínimo!

"HÁ LAPAS NO PARLAMENTO!"

"A rapaziada dá-se bem por lá... se dá!!!! Gente sem ponta de vergonha na cara... escolheram a política como forma de estar na vida e chular o irmão contribuinte"

Os deputados que estão há 20 anos no Parlamento

Há deputados que têm assento no Parlamento português há mais de 20 anos. A constatação é do site Contratos Públicos que decidiu recolher os dados de cerca de 750 deputados que já passaram pela Assembleia desde 1992 e organizá-los pelo número de mandatos. Dezasseis deputados já vão em sete mandatos. Recorde-se que para os cargos de Presidente da República ou de Presidente de Câmara existe limitação de mandatos. Pode consultar a lista dos deputados mais antigos aqui.

A Frase


 Em baixo: "os políticos são isto.... Até os cães não gostam deles e lhe mijam!"

O problema é que a informalidade é a arma de eleição dos corruptos e dos aldrabões. Os políticos não têm agendas, as reunião não têm actas, as declarações não têm testemunhas. E, nos raros casos em que esses documentos existem, os protagonistas levam-nos para casa no fim da legislatura como se fossem propriedade sua e não património público e um elemento essencial da responsabilização dos agentes políticos.
José Vítor Malheiros, Público

BES - o novo BPP ? (CUIDADO)


Banco Espirito Santo (BES) - o novo BPP ?

Nota: Leiam com atenção este blog. Mantive-o curto e espero que de fácil entendimento. Para protecção de todos nós, divulguem-no ao máximo possível. Os dados descritos são 100% factuais e de fácil verificação.

O BES está a usar as mesmas tácticas que o BPP.
O BES está a comercializar, de forma agressiva, um produto
obrigacionista do próprio BES, para se auto financiar, fazendo com que os clientes do BES transformem Depósitos a Prazo, que estão cobertos pelo Fundo de Garantia (até 100,000 euros) em Obrigações do BES, sem qualquer protecção!

Factos:
1) O BES está a telefonar aos clientes com Depósitos a Prazo CR7

2) O BES está a sugerir em vez do CR7 uma Obrigação BES (ISIN: XS0782021140). O ISIN é o identificador do Produto registado na CMVM. Corresponde ao ISBN dos livros.

3) Esta Obrigação BES, por ser uma Obrigação, não é um Depósito a Prazo. Os clientes não tem qualquer protecção, se o BES for à falência ou se houver problemas graves.

4) Os comerciais do BES apenas falam dos juros da Obrigação BES, mas não referem:

4a) Que a Obrigação BES não tem qualquer protecção para os depositantes

4b) Que existe uma penalização na venda da Obrigação de 3%, O que quer dizer que, se comprar a Obrigação e a vender um mês depois, perde imediatamente 3% do Capital. Estamos a falar de 3% do Capital, não dos juros.

4c) A Obrigação não tem qualquer liquidez, mesmo em mercado secundário, porque é uma colocação privada. Isto é, o BES controla totalmente o preço. Pode acordar um dia e ver que perdeu 50% do capital. Quem ganhou? O próprio BES !!! Esteve a trabalhar uma vida inteira e as suas poupanças estão agora a ser utilizadas para capitalizar o BES.

4d) Ou seja, a valorização do seu dinheiro agora depende do que o próprio BES acha que vale, pois tem uma capacidade imensa de manipulação do preço, uma vez que tem uma baixíssima liquidez.

5) O BES é o único dos 4 grandes Bancos Portugueses que não teve (ainda) ajuda do Estado. Mas está a usar manobras agressivas e ilegais de financiamento.

6) Os comerciais do BES não estão a respeitar os deveres impostos pela CMVM e pelo Banco de Portugal de explicação do produto, perfilagem do risco do cliente e explicação dos riscos. Aproveitam-se das relações de confiança e emocionais com os clientes. Isto é especialmente verdade com a população sénior, mais vulnerável pelo seu conhecimento mais limitado de mercados.

7) O Dr. Ricardo Salgado na apresentação de resultados em finais de Julho de 2013 comunicou prejuízos de mais de 200 milhões de euros.  Os rácios de solvabilidade desceram de 10,9% para 10,4%, pouco acima dos 10% exigidos. Disse que tem ao seu dispor "um número de alavancas para capitalizar o Banco". Sabemos agora quais são, transformar os Depósitos a Prazo em Obrigações do BES com uma maturidade a perder de vista (2018 ou 2019). (já que os comerciais não informam que a maturidade é a altura em que as obrigaçoes vencem, ou seja, quando lhe devolvem finalmente o capital ... caso contrário se não esperar até 2018 fica sem 3% do capital como já vimos)


Lembram-se do BPP ? Dos depósitos maravilha do BPP que supostamente davam 8% ?

Afinal não foram considerados depósitos! Afinal não estavam garantidos! Afinal os clientes ficaram sem nada.

Só pode ser consideradas acções de negligência grosseira ou má-fé as políticas extremamente agressivas de comercialização destas obrigações. (se precisarem de se lembrar de mais episódios lembrem-se das Obrigações Covertíveis BES onde os detentores das Obrigações perderam mais de 50% também... foi mais uma "alavanca de capitalização" agressiva).

Acções a Tomar:
1) NUNCA converter Depósitos a Prazo em outros produtos, nomeadamente Obrigações ou Acções do BES. Em Depósitos a Prazo não corre riscos,a não ser que lhos venham a considerar como não depósitos a prazo, como no BPP!... Em Obrigações ou Acções do BES se algo correr mal ao BES fica sem o dinheiro (lembre-se do Banco Privado Português) ?

2) Se lhe apresentarem um impresso "Operações Sobre Instrumentos Financeiros" é porque a coisa já está a correr mal. É precisamente esse impresso que indica que quer fazer a subscrição das Obrigações e que conhece o risco de mercado. Não Assine.

3) Se o impresso tiver o ISIN: XS0782021140, é precisamente destas obrigações que estamos a falar. Mas podem existir outras!!! Cuidado.

4) Se tiver no seu Extracto "Compra Fora de Bolsa BES LDN6", já correu mal. Já tem Obrigações. Era mesmo isso que queria, ficar sem a protecção do seu dinheiro ao abrigo da Garantia de Depósitos? Se não era, reclame ! Junto do BES, mas mais importante junto da CMVM e Banco de Portugal, onde já não está o Victor Conatâncio e, por isso, talvez valha a pena reclamar:
http://web3.cmvm.pt/SAI/criarreclamacao.cfm

5) Agora, que já verificou a sua situação, ajude a comunidade.O BES está a transformar milhares de depósitos de idosos e pessoas com menos conhecimentos em Obrigações BES, para seu proveito próprio.